Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e Ecumene



ID: 2676

20 anos da Assinatura da Declaração Conjunta sobre Justificação por Graça e Fé

28/10/2019

Bispo Luterano Christian Krause e Cardeal Edward Cassidy
Rev. Ishmael Noko e Bispo Walter Kasper
Celebração em Augsburg/Alemanha com presença do Pastor Huberto Kirchheim
Documento assinado por Huberto Kirchheim
Assinatura conjunta em Brasília - Pastor Huberto Kirchheim e Bispo Dom Jayme Chemello
Caneta usada para a assinatura da Declaração Conjunta
Cardeal Cláudio Hummes e Pastor Sinodal Rolf Schünemann - Igreja Martin Luther - São Paulo/SP
Logos das Igrejas que assumiram a Declaração Conjunta
1 | 1
Ampliar

Há 20 anos, no dia 31 de outubro de 1999, na cidade de Augsburg/Alemanha, foi assinada pela Federação Luterana Mundial (FLM) e pelo Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos da igreja Católica Romana, a Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação. Desta cerimônia histórica participou o então Pastor Presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), Pastor Huberto Kirchheim, na condição Vice-Presidente da FLM para a América Latina e Caribe. 

''Foi um imenso privilégio ter participado deste momento. Um privilégio sem merecimento, vendo que outros colegas brasileiros tiveram uma participação efetiva no longo processo de diálogos que finalmente culminou no evento da assinatura da Declaração Conjunta.'' O depoimento, emocionado, dado poucas horas após seu desembarque em Porto Alegre, no dia 4 de novembro, é do pastor presidente da IECLB, Huberto Kirchheim. Como um dos vice-presidentes da Federação Luterana Mundial (FLM), ele também assinou a Declaração Conjunta da Doutrina da Justificação no dia 31 de outubro, em Augsburgo. Os colegas brasileiros a que se refere em especial são o Dr. Gottfried Brakemeier, ex-pastor presidente da IECLB e ex-presidente da FLM, e aos integrantes da Comissão Bilateral, entre eles o pastor emérito e Dr. Honoris Causa Bertholdo Weber. ''Estas pessoas, por sua participação neste processo, merecem ser lembradas neste momento histórico'', disse Kirchheim.

''Foi emocionante o que aconteceu em Augsburgo no dia 31 de outubro. Na mesma cidade onde foi proclamada, em 1530, a Confissão de Augsburgo aconteceu a assinatura da Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação!'' A avaliação é de Meinrad Piske, ex-pastor primeiro vice-presidente da IECLB, e por muitos anos seu representante no Conselho Mundial de Igrejas. Como ex-integrante da Comissão de Redação da Declaração Conjunta, foi convidado a participar do evento de Augsburgo. ''Foi emocionante porque me dei conta de que aquilo que ali acontecia tinha uma longa história percorrida até chegar à solene assinatura'', prossegue Piske. Recordando o que registra a história, Piske diz que desde 1530 até 1999 aconteceram hostilidades, se formaram preconceitos e as igrejas se distanciaram da unidade. Nos últimos 32 anos, a Comissão Bilateral Católica-Luterana, que teve entre seus membros os pastores da IECLB Dr. Bertholdo Weber e Dr. Gottfried Brakemeier, fez estudos conjuntos e o resultado maior é esta Declaração.

O Pastor Huberto Kirchheim proferiu um depoimento a respeito do evento em uma cerimônia ecumênica organizada pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC) ocorrida em Brasília no dia 24 de novembro de 1999. (Veja o texto aqui. Ou o vídeo na midiateca abaixo.)

Em São Paulo também ocorreu uma cerimônia ecumênica no dia 31 de outubro de 1999, na Igreja Martin Luther no centro de São Paulo que contou com a presença diversas igrejas, destacando-se o Arcebispo dom Cláudio Hummes. (Veja aqui.)

A Declaração conjunta foi assumida e assinada posteriormente pelo Conselho  Mundial Metodista (2006), pela Comunhão Mundial de Igrejas Reformadas (2017) e pela Comunhão das Igrejas Anglicanas (2017).

 


Fonte: Notícias IECLB e Portal Luteranos


Para ler a Declaração Conjunta sobre a dourtina da Justificação, clique aqui.

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Quando Deus não está no barco, não se navega bem.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
O verdadeiro cristão não vive na terra para si próprio, mas para o próximo e lhe serve.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br