Proposta de Liturgia para Celebração de Advento 2014

Rede de Mulheres e Justiça de Gênero das Igrejas Luteranas da América Latina e Caribe filiadas à FLM

24/11/2014

 

PROPOSTA DE LITURGIA PARA CELEBRAÇÃO DE ADVENTO 2014

Tema: Onde nascerá Jesus, o filho de Deus prometido?”

Material necessário: uma coroa de Advento com as velas apagadas
Junto ao altar: uma figura grande de uma mulher grávida em argila. Ao redor da figura, colocar uma sandália (de migrantes) e algumas dessas mensagens: “Vem, Senhor, e não demore”. “Venham e adoremos o salvador que virá”. “O Senhor está perto, venha recebê-lo”. “Oh sabedoria, vem nos ensinar o caminho do amor”.

 

Liturgia de Entrada

Prelúdio

Acolhida

L: Bom dia (boa tarde/noite)!

Deus nos chama para celebrar este culto neste tempo em que esperamos a nova vinda do Filho de Deus ao mundo. Alegremo-nos porque aquele que está para chegar é alguém muito especial, é o Filho de Deus, o Messias, o prometido.

O termo “advento” vem do latim adventus, que significa “vinda”, “chegada”. A cor litúrgica usada durante este tempo é o roxo, que significa penitência e preparação. Com o Advento iniciamos um novo ano litúrgico na igreja.

Neste culto, vamos dar graças a Deus pela oportunidade de podermos celebrar e, em comunidade, nos preparar para a vinda do Messias prometido.

Canto

Saudação (de pé)

L: Que a graça e o amor de Deus, que é vida; a força e a coragem do Espírito de sabedoria; a paz e a misericórdia do Cristo ressuscitado, estejam conosco. Amém!

Confissão dos pecados

C: Deus, olha com bondade e misericórdia para nós que te suplicamos: envia aquele que há de enviar. Que o teu filho não demore! Nós ansiamos por tua chegada! Que o menino Jesus nasça em nossos corações para nos libertar do nosso orgulho, da nossa arrogância, da nossa falta de solidariedade, dos nossos preconceitos, da nossa maldade e da nossa violência. Perdoa-nos e fortalece-nos, Deus, pois somos pessoas fracas e pecadoras. Não damos abrigo às pessoas estrangeiras, não acolhemos as necessitadas, não buscamos a justiça social e não desejamos melhores condições de vida para todas as pessoas. Perdoa-nos Deus, por olharmos com desprezo e desconfiança as pessoas de outras raças, línguas, costumes e culturas, que buscam no Brasil e em nossas cidades oportunidade de uma vida melhor e mais digna para si e sua família.

Por tua bondade e justiça, criaste um mundo maravilhoso para nós e o teu desejo é de que não haja muros de divisões. Deus, ajuda-nos a crescer no amor e na fé de que em ti tudo podemos e que para ti nada é impossível. Por Cristo, teu Filho, nosso Salvador. Amém.

Absolvição

L: Nós somos o povo amado e redimido por Deus, que rejeita o pecado e nos aceita por meio de sua graça. Ele nos estimula a caminhar no amor e na justiça e nos envia a viver uma vida de santidade no lugar onde nos encontramos. Estamos, portanto, perdoadas e perdoados de todos os nossos fardos e pecados pela fé em seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.

O acender da primeira vela da coroa de Advento

L: Advento é tempo de preparação e espera. Semana após semana, vamos acender uma das quatro velas desta coroa que aqui está. Com este gesto queremos expressar a nossa preparação gradual para receber a Jesus, o Filho de Deus, no Natal. As luzes das velas nos lembram que Jesus é a luz do mundo e veio para dissipar as trevas. A cor verde da coroa representa a vida e a esperança que Jesus nos traz. Podemos dizer que, pela forma como Jesus nasceu, ele foi um migrante. Nesse tempo de preparação pedimos que Jesus nos ajude a entender que nenhum ser humano é criatura ilegítima de Deus. Todas as pessoas são filhas de Deus e todas têm igual direito à participação nos bens e benefícios de sua criação.

Como sinal de compromisso com a preparação para a vinda deste Jesus, acendemos a primeira vela desta coroa.
(acender a vela da coroa de Advento)

Gloria

L: Louvemos a Deus porque Ele perdoou nossos pecados e caminha conosco, seu povo. Louvemos a Deus que se identifica com toda pessoa que, por necessidade, muitas vezes arrisca a vida em travessias perigosas por desertos e mares, deixa sua terra para buscar refúgio em outros países. Essas pessoas são testemunho do amor e da proteção de Deus ao longo do caminho, em sua migração. A presença do Espírito divino no meio do deserto árido é um sopro de vida e de esperança para elas.

