Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Sepultamento

Caderno de Cultos 2014

10/07/2014

LITURGIA E MENSAGEM DE SEPULTAMENTO
P. Ricardo Arndt – Porto dos Gaúchos

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Que a paz de Jesus Cristo esteja com todos/as, reunidos aqui para a despedida e sepultamento de
______________________________________ (nome completo do/a falecido/a).
Nos reunimos neste momento em Nome do Trino Deus, Pai, Filho e Espírito Santo, Amém.
Ouçamos as palavras de consolo que nos são transmitidas pelo Salmo 103. 15-18

CANTO DE ENTRADA
HINO: 174 - HPD I – Por tua mão me guia.
Ou: Nº ____________________________________________________

ORAÇÃO
Deus, cremos que tu estás perto de todos que te invocam. Somos-te imensamente gratos por podermos chegar a ti através da oração. Neste dia, cercados de dor, tristezas, luto, pedimos que a tua palavra sirva de consolo aos corações entristecidos, e que também nos sirva de orientação. Fortalece a família enlutada, os amigos e conhecidos através da tua palavra, do teu amor e cuidado, mediante Jesus Cristo nosso Senhor e Salvador. Amém.

MENSAGEM

Em Isaias 8.17 lemos: Ele se escondeu do seu povo, mas eu confio nele e nele ponho a minha esperança.
O amor de Deus é real e visível, apesar de como nos sentimos neste momento.
Sabemos que é muito fácil adorar, e seguir a palavra de Deus, quando tudo vai bem, quando Deus provê alimentos, amigos, família, saúde e momentos felizes.
Mas, o dia a dia, nem sempre é assim. Há dificuldades, tempestades e nestes momentos por vezes, passamos a duvidar do agir e cuidado de Deus e nos perguntamos como é possível adorar a Deus nestas horas?
São sentimentos que surgem, por mais fiéis que somos a Deus.
Diante das dificuldades, da morte, do luto, por vezes esquecemos que a mais profunda adoração é adorar a Deus apesar da dor, é dar graças, ser grato a Deus durante as provações, confiar e crer em Deus em meio à tentação, buscar ajuda diante dos problemas e amá-lo, mesmo quando em nosso pensamento e sentimento, Deus parece estar distante.
Repetidamente somos provados! Somos separados pela dor (morte) pelo silêncio, (falta de dialogo, intrigas) ou até mesmo pela separação física, impossibilitando que conversamos com tais pessoas (distância, perda de contatos).
No nosso dia a dia com Deus não é diferente. Muitas vezes nos sentiremos distantes. Nestes momentos temos a impressão que Deus nos abandonou.
Se olharmos para a palavra de Deus, iremos ver que, com exceção de Jesus, Davi foi quem teve uma amizade mais íntima com Deus, maior do que qualquer outra pessoa. Em Atos 13.22 Davi teve a oportunidade de ser chamado um homem segundo o seu coração. Mas apesar disso, Davi era um homem que frequentemente reclamava da ausência de Deus em sua vida.
No Salmo 22. 1e 2 lemos “Senhor tu permaneces afastado na hora do sofrimento? Porque te escondes de mim? Porque me abandonaste? Porque estais tão longe dos meus gritos de socorro? Porque me rejeitas-te?”
É obvio que Deus não abandonou Davi, assim como não abandona eu e você. Em Hebreus 13.5 encontramos as palavras de Deus que dizem. Eu jamais te abandonarei ou rejeitarei.
Muitas vezes somos flagrados nos perguntando onde está Deus nestas horas?
Será que ele não vê que tentamos ser bons filhos? Que cada dia buscamos viver no seu lado?
Muitas vezes pensamos assim! Se Ele é bom porque não nos protege de tanto sofrimento? Porque parece estar longe de nós?
São perguntas que nos inquietam nas horas difíceis. O rei Davi também se sentiu assim. Quem é o Homem... Que dele te lembre? Mas ele nunca questionou o seu Deus, não duvidou do seu permanente cuidado, nem do seu domínio sobre tudo o que existe.
Nós precisamos saber e crer que o amor de Deus não existe somente para nós nos sentirmos bem, mas principalmente para nos guardar nele quando estamos desamparados e sozinhos.
Nosso Deus está ao nosso lado em qualquer situação, assim como estava ao lado de seu próprio filho quando padecia na cruz do calvário. Por agir na hora certa, não livrou Jesus da cruz, mas ressuscitou no terceiro dia.
Precisamos confiar e entregar nossas dores ao Senhor do refrigério, nossas encruzilhadas ao Deus da direção, nossos problemas ao Deus dos impossíveis. Ele não nos esquece, mais Ele age em nossas vidas no momento certo.
Portanto aquietemos o nosso coração e ouçamos igualmente o consolo da Palavra de Deus, de João 14.1-6, onde Jesus Cristo nos diz: (Ler o texto) Amém.


HINO: 216 – HPD I – Se as águas do mar da vida
ORAÇÃO
Senhor Deus, nosso Bom Pastor, nós te suplicamos por teu consolo neste momento de dor. Dá-nos o teu consolo através da tua Palavra, através da certeza da eternidade, e também através das mãos companheiras, dos amigos e amigas aqui presentes. Vem a nós com a tua paz, livra-nos do medo, e abençoa-nos com novas forças, coragem, esperança e fé. Dá-nos a certeza de que nada poderá retirar-nos da tua mão, e que somos teus na vida e na morte. Amém.

LEITURA DOS DADOS DA PESSOA FALECIDA E DESPEDIDA
(Ler os dados conforme Folha de Dados recolhida anteriormente).

AVISO – ORAÇÃO MEMORIAL (caso já tenha sido marcada a data). Na Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil temos o costume de lembrar o falecimento de nossos entes queridos e colocar diante de Deus em oração a família enlutada para que continuem a receber o consolo de Deus. Por isso, convido à todos para no dia _____/_____/_____ participarem do culto com oração memorial de _________________________________ (nome completo do/a falecido/a) na Comunidade__________________________________ (citar nome e endereço da comunidade). Todos serão muito bem vindos!
A família pode, neste momento, se despedir e, em seguida, nos dirigimos ao cemitério.

LITURGIA NO CEMITÉRIO

SAUDAÇÃO E BREVE MENSAGEM
Texto: Eclesiastes 3.1-8
O texto em si, traz a nós uma reflexão onde tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.

BAIXAR O ESQUIFE À SEPULTURA
Enquanto o esquife é baixado à sepultura pode-se cantar um hino. Durante esse hino, familiares e amigos podem fazer sua última despedida, jogando flores sobre o esquife se assim desejarem.
HINO: 161 - HPD I Em nada ponho a minha fé.
Ou: Nº ____________________________________________________

Após o hino, o oficiante diz: E aqui entregamos __________________________(Nome do/a falecido/a) à terra
Terra a terra, cinza às cinzas, pó ao pó, na esperança da ressurreição dos mortos, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.

BENÇÃO: Que Deus nos abençoe e nos guarde; Que Ele faça resplandecer o seu rosto sobre nós e tenha misericórdia de nós. Que o Senhor sobre nós levante o seu rosto e nos dê e nos acompanhe com a sua paz. Amém.
 


Autor(a): Ricardo Arndt
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 26218

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Que todo o meu ser louve o Senhor e que eu não esqueça nenhuma de suas bênçãos!
Salmo 103.2
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Em todo o universo, não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor.
Romanos 8.39
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br