A Igreja em Tempos de Coronavírus



ID: 3207

2º Domingo após Pentecostes - Coronel Bicaco/RS

Paróquia Martin Luther de Erval Seco

14/06/2020

Abertura do Culto Virtual
Templo da IECLB em Coronel Bicaco/RS
Altar da Igreja em Coronel Bicaco
Altar da Igreja em Coronel Bicaco
Altar da Igreja em Coronel Bicaco
Altar da Igreja em Coronel Bicaco
Altar da Igreja em Coronel Bicaco
1 | 1
Ampliar

LITURGIA DE ABERTURA

Sino + Prelúdio

Acolhida e Saudação Trinitária:

Aqui estamos na Igreja da Comunidade de Coronel Bicaco, e nos conectamos neste momento a cada membro das nossas 13 Comunidades, suas famílias e pessoas amigas.

Celebramos este Culto em nome e na presença do trino Deus: Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

Nos unimos mesmo na distância através deste culto virtual. Que possamos ter um momento especial de louvor, oração e reflexão da Palavra de Deus mesmo cada qual em sua casa. Sintamo-nos acolhidos e acolhidas para este momento ouvindo as palavras do Salmo previsto para este 2º domingo após Pentecostes, palavras do Salmo 100:

LEITURA DO SALMO 100

Hino: Celebrai com júbilo (122 LCI) – CD Luz do meu caminho - Ernani Luis

Confissão de Pecados:

Em humildade nos acheguemos a Deus em oração:

Deus de amor e misericórdia, a tua Palavra e o teu perdão sempre de novo nos lembram a nossa fragilidade, o nosso erro, a nossa culpa, mas também o teu amor incondicional. Rogamos-te por novas forças, que nos animam a uma vida comprometida com o Evangelho de teu Filho Jesus Cristo. Concede-nos o espírito de tolerância e de compreensão para com as outras pessoas, assim podemos amá-las como tu nos tens amado. Liberta-nos do medo; será, desta forma, que teremos coragem para colocar-nos ao lado daquelas pessoas mais frágeis, bem como enfrentar estes tempos tão difíceis. Afasta de nós toda a ansiedade e preocupação que nos fazem girar em torno de nós mesmos; é assim que teremos olhos abertos, capazes de enxergar o próximo, a fim de amá-lo e cuidá-lo como irmão, como irmã. Perdoa-nos, Deus, que a desesperança seja maior do que a esperança. Que a falta de amor seja maior do que nossa compreensão e solidariedade. Escuta assim quando cantamos e suplicamos humildemente:

Hino: Se sofrimento te causei (36 LCI) CD Entre nós está 2

Anúncio da Graça:

Está escrito nas Escrituras Sagradas: Feliz aquela pessoa cujos pecados Deus perdoa e cujas culpas ele apaga. E, também diz: Aqueles que confiam no Deus Eterno são como o monte de Sião, que não pode ser abalado, mas continua sempre firme. Como as montanhas estão em volta de Jerusalém, assim o Deus Eterno está ao redor do seu povo, agora e sempre. Salmo 125.1-2.

Agradecidos e agradecidas pelo perdão de Deus, cantemos confiantes:

Hino: Os que confiam no Senhor (LCI 641) – CD HPD Gold 2

Oração do Dia:

Deus de Amor, através da tua Palavra tu rompes os horizontes da vida. Começamos a enxergar-te e a considerar as outras pessoas com olhos diferentes. O teu Evangelho nos enche de esperança. Sem ele a vida seria impossível. Tu abres para nós um novo futuro; quando nós estamos sem esperança e desanimados, tu continuas apostando e caminhando ao nosso lado. Ajuda-nos, Deus, em nossa falta de fé. Abre os nossos olhos para a tua presença em nosso mundo. Jesus Cristo é o maior sinal de que estás conosco agora, nesta hora de culto, e em todas as situações da nossa vida. Os nossos ouvidos estão abertos à tua palavra. Vem, Senhor, e fala a cada um e a cada uma de nós! Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

Leitura do Evangelho: Bem aventuradas são todas as pessoas que ouvem a palavra de Deus, a guardam em seu coração e a colocam em prática. Recebamos com alegria a leitura do Evangelho cantando “Aleluia”.

