O que é preciso para ser feliz?

01/02/2020

LITURGIA DE ABERTURA
ACOLHIDA

Bom dia. Sejamos todos e todas bem vindos/as. Saúdo com as palavras do apóstolo Paula para comunidade de Jerusalém: “Vós tendes necessidade de perseverança, a fim de que, realizando a vontade de Deus, recebais o que Ele promete” (Hb 10.36).
HINO: 326 O povo de Deus
SAUDAÇÃO
Estamos reunidos/as, e celebramos este culto lembrando do trino Deus, Pai Filho e Espírito Santo.
Felicidades (Berthold Brecht)
O primeiro olhar da janela, de manhã
O velho livro perdido e reencontrado
Rostos animados
A neve, a sucessão das estações
Jornais
O cachorro
A reflexão
Tomar banho, nadar um pouco
A música antiga
Sapatos macios
Compreender
A música nova
Escrever, plantar
Viajar, cantar
Ser camarada.
HINO: 462 Quero cantar ao Senhor
CONFISSÃO DE PECADOS
Senhor nosso Deus, chegamos até ti para agradecer pela vida e por todas as coisas belas que existem neste mundo. Agradecemos pelo dom da alegria. Mas também Senhor gostaríamos de confessar que preferimos o egoísmo, a ofensa, o ódio e praticamos ações que causam a tristeza no próximo. Também nos omitimos diante da tristeza e da solidão dos amigos e familiares. Damos mais valor ao poder do dinheiro, da riqueza e nos esquecemos de ser pessoas humildes e misericordiosas. Nos omitimos diante das injustiças e deixamos de anunciar o teu Reino. Por tudo isso, querido Deus, pedimos teu perdão.
ANÚNCIO DO PERDÃO
Felizes as pessoas que confessam seus pecados, arrependem-se deles e desejam viver nova vida. Que o perdão de Deus te alcance e te transforme em bem-aventurado. Por Jesus Cristo. Amém.
HINO: 263 Bendirei ao Senhor
Salmo 15 - O cidadão dos céus
ORAÇÃO DO DIA
Bondoso e eterno Deus, tu nos revelaste por meio do teu filho Jesus, que nos anunciou o Reino de paz, justiça e de felicidade. A esperança do Reino de Deus conduziu o teu povo por séculos. Este reino que é oposto do modelo de poder deste mundo. Pedimos que teu Santo Espírito ilumine e dê aos governantes para promover políticas para as pessoas pobres e humildes. E que as pessoas desempregadas, as pessoas simples, as que ouvem que não prosperam porque não tem méritos, recebam de nossas autoridades e atenção. Pedimos ainda pelas lideranças da Igreja, para retornem sempre à mensagem do Reino de Deus, que é de indignação com a injustiça social que assola nossas comunidades, e de profundo amor aos que choram e sofrem. 
LITURGIA DA PALAVRA
LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: 1 Co 1.18-31
HINO: 437 Quando o Espírito de Deus soprou
2ª Leitura Bíblica: Mt 5.1-12

