IECLB e Conselho Mundial de Igrejas



ID: 2701

Um chamado comum - Documento final - Edimburgo 2010

06/06/2010

Um chamado comum

 Edimburgo 2010

(Documento final)

“Reunidos por ocasião do centenário da Conferência Internacional Missionária de Edimburgo 1910, cremos que a igreja, como sinal e símbolo do reinado de Deus, é chamada a testemunhar Cristo hoje, tomando parte na missão do Deus de amor, através do poder transformador do Espírito Santo.

1. Confiando no Deus triúno e com renovado sentido de urgência, somos chamados a encarnar e proclamar as boas novas da salvação, do perdão do pecado, da vida em abundância e da libertação em favor de todas as pessoas pobres e oprimidas. Somos desafiados ao testemunho e evangelização de tal maneira que nos tornemos uma demonstração do amor, da retidão e da justiça que Deus quer para o mundo inteiro.

2. Recordando o sacrifício de Cristo na cruz e sua ressurreição para a salvação do mundo, e empoderados pelo Espírito Santo, somos chamados a um diálogo autêntico, a um engajamento respeitoso e a um humilde testemunho entre as pessoas de outras crenças – e aquelas sem crença – do caráter único de Cristo. Nossa abordagem é marcada por destemida confiança na mensagem do Evangelho: constrói amizade, busca reconciliação e pratica hospitalidade.

3. Conhecendo o Espírito Santo que sopra sobre o mundo como lhe apraz, reconectando a criação e trazendo vida autêntica, somos chamados a tornarmo-nos comunidades de compaixão e cura, em que jovens participam ativamente na missão, e mulheres e homens compartilham poder e responsabilidades de maneira justa, onde há um novo zelo por justiça, paz e proteção do meio-ambiente, e uma liturgia renovada refletindo as belezas do Criador e da criação.

4. Perturbados pelas assimetrias e desequilíbrios de poder que dividem e nos indignam na igreja e no mundo, somos chamados ao arrependimento, à reflexão crítica acerca dos sistemas de poder, e ao uso responsável de estruturas de poder. Somos chamados a encontrar meios práticos de viver como membros de Um Corpo, em plena consciência de que Deus resiste às pessoas orgulhosas, Cristo acolhe e empodera as pessoas pobres e aflitas, e que o poder do Santo Espírito se manifesta em nossa vulnerabilidade.

5. Afirmando a importância dos fundamentos bíblicos de nosso engajamento missionário e valorizando o testemunho dos Apóstolos, santos e mártires, somos chamados a rejubilar com as expressões do Evangelho em muitas nações ao redor do mundo. Celebramos a renovação experimentada através dos movimentos de migração e missão em todas as direções, a forma pela qual todos são equipados para a missão pelos dons do Santo Espírito e a vocação contínua de Deus a crianças e jovens a levarem adiante o Evangelho.

6. Reconhecendo a necessidade de formar uma nova geração de líderes com autenticidade para a missão num mundo de diversidades no século 21, somos chamados a trabalhar juntos em novas formas da educação teológica. Porque somos todos feitos à imagem de Deus, todas as pessoas terão proveito do carisma específico de cada qual. Poderão se desafiar mutuamente para crescerem na fé e no entendimento, compartilhando equitativamente recursos em abrangência global, envolvendo o ser humano por inteiro e toda a família de Deus, e respeitando a sabedoria de nossas pessoas idosas e simultaneamente fomentando a participação de crianças.

7. Ouvindo o chamado de Jesus a fazer discípulos de todas as pessoas – pobres, abastadas, marginalizadas, ignoradas, poderosas, pessoas com deficiência, jovens e idosos – somos chamados como comunidades de fé para a missão de todo e qualquer lugar para todo e qualquer lugar. Em alegria ouvimos o chamado de acolhermo-nos uns aos outros pelo nosso testemunho em palavra e ação, nas ruas, campos, escritórios, lares e escolas, oferecendo reconciliação, mostrando amor, demonstrando graça e falando a verdade.

8. Relembrando Cristo, o hospedeiro no banquete, e comprometidos com aquela unidade pela qual ele viveu e orou, somos chamados à cooperação continuada, a lidar com questões controvertidas e a trabalhar em favor de uma visão comum. Somos desafiados a acolhermo-nos mutuamente em nossa diversidade, a afirmarmos nossa membresia através do batismo no Corpo uno de Cristo, e reconhecermos nossa necessidade de compromisso mútuo, parceria, colaboração e estabelecimento de redes de missão, a fim de que o mundo possa crer.

9. Revivendo o caminho de Jesus de testemunho e serviço, cremos que somos chamados por Deus a seguir este caminho com alegria, inspirados, ungidos, enviados e empoderados pelo Espírito Santo, nutridos por disciplinas cristãs na comunidade. Na medida em que esperamos a vinda de Cristo em glória e juízo, experimentamos sua presença conosco na missão transformadora e reconciliadora do amor para com toda a criação”.
 


Âmbito: IECLB
Área: Ecumene / Organismo: Conselho Mundial de Igrejas - CMI
Natureza do Texto: Manifestação
Perfil do Texto: Ecumene
ID: 33460
Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma, com toda a mente e com todas as forças.
Marcos 12.30
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br