XXVIII Concílio da IECLB - Culto de Abertura - Liturgia

Concílio 2012 - Chapecó - SC

17/10/2012

XXVIII Concílio Geral da IECLB
17 a 21 de outubro de 2012 
Chapecó, SC
________________________________

CULTO DE ABERTURA

Tema: Ninguém te despreze por seres jovem. Ao contrário, torna-te exemplo (1 Tm 4.12)

Liturgia de abertura

Acolhida informal

(Representante local) Em nome da Comunidade de Chapecó, saudamos vocês que vieram para este Culto de Abertura do 28º Concílio da IECLB. Estamos muito contentes por sediar este Concílio. Agradecemos a Deus por nos conceder o privilégio de celebrar nesta comunidade o culto de abertura deste Concílio.

Saudamos e damos as boas vindas a vocês que vieram de longe, de perto; representantes dos dezoito sínodos da IECLB, pastores sinodais, ministros e ministras; Presidência da IECLB, integrantes da Secretaria Geral, representantes de setores e instituições vinculados à IECLB, visitantes, autoridades civis, hóspedes ecumênicos. Sejam todos bem vindos, sejam todas bem-vindas.

Que este Concílio seja mais um sinal do testemunho da IECLB na Missão de Deus e manifestação de uma Comunidade Jovem, Igreja Viva.
Passo a palavra à Presidência do Concílio.

Declaração de abertura do Concílio

(Presidente do Concílio) Boa noite, ... (declaração de abertura do Concílio)

Prelúdio

(Entrada processional da equipe litúrgica. À frente um/a jovem da comunidade leva uma vela acesa até o altar)

O tema do culto

L Conduzida sob a graça de Deus, a IECLB reúne-se para o seu XXVIII Concílio Geral, nesta cidade de Chapecó/SC.

Ninguém te despreze por seres jovem. Ao contrário, torna-te exemplo (1Tm 4.12). 

Esse foi o lema do XXI Congrenaje – Congresso Nacional da Juventude Evangélica - ocorrido em Julho, Pelotas, RS. Esse lema também é o assunto deste culto de abertura do XXVIII Concílio Geral da IECLB. Perguntamos: como pode a IECLB ser Comunidade Jovem, Igreja Viva e ser protagonista na missão de Deus?

A IECLB, enquanto corpo eclesiástico de abrangência nacional, foi formada em 1949, realizando seu primeiro Concílio em 1950. Sem ignorar os 188 anos, desde o surgimento da primeira comunidade em Nova Friburgo, RJ, podemos dizer que os 66 anos de IECLB representam, em termos históricos, uma igreja muito jovem. Isso é bom ou ruim? Comparando com a juventude, podemos dizer que é bom ser jovem. Ser jovem é ter muitas potencialidades! É deixar-se desafiar. É agir, acreditando no futuro. Neste sentido, como igreja jovem, queremos ousar, ter coragem, olhar para frente e encarar os desafios que nos são colocados.

Que Deus nos mostre, por sua palavra e presença entre nós, como podemos ser, mais e mais, protagonistas na missão que nos é por Ele confiada.

C (canta) Protagonista faz acontecer

Saudação apostólica (de pé)

L A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão no Espírito sejam com vocês.

C E também com você.

Confissão de pecados

(De pé)

L Em Romanos 12.2, o Apóstolo Paulo adverte para que não nos conformemos com este século, mas que nos transformemos pela renovação de nossas mentes. Diante da missão de Deus, a Igreja se coloca, muitas vezes, em atitude de resignação, estagnação e medo. Por isso, como representantes da IECLB, na companhia de irmãos e irmãs da ecumene, confessemos os nossos pecados.

C Santo e misericordioso Deus! Tu nos enviaste a sermos tua voz neste mundo, a propagar o Evangelho de Jesus Cristo. Nós, porém, ao participar da tua a missão, e ao nos depararmos com dificuldades, deixamos o medo nos paralisar. Relutamos diante de mudanças. Temos dificuldade de aceitar o que é diferente. Olhamos com indiferença ou desprezo para as outras culturas e crenças. Preferimos nos relacionar com aquelas que pensam e agem como nós. Facilmente assumimos uma postura de resignação diante da necessidade do planejamento estratégico da missão. Senhor, reconhecemos nossas falhas, dificuldades, nossa pequenez, nosso medo, nossa indiferença, o nosso pecado. Rogamos: em tua graça, perdoa-nos e concede-nos um coração renovado, cheio do teu Espírito. Dá-nos a graça da inconformidade e da renovação. Em tua graça, ouve-nos, ó Deus! E, em Silêncio, fala ao nosso coração! (Silêncio)

Anúncio da graça

L Conforme o profeta Miquéias, o Deus Emanuel vem ao nosso encontro, não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia (Mq 7.18). É por isto que podemos cantar:

C (Canta) Alegrai-vos sempre no Senhor, alegrai-vos no Senhor! Alegrai, alegrai, alegrai-vos no Senhor!

