Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Colossenses 1.24-27 - Epifania - 06/01/2018

Caderno de Cultos 2018

06/01/2018

06/01/2018 – Epifania
Pregação: Cl 1.24-27; Leituras: Is 52.7-10, Mt 12.14-21
P. Teobaldo Witter– Cuiabá- MT

 

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia, boa luz, bom Deus. A Paz de Deus seja com vocês. Amém. Hoje é um dia especial, pois, é tempo de Epifania de Jesus. Epifania significa aparição, manifestação. Hoje é dia em que a mensagem bíblica se refere à manifestação de Jesus Cristo para todos os povos. Deus disse “da escuridão brilhará a luz”. Ele é o mesmo que a faz e a luz brilhar nos nossos corações. E isso para nos trazer para a luz do conhecimento da glória de Deus, que brilha no rosto de Cristo”, 2ª Coríntios 4.6. No tempo na epifania, somos lembrados que: “E, no seu nome (Jesus Cristo), esperarão os gentios (Mt 12.21). Hoje se cumpre esta promessa divina anunciada em Mateus 12 e cumprida por Deus nas ações de seu filho amado.

Acolher os/as visitantes


CANTO DE ENTRADA
Nº 336 – HPD 2 – Quando o povo se reúne

SAUDAÇÃO
Em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. Nosso socorro vem de Deus criador e libertador, fonte da vida e da misericórdia.

[...] com alegria, dando graças ao Pai, que vos fez idôneos à parte que vos cabe da herança dos santos na luz. Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados ( Cl 1.12-24)

CANTOS DE INVOCAÇÃO
N° 437- HPD 2- Quando o Espírito de Deus soprou

CONFISSÃO DE PECADOS

“Vocês são a luz do mundo, diz Jesus. Somos, portanto, os luzeiros e as luzeiras de Jesus Cristo. É tempo de Epifania. Algo maravilhoso acontece. Veio Advento e Natal. Passaram. Agora vem o tempo da luz, que é Jesus. Não há como escapar, nem se esconder desta luz. Jesus veio, vem e virá. Jesus Cristo está preparado, pronto e completo para nos acolher em nossas fraquezas e pecados. Vamos fazer, em silêncio, a confissão individual de pecados.

Confissão individual: Deixo um tempo de silêncio para a confissão individual...
Confissão comunitária: Senhor, tu ouviste a confissão de pecados de cada pessoa aqui reunida. Reconhecemos que pecamos em palavras, pensamentos, ações ou omissões. Muitas vezes, nós não somos teus luzeiros no mundo. Preferimos nossa própria luz ou a luz de algum outro personagem ou valor que ocupa o espaço da tua luz em nossa vida. Todos estes pecados pesam sobre nós, causando tua ira temporária ou eterna. No entanto, estamos diante de ti para confessarmos os pecados. Senhor, trata-nos com misericórdia. Lava-nos por inteiro, completos. Perdoa as nossas injustiças, nossa indiferença, nossa pequena fé e aumenta-nos a fé, melhora a nossa vida e nossos relacionamentos. Inclua-nos em teus propósitos de vida e salvação, por causa do sacrifício de Nosso Senhor Jesus Cristo. Suplicamos por misericórdia, Senhor.


ANÚNCIO DO PERDÃO

Jesus, a luz o Mundo (João), diz: “Eu afirmo que vocês vão ver o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem (João 1.51). Jesus vem para a alegria e felicidade de seus fiéis. Você crê nisto?
Pois bem: Como creem, assim seja com vocês. Anuncio o perdão e a reconciliação: em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
Deus mandou anunciar o seu perdão e a sua graça. Vão em paz. Amém.

KYRIE

Batizados em Cristo Jesus, no seu corpo, a Sua Igreja, estamos sendo animados para a prática da vida de fé, confiando na graça e misericórdia de Deus. Agora olhemos para o mundo ao redor de nós. Há dores? Que dores são estas? Deus nos fez, com o perdão, verdadeiros seres humanos. “Ser humano é, precisamente, ser responsável. É conhecer a vergonha diante de uma miséria que não parece depender de nós. É sentir-se orgulhoso de uma vitória que seus companheiros obtiveram. É sentir, ao colocar sua pedra, que contribuímos para construir o mundo” (do livro de Saint-Exupéry).
Amados, humanizados e reconciliados por Deus, queremos, agora, lembrar e trazer diante do Senhor as dores do mundo. Pedimos ao Senhor pelas pessoas que vivem na escuridão, são escravizadas pelo medo, pela violência, pela escuridão da ignorância, pelo poder, por ameaças, pela fome, pelo desemprego, pelos diversos tipos de drogas, por seus problemas não resolvidos e pelas doenças, pelos seus remorsos e rancores. Que o Senhor esteja com elas ali onde se encontram, quer seja em nossa cidade, nosso município, estado, país e mundo. Dê-lhes, Senhor, a felicidade de viver e de servi-lo, com alegria, boa vontade, disposição e criatividade. Amém.

