Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

2 Coríntios 13.11-13 - 1º Domingo após Pentecostes - 15.06.2014

Caderno de Cultos 2014

09/06/2014

15/06/2014 - Trindade
Pregação: 2 Co 13.11-13; Sl 8; Mt 28.16-20
Pastor Rui Schneider – Cascavel - PR

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia/noite.
Saúdo a comunidade reunida com o lema da semana: “Os Serafins diziam uns para os outros: Santo, Santo, Santo é o Senhor Todo-Poderoso; a sua presença Gloriosa enche o mundo inteiro” Is. 6.3


CANTO DE ENTRADA
Nº 95 HPD 1 - Jesus Cristo é Rei e Senhor

Ou: __________________________________________________
SAUDAÇÃO
A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vocês. Amém


CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 85 HPD 1- Vem Espírito Divino

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
A festa de comunhão quer nos lembrar que Deus quer estar conosco. Comunhão pede que sejamos sinceros, autênticos e que saibamos reconhecer nossos pecados. Por isto, quero convidá-los para confessarmos nossos pecados:
Oremos: Senhor
ANÚNCIO DO PERDÃO
“e o amor de Deus é isto: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e mandou o seu Filho para que, por meio dele, os nossos pecados fossem perdoados” (1Jo 3.10). Fundamentados nesse amor, anuncio o perdão de Deus em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo, Amém.

GLÓRIA IN EXCELSIS
“Assim diz o Senhor: Derramarei o meu espírito sobre toda a carne, e acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.”
Agradeçamos a presença de Deus em nosso meio, e o perdão dEle recebido, cantando louvores ao nosso Deus: Glória, glória, glória a Deus nas alturas. Glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.

ORAÇÃO DO DIA
Oremos:
Triuno Deus, tu desejas que possamos viver bem e por isso deste o teu Filho em nosso favor. Neste encontro viemos a ti suplicando por ajuda para sermos corretos no pensar e agir. Pela tua palavra que se fez verbo e nos encheu da verdade, permita que permaneçamos firmes, escutando o que queres nos ensinar e fazer viver, pois sabemos que tu és um Deus de amor e paz e que desejas o melhor para nós. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
Hino: 130 hpd 1 – Senhor, tu nos chamaste
1ª Leitura Bíblica: Sl 8
Hino: 130 hpd 1 - Tu dá-nos a palavra e teu exemplo bom

Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de benção espiritual. Aclamemos o santo evangelho cantando:

Aleluia!!!
2ª Leitura Bíblica: Mt 28.16-20

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº - 117 HPD 1 – Jesus, Pastor Amado

PREGAÇÃO
2 Co 13.11-13

Introdução:
Às vezes, olhamos para nossa vida e pensamos que só nós é que temos problemas. Que tudo acontece apenas conosco. Que apenas para nós as coisas estão difíceis. Às vezes, olhamos para a nossa família e pensamos que é só lá em casa que as coisas não vão bem! Às vezes, olhamos para nossa comunidade e pensamos que só nós temos dificuldades e problemas.
Creio que o texto de hoje nos mostra algo importante. As palavras que lemos neste texto são as palavras finais de uma carta muito dura que o Apostolo Paulo escreve à comunidade. Eu fiquei impressionado, que após tratar temas tão quentes e difíceis, onde Paulo foi obrigado a expor, um a um os problemas da comunidade e de algumas pessoas da comunidade, as palavras finais fossem essas:
Ouçam com atenção: 2Coríntios 13.11-13.
“11 Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco. 12 Saudai-vos uns aos outros com ósculo santo. Todos os santos vos saúdam. 13 A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós.”

