A Igreja em Tempos de Coronavírus



ID: 3207

7º Domingo da Páscoa - Cel. Finzito (Erval Seco/RS)

Paróquia Martin Luther de Erval Seco

24/05/2020

Convite Culto na Comunidade São Lucas em Cel Finzito - Erval Seco
Culto na Comunidade São Lucas em Cel Finzito - Erval Seco
Culto na Comunidade São Lucas em Cel Finzito - Erval Seco
Culto na Comunidade São Lucas em Cel Finzito - Erval Seco
Culto na Comunidade São Lucas em Cel Finzito - Erval Seco
Culto na Comunidade São Lucas em Cel Finzito - Erval Seco
Culto na Comunidade São Lucas em Cel Finzito - Erval Seco
Culto na Comunidade São Lucas em Cel Finzito - Erval Seco
1 | 1
Ampliar

Celebração em tempos de Corona vírus

Encerramento do Ciclo da Páscoa

SINO

ACOLHIDA

Queridas irmãs e irmãos em Cristo!

Saudamos a todos e todas vocês membros das 13 Comunidades de nossa Paróquia Martin Luther com as palavras que abrem esta nova semana conforme as nossas Senhas Diárias. São palavras que encontramos no Evangelho de João, capítulo 14, versículo 18: Jesus Cristo diz: Não os deixarei órfãos, voltarei para vocês. Nesta certeza aqui estamos para mais um momento de louvor, de oração, e para ouvirmos a Palavra de Deus e nela encontrar conforto e esperança.

Neste domingo encerramos o Ciclo da Páscoa. No próximo domingo estaremos celebrando a Festa de Pentecostes. Que este momento possa ser um tempo abençoado. Momento que realizamos na presença do Trino Deus: Deus amoroso e misericordioso, Jesus Cristo que ora e intercede em favor de todas as pessoas, Espírito Santo que ilumina, abraça e nos impulsiona a orar e a agir. Amém.

HINO: A Gente Reza (Ernani Luís)

ORAÇÃO

Deus de Amor e Misericórdia, nós te louvamos e te agradecemos por mais um dia de vida. Que bom poder abrir os olhos para desfrutar mais um dia que recebemos de tuas mãos. Ainda não podemos nos reunir para celebrar culto na Comunidade, mas podemos orar, cantar, ouvir e refletir a tua Palavra como tua Comunidade que se reúne cada qual em sua casa, mas que se torna em oração uma só família. Que bom saber, Deus, que podemos contar contigo em todos os tempos e circunstâncias da vida. Estamos num tempo de muita fragilidade. Necessitamos do teu abraço e da tua orientação. Fortalece a nossa fé e anima-nos no testemunho.

Rogamos também pelo teu perdão. Perdoa-nos se algo falamos, pensamos ou agimos de forma contrária aos teus ensinamentos que recebemos de teu Filho e nosso irmão Jesus Cristo. Ajuda-nos, nestes tempos confusos e sombrios, a nos manter firmes e fiéis ao teu Evangelho.
Abre agora o nosso coração e o nosso entendimento para ouvirmos a tua Palavra. Palavra que vem como um carinho e um abraço para dentro dos tempos que estamos vivendo. Que teu Santo Espírito sopre sobre nós e nos ilumine com a tua graça e o teu amor. Por Jesus Cristo. Amém.

ANÚNCIO DA GRAÇA

As palavras das Senhas Diárias para este domingo nos falam de perdão. A palavra do Antigo Testamento vem do Salmo 130, versículo 4: Tu nos perdoas, e por isso nós te tememos. E do Novo Testamento, palavra do apóstolo Paulo em sua Carta aos Colossenses, capítulo 3, versículo 13: Assim como o Senhor perdoou vocês, perdoem uns aos outros.
Deus que é Amor e pleno de misericórdia vem ao nosso encontro com seu abraço terno e acolhedor, e em Cristo através do Espírito Santo acolhe a nossa oração, nos perdoa e nos impulsiona a um viver pela justiça e amor. Amém.

