Orações para o culto

01/01/1979

Orações para o culto (veja também: Confissão de pecado)

Senhor, nós estamos reunidos para ouvirmos a tua palavra. Nós precisamos dela para viver. Fala tu conosco, Senhor, e ajuda-nos para que te possamos responder, com fé e confiança. Perdoa-nos a nossa culpa e tira tudo de nosso caminho que nos quer impedir a seguir Jesus, Amém.

Misericordioso e benigno Deus, nosso Pai por Jesus Cristo. Agradecemos-te, de coração, por podermos estar aqui juntos para adorar e para ouvir. Agradecemos-te por pertencermos ao povo de Jesus. Nós sabemos que o homem não vive só de pão, que vive de tua palavra. Dá-nos Senhor, o que precisamos para viver. Conforta-nos e fortalece-nos no caminho da fé e da obediência. Amém. 

Pai celeste: Em nome de Jesus, teu amado Filho e nosso Salvador, nós te rogamos que nos ilumines com teu Espírito Santo para que possamos entender a tua palavra. A nossa própria luz não basta; ela nos deixa no escuro. Que teu Espírito nos abra o entendimento e nos abra o coração para que teu evangelho possa frutificar. Amém. 

Senhor, tu sabes como é fraca a nossa fé. Sabes como nós somos inseguros e incoerentes. Sabes que nosso testemunho não é uma luz clara para os que não conhecem o evangelho. Dá-nos nova vida, Senhor. Dá-nos ânimo e alegria de vivermos a nossa fé. Dá-nos fome e sede de tua palavra. Queiras abençoar a tua palavra em nós todos, nesta hora. Amém. 

Onipotente e misericordioso Deus, nosso Pai por Jesus Cristo, Sabemos que é um direito glorioso podermos falar contigo, assim como filhos falam com seu pai. O teu amor nos encoraja a te dizer tudo o que pesa em nossos corações. Assim não queremos esconder nada de ti, e te rogamos que nos fales com poder, assim que nossos corações sejam movidos para obedecer e servir. Amém. 

Deus da graça e da paz. Obrigado pela comunhão do povo de Cristo, ao qual nós pertencemos! Obrigado pelo convívio fraternal, obrigado por nossa comunidade, obrigado pelo evangelho. Faze brilhar a tua graça sobre nós, hoje. Que ninguém precise sair deste lugar, faminto. Vence a resistência de nosso coração e toma posse do templo que tu criaste para que seja tua habitação. Amém. 

Senhor e Salvador: Ajuda-me a sair de minha solidão. Ajuda-me a vencer o meu egoísmo. Eu sei que em tua comunidade há irmãos e irmãs. Eu sei que entre teus discípulos há amor, respeito e aceitação. Dá, Senhor, que eu seja um membro vivo de teu corpo. Dá que eu possa viver e servir em tua comunidade, como fiel discípulo. Amém. 

Criador nosso e Salvador nosso: Louvado seja teu nome por nos teres convidado para termos comunhão sob a tua palavra. Teu evangelho nos pode orientar, neste mundo conturbado por tantas vozes confusas. Que assim seja, Senhor. Que teu Espírito Santo nos ilumine e que nos capacite para servir e para obedecer. Amém. 

Orações para diversas ocasiões 

(manhã): Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Agradeço-te, meu Pai Celeste, por Jesus Cristo, teu Filho amado, por me teres guardado esta noite de todo dano e perigo. Peço-te que também no dia de hoje me queiras guardar de pecados e de todo o mal, para que a minha vida e tudo que faço te agradem. Assim me entrego em tuas mãos, meu corpo, minha alma e tudo. Teu santo anjo esteja comigo para que o maligno não tenha po-der em minha vida. Amém. (do Pequeno Catecismo) 

(manhã): Deus misericordioso, Pai Celeste: Agradecemos-te por este novo dia. Tu nos deste uma noite tranqüila, deste-nos repouso e paz. Teu nome seja louvado. Rogamos-te: Sê conosco em todos os caminhos pelos quais hoje andamos. Dá-nos o que precisamos para cumprirmos a tarefa que nos deste. Que possamos viver perto de ti, sempre. Que possamos enfrentar os problemas deste dia com fé e coragem. Amém.

