Sínodo da Amazônia



Avenida Paraná , 431 - Novo Horizonte
CEP 76962-053 - Cacoal /RO - Brasil
Telefone(s): (69) 3443-5164
sinododamazonia@gmail.com
ID: 8

Filipenses 2.1-13

Caderno de Celebrações 2015 - 2016 - Sínodo da Amazônia

14/02/2016

CULTO PARA 1ª SEMANA NA QUARESMA 2016
Departamento de Música e Liturgia do Sínodo da Amazônia
Leituras Bíblicas: Ez 18.1-4, 25-32; Fp 2.1-13; Mt 21.23-32
P. Cirlene Schönwald Dreissig – Espigão do Oeste – RO

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA:
Bom dia!/Boa tarde!/Boa noite! Sejam bem vindos/as! Com muita alergia acolhemos os membros desta comunidade e também os visitantes. Alegro-me em ver a comunidade animada para celebrar culto o nosso Deus criador e mantenedor da vida. Filipenses 2.10-11: “ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para a glória de Deus Pai.”
Que neste culto possamos com convicção e fé confessar diante de nosso Senhor que a ele devemos toda honra e toda glória sempre, pois ele nos criou, mantém nossa vida, nos guia pelo bom caminho, nos protege de todo mal e perigo.

Acolher os visitantes e desejar as boas vindas com um abraço ou aperto de mão.

Que tenhamos um abençoado culto!

CANTO DE ENTRADA
Nº 148 – ENE – Damos graças

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Nos reunimos em nome e na presença do Trino Deus: o Deus Pai, que tudo criou e do qual procede tudo o que é bom e necessário para a vida; o Deus Filho, Jesus Cristo, que morreu e ressuscitou por todos nós, trazendo nova vida e salvação; e o Deus Espírito Santo que, qual vento impetuoso, nos reúne, nos congrega e nos anima. Amém.

VOTO INICIAL:
L.: Estamos reunidos em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.
C. Amém.
L.: O nosso socorro vem do Senhor,
C. que fez o céu e a terra!

CONFISSÃO DE PECADOS
Quando o Espírito de Deus age em nós, nosso coração é tocado e nossos olhos se abrem. Percebemos, com mais clareza, os pecados cometidos contra Deus e contra nosso semelhante. Coloquemo-nos diante de Deus, de pé quem puder, em humildade, e confessemos os nossos pecados:

Todos/as: Nós, pobres pessoas pecadoras, confessamos a ti, todo-poderoso Deus, nosso Criador e Salvador, que não somente pecamos por pensamentos, palavras e obras, mas trazemos conosco o pecado original, de modo que a nossa natureza inteira é condenada por tua justiça. Por isso, nos abrigamos na tua insondável misericórdia e procuramos teu perdão, dizendo: Ó Deus, tem compaixão de nós pessoas pecadoras. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Deus, em sua bondade olha por nós, ouve a nossa confissão e, através da morte e ressurreição de seu filho nos concede perdão de todos os pecados. Dá também a todos os que creem em seu nome igual poder de se tornarem seus filhos e filhas e promete a cada um o poder do seu santo Espírito.
C.: Que o Trino Deus nos conceda a graça de celebrarmos este culto com corações e lábios puros por amor do seu santo nome. Amém.

INTRÓITO:
L.: Deus nos seja benigno e misericordioso,
C. e nos dê a sua bênção divina!
L.: E faça resplandecer o seu rosto sobre nós,
C. para que conheçamos na terra os seus caminhos!
L.: Abençoe-nos Deus, o nosso Deus!
C. Deus nos abençoe e nos dê a sua paz!

GLÓRIA IN EXCELSIOS
L.: A ti Senhor, devemos toda honra e toda glória, porque nos criaste e mantém a nossa vida. O Senhor nos perdoa e nos livra de todo mal e perigo. Por isso, glorificamos o teu nome cantando: Glorificado seja o teu nome!
C.: Glorificado seja teu nome! (2x)
Aleluia, aleluia, aleluia!
Glória a Jesus!

ORAÇÃO DO DIA
Deus onipotente! Muito obrigada por nos ter acompanhado e guiado em mais uma semana de trabalho, mais uma semana cheia de oportunidades para fazer o bem, compartilhar ideias, experiências, aprendizagens com pessoas especiais que estão em nossa volta. Nesta manhã, aqui estamos para te agradecer por todas as dádivas recebidas de tuas mãos nesta semana que passou e pedir para que venhas neste momento ao nosso encontro para nos aquietar e conceder um momento para restabelecermos as nossas forças, abastecer-nos da tua palavra revigoradora e nos orientar para que tenhamos mais uma semana abençoada em nossa vida. Assim como tens orientado o povo que andava no deserto, quando estavam se sentindo perdi dos e na escuridão, pedimos para que também nos oriente para que não nos sintamos perdidos e desamparados. Em nome de Jesus, oramos. Amém. [Sentar]

