Comunidade Evangélica de Joinville - UP



Princesa Isabel , 508 Centro
CEP 89201-970 - Joinville /SC - Brasil
cej@ielusc.br
ID: 2382

Advento e Natal

Meditação

01/11/2009

A proximidade do Natal nos traz alegria e esperança. O nascimento do filho de Deus, Jesus Cristo, o Salvador, há mais de dois mil anos atrás, em Jerusalém, foi uma notícia de grande alegria para todos os povos, pois se cumpria a antiga promessa de Deus aos profetas, de enviar aquele que iria salvar a humanidade. O anúncio do nascimento de Jesus de Nazaré, o Ungido de Deus, tem sido anunciada por cristãos em todas as épocas e lugares. A própria história da humanidade foi marcada pela vida de Jesus, que nasceu, viveu, morreu e ressuscitou para que tivéssemos vida nova e eterna.

O período anterior ao Natal, conhecido pelos cristãos como Advento, muitas vezes é visto apenas como uma preparação para a época de Natal. Dando uma guinada nos pensamentos humanos, tão voltados para si mesmos e suas necessidades (família, trabalho e lazer), para levá-los à uma reflexão sobre seguir a Jesus, e as transformações que de fato Deus quer fazer nos corações daqueles que o buscam. Mas, olhando para a Bíblia, esta época de preparação, nos faz lembrar da volta iminente de Jesus e das Suas palavras: Venho sem demora (Apocalipse 3.11; 22.7,12).

A notícia maravilhosa para a cristandade, por muitas vezes esquecida, estando com nossos olhos fixos no corre-corre do dia-a-dia, é que há algo melhor, sendo preparado por Deus, para todos nós. Não que a nossa vida não seja importante e que devamos sonhar com dias melhores somente para após a morte, não! Haverá sempre dias melhores para aqueles que se deixam tocar pelo amor de Deus e passam a buscá-lo, querendo conhecer mais da Sua Palavra e pedindo que Ele o
s transforme em novas criaturas mais cheias do Seu amor e santidade. Mas, a Bíblia diz que nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, e nem jamais entrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. (1 Coríntios 2.9) Assim, no tempo de Advento não pensamos somente em como preparar as atividades do Natal, ou nossa casa para receber nossos convidados. Nos lembramos que um dia o Senhor voltará e um mundo novo será feito, onde habita a justiça, o amor, a concórdia, e onde as lágrimas serão de alegria, e viveremos com o nosso Deus e não haverá mais pecado, ódio, doença, morte, etc.

Como aconteceu com o salmista (no Salmo 73), que ao entrar no templo e contemplar o fim daqueles que parecem levar vantagem, fazendo o mal, foi-lhe revelado que o fim deles é a morte para a perdição, mas os que se alimentam do amor de Deus e andam nos Seus caminhos, terão a vida eterna!Nesta época de advento e proximidade da festa que comemora a primeira vinda de Jesus, o Salvador, devemo-nos preparar para sua segunda vinda, não mais na fragilidade da manjedoura ou da cruz, mas em poder e glória, para julgar os vivos e os mortos, e para dar início a algo totalmente novo e jamais vivido na humanidade: um novo Éden! A Igreja cristã tem pregado nesta época, alertando para estarmos preparados para a volta de Jesus. Textos como a Parábola das dez virgens (Mateus 25.1s), lembram-nos de que devemos encher nossos corações com o amor de Deus e aprendendo da Sua palavra para viver diferente daqueles que não tem fé. E que, quando Jesus voltar, Ele quer nos encontrar vivendo em comunhão com Ele, de acordo com a Sua Palavra, e sendo dirigidos pelo Espírito Santo, que nos anima e nos torna discípulos de Jesus. 

Não podemos deixar de anunciar a mensagem maravilhosa de Hebreus 9.28: Assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação.No Natal nós celebramos o nascimento de Jesus, o Filho de Deus. Ele veio para nos falar do amor de Deus, nos contando coisas que não conhecíamos sobre nosso Pai. Ele mostrou seu amor na força, amou a todos e convidou-os a crer e a viver uma vida nova, nascendo de novo, como uma nova chance, tornando-se uma nova pessoa, liberta do pecado e da morte, transformada em servos e irmãos uns dos outros. E no final de sua vida entre nós, cumpriu a vontade de Deus oferecendo a Sua vida, para nos libertar do pecado e da morte. Com seu nascimento, Jesus tornou-se membro da humanidade. Tornou-se nosso irmão! Quando morreu por nós na cruz, ele eliminou tudo que nos separava de Deus. Todos os nossos pecados foram nele castigados e pagos.Agora, avistamos o maravilhoso amor que Deus tem por cada um de nós! Sacrificou seu Filho, para que possamos ser purificados pelo sangue de Jesus.

E somente quem compreendeu e creu nesta mensagem de Natal, poderá festejá-lo com imensa alegria no coração.Hoje em dia, a época de Natal é de tempo de movimento, presentes são comprados e recebidos. Geralmente há festas familiares, muitas visitas e às vezes banquetes. Tudo bem, mas se for só isso e não houver um encontro pessoal com Jesus e sua palavra? Então não teremos a verdadeira e duradoura alegria do Natal, e também não estaremos preparados para a sua segunda vinda. Cuidemos pois, para que as correrias e festas neste mês não nos impeçam de ter em silêncio um encontro pessoal com Jesus.A luz do Advento já está brilhando, aí nos vemos diante da pergunta: Será que nós - você e eu - estamos preparados? Nossas candeias estão acesas?” Ainda vivemos no tempo da graça, podendo buscar o Senhor de todo o coração. Mas não adie essa decisão, pois não sabemos quanto tempo nos resta”!

P. Ernâni Marino Petry
Par. Semeador

Portanto, a fé é assim: se não vier acompanhada de ações, é coisa morta.
Tiago 2.17
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br