Osvaldo, Fritz e a mãe...

09/10/2019

Osvaldo estava cortando a grama. De repente, um cão de olhar cansado entrou no jardim. Pela coleira e seu pelo brilhante percebia-se que tinha dono e era bem cuidado. Ele se achegou. Recebeu um dengo. Então, sem cerimônia, entrou em casa, passou pela sala e deitou-se num cantinho do tapete, onde adormeceu. Uma hora depois ele foi até o portão e latiu. Então, Osvaldo o deixou sair. Bem devagar, ele sumiu de vista. No dia seguinte voltou e fez festinha no jardim. Novamente, entrou na casa e dormiu por uma hora no tapete. Isso se repetiu por alguns dias. Curioso, Osvaldo resolveu colocar um bilhete na coleira com a pergunta: Quem é o dono deste lindo e amável cão? Ao mesmo tempo, comunicou: Todas as tardes ele vem até a minha casa para tirar uma soneca. No dia seguinte, o velho cão chegou para sua habitual soneca, mas com outro bilhete na coleira: Ele se chama Fritz. Em nossa casa há 3 crianças. Provavelmente ele está tentando descansar um pouco. Posso ir com ele amanhã? Certa vez, Jesus disse aos seus amados (Mateus 11.28-30): Se estiverem cansados, acheguem-se a mim! Eu lhes darei descanso. Aceite o desafio!


Autor(a): P. Euclécio Schieck
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense / Paróquia: Garuva-SC (Martinho Lutero)
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 11 / Versículo Inicial: 28 / Versículo Final: 30
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 53703
REDE DE RECURSOS
+
Que todo o meu ser louve o Senhor e que eu não esqueça nenhuma de suas bênçãos!
Salmo 103.2
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br