Concílio da Igreja



ID: 2273

Palavra de saudação da Igreja Evangélica Luterana do Norte do Elba

Concílio 2010 - Foz do Iguaçu - PR

22/10/2010

Prezado Senhor Presidente Altmann

Conselho de Igreja, senhores conciliares
Prezadas irmãs e irmãos

É uma honra transmitir a este concílio a saudação da Igreja Evangélica Luterana do Norte do Elba.

Trago também saudações da Igreja Evangélica na Alemanha. Muitas pessoas na Alemanha acompanham este concílio em pensamentos e orações. A Igreja Evangélica na Alemanha é especialmente grata ao senhor, prezado irmão Altmann, por toda atuação em conjunto e pela formatação sólida de nossas relações de parceria nos últimos oito anos. Tenho certeza de que também no futuro o senhor enriquecerá nossa parceria teológica, tanto que o intercâmbio de pessoas e o movimento ecumênico continuarão sendo incentivados com determinação.

Desde 1992 existem relações entre nossas igrejas. Naquela época Lothar Carlos Hoch iniciou sua atuação como primeiro colaborador [brasileiro] em nossa igreja. Já antes haviam acontecido muitos encontros. Houve intercâmbio de obreiros, voluntários e membros de nossas comunidades, e foram realizadas visitas recíprocas para em nossos distritos e dioceses. Há pouquinho um grupo do Sínodo Vale do Itajaí foi recebido no distrito eclesiástico de Nordfriesland. Há mais de 20 anos comunidades da região norte de nossa igreja apóiam o projeto Alfabetização de mulheres em São Leopoldo. As lembranças de minha visita ao Brasil em 2002 ainda estão muito vivas em minha memória. Naquela vez demos o primeiro passo, em um diálogo com a direção da IECLB, para a incrementação de nossa parceria.

Lothar Hoch e Ari Knebelkamp deram fortes impulsos ao nosso trabalho, Geraldo Grützmann está conosco há 7 anos e vive em nossa igreja. De vocês aprendemos hinos, mas especialmente uma forma própria de espiritualidade nas meditações, nas quais a interpretação é vinculada com questões sociais concretas. Membros de comunidades nossas experimentaram em seminários sobre o Brasil, que nossa fé está fortemente relacionada as questões políticas e não é apartidária. Questões que se tornam mais candentes [ainda] em vista da globalização. E nós sempre aprendemos na ecumene, aqui e em outros lugares: O Espírito de Deus, suas promessas e seus mandamentos, nos unem através de milhares de quilômetros. Seu poder e sua palavra são ilimitados: Somos um só corpo no nosso mundo. Revesti-vos, pois, do novo homem, criado por Deus em justiça e santidade, como o lemos em Efésios 4.25. 0 desafio desta advertência do apóstolo Paulo se tornou muito importante.

Agora é o momento de formalizar as relações que cresceram em formato de parceria. Com isso nós também nos conectamos a história da igreja de vocês, na qual os imigrantes alemães trouxeram a confissão luterana em sua bagagem. Desejamos continuar caminhando junto com a igreja de vocês, como igreja através dos tempos, oportunizando encontros e intensificando o intercâmbio com as faculdades e instituições de formação de vocês.

O diálogo entre Sul e Norte é importante para nós, pois vemos que o nosso mundo de hoje se aproximou muito e nós dependemos uns dos outros. Por isso, como igrejas, temos que agir em conjunto decidir quais os passos que devemos dar juntos, se quisermos tomar a sério o chamado para vivermos em justiça e santidade.
Por isso foi providencial uma frase de Lothar Hoch em sua saudação na consulta de 2005: “Nós éramos uma igreja dependente e buscamos ser igrejas independentes. Agora experimentamos que somos duos igrejas interdependentes.”

Acontece que não vivemos somente da palavra, mas também de cada encontro, de cada diálogo, da crítica e das palavras de ânimo em nosso caminho. Martin Luther, na explicação do Pai Nosso deixou claro, que o pedido pelo pão de cada dia abarca todas as dimensões sociais: roupa, calçado, casa, lar e todos os bens, vizinhos e amigos, matrimônio e família bem como a parceria e o repartir dos dons em sentido material e imaterial. Por isso não podemos nos restringir a compartilhar interpretações bíblicas e hinos, bem como não só ajuda material em casos de catástrofes. Partilhamos imagens, impressões, sentimentos, paisagens e provérbios. Aprendemos a partilhar liturgias e visões: uma outra globalização.

Quero entregar a vocês, como presente da Igreja do Norte do Elba, um antipêndio para púlpito confeccionado na casa para paramentos e vestes litúrgicas de nossa igreja. Destina-se aos dias festivos alusivos ao Cristo (Natal, Páscoa, Trindade). Ele retrata como as pedras que estão diante do túmulo são movimentadas, como a comunidade se reúne em torno da ressurreição e como a partir dali parte um movimento para dentro de nossas vidas. Revesti-vos do novo ser humano, que Cristo criou. Nós, cristãs e cristãos, somos colocados nesta comunhão sabemos que Deus abençoa a diversidade e o intercâmbio cultural.

Desejamos bênçãos para esta assembléia; nós pedimos a bênção de Deus especialmente para o senhor, querido irmão Altmann e para todos que o sucederem.

Queira Deus abençoar a parceria oficial que começamos, assim como ele abençoou ate aqui nossos encontros recíprocos.

Bispo Gerhard Ulrich
Igreja Evangélica Luterana do Norte do Elba
 


Autor(a): Gerhard Ulrich
Âmbito: IECLB / Instância Nacional: Concílio / Organismo: Igreja Evangélica Luterana no Norte da Alemanha
Natureza do Texto: Manifestação
Perfil do Texto: Saudação
ID: 16949

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

É mais consolador ter Deus como amigo do que a amizade do mundo inteiro.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Ainda não somos o que devemos ser, mas em tal seremos transformados. Nem tudo já aconteceu e nem tudo já foi feito, mas está em andamento. A vida cristã não é o fim, mas o caminho. Ainda nem tudo está luzindo e brilhando, mas tudo está melhorando.
Martim Lutero
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br