LEITURA DO EVANGELHO: João 17.1-11, 21-22
A Palavra de Deus é lâmpada para guiar nossos passos, é luz que ilumina o nosso caminho. Aleluia!

ALELUIA

MENSAGEM

A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam em cada lar, com cada pessoa que nos ouve. Amém.
Queridas irmãs e queridos irmãos em Cristo Jesus!

Jesus além de orar muito e ensinar a orar, Ele também orou em favor de todas as pessoas que aceitaram a sua proposta de vida! Um dos textos que recebemos para o encerramento do Ciclo da Páscoa é uma parte de uma longa oração de Jesus.

Como é confortador ler esta oração. Como é bom saber que Jesus mesmo passando momentos tão difíceis orou por quem estava ao seu lado nos 3 anos de seu ministério, mas também por quem iria vir a crer quando recebesse o testemunho de seus discípulos e suas discípulas.

Como é bom saber que pessoas estão orando pela gente quando enfrentamos um momento difícil. Como é importante orar por alguém ou por uma situação que necessita de cuidados e de um olhar mais atento e amoroso. Sim! A oração é o nosso canal direto com Deus. É através da oração que nos sentimos bem perto de Jesus. É através da oração que o Espírito Santo nos ajuda a não só ficar apenas nas palavras, mas agir em favor do próximo e da Criação.

Quantos exemplos nós poderíamos testemunhar, onde nos sentimos abraçados e fortalecidos através de pessoas que oravam por nós. Sabemos como é bom e Consolador que numa hora difícil alguém ora por nós, pede a Deus por nós. No texto que lemos do Evangelho de João, Jesus está orando pelas pessoas amigas que creem nele como o enviado de Deus. Pois sabe que enfrentarão tempos difíceis. Sofrimentos, aflições, ameaças e tentações precisarão ser enfrentados e vencidos.

Jesus faz esta oração por quem estava ao seu lado, mas também por nós, numa hora difícil para ele! Exatamente antes de ir para o sofrimento da cruz. Quando seus discípulos ficarão sem ação e com muito medo, não dando conta de permanecer ao seu lado, Ele se dirige a Deus, àquele que está com ele, que não o abandona, e que em breve estará ao seu lado.

E porque esta necessidade de orar no momento mais complicado que estava para enfrentar? Jesus preocupa-se com aquelas pessoas que caminharam ao seu lado, que escutaram as suas palavras e viram as suas ações junto a todo tipo de pessoas. Ele sabe da fragilidade humana. Ele mesmo está vivenciando o que significa ter medo, sentir angústia... Era necessário desabafar e abrir o coração na presença de Deus. Precisava interceder para que suas seguidoras e seguidores permanecessem unidos e protegidos. E para enviá-los ao mundo com a palavra e o amor de Deus. Assim, Jesus, diante da partida, diante da despedida, antes de voltar ao Pai para ser glorificado, ora por seus discípulos e suas discípulas e intercede por eles.

Talvez vocês já tenham passado por semelhante experiência. Diante de uma viagem, despende-se do filho ou da filha, despende-se do pai ou da mãe, do namorado, da namorada. Embarcam, seguem a viagem, mas nem por isso deixam de levar com vocês a preocupação por quem ficou? Quanto aperto no coração pela pessoa amada que ficou. Estarão seguros? Protegidos? Guardados em bons caminhos?

Hoje, neste tempo de pandemia e da necessidade do isolamento social... Quanta preocupação por quem está longe. Quanto medo pelo que pode acontecer com as pessoas amadas que não podemos visitar e nem abraçar.

Pois assim também ocorre com Jesus. Jesus precisa partir, precisa deixar seus discípulos e discípulas. Para onde Ele vai, não poderão ir. Ele vai para junto do Pai, mas continua preocupando com eles, com elas. Ele está preocupado com as dificuldades que irão enfrentar e por isso, pede a Deus para que os guarde que os proteja, a fim de que não venham a perder a fé. A fim de que não venham a se afastar dos caminhos de Deus, seja lá o que tiverem que enfrentar.