Tema: O que é preciso para ser feliz?
Prezada Comunidade reunida.
Antes de lermos o texto do evangelho para a mensagem do dia de hoje gostaria de perguntar: Vocês são pessoas felizes? Encontram alegria no seu dia a dia?
O que é preciso para gente ser feliz? Dinheiro. Podemos comprar a felicidade. As propagandas que passam na TV, no celular dizem que sim. As propagandas da coca-cola sempre procuram transmitir a mensagem de que a felicidade está dentro da garrafa ou da latinha de coca. Podemos beber a felicidade.
Ou ainda, insistem em dizer que a felicidade pode ser alcançada quando compramos algo. Ou ainda quando temos grandes riquezas, poder e fama. No mundo de hoje, a felicidade pode ser conquistada porque se tem um corpo bonito. Os ideais de felicidade e de alegria são comercializados por meio de histórias de quem prosperou na vida, tanto financeiramente e quanto com sucesso. Em resumo, dinheiro, sucesso, fama e poder são os ideais de felicidade.
No tempo de Jesus, não era muito diferente. Se a pessoa era doente, excluída, pobre era porque ela estava sofrendo castigo por causa de seus pecados. Por isso, Jesus fala de um Reinado de Justiça e alegria que logo virá. E esse reinado é o oposto, o contrário dos valores da sociedade da época. E aí vem as bem-aventuranças, que diz quais são as características das pessoas que já alcançam este reino de felicidade. (Leitura de Mt 5.1-12).
Jesus chama de felizes justamente aquelas pessoas despossuídas de poder e que sofrem várias formas de violência e opressão; as que buscam reagir, praticando resistência solidária, mas não aquelas pessoas que praticam a violência e a opressão.
Para Jesus, felizes são as pessoas pobres de espírito. Pobre de espírito quer dizer uma pessoa que não é apenas pobre de posses, mas caracteriza uma situação de necessidade e de sofrimento abrangentes. Na época de Mateus, a comunidade de Jerusalém vivia o sofrimento da perseguição romana aos judeus.
São ainda felizes as pessoas choram. As pessoas que choram e lutam pela vida. As pessoas que se solidariza com os que sofrem. Aos olhos de hoje: como se pode ser feliz em meio ao sofrimento e com a solidariedade às pessoas que estão em situação de insucesso? Como diz Paulo, para o mundo isso é loucura e fraqueza. Para Deus é força.
Felizes os mansos, que são as pessoas que enfrentam o ódio, a violência e a insegurança deste mundo com amor e carinho. Que resistem à ofensa com serenidade e com flores. A única coisa que pode vencer o ódio e a guerra é o amor.
Felizes os que fome e sede de justiça e que são misericordiosos, que são as pessoas que se solidarizam com que não tem o que comer e nem beber. Que se colocam no lugar das outras pessoas. Que tem misericórdia das pessoas que são esquecidas e abandonadas. E também que lutam para haver mais justiça numa sociedade marcada pela desigualdade.
Felizes os que tem coração puro e que buscam a paz. Podemos dizer que essas pessoas procuram praticar o mandamento do amor ao próximo. Que não tem maldade no agir, que não faz as coisas com segundas intenções. Isso tem a ver com agir através de gestos para aproximação das pessoas que estão brigadas. Ou ainda, de não desejar a morte pra ninguém.
E se por causa desse modo de agir, formos perseguidos. Ou se nos disserem que somos bobos e ingênuos por acreditarmos nestes modos de ser e de vir, ainda assim seremos felizes. Isso porque Felizes os que são perseguidos e injuriados.
Na promessa do Reino que Jesus nos faz, nos é revelado a loucura, a “fraqueza” das bem-aventuranças, pois as pessoas que, de acordo com o julgamento humano, são coitadas e bobas é que são escolhidas por Deus, a elas é prometida salvação. A elas é prometida a felicidade eterna. Isso porque Jesus já nos diz que somos felizes. Não se trata de apenas desejar a felicidades, más já somos abençoados com ela.
Ninguém consegue ser e ter todas estas bem-aventuranças da felicidade. E o mais importante: a esperança que essa promessa de Jesus nos proporciona enche nossa vida. Nos impulsiona a seguir em frente. Nos faz perceber que já somos felizes.
O mais importante: NINGUÉM É FELIZ SOZINHO. Felicidade se dá no encontro com as outras pessoas e no caminhar, e também nas paradas. Em resumo, no convívio.
Somente na fé em Cristo podemos ver e perceber a felicidade de forma concreta. A esperança do Reino de Deus, reino de alegria eterna, é que faz a gente olhar para o mundo e ver a felicidade nas grandes e nas pequenas coisas.
Por isso, gostaria de compartilhar, para encerrar, uma crônica sobre como se pode ser ver a felicidade:
A arte de ser feliz (Cecília Meirelles)
Houve um tempo em que minha janela se abria sobre uma cidade que parecia ser feita de giz. Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco. Era uma época de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto.

Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde, e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas. Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse. E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.

Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor. Outras vezes encontro nuvens espessas. Avisto crianças que vão para a escola. Pardais que pulam pelo muro. Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais. Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar. Marimbondos que sempre me parecem personagens de contos de fadas.

Ás vezes, um galo canta. Às vezes, um avião passa. Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino. E eu me sinto completamente feliz. Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.
Que Deus sempre nos lembre de como ser feliz. E que o seu Espírito nos lembre já somos felizes e nos mobilize para viver como os bem-aventurados. Amém
HINO: 249, Graças Senhor eu rendo
ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
Todos estes pedidos e agradecimentos e das pessoas que aqui não puderam estar colocamos na oração que teu filho Jesus Cristo nos ensinou.
PAI NOSSO
Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia. Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.
LITURGIA DE DESPEDIDA
AVISOS

HINO FINAL: 286 Obrigado Pai Celeste
BÊNÇÃO FINAL
Que tua vida, amigos, sejam sempre para o melhor
Que o sol aqueça o teu viver
Que a chuva caia suave no teu lar
E até nos encontrarmos outra vez
Que Deus te segure nas suas mãos
E te guie para tempos de felicidade.

Que o Senhor, te abençoe e guarde
Que o Senhor, sobre ti levante o seu rosto
E te dê paz.
ENVIO: Ide em paz, e servi ao Senhor com muita alegria.
 


Autor(a): PPHMista Willian Kaizer de Oliveira
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense / Paróquia: Garuva-SC (Martinho Lutero)
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 5 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 12
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 54994
REDE DE RECURSOS
+
Importa, acima de tudo, que homem e mulher convivam em amor e concórdia, para que um queira ao outro de coração e com fidelidade integral.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br