(noite): Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Agradeço-te, meu Pai Celeste, por Jesus Cristo, teu Filho amado, por me teres guardado graciosamente durante o dia. Peço-te que me queiras perdoar os pecados, as injustiças que cometi e que me queiras guardar benignamente nesta noite. Assim me entrego em tuas mãos, meu corpo, minha alma e tudo. Teu santo anjo seja comigo para que o maligno não tenha poder em minha vida. Amém. (do Pequeno Catecismo) 

(noite): Pai Celeste, obrigado por mais este dia de nossa vida. Ele foi uma dádiva tua. Foi uma oportunidade de crer, de amar e de servir. Obrigado pelos meus bem-amados. Obrigado por todos os meus próximos. Obrigado pela saúde, pelo trabalho e pelo descanso. Obrigado por todas as tuas dádivas. Obrigado por tua presença em nosso lar, por tua proteção em todos os nossos caminhos. Dá-nos que possamos descansar em paz, durante esta noite, e que amanhã possamos acordar, alegres e animados, prontos para enfrentar as tarefas de um novo dia. Amém.

(refeição): Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum só de seus benefícios. Amém. 

(refeição): Ó vem, Senhor Jesus, sê nosso convidado, e tudo que nos das, nos seja abençoado. Amém. (refeição): Senhor, agradecemos-te por estas tuas dádivas. Agradecemos-te por tua bondade e por teu amor. Amém. 

(refeição): Graças te damos, Senhor, pois tu es bondoso e tua misericórdia dura para sempre. Amém. 

(refeição): Obrigado, Senhor, por esta mesa posta. Obrigado pelo pão de cada dia. Que estas dádivas nos fortaleçam para o trabalho e para o serviço em tua seara. Amém.

(refeição): Senhor, tu disseste: Não só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que procede da boca de Deus. Agradecemos-te pelo pão e agradecemos-te por tua palavra. Amém. 

(refeição): Vivemos, só Senhor, do pão que tu nos dás. dos dons de teu amor, de tua graça e paz. Amém. 

(doença): Pai Celeste: Em nome de Jesus eu te peço por este meu filho ( ) doente. Tu sabes, como vivemos angustiados e como nos preocupamos por sua vida. Queiras, por teu amor, vencer o poder da doença e permitir que nosso filho ( . ) querido recupere a saúde. Queremos abrigar-nos em tuas mãos. Queremos confiar em teu poder. Nada nos poderá separar de teu amor. Amém.

(doença): Senhor, esta doença que me atingiu, me angustia. Eu não tinha contado com a possibilidade de ficar doente. Vivi tão seguro, tão confiado em mim mesmo. E agora os médicos me dizem que tenho de contar com longas semanas de enfermidade. Ajuda-me, Senhor, a vencer a ansiedade e a incerteza que querem tomar conta de mim. Transforma tu esta doença. Não permitas que me afaste de ti. Faze dela um instrumento de tua graça. Amém. 

(problemas de convivência): Senhor, eu venho trazer à tua presença o que me pesa no coração. Tu sabes que me desentendi com uma criatura tua. Sabes que o rancor e a irritação tomaram conta de mim e que há uma barreira entre mim e ( . . . ) que não consigo transpor por mira mesmo. Senhor, perdoa as minhas palavras precipitadas. Perdoa a minha falta de amor. Peço-te por ( ). Fala a ele e fala a mim também. Faze que nos perdoemos um ao outro e que nos aceitemos, assim como tu nos aceitaste em Jesus Cristo, Amém. 