Canto: Aleluia! (LCI 187)

Anúncio do Evangelho: Ouçamos o que está escrito no Evangelho de Mateus 9.35-38 e 10.1-5a,7 e 8

Leitura: (...) Palavra do Senhor.

Canto: Louvado sejas, Cristo (LCI 184)

Prédica:

Que a graça do nosso Senhor, Jesus Cristo, o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo estejam conosco, agora e para sempre. Amém!

Queridas irmãs e irmãos: Hoje quero convidar a que olhemos mais de perto a história narrada por Mateus. Nesta história, Jesus está recorrendo as aldeias e povoados da Galileia. Ele conhecia bem a região, cresceu em Nazaré e iniciou seu ministério as margens do Lago da Galileia. Jesus passava de um lado a outro do lago, ensinando e curando. Ele conhecia os habitantes dos lugares e não falava a essas pessoas como se fossem estranhas. A sua palavra era dirigida a pessoas que ele conhecia muito bem, conhecia as suas necessidades.

Mateus informa de que uma das motivações de Jesus era a compaixão por seu povo. E sua compaixão não fica somente nas palavras, coitado, que pena, que dó. A compaixão de Jesus é demonstrada pela ação amorosa e concreta. A primeira ação de Jesus foi se dirigir aos seus discípulos e pedir a eles que orem por pessoas que trabalhem na colheita de Deus. Em segundo lugar Jesus dá aos discípulos autoridade e envolve seus discípulos na missão. Missão de ir ao encontro de uma multidão exausta, ou seja, que está vivenciando situações difíceis de dor e sofrimento. Uma multidão exausta, pessoas desanimadas, desencorajadas. Uma multidão sem nenhuma perspectiva de vida.

A esse povo que está como se fossem ovelhas sem pastor, Jesus olha com compaixão. Ovelha sem pastor é uma imagem comum no Antigo Testamento, que lembra o abandono do povo mais simples por parte daqueles que são seus líderes (Jr 23, Ez 34).

Essa motivação de Jesus deve ser a mesma para nós hoje quando voltamos os nossos olhos para o mundo que nos rodeia. Não será difícil identificar no lugar em que vivemos, ou mesmo na própria comunidade, pessoas que se sentem assim: desprotegidas, exaustas, cansadas, por se sentirem impotentes diante da situação que estamos vivendo. Doenças, pandemia, desemprego, abandono, injustiças. Pessoas aos milhares estão sem perspectiva de vida. Pessoas doentes em hospitais, muitas em casa sem emprego, outras abandonadas como se não tivessem valor, corrupção, violência. Tantos problemas e junto com eles o desânimo, a tristeza, o medo do futuro...

Num contexto muito parecido quando Jesus escolhe os 12 apóstolos e lhes dá autoridade dizendo que a colheita é grande, mas quem quer participar e trabalhar são poucos, somos hoje chamados e chamadas a fazer parte da Seara do Senhor. Somos animados e animadas a fazer parte da construção do Reino de Deus, a procurar as ovelhas perdidas e a anunciar que o Reino dos Céus está perto. Somos chamados e chamadas a anunciar e a participar do Reino de Deus. E fazemos isso servindo a Deus através do próximo, da próxima. Não só sentindo compaixão, mas agindo amorosamente e concretamente junto àquelas pessoas por quem sentimos compaixão. Temos muitas possibilidades para servir ao Deus Criador, Redentor e Consolador. Somos chamados e chamadas a preservar a vida, a orar e socorrer as pessoas enfermas, a respeitar as diferenças, a respeitar quem está ao lado, que convive debaixo do mesmo teto que a gente, mas também quem não conhecemos e é diferente em seu jeito e em seus costumes.