L. Unamos nossas vozes para glorificar a Deus, que é Deus de amor. Cantemos a Deus que nos dá a esperança em tempos de crise e acompanha-nos na angústia, na dor e nos momentos em que mais necessitamos de sua presença.

C ♫: Gloria, pra sempre ao Cordeiro de Deus (471 HPD2)

Oração do dia

L. Deus de amor e de bondade, desde o princípio caminhas com teu povo. Na travessia do deserto, na saída do Egito, o povo de Israel sentiu e viu a tua presença através da nuvem que o acompanhava durante o dia e a coluna de fogo que iluminava seu caminho durante a noite. Pedimos a tua luz, ó Deus, para este momento em que ouviremos a tua Palavra. Abre nossas mentes e corações, Deus, para o que Tu tens a nos dizer. Por Cristo, teu Filho, nosso Salvador.

C. Amém.

Liturgia da Palavra

“Lâmpada para os nossos pés é a Palavra de Deus e luz para os nossos caminhos”. Ouçamos com devoção as leituras bíblicas.

1ª leitura: Isaías 64.1-9

C ♫: É como a chuva que lava, é como o fogo que apaga. Tua Palavra é assim, não passa por mim sem deixar um sinal.

Aclamação do Evangelho

C ♫: Aleluia

Leitura do Evangelho: Mateus 24.36-44

...Palavra do Senhor
C ♫: Louvado sejas, Cristo.

Prédica

Confissão de fé

Nós cremos em um Deus, que fez o céu e a terra, o visível e o invisível aos nossos olhos. Ele separou a terra das águas sem deixar fronteiras ou limites territoriais que impeçam a passagem livre de seus filhos e de suas filhas, e nos encarregou de cuidar da terra e dela tirar o justo e necessário para as nossas vidas. Cremos que Deus ouve o choro de seus filhos e suas filhas, de migrantes no deserto e no exílio; liberta quem está no cativeiro e conduz quem sofre opressão para a tão desejada liberdade;

Nós cremos em Cristo ressuscitado, que morreu por nós, por causa dos nossos pecados. Ele nasceu em uma manjedoura, no exílio, filho de Maria, que migrou para o Egito, juntamente com José, seu esposo, para cumprir a lei. Cremos em Cristo que, mesmo inocente, foi morto e que, por meio de sua ressurreição, deu-nos a vida eterna. Agora esperamos, fervorosamente, que nasça em nossos corações e nos encha de alegria e paz.

Nós cremos no Espírito Santo, Espírito consolador e doador de força, que nos auxilia nos momentos de fraqueza e dor e nos têm sob suas asas protetoras. Cremos no Espírito Santo que nos une em comunidade de fé, sem levar em conta a nossa nacionalidade, credo e raça, com o objetivo de nos animar e fortalecer na esperança de alcançar a vida eterna prometida que tanto desejamos. Amém.

Canto com recolhimento das ofertas

Oração Geral da Igreja

L. Um dos serviços que a Igreja de Jesus Cristo pode prestar ao mundo é interceder por ele. Convido as pessoas que podem a se colocar de pé para orarmos. Após cada intercessão, cantamos: “Inclina, Senhor, teu ouvido, escuta o nosso clamor”. (Livro do Culto, VIII 351)

L. Deus de amor e de bondade, nós te suplicamos, ajude-nos a nos prepararmos para receber teu Filho, Jesus Cristo, em um ambiente livre de violência, mortes, assaltos, dor e tristeza. Nós te pedimos:

C ♫: Inclina, Senhor, teus ouvidos, escuta o nosso clamor.

L. Pedimos-te, Deus da unidade, pela Igreja, a visível e a invisível, para que se mantenha sempre alerta, sempre pronta e disposta a acolher e a dar as boas vindas à pessoa estrangeira, necessitada, pobre, solitária. Nós te pedimos:

C ♫: Inclina, Senhor, teus ouvidos, escuta o nosso clamor.

L. Capacita-nos, Deus, a anunciar com alegria a chegada do Messias, para que cada pessoa, em cada lar, se sinta motivada a transformar suas vidas, o bem mais precioso para Deus. Nós te pedimos:

C ♫: Inclina, Senhor, teus ouvidos, escuta o nosso clamor.

L. Colocamos em tuas mãos, Deus de amor, todas as pessoas migrantes e refugiadas em qualquer parte do mundo, que atualmente estão sendo submetidas a situações de solidão, abandono, marginalização, pobreza, exclusão e todas as formas de violência, física, psicológica ou verbal. Somos, sem distinção, teus filhos e tuas filhas. Por isso clamamos por justiça. Por Jesus Cristo, teu filho esperado.

C ♫: Amém.