(pelos servidores de Cristo): Senhor, eu te peço que abençoes o serviço de nosso pastor. Ajuda-lhe para que possa anunciar o teu evangelho com clareza. E que ele tenha a saúde, a coragem, a paciência e a alegria de que precisa para o seu serviço. E pe-ço-te por todos os outros obreiros que pregam, ensinam ou que servem de outra forma. Dá-lhes autoridade para falar e agir em teu nome. Que eu também seja teu servidor. Amém.

(matrimônio): Senhor, eu te peço, queiras abençoar nosso matrimônio. Nós sentimos cada dia, como somos criaturas falhas e fracas. Facilmente nos irritamos, e somos inclinados a procurar a culpa, não em nós, mas em nosso cônjuge. Não permitas, Senhor, que nosso matrimônio seja esvaziado. Ajuda-nos a vencermos a rotina, a indiferença, a frieza dos corações. Renova nosso amor e dá que nos aceitemos, cada dia de novo, dando graças a ti pela dádiva de nosso lar. Amém. 

(filhos, lar): Pai Celeste: Tu nos deste esta grande alegria: Deste-nos filhos que gozam de boa saúde. Deste-nos a força 'para criá-los e para dar-lhes tudo de que precisam. Rogamos-te por nossos filhos, Senhor. Eles são teus filhos nós apenas somos instrumentos teus. Que eles o saibam, Senhor e que te amem e te obedeçam. Dá que possamos ser seus guias e seus amigos. Abençoa nosso lar e faze com que seja um lugar de felicidade e de paz. Amém.

(por uma pessoa desencaminhada): Deus e Senhor: Quero pedir-te, nesta hora, por ( . ). Tu sabes de toda a sua miséria. Sabes que ele corre perigo de se perder. Mas tu não queres que um dos teus filhos se perca. Ó Senhor, acende uma luz em sua vida. Abre os seus olhos para que veja com clareza o teu caminho bom e que se decida por ele. Fala tu a ele e faze-nos ser instrumentos de teu amor. Amém. 

(confissão de pecado): Deus, Senhor onipotente, Pai misericordioso! Eu, pobre e miserável homem, confesso-te todos os meus pecados e iniquidades que cometi em pensamentos, em palavras e ações e com os quais a qualquer hora causei a tua ira, merecendo o teu castigo, temporária e eternamente. Todos eles, porém, me oprimem e deles me arrependo de todo o coração, e suplico-te, pela tua infinita misericórdia, pela inocente e amarga paixão e morte de teu Filho Jesus Cristo, queiras compadecer-te de mim, pobre homem pecador, perdoar-me todos os meus pecados e conceder-me benignamente a força de teu Espírito Santo para que possa viver uma vida nova. Amém. ( Lutero) 

Por quem interceder: Por esposo, esposa, filhos, pais, irmãos, sogros, outros parentes, vizinhos, amigos, doentes, jovens, idosos; comunidade, pastores e outros obreiros, professores, médicos, enfermeiros, presidente, governador, prefeito, representantes do povo, juízes, policiais — por órfãos, viúvas, por pessoas tristes e solitárias, por nossos inimigos.

( Escolha duas ou três pessoas de cada vez. Interceda por elas seriamente perante Deus e trate de pôr-se ao lado delas, como seu irmão ou sua irmã, que intercedeu por elas junto ao Pai comum).

Veja:

Lindolfo Weingärtner 
Lançarei as redes - Sermonário para o lar cristão
Editora Sinodal
São Leopoldo - RS

 


Autor(a): Lindolfo Weingärtner
Âmbito: IECLB
Título da publicação: Lançarei as redes - Sermonário para o lar cristão / Editora: Editora Sinodal / Ano: 1979
Natureza do Texto: Oração
ID: 19565
REDE DE RECURSOS
+
A Deus, aos pais e aos mestres, nunca se poderá agradecer e recompensar de modo suficiente.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br