Sínodo da Amazônia



Avenida Paraná , 431 - Novo Horizonte
CEP 76962-053 - Cacoal /RO - Brasil
Telefone(s): (69) 9845-48890 | (69) 8454-8890
sinododamazonia@gmail.com
ID: 8

Último Domingo pós Epifania - Êxodo 34.29-35

Caderno de Celebrações 2022 - Sínodo da Amazônia

27/02/2022

27 de fevereiro de 2022 Último Domingo da Epifania (Transfiguração do senhor)
Pregação: Êxodo 34.29-35; Leituras: Salmo 99; Lucas 9.28-36
Pastor Leomar Pydd
 Comunidade Evangélica de Confissão luterana Portal da Amazônia -RO


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
É com muita alegria que novamente nos reunimos na presença de Deus. Aqui estamos novamente para celebrar culto ao nosso Deus e na presença do nosso Deus. Ele mesmo nos trouxe até o templo para nos servir com sua palavra, para ouvir nossa oração e o nosso louvor.
O culto é um momento da manifestação do poder e da glória de Deus. Ao termos comunhão com Deus somos fortalecidos e fortalecidas para a vida do dia-a-dia, bem como, somos orientados e orientadas, encorajados e encorajadas para sermos as mãos, os olhos e o coração de Deus neste mundo.
Nós somos escolhidos e escolhidas de Deus. Eleitos e eleitas filhos e filhas de Deus. Assim, também nós podemos ouvir a palavra que o salmista dedicou ao ungido de Deus no Salmo 45.2: “Tu és o mais formoso dos humanos; nos teus lábios se extravasou a graça; por isso Deus te abençoou para sempre”.
Somos especiais para Deus. Que o seu nome seja glorificado nos céus e na terra. Amém.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº 87 - Salmo 19 – Livro de Canto da IECLB

SAUDAÇÃO
Nós nos reunimos em nome e na presença de Deus que tem amor de Pai e Mãe para conosco; em nome de Jesus Cristo, Filho de Deus e nosso Salvador; e em nome do Espírito Santo, o nosso santificador. Amém

CANTO DE INVOCAÇÃO
Nº 239 – Santo Salvadorenho – Livro de Canto da IECLB


CONFISSÃO DE PECADOS
Estar na presença de Deus é oportunidade para confessarmos a nossa fragilidade e a nossa culpa. Deus é bondoso e misericordioso. Nos perdoa sempre que nele buscamos o perdão. Confessemos a nossa desobediência.

Bondoso e eterno Deus! Tu nos escolheste para sermos teus filhos e filhas. Nos elegeste como teu povo. Tu declaraste que és o nosso Deus. Tu queres que te sirvamos e te testemunhemos com os nossos dons.
No entanto, as nossas preocupações e os nossos afazeres são colocados em primeiro lugar. Confessamos que nos cerca o medo quanto a nossa segurança e o nosso bem-estar. Nos afastamos de ti e nos perdemos, muitas vezes, em meio as ofertas e preocupações deste mundo. Isto faz com que nos orientemos pelo nosso próprio egoísmo.
Rogamos que nos resgates através do teu perdão e que nós possamos nos entregar totalmente a comunhão contigo. Que assim possamos viver segundo a tua vontade. Unidos e unidas rogamos, cantando:

CANTO Nº 35 Perdão Senhor, perdão! Livro de Canto da IECLB

ANÚNCIO DO PERDÃO
Ao nos colocarmos humildemente na presença de Deus confessando a nossa fragilidade e a nossa culpa podemos ouvir a resposta de Deus em Is 49.23: “Saberá que eu sou o Senhor e que os que esperam em mim não serão envergonhados”.

KYRIE
Jesus Cristo, o ungido de Deus, enxuga as lágrimas, cura os males que causam dores, acolhe irmãos e irmãs que se encontram em sofrimento. Clamemos a Deus por socorro aos aflitos e aflitas deste mundo.

CANTO Nº 56 Pelas dores deste mundo - Livro de Canto da IECLB

GLÓRIA IN EXCELSIS
O nosso coração se alegra em Deus que não esquece de seus filhos e filhas. Ao nosso Deus dediquemos e cantemos glória na terra e nos céus.

CANTO Nº 70 – Glória, glória... Livro de Canto da IECLB

ORAÇÃO DO DIA
Santo e Eterno Deus! A tua palavra se fez carne em Jesus Cristo e veio morar entre nós e nos prometeu: Se guardarmos a tua palavra Tu e teu Filho virão e farão morada dentro de nós.
Rogamos, venha morar entre nós e em nós através de tua palavra. Que o teu Santo Espírito nos auxilie para que esta comunhão aconteça e nós possamos estar na tua presença hoje e sempre. Em nome de Jesus Cristo. Amém

 

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 99 (Opcional)

CANTO Nº 152 Pela Palavra de Deus saberemos - Livro de Canto da IECLB

2ª Leitura Bíblica: Êxodo 34.29-35

CANTO DE ACLAMAÇÃO DO EVANGELHO Aleluia….

