Tempo de Quaresma

Recursos Litúrgicos

Tema
Acalentar a esperança


LITURGIA DE ENTRADA
Sino

Acolhida

Voto inicial
L Em nome de Deus Pai, o Criador, Deus Filho, o Salvador, e Deus Espírito Santo, o Consolador.
C Amém.

Hino
C (HPD 85) Vem, Espírito divino

Oração
L Oremos. Deus amado, diante de ti confessamos que, muitas vezes e de distintas formas, não conseguimos crer que Jesus sofreu por nós. Não conseguimos crer no benefício recebido por intermédio da sua paixão. Que esta época da Quaresma nos auxilie a perceber tua presença viva entre nós.
C Amém.

Kyrie
L Ao olharmos o mundo à nossa volta, percebemos que há sofrimento, dor, clamor. Vamos unir nossas vozes a esses clamores e rogar, pois Deus ouve o clamor do seu povo (Êx 3.7).

Senhor, clamamos pelas pessoas tratadas injustamente, pelas que sofrem violência, pelas submetidas à opressão e à exploração. Ouve esse clamor e, por tua graça, vem e as socorre.
C (HPD 344) Tem piedade, Senhor.

Oração do dia
L Oremos. Deus bondoso e compassivo, que ouviste o gemido dos escravos no Egito, achega-te junto a nós quando se abate a esperança e fortalece-nos para nos opormos ao que machuca seres humanos. Por Jesus Cristo, o qual vive e reina contigo e com o Espírito Santo, hoje e sempre.
C Amém.

LITURGIA DA PALAVRA
Leituras bíblicas
C (HPD 381) Pela Palavra de Deus.

L Leitura de Isaías 12.1-6.
C Pela Palavra de Deus.

L Leitura de 1 Coríntios 1.18,22-25.
C Pela Palavra de Deus.
Leitura do Evangelho

L Aclamemos o Evangelho, cantando:
C (canta) A misericórdia do Senhor para sempre cantarei.

L (versículo de aclamação) “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo
3.16).
C (canta) A misericórdia do Senhor para sempre cantarei.

L Leitura do Evangelho segundo Lucas 13.11-32.
Leitura

L Palavra do Senhor.
C (canta) Louvado sejas, Cristo!

Hino
C (HPD 260) Cantai ao Senhor.

Pregação
Is 12.1-6

Hino
C (HPD 438) Quando se abate a esperança.

Confissão de fé

Oração geral da Igreja
L Pelas autoridades, para que não se desviem da sua função legal e não desistam de lutar por aquilo que é justo, por aquilo que traz desenvolvimento para todos e ajuda a preservar a vida no mundo.

L Por nossa Igreja, as comunidades, obreiras, obreiros, grupos e departamentos, para que cumpram a tarefa de acalentar a esperança, testemunhando as obras de Deus e mostrando ao mundo o seu poder que liberta da opressão.

L Pelas pessoas que sofrem por motivo de luto, doença, solidão ou abandono, muitas vezes caladas e angustiadas, para que Deus estenda a elas a sua mão bondosa e as lembre de que ouve seu clamor.

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR
Ofertório e preparo da mesa
L A Quaresma é tempo de percorrer o caminho da paixão de Jesus. Nesse caminho, vamos encontrar Jesus próximo das pessoas que precisam de apoio e solidariedade. Nesse caminho também encontramos o Jesus que se sacrificou por nós. Na Ceia ele é presença real. Para isto é que preparamos a mesa da comunhão.

E nós somos convidados por Deus para seguir os passos de Jesus. Podemos fazer isso através das ofertas, pedindo que Deus as transforme em bênção e sinal do amor cristão.

As ofertas deste culto destinam-se para (mencionar a destinação). Enquanto a mesa é preparada e as ofertas são recolhidas, cantamos:

C (HPD 286) Obrigado, Pai celeste.

Oração do ofertório
L Oremos. Obrigado, nosso Deus, pelo sacrifício de teu Filho e por tudo que recebemos das tuas mãos. Parte do que recebemos de ti entregamos para o abençoares, de modo que sirva para promover e defender vidas. Por Jesus Cristo.
C Amém.

Oração eucarística
L O Senhor esteja convosco.
C E contigo também.

L Vamos elevar os corações.
C Ao Senhor os elevamos.

L Demos graças a Deus.
C Isto é digno e justo.

L Bendito sejas, Deus Eterno, pela dádiva da salvação em Cristo. Graças te damos porque vieste a nós em teu Filho Jesus, o qual acalenta nossa esperança, pois mostrou quão grande é o teu poder na nossa fraqueza.
C Ele veio nos salvar.

L Por ordem dele é que celebramos esta Ceia, pois na noite em que foi traído...

L Envia-nos teu Santo Espírito, para que a nossa esperança não se abata e para que, em fé e comunhão, possamos te dar graças até mesmo nas dificuldades, confiando na tua presença.
C Vem, Santo Espírito.

L Toma-nos pela mão e conduz-nos para a festa da vida, preparada para todas as pessoas que proclamaram ao mundo as tuas maravilhosas obras de amor e para a qual tu também nos convidaste em Cristo.
C (canta) Por Cristo, com Cristo e em Cristo.

Pai-Nosso

Gesto da paz
L A Quaresma é tempo propício para revisar a vida, para arrependimento e reconciliação. É Deus mesmo que nos move em direção ao nosso próximo. Estendamos nossa mão para a pessoa ao nosso lado, a abracemos com afeto e disposição total de viver a paz que Cristo concede. A paz do Senhor seja com vocês.

Fração
L O cálice da bênção pelo qual rendemos graças é a comunhão do sangue de Cristo. O pão da vida que partimos é a comunhão do corpo de Cristo.
C (canta) Nós, embora muitos, somos um só corpo.

Cordeiro de Deus
C (HPD 370) Ó, Jesus, Cordeiro de Deus.

Comunhão

Oração pós-comunhão

LITURGIA DE SAÍDA
Avisos gerais

Hino
C (HPD 118) Deus vos guarde pelo seu poder

Bênção
L O Senhor vos abençoe e vos guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre vós e tenha misericórdia de vós, o Senhor sobre vós levante o seu rosto e vos dê a paz. Assim vos abençoe o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
C Amém.

Envio
L Há motivos para a esperança. Há motivos para servir a Deus. Por isso, ide em paz e servi ao Senhor com alegria.
C Demos graças a Deus.

Poslúdio

Sino

Fonte: Livro de Culto da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil
- Portal Luteranos
 

Eu recomendo que ninguém exponha os seus filhos a lugar algum no qual a Escritura Sagrada não reina.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br