Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Gálatas 5.1,13-25 - 6º Domingo após Pentecostes - 26.06.2016

Caderno de Cultos 2016

26/06/2016

26/06/2016 - 6º Domingo após Pentecostes
Pregação: Gl 5.1,13-25; Leituras: 1Rs 19.15-16, 19-21; Lucas 9.51-62
P. Lauri Jackson Lenz – Jataí - GO

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Sejam bem-vindos e bem-vindas a este momento de celebração. Hoje nos encontramos porque é da vontade de Deus. Dele é o convite e Ele o anfitrião. Que nessa hora possamos abrir nosso coração e permitir que Deus fale conosco. Diz o lema para esta semana: “O Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, conceda a vocês o espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento da verdade.” (Efésios 1.17)

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº 332 - HPD 2 – Deus está aqui.

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Que a graça de Deus, o Pai, o amor de Jesus Cristo, o Filho, e a comunhão do Espírito Santo esteja com todos e todas vocês. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 85 - HPD – Vem Espírito Divino

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Em Cristo encontramos liberdade. Liberdade de vida e para a vida. Contudo, em muitos momentos transformamos a liberdade que Cristo nós dá para darmos ocasião ao pecado. Pecamos contra Deus e contra o nosso próximo e com isso trazemos sofrimento ao nosso mundo. Deus em Cristo nos dá vida nova, salvação. Por isso confessemos os nossos pecados em conjunto com o hino 147 do HPD. (Se a comunidade não souber cantar pode ser lido em conjunto.)

ANÚNCIO DO PERDÃO
“Libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça” (Rm 6.18) Com essas palavras anuncio o perdão de Deus a todos e todas que confessaram seus pecados e deles se arrependeram. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

KYRIE
Deus não deixa os seus sem uma resposta. Ele é misericordioso e vem ao encontro daqueles que clamam por sua ajuda. Em nosso mundo a muitos motivos pelos quais podemos clamar a Deus. Olhemos a nossa volta, olhemos para além dos muros da nossa Igreja, para além das fronteiras da nossa cidade. A tanta destruição, tanta dor, tantas guerras, tantas mortes. Pelas dores do nosso mundo clamemos pela misericórdia de Deus pedindo: Tem Senhor, Piedade.

GLÓRIA IN EXCELSIS
O amor e a misericórdia de Deus nos alcançam. Confiem, pois Ele sempre está perto dos que o buscam com sinceridade. A liberdade que encontramos em Cristo nos afasta do pecado e nos aponta o caminho da vida eterna, o caminho da redenção. Por isso, rendamos graças ao nosso Deus cantando Glória.

ORAÇÃO DO DIA
Oremos:
Santo e Todo-poderoso Deus graças te rendemos por podermos nos reunir como tua Igreja nessa tua Comunidade. Tu nos chamaste e aqui estamos para ouvir tua Santa Palavra. Te pedimos: Sê conosco através da ação do teu Santo Espírito. Abre nossos ouvidos, mentes e corações. Que a tua Palavra possa transformar a nossa vida. Que de fato possamos entender o que é liberdade cristã para que ao experimentarmos essa liberdade não demos ocasião à carne. É o que te pedimos e agradecemos por Cristo Jesus, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina para sempre. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: 1Rs 19.15-16, 19-21
ACLAMAÇÃO DO EVANGELHO
Aclamemos o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, cantando Aleluia.

Leitura do Evangelho segundo Lucas 9.51-62

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 415 – HPD2 – Palavra não foi feita

PREGAÇÃO
Texto da Pregação: Gl 5.1,13-25
Queridos irmãos, queridas irmãs em Cristo Jesus, nosso Senhor.

As Comunidades da Galácia surgiram a partir do trabalho do Apóstolo Paulo em sua segunda viagem missionária. Eram várias pequenas Comunidades espalhadas e seus membros se não todos, mas a maioria de origem gentílica, ou seja, não eram judeus antes de se tornarem cristãos. Paulo escreve a carta porque chegou aos seus ouvidos uma notícia desagradável: Havia em meio as Comunidades pessoas pregando as leis do Antigo Testamento e a tradição judaica como requisito para viver a fé em Jesus Cristo. Cristãos de nome, contudo não mais na vida e nas atitudes.
Essa pregação diferente daquilo que Paulo tinha ensinado começou a causar alvoroço, divisões, discussões. As comunidades perderam a paz e a discórdia passou a fazer parte da agenda do dia. Como eram Comunidades ainda muito frágeis e sem uma estrutura bem definida, sem uma história mais longa aquela novidade trazida por esses pregadores lhes pareceu algo bom num primeiro momento. O ser humano gosta de novidades. As pessoas são muito suscetíveis a entrarem em cilada por causa do desconhecimento daquilo que de fato está sendo proposto. E foi o que aconteceu na Galácia.
Diante de uma realidade de caos se instalando Paulo escreve as Comunidades buscando abrir os olhos daquela gente para a realidade da fé e da liberdade em Jesus Cristo. Alerta para a pregação dos falsos mestres e para as mentiras que se espalhavam em meio ao povo, inclusive quanto a sua própria autoridade apostólica. O trecho indicado para hoje é libertador, mas bastante duro.

