Música na IECLB


Domingo de Louvor a Deus através da Música

Seminário de Música do Sínodo Rio Paraná 2019 Prédica e Liturgia (P. Me. Alexander Busch)

02/06/2019

Prédica para Seminário Sinodal de Música no Sínodo Rio Paraná em 01 e 02 de Junho de 2019
Domingo de Louvor a Deus através da Música Ano C

Textos bíblicos: Salmo 13 (ao invés do Sl 146), Atos 16.20-25 e Mateus 21.14-17
(Nota: Os textos bíblicos serviram como impulso para reflexão sobre o papel da música no culto das comunidades. No culto a prédica foi mais curta. Ofereço aqui a versão original escrita da prédica).

Estimados/as colegas no ministério de música,
O ditado popular diz, “Quem canta ... seus males espanta”. A sabedoria popular reconhece que a música é um caminho essencial para animar o espírito e despertar a esperança. “Quem canta seus males espanta” – uma frase presente na obra Dom Quixote de La Mancha do século XVII, o que significa que esta frase sobrevive há pelo menos quatro séculos. “Quem canta os seus males espanta” – uma frase que poderia estar nas Sagradas Escrituras e ela está. Não encontramos literalmente a frase ‘quem canta seus males espanta’, mas a história bíblica registra belos testemunhos de pessoas cantando em diferentes momentos.

O livro de Salmos no AT tem muitos exemplos, entre eles o Sl 13 que ouvimos hoje. Não sabemos ao certo qual a angústia, qual o sofrimento que a pessoa está atravessando ao enfrentar seus inimigos. Porém, em meio ao seu lamento, “Até quando Senhor esquecerás de mim? Até quando terei de suportar este sofrimento?”, o salmista ora confiante, “porque tu tens sido bom para mim, cantarei hinos a ti, ó SENHOR”.

E no livro de Atos temos o testemunho dos missionários Silas e Paulo, presos por perturbar a boa ordem na cidade de Filipos, que, enquanto encarcerados, anunciavam através do canto a boa nova de Cristo Jesus. Os companheiros de cela escutavam seu canto – alguns provavelmente admirados com a convicção dos missionários, outras pessoas provavelmente se perguntando, quem são estes loucos?

E finalmente, do evangelho de Mateus, num momento de tensão entre as autoridades religiosas e Jesus, as crianças, em louvor sincero e espontâneo, manifestam sua alegria pelos gestos de cura e libertação de Jesus. Num mundo marcado pela exclusão, pela briga de poder, pelo conflito, o canto das crianças era um sinal da gratidão pela acolhida e missão de Jesus.

Da mesma forma, ainda hoje nas comunidades cristãs, cantamos para afirmar a fé, cantamos para anunciar a boa nova de Cristo Jesus, cantamos para agradecer a ação de Deus em nossas vidas. Através de versos musicais e melodias as pessoas proclamam o amor e a misericórdia de Deus. O canto é uma resposta de gratidão ao agir de Deus em nossas vidas. A música é uma expressão de fé da comunidade que confia que seu passado, seu presente, e seu futuro estão nas mãos de Deus. A letra cantada em momentos de angústia e aflição, pedindo por socorro e salvação, é um anúncio da fidelidade de Deus.

Sim, a música é um instrumento de Deus para nos ensinar a mensagem cristã e fortalecer nossa identidade como igreja. Por exemplo, conta-se a história de um pastor e teólogo muito conhecido, que ao longo da vida havia escrito vários livros sobre Deus, sobre o evangelho, sobre a igreja. Quando bem idoso, perguntaram se ele poderia, em poucas palavras, dizer o que ele havia aprendido sobre a fé cristã ao longo dos anos. Ele respondeu, citando palavras de um hino que havia aprendido de sua mãe, “Jesus Cristo me ama sim, pois a Bíblia diz assim . . . Jesus me ama, Jesus me ama, Jesus me ama, na cruz morreu por mim”.

A resposta deste pastor e teólogo foi um canto. E eu imagino que se perguntássemos a cada uma das pessoas presentes aqui, se você também tem algum hino ou canto favorito que marcou a sua vida, todas as pessoas se lembrariam de pelo menos um exemplo. Pois, seja através da mãe ou avó que cantarolava em casa, seja no tempo de ensino confirmatório, seja no culto ou estudo bíblico, seja no casamento ou sepultamento, as pessoas aprendem sobre a fé e proclamam a sua fé através da música. A música é uma excelente professora.

