Ó vem a nós, Senhor Jesus

Comentário e Reflexão

29/06/2012

HPD 112: Ó vem a nós, Senhor Jesus

1.- Ó vem a nós, Senhor Jesus, do Espírito nos manda a luz!
Em graça queiras nos guardar, pela verdade nos guiar.

2.- Nos lábios põe-nos teu louvor, nas almas o teu grande amor;
ó faze-nos na fé crescer e teus caminhos conhecer,

3.- até cantarmos com os céus: E´ santo, é santo o nosso Deus –
e vermos tua glória e luz, em resplendor, Senhor Jesus.

4.- Ao Pai, ao Filho honra e louvor, ao Espírito Consolador!
Eternamente o Trino Deus louvemos com os anjos seus!

O que convém pedir, quando nos reunimos para escutar ou estudar a Palavra de Deus? Na 1ª estrofe do hino HPD 112 tem uma resposta: Pedimos que Jesus queira estar presente e (a) nos mande a luz do Espírito Santo, (b) nos guarde por sua graça, e (c) nos guie pela sua verdade. – As palavras desta oração na 2ª estrofe dão um resumo sobre a finalidade da reunião nos cultos: (a) louvar a Deus, (b) crescer em fé e amor e (c) aprender a conhecer melhor os caminhos de Deus. – Na 3ª estrofe os pensamentos se dirigem para a eternidade, onde Deus é adorado (Apoc.4,8; Apoc.19,1-9) e o veremos face a face (I.Cor.13,12; I.João 3,2). – Mas, porque não adorá-lo já agora ou cantar louvores cada vez que celebramos cultos? A 4ª estrofe oferece um exemplo de louvor e adoração ao trino Deus Pai, Filho e Espírito Santo.

Alguns estudiosos afirmam que as tres primeiras estrofes deste hino tenham aparecidas pela primeira vez no ano de 1638, no Lutherisch Handbüchlein, editado por Johannes Niedling1 em Altenburg. Outras fontes dão como início deste hino o ano de 16482 no Pensum Sacrum de Altenburg. A 4ª estrofe tem sido acrescentada mais tarde, pois se encontra somente a partir de 1651 no Cantionale Sacrum (2ª edição) de Gotha.

Nesta edição de Gotha, 1651, este hino vem com a observação para ser cantado antes do sermão. Na 4ª edição de Niedling, em 1655, o hino é intitulado: Piedosa Oração de cristãos pedindo a graça do Espirito Santo e ajuda durante as horas de culto; para ser usado antes do sermão .
Em nosso hinário Hinos do Povo de Deus (de 1981) esse hino, em forma de oração, consta na seção Domingo e Culto.

O autor do texto é desconhecido. No Liederfreund de Altdorf, publicado em 1676 o nome do Duque Guilherme Augusto II de Saxônia-Weimar (1598-1662) é conectado com este hino. Sabe-se que este Duque fez algumas poesias. No entanto, não há provas convincentes de que ele fosse o autor deste hino.

A melodia, como alguns hinistas afirmam, seria de João Huss (1369-1415). Porém, a primeira publicação documentada foi pelo Cantionale Germanicum de Gochsheim, em 1628, onde apareceu ligado a um outro texto, sem indicar o autor da melodia. Junto com o texto de Ó vem a nós, Senhor Jesus esta melodia se encontra a partir de 1651 no Cantionale Sacrum de Gotha. Depois passou a ser usada também em outros hinários.

Johann Sebastian Bach se deixou inspirar várias vezes por esta melodia, p.ex. BWV 632, 655, 726.

Fonte: Dahle, Library of Christians Hymns

Notas:

1 Johannes Niedling (Baccalaureus Superior) 1602-1668, professor ginasial em Altenburg é autor de hinos evangélicos (veja HPD nª 81) e editor do Lutherisch Handbüchlein.

2 1648 foi o ano em que terminou a Guerra dos 30 Anos.

 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Hino: 112. Ó vem a nós, Senhor Jesus
Título da publicação: Hinos do Povo de Deus Comentados / Ano: 2012
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Comentário ou reflexão sobre hino
ID: 15428
REDE DE RECURSOS
+
O Deus da paz opere em vós o que é agradável diante dele, por Jesus Cristo, a quem seja a glória para todo o sempre.
Hebreus 13.20-21
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br