Seja feita a tua vontade assim na terra como no céu.

01/12/2012

Seja feita a tua vontade assim na terra como no céu.

Martim Lutero interpreta esta prece do Pai Nosso assim: “A boa e misericordiosa vontade de Deus acontece na verdade sem a nossa oração, mas com esta petição rogamos que também se faça entre nós! - A vontade de Deus se faz entre nós quando Deus destrói e afasta tudo o que nos impede de santificar o Seu nome e que seja obstáculo para a vinda do Seu reino. E a vontade divina também se faz quando Deus nos fortalece e nos mantém firmes em Sua palavra e na fé até o fim de nossa vida. Esta é a Sua boa e misericordiosa vontade!”.

Nesta prece “seja feita a tua vontade assim na terra como no céu” Jesus nos leva a dirigirmo- nos com humildade a Deus, nosso Pai - pedindo-lhe que a sua vontade se cumpra em todo o lugar. Aliás, dirigir-se a Deus como Pai era algo inusitado na época.

Esta prece também expressa um profundo sentido comunitário: Pai nosso, e não Meu Pai... Quando Jesus pede que se faça a vontade de Deus na terra como no céu, não o faz só para ele, mas também para os seus irmãos e irmãs. Do mesmo modo que, em outra prece, ele pede pelo pão nosso, e não pelo meu pão.

Na verdade, quando Jesus vive e proclama a vontade de Deus, o Pai, e pede que esta se realize na terra como no céu, ele está ao mesmo tempo inaugurando uma mudança de perspectiva. Assim podemos rever nossa relação com Deus, com o nosso próximo e com o mundo em que vivemos e desta forma corresponder ao que Deus quer.

A mensagem e a atitudede Jesus manifesta mum profundo reconhecimento: a aceitação tem a sua fonte na consciência de ser aceito, e que poder regressar para casa relaciona-se com o fato de ser achado: “Este meu filho... esteve perdido e foi achado!” (Lucas 15, 24.32).

A capacidade de amar nasce da experiência de ser amado. Sempre vamos necessitar de outra pessoa para reconhecer-nos a nós mesmos e aos outros. O amor não é uma imposição, uma lei, mas um reflexo!

O dever sem amor é pesado, mas quando executado em amor ajuda a gente a ser persistente.

A amabilidade sem amor pode ser puro teatro, mas quando praticada em amor promove compreensão.

A educação sem amor só consegue revelar contradições, porque é um monte de regras e ordens, mas com amor vai alimentando a paciência, a tolerância e o convívio.

A fé sem amor facilmente transforma-se em fanatismo, mas quando vivida em amor constrói a paz. O amor possibilita a que experimentemos viver a verdadeira humanidade.

Segundo Jesus, o amor a Deus junto com o amor ao próximo resume toda a vontade divina pela qual pede que ela se faça assim na terra como no céu (Mateus 22,37-40).

P. Silvio Schneider - Bogotá / Colômbia


Oração:
Senhor Deus, nosso Pai! Tu sabes o quanto a tua santa vontade deixa de acontecer, também entre nós. Também por nossa culpa. Perdoa-nos quando em nossos pensamentos e nossas ações não perguntamos pela tua vontade, e dá que ela se realize no céu e na terra apesar disso. Usa-nos para fazer acontecer a tua vontade. Amém.


Voltar para índice Anuário Evangélico 2013

 


Autor(a): Silvio Schneider
Âmbito: IECLB
Título da publicação: Anuário Evangélico - 2013 / Editora: Editora Otto Kuhr / Ano: 2012
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 32349
REDE DE RECURSOS
+
Portanto, já que vocês aceitaram Cristo Jesus como Senhor, vivam unidos com ele. Estejam enraizados nele, construam a sua vida sobre ele e se tornem mais fortes na fé.
Colossenses 2.6-7
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br