1. Explicando um pouco mais o texto
Nosso texto está cheio de Palavras-chave. Palavras que são fundamentais para entendermos o que Paulo quis dizer aos cristãos de Corinto e também a nós hoje.
A primeira delas, a Bíblia na Linguagem de Hoje traduz por “ser correto” em tudo. A idéia que está por trás desta palavra é a de aperfeiçoar-se sempre mais. Não é uma tarefa que pode ser realizada uma vez e pronto. É tarefa para ser realizada sempre de maneira nova. Jamais estará concluída! Creio que esta é uma das coisas mais importantes que se podem aprender na vida. É quase como aprender a viver! Viver é estar sempre se aperfeiçoando, fazendo tudo o mais correto possível.
A outra palavra, é traduzida na BLH como “escutem bem o que eu digo” é, na verdade, uma palavra muito complexa, que tem dois significados: Por um lado, ela quer dizer exatamente o que acabamos de ler. É como se Paulo estivesse dizendo que o que ele tem para falar é muito importante e precisa ser ouvido. Mas por outro lado, esta palavra pede para que os cristãos de Corinto tenham ouvido para as necessidades uns dos outros, para que eles se consolem mutuamente, para que eles façam algo de bom por eles mesmos. Eu creio que as duas dimensões desta palavra fazem parte dela. Nós precisamos ouvir aquilo que Deus tem a nos dizer, mas também precisamos ouvir uns aos outros, consolar-nos, fazer algo por nós mesmos.
A terceira palavra também é muito importante. Quando foi lida, ouvimos a seguinte expressão: “estar de acordo uns com os outros”. Quando ouvimos esta palavra, logo pensamos que todo deveu ter a mesma opinião sobre o assunto, que nossas respostas devem ser idênticas. Mas não é nada disto. O que, na verdade, esta palavra quer dizer é que todos devem olhar para o tema proposto com um mesmo desejo e sentimento. Todos devemos olhar para as coisas procurando o que de melhor pode ser encontrado nelas. Todos podemos ter idéias diferentes, opções diferentes, mas todos precisamos partir da misericórdia, do perdão, da paz e do amor. Isto é estar de acordo.
Uma quarta palavra que sempre incomoda a comunidade cristã é o que a BLH chama de “beijo de irmão”. Nos dias de hoje, talvez isto nem faça mais sentido, pois a maioria das pessoas já se cumprimenta com um beijo no rosto. Mas para os cristãos do tempo de Paulo, isto era uma expressão de muita afeição, amizade e amor fraterno. O ósculo era na verdade um sinal visível que eles eram cristãos. Hoje em dia, temos o abraço da paz. É algo que realizamos antes da Santa Ceia para simbolizar que a comunhão que almejamos vai além de palavras. Ela abraça o irmão, o amigo, e também estranho.
Por fim, as três últimas palavras que aparecem neste texto já nos são conhecidas. Mas quero apenas frisar o seu significado, porque tenho a impressão de que algumas palavras se tornam vazias quando as usamos demais. Elas são “graça, amor e comunhão”. Não quero trazer uma nova definição da palavra graça. Quero lembrar apenas os momentos em que este Jesus Cristo se apresentou como um Deus gracioso. Graça é perdão dos pecados, como aquele oferecido a mulher adúltera, ao filho pródigo. É a libertação oferecida aquele homem endemoninhado, que vivia nos cemitérios, e que depois do encontro com Jesus pode voltar para sua família. É o carinho deste Jesus para com as crianças, pegando-as em seu colo e abençoando. Foi a cura recebida depois de passar 38 anos em cima de uma cama, sem que ninguém ajudasse.
O amor! Também não quero falar o que é o amor, quero apenas lembrar que o maior amor é dar a vida pelos irmãos. Este foi o gesto de Deus para conosco. Em Jesus Cristo, Deus que é amor, mostrou todo seu amor por nós dando ao mundo o seu filho amado para vivermos por meio dEle. Jesus dá a sua vida para que possamos viver do amor. Amor é cruz, é sofrimento, a alegria da ressurreição, vida eterna.
A última palavra é comunhão. Para entendermos o significado desta palavra precisamos evocar a lembrança de como viviam aos primeiros cristãos, lá em Atos 2.42. Aquela comunidade, aquelas famílias estudavam a Bíblia e a história de Jesus, repartiam o pão, oravam uns pelos outros, se visitavam, faziam coletas para ajudar os mais pobres e se fosse preciso vendiam suas coisas para ajudar.
Todas estas palavras são de um significado muito profundo, pois não são apenas palavras, mas sim sentimentos, desejos, sonhos, fracassos e vitórias que experimentamos em nossas vidas.
No começo da pregação eu disse que não entendia porque, depois de expor os problemas da comunidade, das famílias e das pessoas, e não eram poucos, basta ler esta carta para percebê-los, Paulo termina assim. Nós não teríamos dito, até breve, mais sim até nunca mais. O evangelho aqui escondido mostra que mesmo com todos os nossos problemas e dificuldades é em nós que Deus aposta para construir sua Igreja e preparar o seu reino. Amém!

CONFISSÃO DE FÉ
Fortalecidos pela graça e misericórdia de Deus por nós convido a nos colocarmos de pé e confessarmos a nossa fé com o Credo Apostólico.
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº - HPD 286 – Obrigada Pai Celeste

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO:
Que o Senhor Deus te abençoe e guarde. Que Ele levante o seu rosto sobre vós e vos conceda a paz. Amém

ENVIO:
Vamos em paz, sejamos corretos no pensar e agir para servir ao Senhor em fé com alegria.

CANTO FINAL
154 – HPD 1 – Quem conhece o velho Abraão,


 


Autor(a): Rui Schneider,
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 1º Domingo após Pentecostes - Domingo da Trindade
Testamento: Novo / Livro: Coríntios II / Capitulo: 13 / Versículo Inicial: 11 / Versículo Final: 13
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 26215

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.
Mateus 5.9
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Assim, outros carregam o meu fardo, a força deles é a minha. A fé da minha Igreja socorre-me na perturbação. A oração alheia preocupa-se comigo.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br