CANTO:
Nº 36 – ENE – O Evangelho

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Ez 18.1-4

2ª Leitura Bíblica: Mt 21.23-32

CANTO
Nº 165 – ENE – Bendirei o Senhor

PREGAÇÃO
Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com todos/as vocês. Amém!
Estimados ouvintes!
Nesse momento de reflexão trago a memória o resumo dos textos até aqui ouvidos: do Antigo Testamento, em Ezequiel, Deus conclama o povo a não pecar mais e assim viver uma nova vida ao fazer o bem de acordo com as instruções do Senhor. No evangelho de Mateus, Jesus prega o arrependimento, o voltar-se a Deus com fé e a busca ao cumprimento da vontade do Pai. Já o texto de base para a nossa reflexão descreve a humildade e a grandeza de Cristo e, ainda, instrui como cada pessoa cristã deve se comportar: com humildade e obedecendo a vontade de Deus tanto em pensamentos como nas ações. Vamos ouvir a leitura deste texto: Filipenses 2.1-13.
O texto dessa carta do apóstolo Paulo aos Filipenses pode ser dividido em três partes:
- Primeira parte: versículos 1-4;
- Segunda parte: versículos 5-11;
- Terceira parte: versículos 12-13.
Vamos refletir sobre cada uma dessas partes, considerando que essas palavras não são apenas destinadas para a comunidade de Filipos, mas também para nós neste dia.
Primeira parte: os versículos 1-4 revelam que na comunidade havia situações conflituosas que estavam causando divisões internas. Assim, a comunidade estava vulnerável as atitudes de interesses pessoais de algumas lideranças. Para que a situação fosse revertida, Paulo faz um apelo: “peço que me deem a satisfação de viverem em harmonia, tendo um mesmo amor e sendo unidos de alma e mente.” O apelo, não para por aí. Ele continua dizendo: “não façam nada por interesse pessoal ou por desejos tolos de receberem elogios; mas sejam humildes e considerem os outros superiores a vocês mesmos. Que ninguém procure somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros.” Essas palavras de orientação nos levam a refletir sobre a nossa comunidade de fé. Como está a nossa comunidade? Unida ou dividida? Há lideranças que prezam pela harmonia entre os membros e procuram exercitar os ensinamentos deixados por Deus, ou há interesses próprios que levam ao desentendimento entre os membros? Como são as nossas ações em nossa comunidade de fé?
O apostolo Paulo preza pela harmonia na comunidade com base na humildade. Ser humilde diante do outro no sentido de demonstração de carinho e respeito. Ao mesmo tempo, as palavras de Paulo são motivadoras, pois ele “dá uma injeção de ânimo” para mostrar que eles são capazes de mudar a situação quando ele diz: “vocês são fortes por estarem com Cristo... são bondosos e misericordiosos uns com os outros, por isso me deem a grande satisfação de viverem em harmonia.” Paulo manifesta aqui a sua esperança em ver toda a comunidade vivendo em harmonia, sendo solidários e unidos, assim como nos animou o lema da nossa igreja no ano retrasado: ViDas em comunhão. O que se quer é uma igreja cada vez mais unida e que os membros caminhem juntos em harmonia motivados pela fé no Deus único e verdadeiro. Para isso, precisamos nos motivar a fazermos a diferença com o nosso jeito de ser, com o nossos dons e talentos. Precisamos não só ouvir o propósito de Deus, mas também agir. Não só criticar, mas também mostrar as coisas boas que acontecem na comunidade. Uma dica para aquelas pessoas que buscam apenas criticar a sua comunidade: exercite, para cada crítica dê três elogios ou aponte três alternativas de mudanças e, por favor, se esforce para que as mudanças aconteçam! O apóstolo Paulo quer a harmonia na comunidade, Deus também quer. Quando há harmonia na comunidade Deus se alegra conosco, caso contrário, o deixamos triste.
Na segunda parte, versículos 5-11, o apóstolo Paulo traz a memória o hino cristológico que orienta as pessoas cristãs em como devem pensar e agir, ou seja, uma comunidade cristã só existe quando provém de Cristo, promove a Cristo, realiza a missão de Cristo e aponta para Cristo. O hino apresenta, de forma poética, a humilhação de Cristo e sua exaltação. Jesus era submisso a Deus. Em momento algum ele quis ser igual a Deus, pelo contrário, Jesus “abriu mão de tudo o que era seu e tomou a natureza de servo, tornando-se assim igual aos seres humanos.” Sim, Jesus foi um ser humano que sentiu as dores e os sofrimentos e mesmo assim foi obediente até a morte na cruz. Essa atitude humilde de Jesus em ser servo quando poderia fazer uso da filiação divina, fez com que merecesse a “mais alta honra” dada por Deus, recebeu o “mais importante de todos os nomes,” e “em homenagem ao nome de Jesus, todas as criaturas no céu, na terra e no mundo dos mortos caiam de joelhos e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus, o Pai”. Essa parte é uma confissão pura da fé cristã. Uma fé autentica.
Podemos dizer que ainda hoje vivemos num mundo que nos oferece opções de diversos pequenos deuses, tantas opções que nos afastam do único e verdadeiro Deus. Será que neste mundo nós ainda confessamos a nossa fé com a mesma convicção e certeza dos primeiros cristãos? Será que quando confessamos “Creio em Deus Pai, creio em JC, creio no Espírito Santo...” ainda pensamos no que isto significa para nós hoje e de fato testemunhamos e vivemos esta fé?
Crer e confessar a nossa fé não é apenas uma atitude superficial de dizer apenas da boca para fora. Confessar a fé no único e verdadeiro Deus significa também viver esta fé sem se deixar levar pelos outros pequenos deuses colocando-os como a coisa mais importante na vida. Que pequenos deuses são esses? Os deuses como o dinheiro, o poder, o futebol, a fofoca, o trabalho... Deus concede a cada pessoa uma fé que não pode ser comparada a nenhuma outra fé menor, uma “fezinha”. A nossa fé no Deus que se revela em Jesus Cristo deve ser maior que as tentações e opções que nos são oferecidas pelo mundo. Precisamos e devemos afirmar com convicção e coragem que Jesus Cristo é o único Senhor e Salvador que, com o Espírito Santo, nos move e orienta a nossa vida para que caminhemos firmes no caminho da vida eterna.
A terceira e última parte: encontramos a conclusão do texto. O apóstolo Paulo procura animar a comunidade para que trabalhem com respeito e temor a Deus obedecendo a sua vontade tanto em palavras como nas ações, ou seja, agir de tal forma que a haja harmonia e bem estar na comunidade, sem esquecer qual é a vontade de Deus, que deve estar acima de todo e qualquer interesse pessoal.
Que Deus nos ajude para que em nossa comunidade possamos sempre estar em harmonia irmanados na fé no trino Deus. Que possamos com as palavras do Credo Apostólico sempre confessar a nossa fé com convicção e firmeza. Que possamos agir com bondade e misericórdia uns com os outros. Que Deus nos ajude nessa missão. Amém.