3ª Leitura Bíblica: Lucas 9.28-36

 

PREGAÇÃO

Prezados irmãos!
Prezadas irmãs!

1 . Ao ouvirmos os dois textos, Êxodo 34.29-35 e Lucas 9.28-36, nós somos informados e informadas que Moisés e Jesus Cristo tiveram sua aparência modificada ao se encontrarem com Deus. As palavras usadas para marcar esse acontecimento foram: O rosto de Moisés resplandecia, brilhava. O rosto de Jesus mudou de aparência, foi transfigurado. Suas roupas ficaram alvas, muito brancas.
Pessoalmente gosto de entender estes acontecimentos da seguinte forma: após o encontro com Deus, tanto Moisés como Jesus, tornaram-se diferentes. Coloquemo-nos a caminho desta compreensão. Inicialmente quero lhes contar um pequeno exemplo.
2. Quando eu era criança ainda existiam muitos vagalumes. É um pequeno inseto que tem como característica particular emitir luz. Era muito bonito, no início da noite, ver a revoada dos vagalumes emitindo suas luzes na forma de piscadas. A brincadeira, então, consistia em colocar um bom número de vagalumes em um vidro, de preferência transparente, e maravilhar-se com a luz que era produzida pelos vagalumes dentro do vidro e que iluminava ao redor. Podia-se, inclusive, fazer pequenas caminhadas pelo escuro auxiliado pela luz dos vagalumes presos no vidro.
Portanto, o vidro tornava-se diferente. Transformava-se em um vidro que brilhava devido a luz dos vagalumes que estavam no seu interior.
3. Olhemos para Moisés. O livro de Êxodo conta que Deus chamou Moisés para um encontro em um monte. Neste encontro Deus transmitiu a Moisés todos os ensinamentos que ele deveria transmitir ao povo e, sobretudo, lhe deu os dez mandamentos. Quando Moisés retorna as pessoas percebem que seu rosto está brilhando.
Pensemos na pessoa de Moisés antes dos dez mandamentos e após os dez mandamentos. Com os dez mandamentos em suas mãos Moisés tem uma forma eficiente e libertadora para conduzir a vida e nunca mais se afastar de Deus. Os dez mandamentos são a lei que Deus nos deu no Antigo Testamento para vivermos em comunhão com Ele e, também, uns com os outros. Bem como, vivermos em liberdade e não cometermos injustiças contra nossos irmãos e irmãs. Mas, também, para não sermos injustiçados. Portanto, vivermos com paz e justiça, como diz o Salmo 85.10.
Todos os ensinamentos de Deus e os dez mandamentos estavam inscritos no coração de Moisés. Assim ele conseguia transmitir esta vontade de Deus com segurança, sabedoria e autoridade. Pensemos na alegria de Moisés por poder levar ao seu povo um novo caminho, uma nova proposta de vida, uma nova comunhão com Deus e com as pessoas. Toda pessoa que tem este tipo de alegria vai manifestar em seu rosto, em seu semblante. A aparência dessa pessoa se modificará no sentido de manifestar este contentamento.
4. Olhemos para Jesus Cristo. Jesus, na época em que leva Pedro, João e Tiago, na sua ida para o monte, está entrando em um período delicado de sua missão. É o período em que começa a falar aos seus discípulos sobre a sua morte.
Jesus se dirige ao monte para orar.
Lutero na explicação do Pai Nosso no Catecismo Maior diz que ao orarmos, Deus mesmo, se antecipa e nos indica as palavras e a maneira como nós devemos orar. Deus, ele mesmo, indica o que devemos pedir. Desta forma vemos o quanto Deus nos ama e quanta misericórdia ele nos dedica. A oração, portanto, é uma perfeita comunhão entre nós e Deus.
A oração de Jesus no monte foi uma perfeita comunhão entre o Pai e o Filho. Poderíamos dizer que há uma perfeita compreensão de palavras, sentimentos, medos, dúvidas, propósitos. Sobretudo, há uma perfeita integração entre Deus e Jesus Cristo. Não é mais possível distinguir entre a palavra de um e de outro, por exemplo.
Por outro lado, neste momento Deus também anuncia ao mundo que Jesus é o seu escolhido e que devemos ouvir a sua palavra. Mais precisamente Deus diz: “Este é o meu Filho, o meu eleito, escutem o que ele diz”.
A perfeita comunhão e esta palavra de Deus abrigam-se no coração de Jesus e desta forma modifica a sua aparência. É momento especial e de grande alegria e contentamento.
Resumindo: a mudança na aparência de Moisés e de Jesus é causada pela ação e vontade de Deus que se instala em seus corações. Isto modifica a vida e o modo de viver no mundo.
5. Olhemos para nós. Nós não estamos do lado de fora desta história, destes acontecimentos. Lembremos uma palavra de Jesus a nosso respeito. Jesus Cristo diz: “Se alguém me ama guardará a minha palavra; e o meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada”. João 14.23
Temos nesta palavra de Jesus Cristo duas notícias que muito devem nos encher de alegria e confiança. Somos amados e amadas por Deus, Pai de Jesus Cristo. Temos alguém que está ao nosso lado e que percebe tudo o que acontece conosco. Percebe quando estamos alegres, quando estamos tristes, quando sofremos, quando temos carências ou dúvidas. Este Deus nos ama para não nos deixar cair em tentação e nos livrar do mal.
Mas, muito mais, este Deus, o Deus vivo, faz sua morada em nós. Através de sua palavra está sempre nos sustentando, amparando e abrindo os caminhos da vida. É Deus que mostra, assim, o seu rosto através da nossa vida, das nossas atitudes, das nossas decisões, das nossas relações.
A medida em que Deus mora em nós temos comunhão com ele e o nosso rosto mostrará isto para as pessoas a quem encontramos.
6. Olhemos para nós como comunidade. Também como comunidade nós podemos mostrar a face de Deus para o mundo. Duas palavras bíblicas nos revelam esta possibilidade.
No Antigo Testamento, em Êxodo 19.5-6, lemos: “Agora, pois, se ouvirem atentamente a minha voz e guardarem a minha aliança, vocês serão a minha propriedade peculiar dentre todos os povos. Porque a terra é minha, e vocês serão para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa”.
No Novo Testamento, em I Pedro 2.9, lemos: “Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamar as virtudes daquele que nos chamou das trevas para sua maravilhosa luz”.
Por estas palavras ouvimos de Deus a notícia de que somos a sua propriedade. Isto significa que a nossa existência neste mundo, nas suas mais diversas possibilidades, deve acontecer de maneira que testemunhemos a sua vontade. Assim como Moisés comunicou ao seu povo toda a Palavra de Deus; como Jesus realizou a obra de Deus entre nós, o nosso viver, o nosso existir deve manifestar o amor de Deus, a vontade de Deus, o Reino de Deus.
Então, também o nosso rosto mudará de aparência. O nosso rosto manifestará o rosto de Deus.
Lembremos do vidro com os vagalumes. Também nós temos algo dentro de nós. A palavra de Deus que nos transforma e faz com que mostremos o rosto de Deus, seja em nossa família, em nossa comunidade, em nosso município. Amém.