Não que a música seja o único caminho de conhecer e proclamar a mensagem cristã, mas certamente é um dos caminhos mais eficazes e marcantes. Cito mais um exemplo. Imaginem aquela semana movimentada, talvez tensa e estressante. Você se dirige à igreja para participar do culto. Aqui na igreja algumas pessoas já chegaram bem cedo: o grupo de música, a pastora ou o pastor, as pessoas que preparam o templo para acolher a comunidade. Você é recebido com um cordial bom dia e logo procura um lugar para sentar. Ao seu redor estão outras pessoas. Algumas pessoas se prepararam para o culto fazendo em casa uma leitura bíblica ou oração. Outras pessoas têm um pouco de dificuldade para focar no culto por causa de certas pré-ocupações, ‘hoje a família vai estar toda reunida em casa, será que consigo preparar o almoço a tempo?’ ou ainda ‘esta dor continua me incomodando, será que vou ser obrigado a visitar o consultório médico?’. E finalmente tem aquele grupo de pessoas que, por diferentes motivos, chega na igreja em cima da hora.

Este é o culto cristão, um tempo e lugar onde o povo de Deus está reunido. Um conjunto de emoções, de pensamentos, de preocupações, de alegrias, de cansaço, de ansiedades, de expectativas e gratidão está aqui reunido. Eis o primeiro canto, a música inicial que ajuda este povo com os mais variados sentimentos e pensamentos e situações a se colocarem juntos na presença de Deus, cantando “Salmos de louvor, cantemos para o Senhor” (LC 139) – um canto de acolhida que nos ajuda a sentir o abraço de Deus.

Este é o poder da música, uma dádiva de Deus que ajuda as pessoas a unirem suas vozes e seus corações na presença de Deus. A música com uma boa poesia tem um grande poder de comunicação, justamente por ir além da palavra falada. A música com uma letra condizente com o evangelho tem a capacidade de alcançar o ser humano onde as palavras não chegam. Não dá para se imaginar um culto cristão sem música.
Aliás, a música é uma característica muito forte da Igreja Luterana desde a sua origem. A partir da Palavra de Deus, Lutero entendeu que o louvor, a adoração através do canto, não podia ser uma atividade exclusiva dos padres nas igrejas, dos monges em mosteiros e das freiras em conventos. A música que anuncia a boa nova é para ser cantada por toda a comunidade. Através da música toda a comunidade pode participar do culto, proclamando o evangelho, a boa nova da salvação em Cristo.

Entre algumas iniciativas de Lutero para reformar a igreja, lembramos que em sua época a missa, o culto era celebrado em latim, uma língua desconhecida pela maior parte do povo e que, portanto, limitava a participação da comunidade. Lutero incentivou o canto comunitário na língua do povo, o alemão. Assim, os hinos cantados no culto numa língua familiar aos participantes se tornaram um instrumento importante para louvar a Deus, para fortalecer a espiritualidade das pessoas, e expressar sua fé no Deus que caminha com seu povo. Precisamos, portanto, nos perguntar, as músicas que cantamos nas comunidades são fáceis para o povo aprender? A letra das músicas que cantamos são condizentes com o evangelho e ensino de Cristo Jesus?

Nossos hinários refletem o precioso legado que herdamos em melodias e versos. Lembramos, por exemplo, o hino “Deus é Castelo Forte e Bom” (LC 482). Mas não somente este. Fiel à tradição luterana de fazer uso de uma linguagem familiar, novas composições expressando o dia a dia da igreja dentro do contexto brasileiro foram adicionadas. Temos músicas que falam da confiança em Deus ao invés de correr atrás do tempo e dinheiro “as pessoas hoje correm trás do tempo e do dinheiro, e se esquecem de viver cada dia o dia inteiro” (LC 640). Hinos que convocam as pessoas a resistir às injustiças sociais e a construir um mundo melhor, “Cantemos ao nosso Deus, ele é o Senhor Deus da vida. Vai alentando a esperança e veio a este mundo conosco lutar” (LC 613). E, nestes tempos de solidão e indiferença, palavras que nos convidam para viver em comunhão e serviço, “Deus chama a gente prum momento novo, de caminhar junto com seu povo. É hora da transformar o que não dá mais, sozinho, isolado ninguém é capaz” (LC 605). O Novo Livro de Canto da IECLB vem aumentar o nosso repertório para os dias de hoje.

