Raiz tão pequenina - Renovo mui delgado brotou

LCI 393 - HPD 32

22/12/1599

 

1. Raiz tão pequenina,*
nos deu a rosa flor.
Qual canto que fascina,
Jessé anunciou,
com ela veio a luz,
em noite sem abrigo
nasceu Cristo Jesus.

 

2. A flor que nos encanta,
Isaías nos diz,
Maria pura e santa
conforme Deus a quis.
Um filho veio a luz,
em noite triste, escura,
da flor nasceu Jesus.

 

3. A flor tão pequenina
de tão doce frescor,
a sua luz divina
nos traz de Deus o amor.
Ó, homem, vero Deus,
nos salva do pecado
salvação traz aos seus.

* Versão LCI 

Tradução: Oziel Campos de Oliveira Junior


1. Renovo mui delgado**
brotou em tênue pé;
como foi anunciado,
vem ele de Jessé.
Brotou celeste flor.
Em noite tenebrosa,
nasceu o Salvador.

2. Nasceu a flor mimosa 
de que o profeta diz:
Maria, a venturosa,
conforme Deus o quis,
um filho deu à luz.
Em noite hostil e escura
nasceu Cristo Jesus.

3. Florzinha tão pequena, 
é doce o seu odor.
Com sua paz serena 
dissipa treva e dor. 
Vero homem, vero Deus, 
redime do pecado, 
guiando-nos aos céus.

** Versão HPD


 Comentário e Reflexão: Leonhard Creutzberg


Âmbito: IECLB
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Hino: 32. Renovo mui delgado
Testamento: Antigo / Livro: Isaías / Capitulo: 11 / Versículo Inicial: 1
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Hino
ID: 15924
MÍDIATECA
REDE DE RECURSOS
+
Vivemos rodeados da bênção de Deus e não nos damos conta disso.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br