Vamos viver em comunhão e nos respeitar mutuamente

Senhas diárias

06/09/2019

O salmista exorta sua comunidade a cuidarem uns dos outros e buscarem comunhão e convivência fraterna. Ele ainda acrescenta que é esta comunhão que recebe a bênção de Deus para todos. E de fato é assim. A vida em fraternidade é boa e agradável. A união da comunidade é testemunho de vivência sob a mão de Deus. E o agir de cada um, dentro desta comunhão, é fundamental para o bem viver de todos. Deus quer comunhão e convivência fraterna entre suas filhas e seus filhos. Isso precisa acontecer quando irmãs e irmãos estão juntos, na congregação, e permanecer assim quando estão separados, ou cada um em suas atividades pessoais. Por isso a importância do respeito para com irmãs e irmãos. Não é legal estar bem com os outros quando estão juntos, mas falar mal ou fazer comentários pejorativos, ou fofocas, quando não estão presentes. Aquele ditado que diz: quem traz também leva é verdadeiro. Por isso evitemos quem não respeita irmãs e irmãos quando estão separados.
Paulo exorta aos romanos a procederem da mesma forma. Ele indica um caminho de esforço para que o respeito permaneça na presença ou na ausência. A referência é o amor de Cristo e em Cristo. Esse deve pautar nossas relações na presença ou na ausência. Esse também é o mandamento de Cristo: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. Vamos conviver em fraternidade e manter o respeito nas relações, pois ele é testemunho de corações firmados em Cristo. Assim, de fato, é bom e agradável que o povo de Deus viva unido como irmãos, pois reflete o amor entre todos. Façamos assim e respeitemos na presença e na ausência. 


Autor(a): P. Luiz Carlos
Âmbito: IECLB / Sinodo: Sudeste / Paróquia: Rio Claro (SP)
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 53081
REDE DE RECURSOS
+
O ponto principal do Evangelho, o seu fundamento, é que, antes de tomares Cristo como exemplo, o acolhas e o reconheças como presente que foi dado a ti, pessoalmente, por Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br