Vida Celebrativa - Ano Eclesiástico


ID: 2654

Romanos 8.26-39 - 8º Domingo Após Pentecostes - 26/07/2020

Caderno de Cultos 2020 - Sínodo Mato Grosso

26/07/2020

26/07/2020 – 8º Domingo após Pentecostes
Leituras: Salmo 119 129-136- Mateus 13 31-33; 44-52
Pregação: Romanos 8:26-39
Miss. Elcio Ricardo da Silva – Paróquia de Água Boa - MT


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Sejamos todos nós bem vindos à casa do Senhor para este tempo de Culto ao nosso Deus. Viemos de diferentes lugares. Chegamos aqui com diferentes sentimentos. Cada um de nós traz em seu coração suas alegrias e frustrações, seus pedidos e agradecimentos. Aqui estamos. Aqui nos reunimos como comunidade e aqui celebramos a Deus.
Como palavra bíblica para o início deste nosso tempo de celebração, trago as palavras do Evangelho de João 6.68 que diz: “Simão Pedro respondeu a Jesus: Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna”. Jesus havia se declarado “o pão da vida” (v.35). Algumas pessoas não gostaram desta declaração de Jesus e começaram a murmurar. Outros abandonaram Jesus. E agora Jesus está perguntando aos doze discípulos se eles também desejavam deixá-lo. É neste contexto que encontramos as palavras de Pedro: Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna.
Pedro ele reconhece que somente Jesus tem as palavras certas. Não há outro lugar onde se possa encontrar tais palavras.
Aqui chegamos. Como eu disse antes, alguns de nós com alegrias, outros com frustrações. Alguns de nós com pedidos, outros com agradecimentos. Importante é chegamos no lugar certo: Na casa de Deus. Assim, que as palavras deste culto possam servir de consolo a quem precisa de consolo. De animo a quem precisa de ânimo. De encorajamento a quem precisa de coragem. E de celebração a quem chega carregado de alegria.
Que o amor de Deus, tema de nosso culto e pregação, possa nos acompanhar durante este tempo.

Acolhida aos visitantes:
Quero acolher também os nossos visitantes. “É muito bom ter você aqui”. Enquanto comunidade nos alegramos com a sua presença. Tenha liberdade de voltar quando desejar e querendo fazer desta igreja a sua igreja: Seja muito bem-vindo. Receba o nosso abraço ao início deste culto.

CANTO DE ENTRADA
Nº 597 - Livro de Canto – Como é doce a comunhão

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Na presença do Trino Deus nos reunimos aqui.
Em nome do Deus que é Pai – Criador de todas as coisas.
Em nome do Filho – Jesus Cristo que por nós se entregou.
Em nome do Espírito Santo – consolador e animador para que continuemos e caminhada.
Envolvidos pelo amor de Deus celebramos. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 567 – Livro de Canto – Canção do Cuidado

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Deus amado. Aqui está o teu povo reunido. Povo que tem dia após dia experimentado o teu amor. Povo que dia após dia tem caminhado com a certeza de tua presença e do teu guiar. Povo que mesmo não percebendo em muitos momentos tem caminhado graças ao teu cuidado e ao teu amor.
Somos pecadores! Diz tua palavra que em pecado nos concebeu nossa mãe. Por isso, neste momento olha para o teu povo reunido que voltado para o teu altar e para a cruz vem pedir-te perdão.
Perdão Senhor pelas vezes que não reconhecemos o teu amor. Perdão Senhor pelas vezes que deixamos a tua palavra de lado e não a reconhecemos como as palavras da vida eternar. Perdão Senhor pelas vezes que não colocamos em pratica o mandamento do amor para com o próximo. Perdão Senhor quando em pensamentos, palavras e ações não agimos conforme o teu querer. Perdão Senhor pela nossa omissão diante das injustiças do mundo. Perdão Senhor! Perdão Senhor!
Assim Deus amado que através de tua graça sejamos perdoados. Que o perdão seja derramado abundantemente sobre todos aqueles que de coração sincero tem se colocado diante de ti em confissão. Ouve Senhor a nossa oração e que por tua graça, bondade e amor possamos receber o perdão. Em teu santo nome. Amém.

CANTO DE ANÚNCIO DA GRAÇA

Nº 41 – Livro de Canto – Infinita graça

Ou: Nº ____________________________________________________

ANÚNCIO DO PERDÃO
“Pela graça de Deus vocês são salvos por meio da fé. Isso não vem de vocês, mas é um presente de Deus. (Efésios 2.8). O perdão que recebemos é expressão da graça de Deus. O perdão que recebemos é um presente de Deus. Não podemos comprar o perdão de Deus. Ele é oferecido gratuitamente a todo aquele que de coração sincero fez a sua confissão diante de Deus. Deus assim em sua infinita graça nos oferece do seu perdão e renova o seu amor em nós. Amém.