(sentar)

Gloria in excelsis

L Glória a Deus nas alturas. Estas palavras foram cantadas pelos anjos na noite do nascimento de Jesus. Deus se despe de sua majestade e vem a nós através de Jesus Cristo.

Em resposta ao Deus que sai das alturas, vem a nós, e nos usa para sermos instrumentos de sua ação neste mundo, vamos louvá-lo, apresentando sinais do que Deus nos permite, enquanto IECLB, realizar em favor do seu Reino.

L (Elementos simbólicos do trabalho missionário da IECLB são levados ao altar. L explica que trabalhos eles representam e conclui:)

- Cartaz da Vai e Vem 2012: 

L diz: “Estamos crescendo no Planejamento Estratégico. E cresce entre nós a solidariedade entre Sínodos e Paróquias. Disso é expressão concreta a Campanha Vai e Vem. Entendemos que a Vai e Vem é apoio fraternal que nos fortalece na Missão de Deus”.

- Exemplares do PECC (junto com os livros dos vários cursos oferecidos) e do Guia do presbítero (+ o CDroom)

L diz: “Decisões de Concílios nos levaram a ser criativos. E produzimos o PECC – Plano de Educação Cristã e o Guia do Presbítero. Estas são ferramentas importantes para nossa formação e nosso testemunho que brotam da fé!”

- Exemplares dos relatórios ao Concílio

L diz: “Aqui estão os relatórios produzidos para este 28º Concílio. Paremos! Tiremos o tempo para ler! E eis que constataremos: quantas flores há nesse enorme jardim chamado IECLB e quanto perfume elas exalam. É muita coisa! A leitura desses relatórios nos deixará essa percepção, sem dúvida!”
L Louvemos a Deus por tudo o que ele nos permite e nos ajuda a realizar em favor do seu Reino, na sua Missão.

C (canta) Glória a Deus lá nas alturas (estr.)

Oração do dia

L Deus de amor e de misericórdia! A ti, que nos fizeste Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, e nos ensinaste a conviver com outras igrejas, nós te louvamos, nós te agradecemos. Confiaste a nós a missão de dar testemunho da tua palavra a tantas pessoas neste país, membros de nossas comunidades e fora delas, e de desenvolver projetos missionários que visam à vivência do evangelho de Jesus Cristo. Humildemente te pedimos: Sopra o teu Santo Espírito sobre esta tua igreja, neste Concílio, Espírito de renovação, de dinamismo, de fé; vem a nós, neste culto, com a tua palavra que inspira, motiva, orienta e anima. Por Jesus, teu Filho, nosso mestre e guia.

Liturgia da Palavra

Leituras bíblicas

L As senhas diárias de hoje dizem: “Abre, Senhor, os meus lábios e a minha boca manifestará os teus louvores” (Sl51.15). Ouçamos a palavra de Deus através das leituras bíblicas e, em resposta, manifestemos o nosso louvor a Deus.

L A primeira leitura é conforme o livro de Eclesiastes 12.1-7.

(Leitura do texto)

C (canta) Senhor, que a tua palavra transforme a nossa vida

L A segunda leitura é conforme 1Timóteo 4.10-16.

C (canta) Senhor, que a tua palavra transforme a nossa vida

L Leitura do Evangelho, segundo Lucas 13.10-17. Aleluia. (de pé)

C (Canta) Aleluia.

(Leitura)

L Palavra do Senhor.

C (Canta) Louvado sejas, Cristo. (C senta)

Pregação (Pastor Presidente)

C (Canta) Comunidade jovem, Igreja viva

Confissão de fé

L Ouvimos a mensagem que nos desafia a sermos protagonistas, dinâmicos e proativos, pois o Espírito está em nós e nos empurra para a missão de Deus no mundo. Confiantes no Deus Triúno que nos ama, salva e consola, confessemos a nossa fé.