Lembrando que: Servir a Deus é sempre uma reação do amor incondicional que Ele tem por nós. Por isso... Sirvamos com alegria; façamos o que Cristo nos fala e nos desafia. O Dono da plantação, Deus, estará sempre ao nosso lado, nos dando forças e orientação. Oremos para que possamos em breve nos abraçar e retomar nossos cultos e celebrações, mas que também oremos para que nos dê forças para não desanimarmos e desistirmos do trabalho em sua Seara.

E a paz de Deus que excede todo o entendimento, guarde nossos corações, mentes e lábios em Cristo Jesus. Amém.

Hino: Nem só palavra é o amor (LC 568)

Oração Geral da Igreja:

Deus de Amor e Misericórdia, tu nos chamaste para sermos colaboradores e colaboradoras da tua seara. Com o nosso auxílio queres levar uma palavra de amor e de cuidado para todas as pessoas; mas queres também que falemos a respeito do teu Reino. Se tu habitares em nossos corações e te tornares Senhor das nossas vidas, teremos condições de derrubar muros que nos separam dos irmãos e irmãs! Dá-nos a paciência e a perseverança para lutarmos por tua causa. Faltam-nos, por vezes, coragem e ânimo. Sentimos quão presos estamos à falta de compreensão e de tolerância; isto pode acontecer na família, com pessoas amigas, com colegas de trabalho, na Comunidade e com gente que não conhecemos. Ajuda-nos a sermos pessoas amáveis, compreensíveis e com uma postura de respeito para com todas as pessoas.

Deus de Amor, concede-nos a tua paz para que possamos ser pessoas pacíficas. O nosso país, bem como o mundo inteiro, necessita de paz e de justiça; afasta a ambição e o egoísmo, tão maléficos para o bem-estar de todas as pessoas. Orienta os responsáveis deste mundo, indicando que os povos desta terra necessitam de mais educação do que de armas e guerra. Semeia no coração das pessoas a sede pela vida e não pela morte. Torna-nos com tua Igreja um instrumento da tolerância, da fé e da convivência fraterna...

Olha com carinho e paciência por cada um e cada uma de nós. Estamos vivendo tempos muito difíceis. Os dias estão passando e não conseguimos enxergar a luz no final do túnel. O medo tem tomado conta de nossos corações. A incerteza do dia de amanhã nos assusta. Fortalece a nossa fé e enche o nosso coração de esperança. Ajuda-nos a ver o futuro com um olhar de novos tempos, onde a tua paz e a tua justiça reinarão. Recebe também as nossas orações pessoais. Há tantas outras situações de dor e preocupação, mas também sentimentos de gratidão e alegria. Tudo isso colocamos em tuas mãos quando juntos oramos como Cristo nos ensinou...

Pai Nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu reino. Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dá hoje. E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. Pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém.

LITURGIA DE DESPEDIDA

Bênção:

Convido para que abram suas mãos como quem quer receber... Recebam a bênção de Deus.

Que em meio a ansiedade Deus nos ensine
a ser pacientes.
Que em meio as lutas Deus nos faça forte.
Que em meio ao desespero Deus nos ensine
a ser confiantes.
Que sobre um vento forte, Deus nos ensine a ser firme.
Que em cada passo dado, Deus seja nosso guia
e que sobre todas as coisas Ele assuma a direção,
assim a vida será abençoada.
(Yla Fernandes)

Envio:

Ali onde estivermos que a paz de Deus nos acompanhe e nos impulsione a ser testemunha do Reino de Deus. Se cuidem, cuide de quem está contigo, usem máscara, e até o nosso próximo culto.

Hino: Bênção Irlandesa (299 LCI) – CD Novos Cantos da Igreja (ISAEC)

Sino
 

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Deve-se orar de forma breve, mas seguidamente e com convicção.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
A Deus, aos pais e aos mestres, nunca se poderá agradecer e recompensar de modo suficiente.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br