Sínodo Vale do Taquari realiza seu 7º Dia Sinodal da Igreja

Estrela sediou o encontro no dia de Pentecostes

19/05/2013

7o. DSI - 1 Entrada Ministros - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 2 Saudação delegações paroquiais - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 3 Entrada das Diretorias com bandeira paroquial - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 4 Cristo Rei em Estrela sediou o encontro - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 5 Cruz paroquial na parede - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 7 Conjunto Instrumento de Estrela - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 8 Cristo Rei sediou Festa da Comunidade de Estrela - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 9 Altar - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 10 Ernani Sehn - Pres. Comunidade Estrela - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 11 Gilciney Tetzner - Pastor Comunidade Estrela - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 12 Sérgio Hagemann - Presidente Sínodo Vale do Taquari - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 13 Bruno Bublitz - Pastor Sinodal Sínodo Centro Campanha Sul - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 14 Grande coral formado por mais de 300 vozes - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 15 Grande coral regência Martin Altevogt - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 16 Salão Cristo Rei - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 17 P. Mauro Schwalm Secretário de Missão da IECLB - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 18 Bandeiras das Paróquias - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 19 Ps. Marcos Bechert, Milton Schmidt, Valmir Simon e Marcos Armange - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 20 - Bandeiras das Paróquias - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 21 P. Mauro Schwalm - Secretário de Missão da IECLB - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 22 P. Sin. Marcos Bechert - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 23 Preapro da mesa - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 24 Fração - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 25 Celebração da ceia - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 26 Participação das crianças - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 27 Crianças - Jesus buscou a ovelha perdida - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 28 P. vice-sinodal Leonídio Gaede - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 29 Vivo Comunidade - Projeto coro instrumental infanto-juvenil B. Teutônia - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 30 Vivo Comunidade - As. Pela Betânia - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 31 Vivo Comunidade - As. Pela Betânia - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 32 Vivo Comunidade As. Pela Betânia - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 33 Vivo Comunidade - Elisângela - Casa de Passagem São Lucas - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 34 Vivo Comunidade - Conexão Jovem B. Canabarro - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 35 Vivo Comunidade - 35 anos de CAPA- Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 36 Vivo Comunidade - Grupo de Danças Estrela - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 37 Vivo Comunidade - Grupo de Danças de Estrela - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 38 Lançamento da Campanha VaiVem - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 39 Lançamento da Campanha Vai Vem -cofrinho - Foto Mariana Bechert
7o. DSI - 40 Bênção Final - Foto Mariana Bechert
1 | 1
Ampliar

No dia de Pentecostes de 2013, 19 de maio, o Sínodo Vale do Taquari reuniu suas comunidades para o 7º Dia Sinodal da Igreja em Estrela-RS. Elencado como uma das ações do Plano de Ação Missionária do Sínodo, o encontro tem o objetivo de “animar as pessoas e comunidades na sua vida de fé”, definiu o pastor sinodal Marcos Bechert. “Vivemos numa sociedade que tem a tendência de individualizar todos os assuntos. A IECLB está reafirmando que a pessoa não foi criada por Deus para viver sozinha, mas em comunidade. Por isto o tema do ano de 2013 tem tanta importância: “ser, participar, testemunhar – eu vivo Comunidade”. O Dia da Igreja é um espaço que os Sínodos oferecem às pessoas para que experimentem o quanto é bom viver em comunidade”, conclui o pastor.