Liturgia da Santa Ceia

Oração do ofertório

L. Louvamos-te, Deus de bondade, por teu agir bondoso e amoroso em nosso viver.
Louvamos-te pelas dádivas da tua criação, pelas ofertas aqui trazidas, pelo pão e o fruto da videira presentes nesta mesa. Louvamos-te pelo teu amor que nos acompanha ao longo do caminho. Que a ceia que aqui vamos celebrar seja um sinal concreto da salvação que teu filho Jesus Cristo nos oferece. Que ela nos fortaleça no testemunho da verdadeira comunhão.

C.: Amém.

Diálogo

L. O Senhor esteja com vocês.

C. E também com você.

L. Vamos elevar nossos corações a Deus.

C. Ao Senhor os elevamos.

L. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

C. Isso é digno e justo.

Oração eucarística

L. Grande e maravilhoso é a tua justiça, ó Deus. O teu grande amor e a tua verdade são fontes de toda a criação. Tu és o nosso refúgio e fortaleza. Oramos em teu nome para celebrar a vida em esperança e harmonia para todas as pessoas.

C. Graças te damos por cada dia que nos permites viver, rumo ao novo céu e à nova terra, reconhecendo-nos através da solidariedade e das lutas do nosso povo.

Afirmamos nossa esperança na vinda do teu Reino. Assim, com toda a Igreja, de todos os tempos, unimos nossas vozes para te louvar.

C ♫: Santo é você, Senhor (361 HPD2)

L. O Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão, e, tendo dado graças, o partiu e disse: “Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim.” Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: “Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes em que o beberdes, em memória de mim.”

L. Ó Deus, lembrando esta ordem dada a nós por Jesus Cristo, nós te pedimos, envia-nos o Espírito Santo que nos torna um só corpo mediante o corpo e o sangue de nosso Senhor Jesus Cristo. Lembra-te de todas as pessoas que nos antecederam na morte, nas travessias de desertos, mares e fronteiras demarcadas. Reúne-nos com elas na festa do teu Reino, onde não mais haverá nenhum tipo de barreira nos impedindo de caminhar.

L. Por Cristo, com e em Cristo, seja a ti, Pai, todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda glória, agora e sempre, amém!

L. Unamos nossas vozes com todas as pessoas que buscam, desejam e esperam um mundo diferente, onde a justiça e a paz sejam realidades, na oração que Jesus mesmo ensinou:

Pai nosso...

Gesto da paz

L. Com um aperto de mão ou um abraço, vamos desejar a paz de Cristo à pessoa que está ao nosso lado.

Fração

L: O cálice da bênção pelo qual damos graças é a comunhão no sangue de Cristo. O pão que compartilhamos é comunhão no corpo de Cristo.

C ♫: Nós embora muitos somos um só corpo.

L. Com o pedaço de pão, nos comprometemos a fomentar o diálogo. Com o gole do fruto da videira, nos comprometemos a promover a participação para dar continuidade no processo de transformação do mundo. Sentemo-nos, pois, à mesa e celebremos o novo Reino de justiça e equidade.

Comunhão

Oração pós comunhão

L. Nós te agradecemos, Deus, pela dádiva da salvação que nos ofereces. Que nunca se apague a chama do teu amor entre nós. E com Jesus Cristo, através desta partilha, continuemos a aprender que temos o direito a uma vida digna, verdade que continuaremos a proclamar juntamente com as pessoas excluídas e marginalizadas. Amém.

Liturgia da Saída

Avisos

Canto

Bênção

L. Preparando-nos para retornar para os desafios de cada dia, nós pedimos a bênção de Deus:
Que o Deus de todos os povos,
Do norte e sul, leste e oeste,
Abençoe-nos e receba-nos em seu amor;
Que Jesus, que caminha conosco,
Nos acompanhe e nos sustente em sua infinita graça;
Que o Espírito Santo nos ajude a transpor as barreiras do ódio,
E nos alivie em nossas aflições, dando-nos paz.
Amém!
(bênção do migrante)

Envio

L. Que o Deus da vida que permanece fiel às promessas feitas aos seus filhos e às suas filhas guie-nos em nossa vida de serviço em amor e alegria ao nosso próximo e à nossa próxima; que nos anime para a solidariedade junto às pessoas migrantes e refugiadas para aliviar sua carga.
Vamos, pois, em paz e sirvamos a Deus com alegria.

C. Damos graças a Deus.

Pós-lúdio


Liturgia preparada pelas Pa. Blanca Irma Rodríguez, ILS, El Salvador e Pa. Geraldina Alvarez, ILCO, Costa Rica.

Traduzida para o português por Laura Herrera Alvarez.

Rede de Mulheres e Justiça de Gênero das Igrejas Luteranas da América Latina e Caribe filiadas à FLM.
 

baixar
ARQUIVOS PARA DOWNLOAD
LITURGIA DE ADVENTO port...docx

REDE DE RECURSOS
+
ECUMENE
+
O Senhor é cheio de bondade e de misericórdia.
Tiago 5.11b
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br