GLÓRIA IN EXCELSIS
Tudo o que somos e temos vem de Deus. Podemos e devemos nos alegrar com Deus. Paulo encontrou várias formas de louvar a Deus. Uma destas formas foi encorajar a comunidade de Colossenses para e na ação missionária. “Damos sempre graças a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, quando oramos por vós, desde que ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus e do amor que tendes para com todos os santos (Cl 1.3-4). Nós, certamente, estamos felizes, porque Deus escuta nossas razões e motivos de agradecimentos e louvor. Deus nos trata com segurança, com fidelidade, com boas qualidades, com misericórdia e com sabedoria. Queremos prestigiar, agradecer, dar glória e louvor ao Senhor com as palavras de gratidão e alegria, cantando todos juntos:

N°346, HPD 2: Glória

ORAÇÃO DO DIA
Deus, nós estamos na época da Epifania. Estamos sendo confrontados com a luz plena, aquela que a tudo e todos ilumina, descobre, esclarece, explica e evidencia. Jesus, nossa luz, quer nos salvar. Nós te agradecemos, porque o Senhor nos convidou e conduziu até aqui, neste lugar, para culto para nos perdoar e ensinar no nosso preparo para o encontro definitivo, completo e eterno. Pedimos que o Senhor envie para nós o seu Santo Espírito. Que ele faça com que a tua palavra possa mexer conosco e nos capacitar para sermos testemunhas de Jesus Cristo. Que a tua palavra seja luz, abra a estrada, feche buracos, arranque tocos e conserte as pedreiras do nosso coração. Esteja presente, pela ação do teu Espírito, no cotidiano de todas as pessoas que se encontram aqui no culto. Assiste-nos com tua bondade e criatividade, neste momento. É o que te pedimos em nome de Jesus Cristo que contigo e o Espírito Santo vive e governa agora e para sempre. Amém.


LITURGIA DA PALAVRA
N° 380- HPD 2: A tua palavra

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Is 52.7-10

2ª Leitura Bíblica: Mt 12.14-21


CÂNTICO INTERMEDIÁRIO

Nº 379- HPD 2 – Pronto para ouvir

PREGAÇÃO

Explicar o que significa o dia na Epifania:
Hoje é Epifania. É uma palavra meio desconhecida, e que não usamos muito no nosso mundo cotidiano. Então, o que é e o que significa Epifania? Vou tentar trazer uma explicação.
Juntando diversas informações, podemos dizer que Epifania significa aparição, manifestação e vem do grego “epiphanéia”.
Epifania pode ser uma palavra no mundo filosófico, significando uma sensação profunda de realização no sentido de compreender a existência das coisas, tudo que pode estar nas coisas ou nas pessoas, isto é, poder considerar que a partir de agora tudo está solucionado, completado. Aquilo que estava tão difícil de entender e conseguir, agora foi resolvido. Finalmente, foi resolvido o que parecia impossível.
Epifania pode ser um pensamento iluminado, uma inspiração que parece ser coisa de Deus, como que somente ele seria capaz de pensar tal coisa.
Na literatura, epifania é uma forma de mostrar um conceito, algo que o escritor quer que o leitor veja e compreenda exatamente com o que ele quer dizer, que o leitor tenha um entendimento completo do que está lendo. É tornar legível aquilo que só o autor compreende, e quer que todos vejam do mesmo jeito.

Epifania de Deus
Epifania de Deus é uma festa cristã, que é comemorada no dia 6 de janeiro. Epifania é a manifestação de Cristo, ocorre quando, na Bíblia, diferentes pessoas, em diferentes momentos, conhecem e identificam Jesus Cristo. A Igreja Cristã celebra Epifania no dia 6 de Janeiro. No sentido cristão, no calendário litúrgico da Igreja, significa uma manifestação divina, por exemplo, quando houve a apresentação de Jesus Cristo ao mundo, através da chegada dos Reis Magos, visitando Jesus, em Belém, neste dia 6. (Fonte: http://www.significados.com.br/epifania). O período da Epifania, no calendário eclesiástico, vai do dia 6 de janeiro até quaresma. A época quer deixar claro que Deus se encarnou em Jesus. E quem quer ver Deus, precisa conhecer Jesus.