KYRIE
Diante de tanta injustiça, guerras, ódio e indiferença para com o próximo, só nos resta implorar pela piedade de Senhor. Que ele venha e traga consigo o seu reino de paz, de justiça e de amor. Assim como comunidade aqui reunida suplicamos a Deus que nos ouça:

Nº 63 – Livro de Canto – Ouve, Senhor

Ou: Nº ____________________________________________________

GLÓRIA IN EXCELSIS
Glorificamos a Deus cantando:

Nº 75 – Livro de Canto – Água Cristalina

ORAÇÃO DO DIA
Nós te louvamos Senhor. Nós te bendizemos porque só tu és digno de receber o nosso louvor e a nossa adoração. Assim como as aves dos céus e as folhas das arvores expressam a tua criação. Assim como a relva da montanha demonstra o colorido da vida. Assim como os rios correm na direção de sua foz. Assim que nosso louvor possa ser a expressão de nossa gratidão pela vida, pelo cuidado e pela certeza de tua presença. Amém.


LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 119 129-136

Aclamemos o Evangelho cantando: Aleluia.
2ª Leitura Bíblica: Mateus 13 31-33;44-52

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 614 - Livro de Canto – Em nada ponho a minha fé

Ou: Nº ____________________________________________________

PREGAÇÃO

(Como sugestão de um exemplo prático e visível, sugiro que você faça um xerox colorido de uma nota de cem reais. Recorte o xerox fazendo com que fiquei mais parecido possível com uma nota verdadeira)

Prezada Comunidade

Que a graça do bondoso Deus, o amor de Jesus, e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos nós durante este tempo de reflexão.

O que você faria se neste momento, você recebesse uma nota de cem reais? Sim! Imagine que você está aqui participando deste culto e alguém simplesmente chegasse até você e lhe entregasse uma nota de cem reais.
Penso que teríamos as mais diferentes reações ou ideias sobre o que fazer com os cem reais. Alguns de nós logo pensamos em alguma conta pendente que poderia ser paga. Outros de nós logo pensamos em algo que poderíamos comprar. Enquanto outros já diriam: puxa! Só cem reais? Melhor seria se fosse mil reais, daí sim, valeria a pena pensar sobre o que fazer.

Bom, é apenas cem reais!
Minha pergunta é: “quem quer esta nota de cem reais?” (Instigue as pessoas até alguém dizer que quer a nota de cem reais – porém quando alguém pedir pergunte a pessoa porque ela merece ganhar os cem reais – após ouvir a resposta diga que ainda não é o momento dela receber a quantia e que deve aguardar).

Convido a leitura do texto bíblico de Romanos 8 26-39

O apostolo Paulo inicia este texto que acabamos de ouvir, falando sobre a fraqueza. Paulo fala sobre a nossa fraqueza na oração. A nossa fragilidade dificulta a nossa vida de oração. Mas ele também diz que o espírito santo leva os nossos anseios diante de Deus. O Espírito Santo leva a Deus aquilo que nem sempre conseguimos expressar em nossas orações. Ele leva a presença de Deus o que em nossa fraqueza não conseguimos colocar diante de Deus. O espírito santo nos assiste em nossa fraqueza. Em Lucas 10.40 encontramos Marta desejando que irmã, Maria, a assista no trabalho de casa (Lucas 10.40). Marta não deseja que Maria faça todo o trabalho sozinha, mas ela deseja que sua irmã a ajude. Assim também não podemos em nossa fraqueza simplesmente deixar de orar, mas sim, continuar, pois o espírito santo está conosco e não auxilia neste momento.

O Espírito Santo nos auxilia em nossa fraqueza. Ele nos dá esperança, mesmo em meio ao sofrimento. Ele em nosso socorro vem e assim nos auxilia para que possamos cumprir os nossos propósitos diante de Deus. Quando a nossa esperança em Deus fica obscurecida, logo nos vemos envolvidos em momentos de aflição e desespero. Assim, o Espírito Santo nos assiste em nossa fraqueza e nos lembra do imutável amor de Deus. O amor de Deus que nunca nos abandona.

Aliás, é justamente a certeza do amor de Deus que leva o apóstolo a fazer uma sucessão de perguntas nos próximos versículos: quem poderá nos vencer? Quem nos acusará? Quem nos condenará? Quem poderá nos separar do amor de Cristo?