Ouçamos o texto de Gálatas 5.1, 13-25

Liberdade, quem não quer liberdade? Liberdade é um direito nato do ser humano e de toda a criação. Porém, se olharmos a nossa volta não vamos ver as pessoas tão livres assim. Você dúvida?
Quantas vezes por dia você confere as mensagens no celular? Consegues viver sem ele? Não? Isso é um modo de escravidão.
Quantos dias por mês você trabalha para pagar impostos que você não sabe para onde são destinados e que na maioria das vezes tem certeza de que param no bolso de grandes corporações? Isso é escravidão.
Como está a tua fatura do cartão de crédito? Ainda lembras o que comprou? De fato eram coisas que necessitava para a vida ou foram muitas vezes apenas desejos incontroláveis impulsionados por propagandas que aprisionam e fazem com que as pessoas busquem um estilo de vida longe daquilo que de fato são as necessidades reais? Isso também é escravidão.
Interessante é que o texto arrola uma série de desvios de conduta das comunidades que tem sua origem na natureza humana e que levam para longe de Deus e que também encontramos com muita frequência na sociedade pós-moderna: adoração de ídolos, imoralidade, indecência...
Por outro lado, não há como deixar de lembrar que desvios de fé também são comuns nos dias de hoje. Seria muito cômodo olhar para os Gálatas e acusa-los de traidores da fé. Mas ai vem a pergunta sobre como as pessoas hoje se relacionam no que diz respeito a fidelidade religiosa. As pessoas correm atrás de ofertas do mercado religioso, prostituem-se no que diz respeito a fé. Sim, existem pessoas que vivem sua fé como verdadeiras prostitutas religiosas: Quem oferece mais leva! Buscam uma espiritualidade baseada no prazer. Contudo, sejamos sensatos: isso também acontece porque na sociedade hoje e no meio religioso como do tempo do Apóstolo Paulo circulam falsos pregadores que usam as mídias de massa para propagar falsas formas de religiosidade, que levam o nome de Cristã, mas que cada vez mais se afastam de Cristo e do amor dele revelado na cruz. Penso agora no Templo de Salomão, construído em São Paulo e pergunto: Aquilo é uma Igreja? Foi edificado para pregar o Evangelho de Jesus Cristo? Seu líder usa as roupas do Sumo Sacerdote Judeu, querendo ocupar o lugar de Cristo como aquele faz a ponte entre Deus e os homens. Lembremos que a partir da Cruz não há mais a necessidade de sacrifícios e a figura do Sumo Sacerdote perde o sentido: O véu do Templo se rasgou de cima abaixo. No mínimo causa estranheza senão revolta em Cristãos piedosos o que se faz com o Evangelho em determinados meios.
São tantas as falsas doutrinas pintadas com a cruz em nosso meio que aqueles e aquelas que não tem os olhos abertos caem nas mesmas tentações das Comunidades da Galácia. Por isso, é necessário que aprendamos mais sobre a nossa fé, sobre em quem cremos e confiamos. Urge retomar os ensinamentos básicos da Sagrada Escritura, que nos ensinam sobre o amor de Deus e a liberdade Cristã a fim de que não nos deixemos escravizar pelas ofertas do mundo religioso a nossa volta e nem pelas ofertas que aparentemente parecem inofensivas, mas que nos fazem cultuar os falsos deuses do mercado.
Que o Espírito Santo nos inspire para vivermos nossa fé sempre a partir da liberdade comprometida com a vida. Amém.

HINO
Nº 436 – HPD2 – Convite à liberdade

CONFISSÃO DE FÉ
A fé liberta. Cremos em Deus que aponta para a vida, para a comunhão, para a plenitude do seu Reino. Como resposta a pregação confessemos a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 286 - HPD – Obrigado Pai Celeste


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Oremos:
Querido e amado Deus, diante de ti estamos assim como somos. Tu nos conheces e sabes das nossas necessidades antes mesmo de as podermos expressar com palavras. Contudo, em nosso dia-a-dia temos testemunhado a tua misericórdia e o teu amor. Por isso, pedimos por todas as pessoas que a sofrem discriminação, preconceito em nossa sociedade. Olha para essas pessoas e dá que percebam que a dignidade delas e dada por ti e não pelo que outras pessoas pensam. Te pedimos por tantos jovens que se imaginam autossuficientes e que não percebem que a vida longe de ti não tem sentido. Abre o coração dessas pessoas para que ao ouvirem tua palavra percebam que longe de ti só a dor e morte. Livra-nos de tudo aquilo que atrapalha nossas relações familiares. Que a liberdade que em Cristo nos concedeste possa ser vivida de forma responsável e de acordo com os teus ensinamentos. Cuida do nosso mundo e da nossa Igreja para que ela possa dar bom testemunho em meio a confusão do tempo presente. É isso que pedimos e agradecemos quando juntos oramos:


PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Deus de poder, que a ousadia de teu Espírito nos transforme; que a doçura de teu Espírito nos dirija; que os dons de teu Espírito nos capacitem para servir-te e adorar-te, agora e sempre. Por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

ENVIO
Ide em paz e servi ao Senhor com alegria. Amém.

CANTO FINAL
Nº 99 - HPD – Ide em paz a vossa via
 


Autor(a): Lauri Jackson Lenz
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 6º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Gálatas / Capitulo: 5 / Versículo Inicial: 13 / Versículo Final: 25
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2016
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 36456

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.
Mateus 5.9
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Fale em favor daqueles que não podem se defender. Proteja os direitos de todos os desamparados.
Provérbios 31.8
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br