Texto da pregação: Colossenses 1.24-27 (ler):

Igreja de Jesus Cristo, reunida neste lugar. Graça, justiça e paz da parte de Deus Criador, Libertador e Santificador. Amém

Ao observarmos uma parede, esta deste templo, por exemplo, vemos apenas uma superfície lisa. Numa análise superficial, apenas vemos obstáculo liso que é uma barreira imposta por esta superfície. Não permite vermos o mundo do outro lado, nem transpor os seus limites. Mas se nos aproximarmos com cuidado, ao olharmos com mais atenção, vemos o que existe de material para fazer esta parede ser assim. Há tijolos de barro moldados e queimados para que se encaixem uns nos outros e sejam consistentes para a parede não desmoronar. Há a massa de cimento para segurar os tijolos unidos. A durabilidade, a boniteza, a proteção contra chuva, frio, vento, tempestades e outros ataques depende sempre do tipo de material utilizado. O material usado e os trabalhadores que ergueram esta parede e os que a conservam, mediante reparos constantes, são muito importantes pela boa qualidade e finalidade desta parede.
Na Igreja de Jesus, ele é a cabeça do corpo (v.18), da igreja. Na comunidade de Jesus, também, há algo semelhante da parede deste templo. Não há tijolos, mas há pessoas, há gente. Estas são lapidas pela Palavra de Deus para serem partes da construção da igreja de Jesus. São integrados na construção pelo Batismo, alimentados e renovados pela ceia do Senhor. O ministério da reconciliação dá os tons e os valores desta construção e o pleno cumprimento à Palavra de Deus: [...] o mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia, se manifestou aos seus santos; aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória (Vs. 26.27). Deus é amor e age com misericórdia, agora em todas e junto a todas as pessoas e povos. Estava oculto, mas agora, em Cristo, tudo foi revelado. A parede igreja tem pedras vivas e deve ser edificada em amor e misericórdia, unicamente.
Segundo Colossenses, as paredes da igreja de Jesus tem tudo. As pedras vivas tem conhecimento ( v.1.9, 10), tem sabedoria, (v. 1.9, 28) e o mistério foi manifestado (v. 26, 27). Não é mérito nosso, obra nossa. Pois, tudo está em Cristo. Então, não existe igreja cristã que não leve isto em consideração. O que significa isso para nossos dias? Somente Cristo salva. Sendo assim, nenhum cristão e nenhuma cristã apoia teologia da prosperidade, ditaduras, linchamentos, torturas, racismos, corrupção etc. Isso são coisas muito comuns hoje. Mas pessoas cristãs, pedras vivas de Cristo, sempre são contra e agem por vidas salvas pela misericórdia de Deus, pela compaixão, pelo amor. Igreja Cristã não é igreja da lei que mata, mas do amor que salva vidas. “ [...] a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória” (v. 27).
Mas para que a igreja de Jesus tenha este caráter, entre nós, são necessárias mudanças de mentalidade. Sim, porque existe um paradoxo social. Muitas vezes, a igreja quer se adaptar ao jeito de ser da sociedade. A mentalidade predominante que constrói a sociedade, nesta década, é de individualismo, de ódio, de racismos, de descriminação diversa. Então, o que agora se manifesta aos santos (V. 26) é o jeito diferente de ser. Orar, pregar, ensinar, ouvir a palavra. Certo, é necessário ser mais que cristão para si mesmo, na zona de conforto. Somos chamados a sermos “luzeiros” e saleiros de Jesus ( Mt.5.13-116 ). Neste sentido, não podem ser o ódio, o individualismo, a indiferença, o consumismo o jeito de ser da igreja e dos cristãos. Somos a outra face. A nossa prática cristã se pauta pelos valores da solidariedade, da compaixão, do amor, da Verdade (Jesus), do cuidado e da defesa da vida e do bem. Não ajudamos bater, mas defendemos quem está apanhando, sempre.
Jesus é a luz que tirou das trevas o que estava oculto: o mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações, agora foi revelado, em Jesus (V. 26). Aqui está a Epifania de Jesus. As trevas não tem mais poder para ocultar verdade, a vida e a salvação. Tudo foi revelado. Sendo assim, a Igreja de Jesus não tem mais comunhão com ódio, desamor, corrupção, omissão. Mas ela é instrumento fundamental para revelar as injustiças e as mentiras e denunciar as trevas de que são vítimas as pessoas necessitadas nas periferias das cidades e dos campos.
Mais cedo ou mais tarde as paredes da sociedade vão desmoronar, porque foram construídas com valores que não se sustentam. Oremos a Deus e trabalhemos para as paredes da comunidade que edificamos e que sejam aprovadas pelo Deus misericordioso.
A parede (construção) Comunidade tem pedras vivas e deve ser edificada em amor e misericórdia, unicamente. Amém

