Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e Ecumene



ID: 2676

Escutai este sonho

Comentário para o sexto dia - 13/5

13/05/2016

 

As reflexões deste dia foram preparadas pelo Centro da Juventude católica da Arquidiocese de Riga, e resultam da sua experiência de preparação do

 

Caminho da Cruz ecumênica – um evento ecumênico anual de grande importância na Letônia. Esta experiência convida a refletir aquilo que significa a Paixão e a Ressurreição no contexto letão, e os altos feitos que os cristãos batizados são chamados a proclamar.

 

Textos bíblicos:

Gn 37,5-8 Ouvi o sonho que tive.
Sl 126 Pensávamos estar sonhando.
Rm 12,9-13 Que o amor fraterno vos una com mútua afeição; rivalizai na mútua estima.
Jo 13,34-35 O mundo inteiro não poderia conter os livros que se escreveriam.

 

Comentários:

A desunião dos cristãos faz mal. As Igrejas sofrem pela sua incapacidade de se reunirem ao redor da Mesa do Senhor como uma só família; elas sofrem pelas suas rivalidades e suas hostilidades históricas. Em 2005, como resposta à desunião dos cristãos, surgiu a a iniciativa da criação de uma revista ecumênica: Kas Mus Vieno? (“O que nos une?”). A experiência da realização desta revista inspirou a seguinte reflexão.

José teve um sonho, e este sonho é uma mensagem de Deus. Mas quando ele contou o seu sonho aos seus irmãos, estes reagiram com cólera e violência, pois o sonho implicava que eles se inclinassem diante dele. Finalmente, a fome conduz os irmãos ao Egito, e eles se inclinam de fato diante de José, mas em vez da humilhação e da desonra que eles temiam, vivem um momento de reconciliação e de graça.

Jesus, como José, nos desvenda uma visão, uma mensagem sobre a vida do Reino do seu Pai. É uma visão de unidade. Mas, como os irmãos de José, isto muitas vezes nos irrita, nos aborrece e nos faz temer ao mesmo tempo a visão como tal e o que ela parece implicar. Ela requer que nos submetamos à vontade de Deus e que nos inclinemos diante dela. Nós a rejeitamos, pois temos medo só em pensar o que poderíamos perder. Mas a visão não diz respeito a alguma coisa a perder. Ela trata, ao contrário, do reencontro dos irmãos e das irmãs que tínhamos perdidos e do retorno à unidade da família.

Nós redigimos muitos textos ecumênicos, mas não podemos limitar nossa visão da unidade cristã às declarações de acordo, qualquer que seja o seu alcance. A unidade que Deus deseja para nós, a visão que ele nos apresenta dela, ultrapassa muito tudo o que podemos expressar em palavras ou que podem conter os livros. Ela expressa aquilo que se deve encarnar em nossas vidas, assim como na oração e na missão que partilhamos com nossos irmãos. Ela se realiza principalmente no amor que manifestamos uns aos outros.
 


Autor(a): Equipe Ecumênica SOUC - Caçador
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense
Área: Ecumene / Organismo: Semana de Oração pela Unidade Cristã - SOUC
Testamento: Antigo / Livro: Gênesis / Capitulo: 37 / Versículo Inicial: 5 / Versículo Final: 8
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 37858

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Porque nem eu nem tu jamais poderíamos saber algo a respeito de Cristo ou crer nele e conseguir que seja nosso Senhor, se o espírito não o oferecesse e presenteasse ao coração pela pregação do Evangelho.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Um coração puro é aquele que observa e pondera o que Deus diz e substitui os seus próprios pensamentos pela Palavra de Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br