Concílio da Igreja



ID: 2273

Mensagem do XXIV Concílio da Igreja - São Leopoldo-RS

17/10/2004

Pelos caminhos da esperança - Preservando a unidade do Espírito, no vínculo da Paz.” (Efésios 4.3)

A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, uma rede de comunidades cristãs em todo o país, reafirma neste XXIV Concílio seu compromisso com a proclamação do amor incondicional de Deus. Livres, cheios de fé e tomados pela graça de Deus fortalecemos a nossa unidade de testemunho e de serviço em parceria com as iniciativas de outras Igrejas do Brasil e do exterior, de ações sociais e de políticas públicas que buscam com esperança a justiça, a dignidade e a paz no mundo.

Após 180 anos do surgimento de nossas primeiras comunidades, em Nova Friburgo-RJ e São Leopoldo-RS, celebramos e destacamos que somos uma Igreja de Jesus Cristo no país, inclusiva, solidária e cidadã. Trilhamos nosso caminho empenhados em favor da paz, da justiça e da integridade de toda a criação, exercendo nas comunidades a missão, a diaconia e a responsabilidade pública em favor da inclusão social e da superação da pobreza e da miséria.

A busca da igreja por maior presença e visibilidade pública manifestou-se em diversos momentos do Concílio. Na celebração de abertura, na Igreja de Cristo da Comunidade Evangélica de São Leopoldo-RS, contou-se pela primeira vez com a presença de representante da Presidência da República, na pessoa de seu assessor, Frei Betto. No ato solene realizado na Câmara de Vereadores de São Leopoldo, homenageou-se publicamente a Igreja pelos 180 anos de presença e serviço neste país. Reafirmando os laços ecumênicos, celebrou-se, com alegria e participação de convidados de diversas igrejas do país e do exterior, um culto ecumênico em que o Presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC), Bispo Adriel de Souza Maia, trouxe a mensagem central. E no encerramento do Concílio, por ocasião do Dia da Igreja, os participantes foram honrados com a presença do Excelentíssimo Sr. Governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto.

Durante os trabalhos do Concílio foram destacados os resultados das ações dos últimos dois anos do Conselho da Igreja, da Presidência e da Secretaria Geral. Estas ações priorizaram a reafirmação da nossa confessionalidade, marcada pela vivência da liberdade cristã e fundamentada nos pilares da Reforma: somente Cristo, somente pela graça, somente pela fé, somente a escritura. Além disso, tais ações fomentaram a responsabilidade pública da Igreja e a constante formação teológica de obreiros/as e das lideranças cristãs. Estas ações exigiram a reestruturação da organização interna da Secretaria Geral da Igreja, viabilizando o dinamismo e a mobilidade necessários para enfrentar os desafios futuros.

A unidade da igreja em torno de sua identidade confessional mereceu destaque especial. Após o Fórum Nacional da Unidade (Araras-RJ), que suscitou amplo processo de diálogos e discussões nas diversas instâncias da igreja, o documento “Unidade: Contexto e Identidade da IECLB” foi criteriosamente apreciado pelos conciliares. A versão final do documento foi adotada por este órgão deliberativo máximo como documento orientador da igreja. Levando em conta a pluralidade de contextos das comunidades no país, bem como a complexa história dos 180 anos de formação e vivência da confessionalidade da igreja, esta decisão representou um marco histórico importante. Ela refletiu o sentir das bases da igreja como “comunidade de comunidades” na definição de um amplo consenso teológico e doutrinário em torno das questões essenciais da fé, e isto a partir da reafirmação dos fundamentos encontrados nas Escrituras Sagradas, nos Escritos Confessionais e nos documentos normativos e orientadores de nossa igreja.

A acolhida dos visitantes e conciliares pela Comunidade Evangélica de São Leopoldo, pelo Sínodo Rio dos Sinos e pela Escola Superior de Teologia (EST) foi calorosa e aconchegante. Merecem registro especial a pré-estréia do filme “Lutero”, que será exibido em âmbito nacional a partir de novembro, e a inauguração do busto de Martim Lutero no campus da EST. Além disso, as diversas celebrações mostraram a riqueza e o colorido de nossa liturgia, de nossos hinos e a diversidade de nossas relações ecumênicas, oportunizando assim fortalecimento espiritual, amizade, oração e ampla comunhão com membros do grande corpo de Cristo espalhado por toda a terra.

Os conciliares
São Leopoldo-RS, 13-17 de outubro de 2004


Âmbito: IECLB / Instância Nacional: Concílio
Natureza do Texto: Manifestação
Perfil do Texto: Mensagem
ID: 16223

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

A oração precisa ter o coração todo para si, por inteiro e exclusivamente, para que seja uma boa oração.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Importa, acima de tudo, que homem e mulher convivam em amor e concórdia, para que um queira ao outro de coração e com fidelidade integral.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br