Em sua oração Jesus diz: (v. 11b) Pai Santo, pelo poder do teu nome, o nome que me deste, guarda-os para que sejam um, assim como tu e eu somos um. E também diz: (v. 22) Não peço somente por eles, mas também em favor das pessoas que vão crer em mim por meio da mensagem deles.

Poderíamos, então, afirmar: Que ao orar em um momento crucial de sua vida, Jesus está preocupado com cada pessoa que venha a crer. Jesus está preocupado com a comunidade que anda dispersa por causa da mentira, das brigas, das intrigas, da falta de solidariedade. Jesus está preocupado com o nosso futuro, com o rumo que nossa vida pode tomar. Ele está preocupado com as divisões no seio da Igreja. Ele está preocupado com o que precisaremos enfrentar ao longo da história da humanidade. E por isso Ele ora. Por isso Ele intercede a Deus. Ele intercede para que não percamos de vista a sua Palavra, nem o seu amor, nem a sua presença entre nós.

Na quinta-feira celebramos a Ascensão. Um tempo que nos convida a olhar para a cruz vazia e nela perceber a grandiosidade deste Deus que nunca nos perde de vista, que nunca, em nenhum momento afasta o seu olhar de nós. Jesus vai, mas continua olhando para nós, orando, intercedendo por nós.

Orar e confiar, eis o convite e o desafio do Evangelho deste domingo...

Necessitamos de mudanças. O mundo precisa ser transformado e por isso necessitamos diariamente invocar a Deus para que Ele nos ajude, nos oriente, nos fortaleça... Intercedemos a Deus, porque reconhecemos que fora do seu amor não temos forças pra mudar essa realidade tão cheia de dor, tão cheia de medos, tão cheia de preocupações.

E é por isso que Jesus intercede:

Não peço que os tire do mundo, mas que os guarde do maligno (v. 15). Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei. (v. 18) E peço que todos sejam um. E assim como tu, meu Pai, estás unido comigo, que todos os que creem também estejam unidos a nós para que o mundo creia que tu me enviaste. (v 21)

Nós que temos conhecimento da Palavra de Deus, não queremos fazer parte desse mundo de medo e de morte, mas queremos fazer parte de um mundo que se preocupa com o próximo e que diariamente constrói um mundo de amor, de paz e de justiça. Não queremos fazer parte de um mundo que dá medo e faz ameaças, mas de um mundo onde se fala e se escuta: eu quero te abraçar, sei que você não está bem. Eu não posso ir até aí, mas quero estar com você... Estou orando por você... Estamos juntos nesta caminhada...

É por este jeito de viver que Jesus intercede a Deus. Para que Deus sempre nos mobilize e nos motive a dar testemunho do seu amor, da sua verdade, da sua proposta de vida. Que Deus sempre nos guarde para não sermos dominados por propostas maldosas.

Quando oramos estamos pedindo para que Deus nos ajude a fazer parte daquelas pessoas que desejam e constroem diariamente um mundo de amor, de paz e de justiça; um mundo onde nos unimos em solidariedade e amor ao próximo, a próxima...

Nem sempre conseguimos isso. Às vezes é difícil, às vezes destruímos, noutras deixamos de construir. Também temos atitudes maldosas, egoístas. Às vezes é difícil resistir às tentações. Vivemos num tempo que só se pensa em ganhar, que ensina a levar vantagem custe o que custar, que pouco se importa se tem pessoas morrendo, sofrendo, passando necessidade...

E, porque o mundo é tão difícil necessitamos do Evangelho e da oração de Jesus. Necessitamos da Igreja, onde o Evangelho é proclamado e ensinado. Porque é na Igreja que somos lembrados e lembradas dessa postura de comunhão e é onde aprendemos a repartir. Na Igreja somos chamados e chamadas a construir relacionamentos, a reatar laços, a ajudar outras pessoas a se levantar e buscar forças para nos reerguer. E isso, nós conseguimos quando nos unimos a Deus, mas também quando nos unimos como irmãos e irmãs na fé.