HINO

Nº 413- HPD 2-Senhor, se tu me chamas

CONFISSÃO DE FÉ
Depois de ouvirmos a Palavra do Senhor, com base na mensagem de Deus que João recebeu e nos deu, queremos assumir nosso compromisso com Deus e sua Palavra, confessando bem alto a nossa fé. Confessemos, pois, em conjunto e junto com toda a cristandade na terra, a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

AVISOS DA COMUNIDADE

Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
Destinação da oferta no culto de hoje:___________ ________________________________________
Outros avisos: _____________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

CANTO: proceder com motivação e o recolhimento das ofertas

Nº 419- HPD 2 – Na mesa do Senhor (recolher as ofertas)


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO

Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Agora queremos orar:

Neste dia de Epifania, Deus, queremos agradecer. Obrigado pela comunhão e convívio, aqui neste culto, onde tu nos serviste com tua Santa Palavra. Graças, pelo nascimento, vida, ensinamento, morte e ressurreição de teu filho amado, nosso Senhor Jesus Cristo que trouxe luz e vida à nossa escuridão e morte. Obrigado pelo perdão que nos deste, por tua promessa em atender nossas súplicas pelas dores do mundo, pela pregação. Obrigado que tu permites nosso louvor através dos hinos. Graças pelo dinheiro que temos e que nos dá condições para viver melhor as condições de vida e te ofertar para o trabalho da tua igreja, na sociedade, no mundo. Senhor, o teu povo deseja interceder. Pedimos que tu abras os teus ouvidos, o teu coração e atendas as intercessões, se for de tua vontade e de nossa necessidade:

Mencionar motivos de oração da comunidade...................................................................................

Deus, nosso Criador, Libertador e Empregador, em tuas mãos nós confiamos as intercessões de tua comunidade, aqui reunida em oração. Pedimos em favor das pessoas necessitadas, por aquelas que estão sendo enganadas com a propaganda consumista e de desperdício. Queremos, ainda, de forma especial interceder pelos casais em conflito, pelos pais e filhos que têm dificuldades em se entenderem, pelos conflitos entre irmãos e irmãs, pelos conflitos comunitários, pelos conflitos na rua, no trabalho e em qualquer outra parte em que pessoas se agridem, se traem, se machucam, se magoam. Ajuda-nos para que possamos sentar com elas, pegar na sua mão, ajudá-las a levantar os olhos, perguntar em que podemos ser solidário. Neste tempo na Epifania, em especial, pedimos que tu indiques, também, a parte que nos cabe como pessoas compromissadas contigo e com teu povo. Esteja presente, pela ação do teu Espírito, no cotidiano de todas as pessoas que exercem autoridade. Dá criatividade e ânimo ao presbitério para trabalhar e enfrentar as questões de fé e vida de fé de tua igreja, em suas atividades. Capacita com teu Espírito Santo os ministros e as ministras da tua igreja. Dá coração aberto e sensibilidade para percebermos a importância da reconciliação contigo e com as pessoas ao nosso redor. Tudo mais que o mundo e nós necessitamos para concretizar a reconciliação, vida e salvação, e tu bem sabes do que necessitamos, incluímos na oração que Jesus Cristo nos ensinou: Pai nosso....

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

BÊNÇÃO
Que o Senhor os abençoe e guarde. Que ele seja a sua luz. Que o Senhor os guarde dos caminhos do mal, das trevas e da morte. Que o Senhor os proteja de todos os danos e perigos. Em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

ENVIO
Que formosos são sobre os montes os pés do que anuncia boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia coisas boas, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina! (Isaias 52.7)
Vocês são os membros convidados por Deus para serem estes mensageiros da boa notícia. Agora, caminhamos nos caminhos da luz e da paz, na graça do Espírito Santo de Deus, cientes do nosso compromisso cristão de ensinar e viver na perspectiva do Reino de Deus que, em Jesus Cristo, já chegou. Enquanto caminhamos, vamos dizer ao mundo todo que o Senhor Deus é bom, justo e, através do perdão, mediante confissão, faz acontecer vida e salvação. Amém.


CANTO FINAL

Nº 435- HPD 2 – Dizei aos cativos
 


Autor(a): P. Teobaldo Witter
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Epifania

Testamento: Novo / Livro: Colossenses / Capitulo: 1 / Versículo Inicial: 24 / Versículo Final: 27
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2018
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 45557

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

A vida cristã não é mais do que Batismo diário.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Tu és o meu Deus, eu te louvarei. Tu és meu Deus, eu anunciarei a tua grandeza.
Salmo 118.28
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br