Celebração


ID: 2651

Vinte e Cinco Anos de Encontros Nacionais de Trombonistas da IECLB

27/02/2015

Johann Genthner
1 SEminário Sagrado Coração - Curitiba-PR
2 Ensaio por naipes; rgente Micaela Berger
3 Ensaio geral com H. H. Hesse
4 Trombonistas nas praças
5 Trombonistas nas praças
6 Assembleia da Federação Luterana Mundial 1990
7 Assembleia da Federação Luterana Mundial 1990
1 | 1
Ampliar

Este ano recorda que os conjuntos de metais na IECLB celebram vinte e cinco anos de encontros nacionais. Parabéns a todos que se envolveram neste projeto e ajudaram a construir essa comunhão de músicos amadores na IECLB. Como foi o caminho até lá.

O ano de 1990 era muito importante para a nossa Igreja, pois ela hospedou a oitava Assembleia Geral da Federação Luterana Mundial em Curitiba. Durante os preparativos desse grande encontro toda a IECLB foi movimentada: corais, grupos instrumentais, Comunidades para organizar caravanas etc. Assim também os coros de metais foram motivados a participar nesse evento.

Os muitos grupos ou conjuntos de metais viviam espalhados nas Regiões Eclesiásticas sem nenhum vínculo. A única região, que teve encontros anuais de trombonistas, era Espírito Santo. No ano de 1983, a pedido da IECLB, o Concilio Regional em Guaramirim - SC, formou um grupo para se ocupar com a formação de um Conselho de Música na IECLB. O Conselho da Igreja, em sua reunião, em 24-6-1984, decidiu a publicar o resultado do trabalho dessa Comissão. O Conselho da Igreja autorizou a Comissão a assumir o antigo Dep. de Música. O seu primeiro Coordenador era o Pastor Helmuth Koller e, com sua volta para Alemanha, foi escolhido o Pastor Johann Friedrich Genthner. A primeira reunião deste Conselho de Música se realizou na Comunidade Fidelis – SC, em 2-5-1985. Desde o começo pensou-se em todas as atividades musicais na Comunidades.

Os grupos de metais apareceram assim: Certo dia o Senhor Salvador Noga que mora em Curitiba, no bairro Jardim Paranaense, me ofereceu instrumentos de sopro usados e originais da Alemanha. Ele os comprava, como ele me explicou, de grupos de metais em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e da Comunidade de Marechal C. Rondon – PR. Eu fiquei assustado com esta informação e logo pensei nos inúmeros instrumentos que Comunidades alemães doaram para nós na IECLB. Senti vergonha na cara pensando nos doadores que com muito sacrifício adquiriam os instrumentos para enviarem ao Brasil a serem usados na IECLB.

O primeiro passo era procurar contato com todos os grupos existentes e saber um pouco de sua vida, e participação na Comunidade. Essa etapa não era tão simples com imaginamos. Enquanto realizamos o levantamento dos conjuntos de metais tentamos promover cursos para regentes, organizar encontros para se conhecer e possibilitar fazer amizade entre esses. Surgiu o projeto de produzir literatura para o coros de metais e cursos para regentes e trombonistas avançados. Pensando nos anos 1985 a 1990 dá para afirmar que em todas as Regiões Eclesiásticas os coros de trombonistas se movimentaram e os regentes se empenharam para aprender reger.

Para a Obra Missionária Acordai chegou o momento de negociar com a Igreja por um Pastor, por tempo integral, para orientar e dirigir o trabalho nacional com coros de trombones. Essa caminhada nos levou a altura que a MEUC e a IECLB se prontificaram viabilizar esse plano. Nesse Espírito de animação, de querer crescer, servir e participar surgiu o grande desafio da IECLB: organizar a 8. Assembleia Geral da FLM em Curitiba. Os regentes, como por exemplo, Hans Hermann Hesse, Norberto Berger, Micaela Berger, Frank Graf, Reiner Heumann, P. Hans Hermann Ziel e muitos outros, foi preparado uma caravana de trombonistas para realizar o primeiro encontro nacional de trombonistas durante a 8. Assembleia da FLM em Curitiba. Para viabilizar esse plano nos apoiou o Martin Luther Verein da Baviera. Nós encontramos muita colaboração por parte de panificadoras, cozinhas industriais e de pessoas que voluntariamente se envolviam. Lembro que numa noite faltava comida e o pessoal estava com muita fome, pois o cálculo era dois hambúrguer por pessoa. Era insuficiente. Na minha tristeza corri para a firma que forneceu a comida. Felizmente encontramos uma reserva que eu podia levar para os famintos no acampamento Sagrados Corações em São Jose dos Pinhais, onde 280 trombonistas foram hospedados. O momento histórico era o Dia da Igreja no Ginásio Tarumã em Curitiba com tantos trombonistas e coristas.

Durante este evento foi realizado o primeiro encontro nacional e fundada Obra Missionária Acordai. A partir dessa data o trabalho se intensificou. Foi formado um Conselho com Regimento Interno que desenvolveu o seu trabalho. Até essa data o Conselho Nacional de Música da IECLB e o trabalho com metais trabalhavam junto, pois esse trabalho surgiu a partir do Conselho de Música. Inicialmente o Conselho se reuniu anualmente para avaliar o trabalho e elaborar projetos para o ano seguinte. Como todos tinham necessidade de se encontrar, visitar e apoiar surgiu o pedido de programar de quatro em quatro anos um encontro nacional alterando entre Espírito Santo e o Sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná). Os encontros até agora eram estes: I Curitiba – PR; II Santa Maria de JETIBÁ – ES; III Timbó – SC; IV Domingos Martins – ES; V Schroeder – SC; VI Quinze de Novembro – RS; e o próximo, o VII, será em Santa Maria de Jetibá – ES.

Seguem alguns fotos (1) do local onde todos os trombonistas foram hospedados; (2) dentro do Seminário Sagrados Corações se realizaram os ensaios por naipes e o ensaio geral; (3) os participantes trombonistas formaram grupos para tocarem músicas em praças, hospitais, ancionatos e no centro da cidade de Curitiba; (4) o dia da Igreja no ginásio Tarumã.

O Dia da Igreja no Ginásio Tarumã. Teve delegações de muitos países. Após da Assembleia os visitantes ficavam uma semana para conhecer Comunidades e o povo. Foram encontros muito proveitosos.

Desejo que esses encontros nacionais de trombonistas possam continuar e motivar a crescer e estimular crianças e jovens a aprender um instrumento. Este trabalho na Igreja é uma boa opção que jovens casais, adultos e idosos servirem a Deus. Deus abençoe este servir.

Johann Friedrich Genthner, P.em. Curitiba, em 27 de fevereiro de 2015.
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Mal tenho começado a crer. Em coisas de fé, vou ter que ser aprendiz até morrer.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Portanto, estejam preparados. Usem a verdade como cinturão. Vistam-se com a couraça da justiça e calcem, como sapatos, a prontidão para anunciar a Boa Notícia de paz.
Filipenses 6.14-15
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br