O dia começou cedo. Às 3h da manhã, quando terminou a festa do Festival do Chucrute, promovido pela Comunidade Evangélica de Estrela, membros da diretoria e voluntários desmontaram as mesas, fizeram a limpeza e posicionaram as cadeiras para receber os participantes do encontro sinodal. Outra equipe montava o altar, posicionava as velas e a cruz, desenrolou os tecidos com a cruz de cor violeta e preparava o ambiente liturgicamente. Ninguém precisava de casaco para espantar o frio de 7°. No amanhecer do dia puderam esquentar uma água para cevar um chimarrão, que não faltaria durante todo o dia.
P. Mauro Schwalm, Secretário de Missão da IECLB, também começou cedo o dia. Às 6,45h já respondia às perguntas do pastor sinodal no programa da Hora Evangélica na Rádio Independente de Lajeado. Depois de tomar o café, fazia o mesmo às 8h na Rádio do Vale em Estrela. Estava aquecendo a voz e exercitava a temática que traria logo na pregação do culto no Centro Comunitário Cristo Rei, local do encontro sinodal. “Eu vivo Comunidade – Anunciem o Evangelho” foi o tema para o qual foi desafiado a pregar. Justamente no dia da comemoração do Espírito Santo, cabia-lhe a tarefa de aquecer o coração das pessoas com o anúncio da Palavra de Deus.

Às 8h o conjunto instrumental da Comunidade local já afinava seus instrumentos e testava o equipamento de som. Como a responsabilidade era grande, os sons deveriam estar em harmonia para que assim animassem a grande comunidade a cantar. Já chegavam também os primeiros coralistas. Sonho do pastor sinodal, finalmente se formaria o grande coral composto por diversos corais vinculados às 59 comunidades do Sínodo. Martin Altevogt, regente que ajudou a escolher as músicas e a organizar o coral, lembrou que foram expedidos 92 convites para os diversos grupos da região. O único ensaio geral aconteceu às 8h30min. “Como é bonito, Senhor”, música entoada como prelúdio logo depois dos sinos, sintetizou bem o que se visualizou e ouviu.

Às 9h30min Gladis Dickel, vice-presidente da diretoria do Conselho Sinodal, anunciou a procissão da entrada de pastores, pastoras, diáconas e catequistas. Enquanto o povo entoava “Deus é castelo forte e bom”, as diretorias das paróquias entravam pelo espaço central trazendo sua bandeira com o símbolo de cada uma das 15 paróquias. A delegação composta por moradores da Associação Pela Betânia de Taquari encerrou o momento da recepção.

Diversas autoridades estiveram presentes e saudaram os participantes reunidos: Sr. Ernani Sehn, presidente da Comunidade Evangélica de Estrela, Neiva Wink, presidente da Paróquia Evangélica de Confissão Luterana de Estrela, Ângela Ulrich e Gilciney Tetzner, pastora e pastor local, Sérgio Hagemann, presidente da diretoria do Conselho Sinodal, Marcos Bechert, pastor sinodal, Nestor Fischborn e Bruno Bublitz, presidente e pastor sinodal do Sínodo Centro Campanha Sul, Mauro Schwalm, secretário de Missão da IECLB e, neste ato, representando o pastor presidente da IECLB, Dr. Nestor Friedrich e Carlos Rafael Mallmann, prefeito municipal de Estrela, membro da comunidade local.

Depois do culto todos puderam se servir de um saboroso almoço preparado pela Comunidade local. Já a parte da tarde foi dedicada a diversas experiências práticas de como as comunidades estão exercitando o amor com o qual Deus as tem alimentado. O pastor vice-sinodal Leonídio Gaede, ao apresentar o programa, denominou-o de “feira das comunidades”. “O tema da IECLB de 2012 desafiou as comunidades a investir nos jovens. Vemos hoje aqui um pouco do resultado deste investimento”, anunciou o pastor. O público aplaudiu a apresentação do Projeto Coro e Conjunto Instrumental infanto-juvenil da Comunidade Paz do B. Teutônia, integrado por dezenas de adolescentes, especialmente confirmandos. Marisa Wolf e Evanice Beise, respectivamente presidente e pastora da Comunidade, vibram com o projeto, como oportunidade de oferecer um espaço para os jovens e envolver seus pais na Comunidade.

