Concílio da Igreja



ID: 2273

Culto de Encerramento - XXXI Concílio

21/10/2018

Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
Culto de Encerramento - XXXI Concílio - 2018
1 | 1
Ampliar

XXXI Concílio
A Paróquia Cristo Redentor de Curitiba/PR e o Sínodo Paranapanema sediam o XXXI Concílio da Igreja, que acontece entre os dias 17 e 21 de outubro de 2018, sob o tema Viver o Evangelho: empatia, compaixão, comunhão...

O Concílio da Igreja, órgão deliberativo máximo da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), é realizado, ordinariamente, a cada dois anos, sempre em uma Comunidade da IECLB.

Entre representantes, lideranças, Delegados, Delegadas, convidados ecumênicos, convidadas ecumênicas e equipe de apoio, participam do Concílio em torno de 200 pessoas.

Culto de Encerramento
“Com base no texto de Marcos 10.35-45, Jesus nos ensinou a servir com humildade e com amor, isso porque dois discípulos pediram um favor. Eles entendiam, como também nós entendemos, que aquilo que pedimos a Cristo ele vai fazer acontecer. Com esta esperança, eles pediram para ficar um de um lado e outro do outro. Jesus argumenta e termina este momento de conversa dizendo Porque até o filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para salvar muita gente, destacou a Pa. Sílvia Beatrice Genz, na sua Prédica como Pastora Presidente eleita no XXXI Concílio da IECLB.

A Pastora Presidente enalteceu as lideranças vindas de várias partes do Brasil e até de outros países para, em união, servir a Deus, para estar perto daqueles que buscam, como diz Isaías, em referência à passagem bíblica de Isaías 53.4-8, da Liturgia da Palavra, sarar as suas feridas, as suas dores, as suas angústias: “Durante esta semana, vimos pessoas muito apaixonadas pela sua Igreja, pessoas que dão o seu tempo - Ministros, Ministras, lideranças que deixaram o seu lugar e vieram aqui para planejar, dialogar, servir, decidir sobre a vida na IECLB e se fortalecer, levando daqui a força para chamar mais pessoas, anunciando Cristo. Várias pessoas colocaram o seu tempo à disposição. Agradecidos e agradecidas a Deus por tudo isso, nós louvamos e agradecemos as pessoas que se dispuseram a servir na IECLB”.

Na sequência, a Pastora Presidente eleita para a Gestão 2019-2022, ao frisar que é impossível servir sozinha, convidou o Pastor 1º Vice-Presidente, P. Odair Airton Braun, e o Pastor 2º Vice-Presidente, P. Dr. Mauro Batista de Souza, a partilhar a mensagem do texto bíblico e, a partir dele, fortalecer e animar para servir.

O P. Odair, na sua fala, afirmou que Jesus aponta para a Diaconia, para o serviço com amor: “Jesus diz que devemos servir sem esperar ser servidos e assim se apresenta dentro do texto um forte contraste: os discípulos que querem ter méritos, destaque e poder e Jesus se contrapondo, dizendo nós devemos servir com amor, com educação e este ensinamento recebido vale para cada um e cada uma de nós, para as nossas Comunidades, para os nossos Sínodos, vale para a IECLB. Jesus nos fala e aponta para um servir diaconal, colocando-nos diante da defesa da vida, da justiça, do respeito e também da democracia em nossos dias, do respeito e da verdade, do respeito e da transparência, essencial para a nossa caminhada. A passagem bíblica nos desafia, como IECLB, a ser voz profética e de valorização da vida, especialmente, da dignidade humana. Que possamos servir, caminhar, irmanados, como cristãos e cristãs, como Comunidade e como IECLB, testemunhando a Boa Nova”.

Na mesa de Jesus não tem lugar mais importante que o outro. Todos os lugares são igualmente importantes e são muitos os lugares. Incontáveis... e tem lugar para todo mundo!, ressaltou o P. Mauro: “É uma mesa redonda. Todo mundo pode se ver, pode se enxergar. Não tem ninguém debaixo da mesa. Todo mundo é convidado. Ninguém precisa ficar de fora. Na mesa de Jesus tem direitos e não privilégios. Fazer parte da Igreja de Jesus Cristo é, sim, colocar-se a serviço. É agir, testemunhar, trabalhar para que a mesa seja farta, segura, saudável, inclusiva e solidária. Em tempos de tantas exclusões, nós podemos, sim, reanimar, falar, mostrar que essa mesa de Jesus é uma mesa aberta, farta e redonda. É meu desejo e minha esperança que nós possamos manter a mesa de Jesus sempre posta, sempre pronta para acolher nas nossas Comunidades, Paróquias, Sínodos, Sede Nacional da Igreja, instituições, escolas e hospitais. Boa parte dos problemas se resolvem ao redor de uma mesa. Cabe mais gente nas mesas da IECLB. Que o bondoso Deus continue nos inspirando para acomodar e acolher ainda mais pessoas nesta mesa onde Ele próprio se serve”.

É do Evangelho de Cristo que brota a vida. Ele quer nos mostrar o caminho em direção à luz como resposta. Ele é o caminho, a verdade e a vida!, afirmou a Pa. Sílvia: “A cruz é a resposta, porque é em direção a ela que Cristo vai. Como diz Isaias, sobre si carregou todas as nossas dores. Quais são as dores que você tem? Quais sofrimentos pelos quais nós passamos neste momento? Que a gente tenha coragem de chorar junto com aqueles que têm dor, que a gente tenha forças para alegrar e celebrar com aqueles que estão em momento muito especial. Por que Jesus diz que até o filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para salvar muita gente.

Irmãos e irmãs em Cristo, que nós, como Presidência eleita, junto com as lideranças e cada pessoa dos mais distantes lugares, mais ao norte ou mais ao sul, possamos testemunhar este amor de Deus por nós e que possamos convidar pessoas, dizendo: Aqui você tem lugar! Que possamos anunciar o Cristo da salvação da vida para mostrar como testemunho o serviço que Deus espera de nós. O servir faz a diferença em todos os lugares. O servir no mundo é parte do discipulado, um servir com amor ao próximo, sem vislumbrar privilégios em detrimento do próximo. O poder de Cristo é servir. Ele veio para nos servir e nós vamos ter muita humildade para servir nesta Igreja. Que possamos, como IECLB, nos unir e anunciar, com muito amor, o Cristo, o Salvador. Amém”, encerrou a sua Prédica a Pastora Sílvia Genz.

Ao final do Culto, a Presidência do Concílio declarou encerrado o XXXI Concílio da IECLB.

A Comunidade reunida entoou o hino Dá-nos esperança e paz (Livro de Canto da IECLB - 293):
Dá-nos esperança e paz.
Dá-nos bênção, dá-nos fé.
Dá-nos a luz de teu olhar.
Dá-nos teu amor.


Para saber mais sobre o XXXI Concílio, clique aqui!


Autor(a): Comunicação Presidência IECLB
Âmbito: IECLB / Instância Nacional: Concílio
ID: 49604

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

É dever de pai e mãe ensinar os filhos, as filhas e guiá-los, guiá-las a Deus, não segundo a sua própria imaginação ou devoção, mas conforme o mandamento de Deus.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
O seu poder é eterno e o seu Reino não terá fim.
Daniel 7.14
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br