Se a nossa vida, o nosso viver se torna diferente, ou seja, o nosso viver acontece segundo a vontade de Deus, então a nossa existência neste mundo se transforma em uma constante confissão de fé. Assim, convidamos para no dia de hoje confessarmos a nossa fé publicamente neste culto com a palavras do Credo Apostólico.


CONFISSÃO DE FÉ
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)

CANTO Nº 320 – Senhor, se tu me chamas - Livro de Canto da IECLB


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO (Recolher antecipadamente os pedidos de oração: pedidos, intercessão, aniversários, etc...)
Bondoso e Eterno Deus! Auxilia-nos para que nós sejamos uma agradável moradia para Ti e para teu Filho. Que a partir desta comunhão possamos viver com sabedoria neste mundo e sermos teus discípulos e tuas discípulas para que a tua vontade seja feita entre nós. Rogamos que a tua palavra ilumine a nossa vida e os nossos passos. Mas também, que através de nós a Tua Palavra ilumine este mundo para que aconteça paz e justiça.
Auxilia-nos como comunidade e como Igreja para que não nos afastemos dos teus caminhos e que sejamos um povo de sacerdotes e sacerdotisas. Exorta constantemente as autoridades de nosso País para que cumpram seus deveres e usem seu poder para aliviar e superar, sobretudo, a dor das pessoas mais fragilizadas.


Motivos de Oração:
1.
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________


PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

 

CANTO FINAL Nº 519 Jesus Cristo é Rei e Senhor - Livro de Canto da IECLB

BÊNÇÃO
Prezados irmãos! Prezadas Irmãs!
Coloquemo-nos de pé, se possível, para que Deus nos despeça com sua benção.

Que o Senhor vos abençoe e vos guarde.
Que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre vós.
Que o Senhor sobre vós levante o seu rosto e vos dê a paz.
Hoje e sempre. Amém

ENVIO
Vamos na paz do Senhor e sirvamos a Ele com alegria. Amém.
 


Autor(a): Pastor Leomar Pydd
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia
Natureza do Domingo: Epifania
Perfil do Domingo: Último Domingo após Epifania
Testamento: Antigo / Livro: Êxodo / Capitulo: 34 / Versículo Inicial: 29 / Versículo Final: 35
Título da publicação: Caderno de Celebrações 2022 - Sínodo da Amazônia / Ano: 2022
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 65769

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Em todo o universo, não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor.
Romanos 8.39
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Consulta, primeiro, a palavra do Senhor.
2Crônicas 18.4
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br