Sínodo da Amazônia



Avenida Paraná , 431 - Novo Horizonte
CEP 76962-053 - Cacoal /RO - Brasil
Telefone(s): (69) 9845-48890 | (69) 8454-8890
sinododamazonia@gmail.com
ID: 8

A língua - Tiago 3.9-12

Caderno de Estudos para Mulheres/OASE

10/01/2014

ENCONTRO nº __ Dia: __/__/____
Departamento de Mulheres/OASE do Sínodo da Amazônia
Ministro P. Adriano Adão da Rosa – Comunidade de Manaus – RO

Mensagem: Tiago 3.9-12
Doce e salgado

O hábito de misturar alimentos doces e salgados não é estranho para muitos descendentes de imigrantes alemães que vivem na região Sul – é comum o churrasco gaúcho ser acompanhado de pedaços de bolo, pão com doce e linguiça. Há também quem goste de juntar ao almoço pedaços de frutas, como pêssego e abacaxi. A região norte também tem as sua misturas, manga com sal, X banana.
Misturar doce e salgado é interessante, e aparentemente não causa nenhum problema a quem deles se alimenta.
Porém, o texto nos fala de uma mistura perigosa: uma língua abençoa e também amaldiçoa. Tiago lembra que não existe fonte que jorre água doce e salgada ao mesmo tempo, só um tipo de água pode sair dela.
Assim também deveria ser conosco. Não está certo sermos fonte de palavras doces, que glorificam a Deus, e ao mesmo tempo de palavras amargas, que amaldiçoam os outros.
Como é possível que uma mesma boca louve a Deus e minta? Cante os mais belos hinos e insulte alguém? Isso só prejudica nosso testemunho diante dos outros. Imagine alguém que está quase decidindo crer em Cristo e ser cristão. Um dia, essa pessoa assiste um jogo de futebol entre cristãos em que ocorrem brigas e insultos. Depois vê essas mesmas pessoas “louvando” na igreja. Se ela achar que ser cristão é agir como aqueles que vivem sem Deus – ou pior, ser hipócrita – dificilmente o evangelho fará sentido para ela.

Usando a Língua como Deus Pretendia
Voltemos ao princípio. A língua não é inerentemente má (A língua transmite o que o coração está cheio). Há algumas coisas que podemos e devemos fazer com nossas línguas. Considere alguns exemplos:
- Devemos louvar e adorar a Deus. Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome (Hebreus 13:15).
- Devemos orar. Orai sem cessar (1 Tessalonicenses 5.17).
- Devemos confessar Cristo na presença dos incrédulos. Porque qualquer que, nesta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos (Marcos 8.38).
- Devemos confessar nossos pecados e buscar o perdão. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel, e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça (1 João 1.9).
- Devemos edificar nossos irmãos. Assim, pois, seguimos as cousas da paz e também as da edificação de uns para com os outros (Romanos 14.19).
- Devemos abençoar os outros, até mesmo nossos inimigos. Abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis (Romanos 12.14).
- Devemos sempre falar a verdade. . . . seja o vosso sim sim e o vosso não não, para não cairdes em juízo (Tiago 5.12).

Que da nossa boca brotem apenas palavras que edificam, e não insultos, ofensas, calúnias. O alerta de Paulo é claro: “Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem” (Ef 4.29). Reflita: como está sua “fonte”? Misturando palavras doces e salgadas? Ou você tem glorificado a Deus com seu falar? Decida ter apenas um tipo de “água” em sua fonte – a boa!
• Para ilustrar quero utilizar uma história tirada do devocional Amor sem Fronteiras –. Alcides Jucksch:
Na antiguidade um rei mandou um dos seus criados se comunicar com um homem sábio.
Ordenou que lhe mandasse o órgão mais nobre de um ser vivente. O sábio atendeu a ordem do rei e mandou-lhe a língua de um animal. O rei mandou novamente o mensageiro, pedindo agora que lhe fosse entregue o pior órgão de um ser vivente.
O sábio mandou-lhe novamente uma língua.

Um pouco de limpeza no meio da sujeira se perde; um pouco de sujeira contamina tudo.
Amém.


Texto adaptado pelo P. Adriano Adão da Rosa
do Devocional Pão Diário do dia 15 de julho de 2011.
 


Voltar para Índice do Caderno de Estudos


Autor(a): P. Adriano Adão da Rosa
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Testamento: Novo / Livro: Tiago / Capitulo: 3 / Versículo Inicial: 9 / Versículo Final: 12
Título da publicação: Caderno de Estudos para Mulheres/OASE - 2014-2015 / Ano: 2014
Natureza do Texto: Educação
Perfil do Texto: Estudo
ID: 26521

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Vivam como pessoas que pertencem à luz, pois a luz produz uma grande colheita de todo tipo de bondade, honestidade e verdade.
Efésios 5.8-9
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Cristo, juntamente com todos os santos, assume a nossa forma pelo seu amor, luta ao nosso lado contra o pecado, a morte e todo o mal. Em consequência, inflamados de amor, nós assumimos a sua forma, confiamos em sua justiça, vida e bem-aventurança.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br