A Igreja em Tempos de Coronavírus



ID: 3207

Carta sobre o COVID-19 - Sínodo Nordeste Gaúcho

18/03/2020

Estância Velha, 17 de março de 2020.

Prezados/as membros, presbíteros, presbíteras, lideranças, ministros e ministras em âmbito do Sínodo Nordeste Gaúcho! “Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês”. 1 Pedro 5.7

Deus tem cuidado de nós em todos os tempos. E estamos atravessando um tempo “único”, que requer de nós que assumamos nossa postura de Igreja que ora, que se preocupa com a vida do nosso próximo, que cuida e protege.

Diante do quadro preocupante estabelecido pelo novo Coronavírus (COVID-19), o Sínodo Nordeste Gaúcho, através de sua diretoria e pastora sinodal, reforça o pedido de cuidados em todas as ações pastorais e comunitárias que reúnem um número maior de pessoas, evitando aglomerações.
Objetivo é diminuir a disseminação do novo Coronavírus. A transmissão desse vírus é muito rápida e difícil de ser contida. Reduzir a velocidade de propagação do vírus é fundamental. Epidemiologistas dizem que o pico se dará entre final de abril e começo de maio, que é o auge das doenças respiratórias no Brasil.

Conforme o Ministro da Saúde “vão ser mais ou menos 20 semanas duras”. Estamos entrando na fase de contágio comunitário, ou seja: não se sabe mais onde e de quem foi o contágio.

Além do que já foi orientado pela presidência da IECLB, em carta do dia 04/03 e hoje 17/03, e dos decretos vindos do Ministro da Saúde, do Governador do RS e mais as orientações locais, deve ser observado que, a partir de hoje, por um período indeterminado,
- sejam suspensos os cultos e todas as demais atividades comunitárias,
- as coordenações sinodais também revejam seu calendário e cancelem suas atividades durante o período, até que venham novas orientações.

Precisamos fazer avaliações constantes da situação. Assim podem haver mudanças no tempo de isolamento, de cancelamento dos cultos e demais atividades. Continuaremos atentos às orientações das autoridades de saúde pública.

Na carta da Presidência, escrita hoje 17/03, em conjunto com Pastoras e Pastores Sinodais, há orientações sobre diversos ofícios e sugestão de um horário para oração conjunta em toda a IECLB, a saber, 7h e 19h. Mantenhamos a nossa fé acesa, mesmo que isolados em nossas residências. Não estamos de férias, estamos em prontidão.

A carta da presidência incentiva o uso de redes sociais para transmitir o Evangelho. Cada Ministro/a pode usar sua criatividade e também no Portal Luteranos haverá recursos litúrgicos e mensagens à disposição.

Quanto a realização de Bênção Matrimonial, Bodas e Batismos, deve haver um diálogo com os envolvidos e o presbitério, e deve ser observado o decreto local, que diferencia ainda de cidade para cidade, sobre a permissão de reunir pessoas e quanto ao número permitido e quais os cuidados a serem observados.

Quanto a questão de manter o trabalho presencial e o atendimento aos membros nas secretarias das comunidades, recomendamos observar a realidade de deslocamento local. A pessoa que vem trabalhar na comunidade (secretaria ou outro setor) precisa se deslocar de ônibus, ou vem de carro? Avaliar o quanto ela precisa se expor à situações de risco para decidir sobre horários e funcionamento da mesma.

Ministros e Ministras! Há uma necessidade muito grande de ficarmos alertas todos os dias. De manter o diálogo com todos os grupos da comunidade. Acompanhar o que está acontecendo. Orientar espiritualmente nossos membros e lideranças para que se sintam amparados/as e parte do Corpo de Cristo.
Ministros e Ministras precisam cuidar de si mesmos, de suas famílias. Mas também do seu rebanho, de suas comunidades. Para cuidar dos outros precisam estar bem.

Sobre o Ensino Confirmatório: Ministros e Ministras devem acompanhar os confirmandos e as confirmandas e manter um diálogo também com este grupo. Por exemplo, formar um grupo no whatsApp por onde se pode interagir e passar atividades.

Medidas de economia, contenção de despesas, conversar sobre sustentabilidade, se torna muito importante nesse momento e é compromisso e responsabilidade de todos e todas nós.

Também alertamos para a prudência na divulgação de notícias, para que seja observada a procedência e a veracidade, principalmente nas redes sociais.
A vida humana é dom e compromisso. Também é responsabilidade cristã buscar preservar a vida de outras pessoas, principalmente de idosos e doentes crônicos.

Por fim, pedimos cautela. Nossa atitude deve ser preventiva, pois somos responsáveis por aquilo que dizemos e fazemos. Na medida que aparecerem novas dúvidas, precisamos buscar novas orientações.

Estas são recomendações que ficarão em vigor enquanto houver o alerta público oficial do Ministério da Saúde e seus órgãos derivados.

Somos seres dependentes da graça de Deus, amados, batizados e chamados a produzir bons frutos e colocar nossos dons a serviço da VIDA.

Que Deus tenha misericórdia de nós!

Pa. Ma. Tânia Cristina Weimer Alécio Patzlaff
Pastora Sinodal Presidente do Conselho Sinodal

Tema do ano 2020: Viver o Batismo. Lema: Eu escolhi vocês para que deem fruto (João 15.16).
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Servi ao Senhor com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico.
Salmo 100.2
REDE DE RECURSOS
+
Ser batizado em nome de Deus é ser batizado não por homens, mas pelo próprio Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br