A Associação Pella Bethânia, presente com uma delegação de mais de 40 pessoas, apresentou seu projeto e emocionou com a apresentação de duas danças litúrgicas, resultado de um programa de valorização de dons da direção da Associação. “Temos agora 173 pessoas residentes em Taquari. Estes momentos de integração com as comunidades da IECLB é oportunidade de grande crescimento e valorização da vida de cada um. Agradecemos por esta oportunidade”, falou a Catequista Joni R. Schneider, diretora da casa.

Também o projeto de acolhimento de pessoas doentes e familiares mantido pela Paróquia São Lucas de Porto Alegre foi apresentado pela responsável da casa, Sra. Elisângela Gross Fliegner. A sra. Edinéia, de Brasília, foi acolhida há 4 anos quando seu filho teve que vir a Porto Alegre para fazer um transplante. Desde então tem sido hóspede sempre quando retorna para exames. Suas palavras de gratidão foram estímulo para que mais pessoas contribuam de forma voluntária para a manutenção da Casa.

Já a banda do Grupo Conexão Jovem da Comunidade do B. Canabarro de Teutônia mostrou que criatividade, movimento e dedicação são importantes para a formação e manutenção de um grupo de jovens na comunidade. Um vídeo com a história e atividades do grupo foi apresentado no telão enquanto eram mostradas algumas músicas que o grupo canta. A pastora Eliana Binsfeld, está muito satisfeita com o resultado do trabalho. “É só dar tarefas para eles que a gente enxerga a responsabilidade e o crescimento do grupo”, disse ela.

Já a equipe regional do Capa (Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor) foi convidada pela Pastoral Rural a falar do seu empenho para a produção e consumo de alimentos orgânicos. Em nome dos 18 grupos de Saúde Comunitária do Sínodo, Claire Schlabitz e Seli Deifelt falaram das atividades e agradeceram a Marlene Gaede pelo trabalho desenvolvido como monitora. O agrônomo Sighard Hermany, coordenador do Núcleo Santa Cruz, aproveitou para fazer um agradecimento a Deus e às entidades financiadoras pelos 35 anos de atividade do Centro.

A Comunidade que sediou o Dia Sinodal da Igreja, Estrela, está no meio de seu 48º Festival do Chucrute. O seu projeto de incluir pessoas na comunidade através da dança já perdura 49 anos. Distribuídos em 12 grupos, mais de 400 dançarinos encontram-se semanalmente no Lar do Jovem para ensaios e encontros. Quase 40 crianças dos 3 aos 6 anos e 56 jovens mostraram algumas danças que embelezam seu tradicional Festival. Seus passos e suas roupas coloridas e características fizeram bem aos olhos do público.

O dia ainda não estava no fim. Pentecostes é a data reservada pela IECLB para o lançamento da Campanha de Missão Vai Vem, que arrecada recursos financeiros para que a Igreja cumpra sua tarefa de fazer missão, especialmente nos lugares onde poucas pessoas confessam a fé luterana ou em lugares estratégicas onde se quer dar a possibilidade a pessoas para que experimentem “Ser Comunidade”. O P. Mauro Schwalm, Secretário de Missão, da Coordenação nacional da Campanha, lembrou que a comunidade necessariamente deve ser missionária, “pois o que recebeu de Deus, não deve ser escondido debaixo da cama, mas deve ser levado até os confins da terra, como diz Jesus”. Depois da distribuição do material de divulgação aos presidentes das comunidades e paróquias, assim como aos pastores, o representante da direção da IECLB pediu que Deus abençoe o trabalho que vai ser realizado. Harri Rückert e Egon Lagemann, coordenadores da Vai Vem a nível sinodal, estavam satisfeitos com a grande presença dos representantes das comunidades.

Coube ao pastor sinodal Marcos Bechert a tarefa de enviar os participantes de volta às comunidades. “Reafirmamos hoje que somos comunidade”, disse ele. “Voltamos para casa firmes na fé e com a disposição de construir caminhos que levam a repartir as dores e multiplicar a alegria.” Para isto pediu que Deus cuide de cada um.
 

COMUNICAÇÃO
+
Muitos bens não nos consolam tanto quanto um coração alegre.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br