Por que vale a pena comemorar a Reforma?

13/10/2017

Um olhar sobre Wittenberg
Mesa de trabalho de Martim Lutero
1 | 1
Ampliar

Luteranos e luteranas, bem como outras confissões, no mundo inteiro, estão em festa! A IECLB está em festa! Como Igreja herdeira dos princípios da Reforma em solo brasileiro, a IECLB é desafiada a permanecer sempre em Reforma para, cada vez com mais empenho e qualidade, proclamar o Evangelho de Jesus Cristo, estimulando a sua vivência pessoal na família e na comunidade, promovendo a paz, a justiça e o amor na sociedade brasileira e no mundo.
Outro dia alguém perguntou: Por que vale a pena comemorar a Reforma?
A primeira coisa que me ocorreu foi responder: Para lembrar que a graça de Deus não pode ser negociada ou comprada. Uma das situações mais polêmicas contestadas por Martim Lutero foi a venda de indulgências.
Indulgências eram documentos que vinham assinados pelo papa e que eram vendidas. Com essas indulgências os compradores garantiam sua salvação e até se podia comprar a absolvição de parentes falecidos, garantindo que teriam acesso ao céu. Hoje também há igrejas que garantem, nas suas interpretações a partir da teologia da prosperidade, que há bênçãos para quem paga.
Só para termos uma rápida ideia sobre o que Lutero contestou nas suas 95 teses, lembro três delas:
Tese 6: O papa não pode perdoar uma única culpa de pecado, senão declarar e confirmar que a culpa já foi perdoada por Deus.
Tese 27: Pregam futilidades humanas todos os que afirmam que tão logo a moeda soar ao ser jogada na caixa, a alma se eleva do purgatório.
Tese 32: Serão eternamente condenados, juntamente com seus mestres, aqueles que julgam obter certeza de sua salvação mediante indulgências.
E aí, como fica? O que temos negociado ou barganhado com Deus?
O desafio é nosso, é atual. É viver pela graça.
A graça de Deus nos liberta e o seu amor nos compromete!

Pa. Ma. Tânia Cristina Weimer
Pastora Sinodal do Sínodo Nordeste Gaúcho
 

COMUNICAÇÃO
+
Entrega os seus problemas ao Senhor e Ele o ajudará.
Salmo 55.22
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br