Considerando justamente os dias de hoje, fica a pergunta ‘como valorizar, como incentivar o canto na comunidade cristã’? Fato é que a comunidade cristã é um dos poucos espaços na nossa sociedade onde as pessoas cantam, ao invés de somente ouvir uma música. São poucas as famílias e escolas onde algum tipo de atividade musical é incentivado. Esta lacuna na educação musical acaba se refletindo nas comunidades cristãs. Muitas vezes, esta lacuna gera o canto errado, desafinado, fora do tempo, que desanima a participação das pessoas nos cultos.

Diante deste diagnóstico, é tão bom constatar que existem comunidades, que existem sínodos em nossa igreja procurando melhorar a qualidade musical e incentivando o canto comunitário. Um sinal positivo nesta direção é o Seminário Sinodal de Música em sua 9ª edição. Um sinal positivo é a tua participação neste seminário. Este seminário é organizado pelo sínodo através do seu conselho de música, na expectativa de que vocês, participantes, possam retornar para as comunidades e retribuir o investimento nos dons musicais de cada pessoa aqui presente. Retornem com gratidão e disposição para servir tua comunidade através da música.

Por fim, gostaria de finalizar com algumas dicas importantes de como servir na comunidade. Não conheço a realidade de todas as comunidades neste sínodo, mas sei que é fundamental uma boa comunicação entre o grupo de música e os pastores, as pastoras para que a letra cantada e a melodia entoada casem bem com o tema do culto e tempo litúrgico. Nos hinários temos uma grande variedade de estilos musicais e temas teológicos para usar e valorizar. Temos dons musicais diferentes e diversos nas comunidades como ficou evidente ontem na Noite dos Talentos e hoje nas apresentações das oficinas.

Outra dica é o apoio do presbitério/diretoria e da comunidade para investir em seus músicos, no grupo de música e, quando necessário, também investir na educação musical de ministros e ministras. Quando a liderança da música cresce em qualidade isto se reflete no canto comunitário.
Por fim, uma palavra mais específica aos músicos. E falo com a autoridade de alguém que trabalhou como músico profissional por muitos anos. Cuidado com o estrelismo, cuidado em curvar os holofotes de luz para o grupo de música. A música está à serviço do evangelho. Cantamos ou tocamos um instrumento musical para anunciar o evangelho e acompanhar a comunidade no canto. Somos como o pai da noiva num casamento. Num casamento o pai da noiva é importante na medida em que ele acompanha a noiva em direção ao noivo. No casamento o pai não é o centro das atenções, mas sim os noivos. Assim, num culto o grupo de música é o pai da noiva que conduz a noiva, a igreja, em direção ao noivo, Cristo Jesus.

Muitas outras dicas poderíamos pensar e compartilhar juntos, mas isto fica para outra oportunidade. Que Deus desperte em nós a fé e a disposição para servir sua igreja através da música. Amém.

Subsídio utilizado:
- Auxílio homilético para Mt 21.14-17 da autoria de P. Cláudio Kupka de 13/10/2013 disponível no site luteranos.com.br


Liturgia Domingo de Louvor através da Música  

Liturgia de Entrada

Prelúdio / Acolhida
“Que a mensagem de Cristo, com toda a sua riqueza, viva no coração de vocês! Ensinem e instruam uns aos outros com toda a sabedoria. Cantem salmos, hinos e canções espirituais; louvem a Deus, com gratidão no coração” (Cl 3.16).
Hino LC 139 Salmos de louvor

Saudação trinitária
Humildemente invocamos a presença de Deus Pai, Filho e Espírito Santo (+), pedindo ao trino Deus para abrir nossos lábios e bendizer ao Senhor em todo tempo. Amém

Confissão de pecados
“Por acaso pode a mesma fonte jorrar água doce e água amarga?” (Tg 3.11). Reconhecendo que, muitas vezes, as palavras de que saem de nossa boca são contraditórias, hora jorram palavras doces de gratidão a Deus, hora jorram palavras amargas contra as pessoas ao nosso redor, vamos confessar a Deus nossas faltas e pecados . . .
Querido e amado Deus, graças te damos pelo dom da palavra falada e palavra cantada. Entretanto, muitas vezes, fazemos mal uso de teus dons. Pedimos perdão por nossos lábios se calarem diante de tantos sinais de teu cuidado e amor. Perdão pelo canto que não brota de um coração grato e cheio de louvor. Perdão pela insensibilidade de não perceber tua ação no mundo e ao nosso redor. Perdão pelo silêncio diante do sofrimento de outra pessoa. Concede-nos discernimento para mudar de atitudes e viver de forma mais harmoniosas e coerente com a fé que professamos em Cristo Jesus. Amém.