A estas perguntas o próprio apóstolo responde de maneira poderosa e ao mesmo tempo desafiadora: “ninguém”

“Ninguém” pode nos separar do amor de Deus!
Ninguém pode nos separar do amor de Deus, pois ele entregou o seu próprio filho por nós em virtude do seu amor. Assim como Abraão não poupou o seu filho (Genesis 22 – mesmo não sendo preciso sacrificá-lo), assim Deus entregou o seu único filho (João 3.16). Jesus foi entregue por muitos: Ele foi entregue por Judas, pelos principais sacerdotes, por Pilatos, e até pelo povo a quem ensinou e amou. Mas o “entregar” de Deus vai além.

Judeus e gentios estão “indesculpáveis”. Eles estão sob acusação. “Toda boca se calou, e o mundo inteiro é culpado perante Deus”. No entanto, para os que creem, essa situação foi invertida totalmente: Embora indesculpável, é impossível de ser acusado! “Quem (poderá, então ser) contra nós?” (v.31) Se estivéssemos em um tribunal não faltariam provas para a acusação contra aqueles que “entregaram” Jesus. Porém embora nos pareça um contra senso, essas provas não têm qualquer valor. Elas não têm valor porque Deus é Deus de uma maneira jamais esperada, ou seja, diante do amor de Deus pela humanidade todas as provas contra quem entregou Jesus foram anuladas.

Cristo foi entregue e morreu pelos nossos pecados. Por este motivo não há mais condenação. Os seres humanos criados por ele lhe são mais caros que aquele a quem tinha de mais caro, seu próprio Filho. Aqui revelam-se as “profundezas de Deus” (1Co 2.10) o Espírito Santo as ilumina e as desvenda para o coração humano (Rm 5.5). Assim, ao feito maior, que é entrega de Cristo, por força dá logica, tudo o que é menor também está incluído, ou seja, as dadivas as quais Deus nos presentei a cada dia e a cada momento.

“Então quem poderá nos separar ao amor de Cristo” (v.35). Paulo lista sete coisas que podem ficar entre nós e o amor de Cristo: sofrimentos, as dificuldades, a perseguição, a fome, a pobreza, o perigo ou a morte. Perder a união com ele significaria verdadeiramente perder tudo. O povo de Deus em diversos momentos enfrentou grandes dificuldades, mas nunca foi desemparado por Deus.
O mundo não consegue entender o amor do cristão para com Deus, assim como também não consegue entender o amor de Deus, para com a humanidade, a ponto de entregar seu único filho pelo mundo inteiro. Por isso o mundo nos rejeita, nos considera como ovelhas para serem levadas ao matadouro. Segundo o mundo não servimos sequer para a produção de lã.

No ponto mais baixo ecoa um irresistível cântico de vitória. V. 37 “Em todas essas situações temos a vitória completa por meio daquele que nos amou”. Não é uma vitória parcial. Não é uma quase vitória. É uma vitória completa. E a nossa vitória vem por meio daquele que nos amou. Nos amou de tal maneira que se entregou por nós.

Finalmente, o apóstolo tem certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus. Essa realidade o apóstolo encara agora, numa síntese e conclusão, a fim de fazer também uma confissão da supremacia do amor de Deus. Para tanto, recorre a pessoalidade quando diz: “Eu tenho a certeza” (v.38):

Nada pode nos separar deste amor:
Nem a morte – nem a vida
Nem os anjos – nem outras autoridades
Nem o presente – nem o futuro
Nem o mundo lá de cima – nem o mundo lá de baixo

Paulo é cativado pelo “grande” amor com que (Deus) nos amou (Ef 2.4: “Mas a misericórdia de Deus é muito grande, e o seu amor por nós e tanto” ...). Deus interveio em um mundo perturbado. O sacrifico de Cristo conferiu ao conjunto da criação de maneira decisiva a salvação. Nada pode anular esse feito de Deus e essa prática do amor, nem romper nossa comunhão com Deus nele fundamentado.

Para finalizar:

Lembram da nossa nota de cem reais (mostrar a nota novamente – se alguém tinha se candidato para receber a nota lembrar desta pessoa)

Eu perguntei lá no início: o que você faria se recebesse uma nota de cem reais?
Falei que alguns de nós, talvez, logo pensaríamos em uma conta a pagar ou em algo para comprar. Outros de nós, talvez, iriam para o lado dos insatisfeitos e dizer: bem melhor se fosse mil reais.

Diz o ditado popular: “amor não se compra”.
Eis a questão. O amor de Deus por nós não pode ser comprado. O amor de Deus é uma oferta de amor e por amor. Não recebemos o amor de Deus por merecimento nosso. Deus o oferta em amor e por amor. As vezes queremos até comprar o amor de Deus ou agimos como se assim pudéssemos.

