Jubileu dos 500 Anos da Reforma



ID: 2929

Jubileu de 500 anos da Reforma!

27/10/2017

No mundo inteiro, os luteranos estão em festa. Em 2017 são lembrados os 500 anos da Reforma Luterana. Mas, afinal o que isso diz respeito à minha vida? Martinho Lutero foi monge, padre e professor de Teologia. Inspirado pela Palavra de Deus, ele teve a coragem de questionar o poder instituído, por isso seus seguidores foram inicialmente chamados de “protestantes”. Não agiu em busca de promoção própria. Pelo contrário, colocou em risco sua própria vida por não sossegar diante da descoberta do Evangelho. Em 31/10/1517 ele afixou tais reflexões na porta da Igreja de Wittenberg, as quais ficaram mundialmente conhecidas como as “95 teses de Lutero”. Ele questionava a primazia da voz papal sobre as Escrituras. Ele destacava que somente pela fé em Jesus é possível alcançar a salvação. Não há dinheiro no mundo que compre o céu. Lutero foi convidado a retratar-se, o que não ocorreu. A cristandade, antes dividida apenas em católicos romanos e ortodoxos, agora tinha um novo grupo, os “luteranos”. O movimento desencadeado por Lutero trouxe muitos benefícios à sociedade, tais como uma divisão mais clara entre poder secular e religioso, a valorização da vocação, o incentivo à alfabetização e escola pública. Dentro da igreja, ocorreu o acesso do povo à Bíblia, as celebrações na língua vernácula com muita música, o desafio ao sacerdócio de todos os cristãos, a responsabilidade familiar com a educação espiritual e a valorização da família pastoral.


Autor(a): P. Euclécio Schieck
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense / Paróquia: Garuva-SC (Martinho Lutero)
Área: História / Nível: 500 Anos Jubileu
Testamento: Novo / Livro: Romanos / Capitulo: 1 / Versículo Inicial: 16 / Versículo Final: 17
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 44465

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Que ninguém procure somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros.
Filipenses 2.4
REDE DE RECURSOS
+
Cada qual deve se tornar para o outro como que um Cristo, para que sejamos Cristos um para o outro e o próprio Cristo esteja em todos, isto é, para que sejamos verdadeiros cristãos.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br