Anúncio da Graça
“Os seres celestiais cantavam esta nova canção: “Tu és digno de pegar o livro e de quebrar os selos. Pois foste morto na cruz e, por meio da tua morte, compraste para Deus pessoas de todas as tribos, línguas, nações e raças. Tu fizeste com que essas pessoas
fossem um reino de sacerdotes que servem ao nosso Deus” (Ap 5.9-10).Em Cristo Jesus, o cordeiro de Deus somos acolhidos no perdão e na esperança da nova vida. Quem confia nesta promessa pode cantar
Hino Ao único que é digno

Oração do dia
Tua igreja canta a Ti, Senhor, pois não cabe a ela outra atitude senão o louvor. O sopro de vida da criação ainda é sentido em nosso corpo. Tudo em nós nos move a te louvar. Em nosso coração, teu amor revelado em Jesus sara nossas feridas. Em nossos relacionamentos ecoa a paz do Ressuscitado, e o fogo do Espírito arde na comunidade. Se não te louvarmos, as pedras, os mares e os céus clamarão. Sejas tu engrandecido eternamente por nosso humilde cantar. Na eternidade, nosso louvor será perfeito, digno de tua grandeza e santidade. Em nome de Jesus, oramos. Amém.

Liturgia da Palavra

Leituras Sl 13 e At 16.20-25

Hino Tu és a minha luz, a minha salvação

Evangelho Mt 21.14-17

Prédica

Hino Ele é exaltado o Rei exaltado nos céus

Credo Apostólico

Hino Falar com Deus

Oração Geral da Igreja/Pai Nosso
“Bendito seja Deus, que não me rejeita a oração nem afasta de mim a sua graça” (Sl 66.20)
Oremos . . . Deus nosso criador, na terra existem muitas línguas, mas o evangelho proclama o teu amor e a tua paz a todas as nações numa só palavra, Jesus Cristo. Ajuda-nos a viver na unidade do Espírito e capacita-nos como mensageiros e mensageiras desta boa nova. Somos gratos pela herança musical que nossa igreja, a IECLB, recebeu. Intercedemos para que a música em nossas comunidades, sínodos e igreja seja um instrumento para divulgar o evangelho em nosso meio e em nosso país. Desperta e fortaleça os diferentes ministérios de música que existem em nosso meio. Em particular lembramos o Sínodo Rio Paraná, com gratidão por este Seminário de Música, as pessoas que organizaram, as pessoas que ministraram as aulas e por cada pessoa participante . . . O SENHOR conhece nossas necessidades e anseio. Unindo nossas vozes com irmãs e irmãos espalhados nesta terra, o nosso canto expressa o lamento diante das injustiças e maldades humanas, e, ao mesmo tempo, anuncia a o compromisso de tua igreja em abraçar a missão de Deus, promovendo a paz e reconciliação. Pedimos para que a música entoada em nossas comunidades seja ânimo para quem está abatido, cura para quem está doente, consolo às pessoas enlutadas. Por fim, pedimos que o canto que anuncia o evangelho possa reunir pessoas em comunidade para proclamar teu louvor neste mundo e no mundo porvir, em nome de Cristo Jesus que nos ensina a orar . . . Pai nosso,

Liturgia de Envio

Hino Onde você está? 

Bênção LC 294
O Senhor te abençoe e te guarde
O Senhor faça resplandecer seu rosto sobre ti
//O Senhor tenha misericórdia de ti e te dê a sua paz //
(+) Amém.

Envio
Vamos em paz, anunciando no canto a na vida a salvação de Deus. Amém.

@ P. Me. Alexander R. Busch - IECLB
Maripá – Paraná (Brasil)
E-mail: pastoralexbusch@yahoo.com.br


 


Autor(a): P. Ms. Alexander R. Busch
Âmbito: IECLB / Sinodo: Rio Paraná / Paróquia: Maripá (PR)
Área: Celebração / Nível: Celebração - Música
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 21 / Versículo Inicial: 14 / Versículo Final: 17
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 52099

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Quando Deus parece estar mais distante, mais perto de nós Ele se encontra.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Quem quiser ser cristão, que aprenda a abrir mão de toda preocupação e de todo pensamento angustioso e coloque-os nas costas de Deus, pois Ele tem ombros fortes e é bem capaz de carregá-los.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br