Sabe qual a diferença do amor de Deus para esta nota de cem reais?
(Rasgar o xerox da nota de cem reais)

O amor de Deus é verdadeiro.
Diferentemente da nota de cem reais que aqui apresentei. Ela era falsa. Uma cópia barata.

Não há no mundo nada que possa nos separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus.
Um universo inteiro de forças de oposição não poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Deus entregou seu filho a morte por todos nós. Eis a nossa redenção. Eis o amor de Deus.

Medite sobre isso e que Deus te abençoe.

Amém

CONFISSÃO DE FÉ
Como resposta a palavra que acabamos de ouvir e movidos pelo Deus de amor queremos agora confessar a nossa fé.

Creio em Deus Pai, ...


CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 629 - Livro de Canto – Dia a dia

Ou: Nº ____________________________________________________

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________


Bondoso Deus, nós te somos gratos por este tempo de celebração. Te agradecemos por cada momento deste culto. Pelos louvores que entoamos e especialmente por tua palavra que ouvimos e refletimos. Graças te damos Senhor, porque mais uma vez a tua palavra nos lembrou do teu amor. Amor que não podemos comprar. Amor que é verdadeiro. Amor que foi expresso na cruz do Calvário quando entregaste teu filho Jesus em nosso favor. Senhor Deus! Como é bom saber que nada pode nos separar do teu amor: nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem outras autoridades, nem o presente, nem o futuro, nem altura, nem profundidade. Enfim, não há nada que possa nos separar do teu amor verdadeiro.
Mas Senhor, dá que sigamos o teu exemplo de amor. Ensina-nos a amar as outras pessoas. Ensina-nos a demonstrar o nosso amor. Ensina-nos a vivenciarmos diária a constantemente o amor verdadeiro, que é capaz de transformar. E Senhor, principalmente ensina-nos a amar sem esperar nada em troca.
Que ao sairmos daqui, saiamos envolvidos pelo teu amor e que assim também durante esta semana possamos demonstrar o teu amor. Que diariamente e constantemente sejamos desafiados a viver em amor.
Deus amado! Agora diante de ti queremos colocar os nossos pedidos. Lembramos agora Senhor, de pessoas e acontecimentos os quais queremos deixar diante de ti, na certeza de que em teu amor tudo está guardado. Lembramos bondoso Deus dos doentes, dos enlutados, do que passam por necessidade e especialmente por aqueles que perderam a esperança na vida. Rogamos Senhor que enchas o coração destes da certeza de que tu estás ao lado deles. Que eles possam perceber o teu amor. (aqui incluir demais pedidos)
Abençoa Senhor nosso trabalho, para que possamos realizá-lo com zelo e fervor e lembramos daqueles que não tem trabalho. Que tu Senhor possas animá-los e abençoá-los neste tempo de procura.
Abençoa Senhor nossa cidade, ou o local lá onde vivemos. Pedimos por nosso país, bem como pelo mundo. Mundo este carente de paz e de amor. Por nossas famílias pedimos. Cuida de cada um. Que possamos voltar as nossas casas em paz e segurança e dá Senhor que nosso coração seja preenchido de alegria de poder confiar em ti, sabendo que tu sempre nos acompanhas. Que assim bondoso Deus a tua graça, o teu amor e o teu Espírito Santo nos acompanhem hoje e sempre. E tudo mais que estiver em nosso coração e pensamentos neste momento nós colocamos diante de ti quando oramos dizendo:

Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
O Senhor Jesus Cristo:
Esteja ao teu lado para te defender.
Esteja dentro de ti para te conservar
Esteja diante de ti para te conduzir
Esteja atrás de ti para te guardar
Esteja acima de ti para te abençoar
Amém.

ENVIO
Ide em paz e servi ao Senhor com alegria


CANTO FINAL
Nº 298 - Livro de Canto – Benção do caminhar.
Nº 346 – Livro de Canto – Boa noite meu Pai (se o culto for a noite)

Ou: Nº _______________________________
 


Autor(a): Missionário Elcio Ricardo da Silva
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 8º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Romanos / Capitulo: 8 / Versículo Inicial: 26 / Versículo Final: 39
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2020
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 57534

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Confie no Senhor. Tenha fé e coragem. Confie em Deus, o Senhor.
Salmo 27.14
REDE DE RECURSOS
+
O Senhor guardará você. Ele está sempre ao seu lado para protegê-lo. Ele o guardará quando você for e quando voltar, agora e sempre.
Salmo 121.5 e 8
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br