Vida Celebrativa - Ano Eclesiástico


ID: 2654

Jesus ressuscitou!

15/04/2022

Falar de Páscoa é falar de ressurreição, é falar de esperança, é vislumbrar um olhar que vai além da morte e de um túmulo. Celebrar a Páscoa é tempo de afirmar a força da vida, anunciar a certeza da ressurreição. É tempo de meditar sobre como Deus age em nós e através de nós. Deus não se conforma com a morte, com o sofrimento, com a justiça, com a discriminação.

A notícia da ressurreição de Jesus foi uma grande surpresa anunciada pelas mulheres, naquele domingo de manhã, conforme relata o evangelista Lucas. Para nós hoje também, por certo, o anúncio de que Jesus ressuscitou deveria provocar susto e admiração. É assim quando se recebe uma notícia extraordinária.

Este tipo de notícia, de alegria incontida, este tipo de grau de novidade, mudança drástica, é que deveria vir aos nossos corações ao sabermos, ainda que sempre de novo, que Cristo ressuscitou. Está é uma notícia especial, é uma notícia que quer mexer conosco. Quer nos tirar do individualismo, comodismo e nos colocar no caminho da esperança.

As mulheres depois do susto de não encontrar o corpo, depois do medo, depois do apelo a memória dos ensinamentos de Jesus elas se colocam a caminho, elas vão e falam da grande notícia: Jesus ressuscitou!

A realidade que vivemos nem sempre é uma realidade de ânimo e esperança. Os dois últimos anos vivenciamos a pandemia do covid. Foram momentos de ficar mais isolados, sem tantos encontros comunitários, sem tantos abraços e convívio. Nos últimos meses nos deparamos com notícias trágicas de guerra e destruição. Pessoas tiveram que abandonar suas casas, sua pátria e migraram em busca de novos horizontes para viver. Famílias foram separadas, crianças ficaram órfãs... Como seguir adiante? Onde encontrar forças?

Olhando de novo para o texto bíblico também reconhecemos que a situação dos discípulos de Jesus, logo após sua morte na cruz era uma situação difícil. O desânimo tinha tomado conta deles. Alguns o haviam traído por dinheiro, outros por covardia. Todos estavam dispersos e sem rumo. Como numa noite escura, não enxergavam a realidade.

De repente se acende uma luz. É a madrugada do primeiro dia da semana. Mulheres se colocam a caminho. Com determinação e coragem elas rompem a escuridão e vão até o sepulcro de Jesus. Faz escuro, mas eu canto diz o poema. As mulheres também sentem assim. Tudo parecia perdido. Mas para um coração esperançoso, nem a morte é suficiente para entregar os pontos.

É diante do tumulo que elas se deparam com a grande notícia: “Por que buscais entre os mortos ao que vive?” E aí, a grande novidade. “Ele não está aqui, mas ressuscitou”.

No momento da transição da noite para o dia, a escuridão da fé vai se iluminando. Não há mais pedra cobrindo o sepulcro de Jesus. A novidade é grande demais. A força da vida venceu a morte. O testemunho deste acontecimento dá novo sentido à vida humana.
Ainda hoje em dia a ressurreição de Jesus provoca um olhar novo, o olhar da fé. E acende no coração um sentimento novo, o sentimento do amor, da esperança e da fé.

Essa fé e esse amor são a força de nossa caminhada, para seguir adiante. Os problemas não são resolvidos de uma hora para outra na nossa vida e as dificuldades podem até continuar, mas nós temos força para vencê-los. Com a fé na ressurreição de Jesus, as noites da vida tornam-se mais claras e os dias mais iluminados. Uma nova luz invade toda a vida. Que a força do Cristo ressuscitado mova a tua vida e te conceda ânimo e esperança na caminhada. Abençoada Páscoa!
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Um coração puro é aquele que observa e pondera o que Deus diz e substitui os seus próprios pensamentos pela Palavra de Deus.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
O que importa é a fé que age por meio do amor.
Gálatas 5.6b
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br