Prédicas e Meditações



ID: 2931

A véspera, o esperar e a nossa humildade: mensagem de Natal 2021 - Lucas 2.1-7 - P. Éder Beling - 24 de dezembro de 2021

Oração em tempo de coronavírus

24/12/2021

Hoje acordamos com a sensação de que aquele dia que tanto havíamos esperado e nos preparado já chegou! É dia de finalizar os últimos preparativos para o momento de reunião em família! Há também aqueles que optam por uma árvore de Natal natural que aproveitam esse dia para montá-la!

Hoje é o dia do Senhor! Dia de lembrar seu humilde nascimento. Dia de invertermos as prioridades em nossas vidas. Assim, como foi o nascimento de Jesus. Em seu nascimento, humilde e simples, descobrimos que precisamos de poucas coisas para nos fazerem realmente felizes. Como a primeira cama de Jesus que foi uma manjedoura, ou se olharmos lá na fazendo e no campo, um cocho no qual é depositada o alimento dos animais. Vejam que inversão!

O Rei que não nasce em palácio e nem tem as melhores roupas e comidas em seu nascimento.
Sempre me chama a atenção que Jesus nasce de forma humilde e simples e que as primeiras testemunhas do Salvador da humanidade são os animais. É claro que sua mãe e seu pai estavam lá, Maria e José, passando por uma situação de grande atenção, mas as primeiras criaturas que veem tal momento são os animais.

Irmão e irmãs, não falo nada de que nós não tenhamos ouvido em nossas vidas em algum momento, visto em algum filme, pintado em um desenho, visto numa pintura num museu ou em algum outro contexto. E sempre de novo somos chamados e chamadasa ouvirmos sobre o verdadeiro significado do Natal, somos chamados e chamadas a vivermos o verdadeiro nascimento de Jesus. Somos chamados e chamadas a darmos testemunho do que realmente é o Natal.

Ano, após anos, certamente temos feito o esforço de compreender, tentar entender o que isso realmente significa. Que este ano não fiquemos nos questionando, nem tentando entender o que tudo isso significa. Que vivenciemos o Natal e o nascimento de Jesus estando em conjunto com as pessoas que amamos. Que lá, ocorra o nascimento de Jesus, que nos ensina a sermos humildes e simples em nossa vida. Humildade e reciprocidade caminham em conjunto com as testemunhas do nascimento de Jesus.

Oremos: Ó Deus de infinita bondade, que assumindo nossa carne no seio de Maria, conhecestes e compreendestes a fraqueza humana... Ó Rei da paz, ó Luz nas trevas, ó Imagem, a nova humanidade, faze de nós, por tua misericórdia, uma só família; transforma a nossa vida para reconhecer-Te em cada pessoa; ilumina nossos passos para trilhar os caminhos da Paz e da verdadeira fraternidade. Tu que sois um com o Pai, no Espírito Santo. Amém.

Benção: Que o amor de Deus, Salvador de todos os povos, se faça de novo presente como uma criança em cada pessoa.
Que o nosso mundo seja transformado em Seu Reino pela ação do Seu Espírito de amor.
E que a nossa vida seja pela de alegria porque, uma criança nos foi dada!
“O mundo tornou a começar”. Amém.

Abençoada véspera de Natal e celebração do Nascimento de Jesus.

Referências:

RODRIGUES, Paulo Roberto. Deus de infinita bondade. In: ALVES, Rubem (Org.). CultoArte: celebrando a vida – Advento/Natal/Epifania. Petrópolis: Vozes; São Paulo: CEBEP, 1999. p. 42.
RODRIGUES, Paulo Roberto; RAMOS, Luiz Carlos. IluminaçõesAnunciamCaminho. In: ALVES, Rubem (Org.). CultoArte: celebrando a vida – Advento/Natal/Epifania. Petrópolis: Vozes; São Paulo: CEBEP, 1999. p. 48.

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Jesus Cristo diz: Passarão o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão.
Lucas 21.33
REDE DE RECURSOS
+
A música é o melhor remédio para quem está triste, pois devolve a paz ao coração, renova e refrigera.
Martim Lutero
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br