Sérgio Marcus Pinto Lopes

Obra e Biografia

29/06/2012

Sérgio Marcus Pinto Lopes – HPD 438 

O pastor e professor Sérgio Marcus Pinto Lopes é mestre em Humanidades pela Northwestern Universidade de Evanston (Ill) e doutor (2007) em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep). - Tradutor/Intérprete pela Associação Alumni de São Paulo. Foi tradutor do International Language and Communication Center de Chicago (Ill), assessor para Assuntos internacionais da Unimeo e professor de Pós-Graduação em Ciências da Religião (Umesp).
Áreas de especialização: Educação, Filosofia, História, Comunicação, Psicologia e Ciências da Religião. (Fonte: Facebook)

Havendo servido à Igreja Metodista desde sua ordenação ao diaconato na Igreja Metodista, em 1958, o pastor e professor Sérgio Marcus Pinto Lopes encontra-se agora aposentado. Vinculado à 4ª RE, ele já ocupou várias posições na Igreja: pastor de igrejas locais, co-criador das revistas da Escola Dominical, redator do Expositor Cristão, Reitor do Instituto Granbery e, mais recentemente, Vice-Reitor Acadêmico da UNIMEP. Paralelamente a estas atividades ligadas ao ministério pastoral e educacional, no entanto, desenvolveu uma atuação na música na Igreja que o tornou bastante conhecido.

Foi em 1961 que Sérgio Marcus começou a envolver-se com a música. Esteve na Índia, onde aprendeu um cântico que o fascinou. Era totalmente diferente dos hinos tradicionais. Logo tentou escrever uma letra para este cântico e passou a sonhar com uma nova forma de se cantar na Igreja. Desejava melodias mais ritmadas, mais próximas do estilo brasileiro e mais distantes das formas importadas. Nessa época escreveu também um hino para ser cantado num Congresso de Jovens, com acompanhamento de violão – algo que ainda era inaceitável na Igreja daquele tempo. Hoje em dia a juventude nem consegue imaginar que isso fosse possível.

Sérgio Marcus afirma: “Não sou músico.” Mas ele conseguiu produzir algumas melodias que chegaram a ser publicados em cancioneiros. Ele incentivava a realização de festivais, onde grupos de jovens, tocando instrumentos populares, procuravam uma renovação musical na Igreja. – A maior contribuição de Sérgio Marcus foi no campo das letras de hinos. Ele mesmo criou alguns textos, especialmente para o hinário da Igreja Metodista. E, já que era tradutor formado, também traduziu alguns cânticos produzidos em outros países da América Latina, como p.ex. o “Quando se abate a esperança” (HPD nº 438) de Ester Camac Ramirez. Ele explica: “Minha grande preocupação ao produzir ou adaptar letras produzidas fora daqui era a de torná-las vinculadas a uma preocupação que envolvesse a ação cristã na sociedade a favor da justiça ou destacasse o caráter plural, em termos de gênero, dos membros da Igreja”.

Fonte: Entrevista publicada no “Expositor Cristão” de agosto de 2011
http://www.metodista.org.br/conteudo.xhtml?c=6388
 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Autor Letra
ID: 18315
REDE DE RECURSOS
+
Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca.
Lamentações 3.25
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br