CANTO:
Nº 238 – ENE – Paz, paz de Cristo
Enquanto cantamos, vamos nos abraçar ou apertar a mão de quem está ao nosso lado como demonstração da nossa união e alegria em viver comunidade! Deseje a paz ao seu próximo sempre!

CONFISSÃO DE FÉ
Vamos confessar a fé com convicção e firmeza. Vamos nos colocar em pé e juntos dizer:
Creio em Deus Pai...

CANTO PÓS-CONFISSÃO
Nº 419 – HPD2 – Eu quero a nuvem (Motivar para o recolhimento das ofertas e coletas)

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________
OREMOS:
Senhor nosso Deus e Pai, te agradecemos por termos a oportunidade de nos reunimos em volta da tua Palavra. Palavra que orienta a nossa vida como cristãos e cristãs. Obrigada pelo reencontro conosco mesmos, com nossos irmãos e irmãs na fé, e também contigo. Rogamos o teu olhar sobre as pessoas que foram mencionadas, que Tu cuides de cada uma segundo a tua bondade e misericórdia, olhe em especial para as que estão passando por situações de dificuldade.
E derrame ricas bênçãos sobre os a as aniversariantes, guie cada uma delas com tuas mãos bondosas, tudo o mais te pedimos quando juntos e juntas oramos como Teu Filho nos ensinou...
Pai Nosso...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Assim como chegamos aqui sob o olhar e a bênção de Deus, vamos voltar para nossos lares e afazeres também sob essa bênção:
Que o Senhor te abençoe e te guarde,
Que o Senhor te proteja e te sustenta,
Que o Senhor te guie e te acompanhe em todos os caminhos. Amém.

ENVIO
Vamos, pois, na paz do Senhor e o sirvamos com alegria.

CANTO FINAL
Nº 259 – ENE – Meu bom pastor é Cristo


Autor(a): P. Cirlene Schönwald Dreissig
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Quaresma
Perfil do Domingo: 1º Domingo na Quaresma
Testamento: Novo / Livro: Filipenses / Capitulo: 2 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 13
Título da publicação: Caderno de Celebrações 2015 - 2016 / Editora: Sínodo da Amazônia / Ano: 2015 / Volume: I
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 31566

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Um coração repleto de alegria vê tudo claro, mas, para um coração triste, tudo parece tenebroso.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Portanto, já que vocês aceitaram Cristo Jesus como Senhor, vivam unidos com ele. Estejam enraizados nele, construam a sua vida sobre ele e se tornem mais fortes na fé.
Colossenses 2.6-7
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br