Assim oramos: Deus ajuda-nos. E então, também nós poderemos nos ajudar e ajudar quem precisa. Com a graça de Deus poderemos reagir e manter a nossa esperança fortalecida e ser testemunha em palavras e ação que a vida deste mundo está nas mãos amorosas de Deus. Amém.
Ouçamos um hino entoado pelo grupo Anima e nos acheguemos na presença de Deus em oração...

HINO: A Minha Oração (Anima)

ORAÇÃO FINAL

Deus de Amor, graças te damos por este momento tão importante nestes tempos de pandemia. Que bom poder estar em tua presença. Que bom saber que não estamos sós, mas temos gente querida de nossas Comunidades que estão também em oração e sedentos em ouvir a tua Palavra. Ouvimos a tua Palavra que quer sempre de novo nos ensinar e nos impulsionar a um viver a partir dos teus ensinamentos que apontam para a justiça e o cuidado mútuo. Temos vivido dias de medo, de angústia, de não saber o que esperar para o dia seguinte. Não sabemos mais o que pensar e o que esperar. Quanta insegurança estamos vivendo em nosso país. Ajuda-nos a discernir entre o certo e o errado. Ajuda-nos a nos manter fiéis ao teu Evangelho. Não permitas que não tenhamos olhos amorosos para quem está sofrendo profundamente nestes tempos de isolamento social. Há situações de depressão, de violência, de fome, de terror, de solidão. Há pessoas vivenciando o luto e o não poder se despedir de seu ente querido com a presença e abraços de pessoas da família e amigas. Isso dói e é difícil de processar. Há pessoas em tratamento médico, enfrentando o medo de precisar de uma cirurgia nestes tempos onde os hospitais estão focados no novo coronavírus. Há o medo desta nova doença. Sim, Deus, estamos em um tempo complicado que mexe com nossas emoções e com tudo que tínhamos como certo. Assim, rogamos pela força de teu Santo Espírito para nos manter firmes e fortes. Que saibamos encontrar caminhos de serenidade, caminhos onde haja ajuda amorosa e concreta. Que não caiamos em tentação de apontar, discriminar, minimizar ou mesmo desprezar quem não está dando conta de todas as mudanças que temos vivido. Não permita que a tua Igreja caminhe por caminhos contrários aos teus ensinamentos. Ajuda-nos a nos enxergar como uma grande família que celebra o teu Evangelho cada qual em sua casa, em sua denominação religiosa. Que possamos nos unir agora e sempre para proclamar e viver o teu Evangelho. Fortalece a nossa fé e ouve o que carregamos no mais profundo de nossos corações quando nos unimos na oração que Jesus nos ensinou...

PAI NOSSO

BÊNÇÃO
Que o Deus em Cristo e pelo Espírito Santo esteja onde você estiver.
Que ele ilumine teu caminho a cada passo dado.
Que ele caminhe a teu lado para que sintas que não estás sós.
Que ele esteja contigo para te proteger de qualquer perigo.
Que seus braços carinhosos te envolvam e te sustentem
quando o caminho for difícil e quando o cansaço for insuportável.
Que ele cuide de ti e de todas as pessoas que tu amas.
E, sobretudo, que ele toque teu coração para te trazer tranquilidade, alegria e paz.
Em nome do Trino Deus, Criador, Redentor e Santificador. Amém.

ENVIO
Permaneçamos em paz na companhia de Deus e em oração.

HINO: Dá-nos esperança e paz (293 LCI)

SINO
 

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Nenhum pecado merece maior castigo do que o que cometemos contra as crianças, quando não as educamos.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Cristo nos libertou para que nós sejamos realmente livres.
Gálatas 5.1
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br