IECLB e Dia Mundial de Oração - DMO



ID: 2706

Dia Mundial de Oração na Paróquia do Planalto Médio

Grupos de OASE se encontram...

04/03/2016

Altar 1
Altar 2
Altar 3
Altar 4
Altar 5
Trazendo a Bíblia 1
Trazendo a Bíblia 2
Trazendo a cesta com hortifrutos 1
Trazendo a cesta com hortifrutos 2
Trazendo a vela 1
Trazendo a vela 2
Trazendo as maracas 1
Trazendo as maracas 2
Trazendo a cana de açúcar 1
Trazendo a cana de açúcar 2
Trazendo arranjo com a flor borboleta
Altar preparado para a celebração 1
Altar preparado para a celebração 2
Abraço desejando "buenas tardes" 1
Abraço desejando "buenas tardes" 2
Mulheres reunidas em oração 1
Mulheres reunidas em oração 2
lembrancinha do encontro lado 1
Lembrancinha do encontro lado 2
1 | 1
Ampliar

Representantes dos quatro grupos da OASE da Paróquia do Planalto Médio (Serra do Pontão, Xadrez, Santo Antônio do Planalto e Coqueiros do Sul) estiveram reunidas na sexta-feira 04 de março para a celebração do Dia Mundial de Oração. O tema deste ano foi: “Quem receber esta criança em meu nome, a mim me recebe” (Marcos 10.13-16) e foi elaborado pelas mulheres de Cuba.

A OASE de Xadrez, anfitriã para o DMO deste ano, recebeu as mulheres com alegria oferecendo uma gostosa limonada, bebida usada em Cuba para receber amigas, amigos e visitantes. O altar esteve ornamentado com muitas flores borboletas, flor nacional cubana, bem como panos na cor da bandeira cubana e adornos típicos de cuba. Antes de a celebração iniciar a Pastora Sonja mostrou imagens relatando sobre o país, suas belezas, turismo, forma de governo, economia, educação, cultura, saúde, religião e também os problemas e dificuldades que fazem parte do dia-a-dia da sociedade Cubana. Também falou sobre a “flor borboleta” que para nós é a flor do gengibre branco. Ela destacou que esta flor é reconhecida por sua delicadeza e fragrância, mas é também uma flor que recorda a resistência e a luta por liberdade. Nos tempos do colonialismo espanhol esta flor serviu para esconder em suas pétalas mensagens, e hoje esta flor anima e une este povo na construção do Reino de Deus, dando-lhe perfume e beleza à vida.

A celebração obedeceu a liturgia enviada pelo DMO. O Altar foi recebendo símbolos que marcam a vida do povo cubano: Bíblia, cesta com frutos da terra (abóbora, mandioca, milho, cará, banana), velas, maracas e cana de açúcar. A cada símbolo um testemunho era dado. Com a entrada destes símbolos fomos animadas a nos abraçar com o cumprimento cubano: “Buenas tardes!”

A celebração foi dinâmica, com cânticos religiosos infantis, com gestos e muita alegria. A meditação foi baseada em Marcos 10.13-16, ressaltando o Jesus que recebe a todas as pessoas, pequenos e grandes, crianças, jovens, adultos e idosos... tod@s são importantes e especiais.
No encerramento da celebração fomos animadas a realizar um compromisso. Comprometemo-nos em ser amáveis, a saber perdoar, a aceitar cada ser humano como único e valioso para Deus, a manter a esperança em um futuro de justiça e paz, a receber as crianças para sonhar, rir, dançar, amar sem distinções. No compromisso de receber o noss@ próxim@ como recebemos Jesus, recebemos a bênção de Deus:
“Que Deus nos abençoe e nos envie a receber a infância em oração, fé, constância, compromisso e alegria. Ao despontar de cada dia, em atitude de oração, acolhamos a missão de cuidar e celebrar o milagre da vida”.

Logo após este momento repleto de alegria, louvor e bênção a OASE de Xadrez ofereceu um saboroso chá. Encerramos a tarde com um momento especial de confraternização, bate-papo e encontro das irmãs da OASE dos quatro Grupos da Paróquia do Planalto Médio. Cada mulher recebeu uma lembrancinha, um marca páginas com a flor borboleta e o tema do Dia Mundial de Oração.

Tu és o meu Senhor. Outro bem não possuo, senão a ti somente.
Salmo 16.2
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br