C (de pé) Creio em Deus, Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra. ... (C senta)

Recolhimento das ofertas

(quatro saquinhos – dois iniciando à frente e dois, detrás)

(Destino: - oferta nacional: Bolsas de incentivo para estudantes de teologia)

C (Canta) O profeta

Oração Geral da Igreja

(de pé)

L Deus de amor, como Igreja que se alegra com as bênçãos que de ti recebe, nos colocamos diante de ti em oração para te louvar, agradecendo e intercedendo.

Agradecemos-te pelos sinais de igreja viva que vemos entre nós, pelas iniciativas missionárias que estão sendo gestadas nas comunidades, sínodos e outros campos de atividade. Agradecemos-te pelo empenho de tantos membros que não se cansam de doar seu tempo e seus dons em prol da vida comunitária. Agradecemos-te pelo trabalho com mulheres, com jovens, com crianças, com terceira idade, ... desenvolvidos em cada comunidade desta igreja, pelos projetos diaconais, dentro e fora da igreja, pelo empenho de lideranças comunitárias na educação continuada na fé, pelos presbitérios que coordenam os trabalhos de suas comunidades e paróquias, pela atuação das diretorias dos sínodos e seus diversos grupos de trabalho, pelo trabalho de formação teológica, pelo trabalho da presidência na condução da IECLB, das suas secretarias e setores de trabalho; pelo engajamento do conselho da igreja e pelos resultados do PAMI. Ó Deus, tudo o que fizemos é obra das tuas mãos, fruto da tua graça. A ti, todo o nosso louvor. Por isso, cantamos:

C (canta) Graças, Senhor! Graças, Senhor! 

L Deus de misericórdia!

Como Igreja que se sabe dependente da tua força para seguir adiante com a missão que tu nos confias, colocamo-nos diante de ti em oração, intercedendo:
Mantém a tua mão bondosa sobre nossa igreja para que ela não esmoreça diante da missão que tu a incumbes, na proclamação e vivência do evangelho de Jesus Cristo;

Mantém a tua mão sobre toda a igreja cristã no mundo, para que, por seu testemunho, o mundo conheça a paz, a justiça, o amor, a solidariedade, sinais de vida plena, demonstrados por nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. 

Mantém também os teus olhos sobre as autoridades civis de todo o mundo. Transforma aquelas que possuem coração ganancioso e agem como dominadoras dos povos, e dá força às que trabalham em prol da justiça, da paz e da dignidade.

Abençoa, Senhor, todo trabalho honesto, na igreja e fora dela. Dá força às pessoas que dão bons exemplos de cidadania e às que vivem o amor ao próximo. 
Clamamos a ti, Senhor, em nome das pessoas que sofrem: na doença, no luto, na pobreza, na solidão, na luta por sobrevivência, na busca por emprego, no desânimo, no desespero, na falta de sentido pra vida, na luta contra as drogas e na luta contra o consumismo desenfreado. Senhor, auxilia cada qual na sua necessidade e envia-nos, como igreja, a sermos instrumentos de paz, de consolo, de cura, e concede-nos sempre a força do teu Santo Espírito.

Ouve-nos, ó Deus, pois em ti confiamos!

C (canta) Ouve nossa oração e atende nossa súplica

L Olha para este Concílio, Senhor. Acompanha os trabalhos a serem realizados; orienta diante das dificuldades e incertezas; concede coragem nas decisões; renova o compromisso por uma Igreja fiel ao teu Evangelho. Dá-nos dias abençoados! Tudo isto te pedimos e agradecemos por Jesus, teu Filho, que nos amou e nos ensinou a orar,

Pai-Nosso

C Pai nosso que está no céu...

(senta)

Avisos 

(Convidar a comunidade para os cultos matutinos. Horário: 8hs)

Bênção (de pé)

L (P. Presidente) Que o Senhor te abençoe e te guarde... (Araônica)

Envio

L Vão em paz e tenham coragem diante da missão que Deus nos dá e confia.

C Demos graças a Deus.

C (canta) Dá-nos esperança e paz
 


Âmbito: IECLB
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia / Instância Nacional: Concílio
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Celebração
ID: 17175
REDE DE RECURSOS
+
É a fé que nos comunica a graça justificadora. Nada nos une a Deus, senão a fé: e nada dele nos pode separar, senão a falta de fé.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br