Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

João 10.14-16,27-29 - Véspera de Ano Novo - 31.12.2014

Caderno de Cultos 2014

31/12/2014

31/12/2014 – VÉSPERA DE ANO NOVO
Êx 13.20-22; Sl 139.1-10 Pregação: Jo 10.14-16,27-29
Elton Klein – Lucas do Rio Verde - MT

ACOLHIDA

“Tu me cercas, por trás e pela frente, e pões a tua mão sobre mim”. (Salmo 139.5)
A ideia expressa nesta palavra de adoração significaria uma situação desesperadora para alguém que estivesse sendo caçado. Uma pessoa ou animal nesta situação, só teria a opção de render-se e esperar pelo pior. Já para o crente em Deus, o Salmo comunica uma ideia completamente diferente: somos cercados pela presença amorosa de Deus e sua mão sobre nós é absolutamente protetora. Ele está pronto para revelar-nos o que é melhor para nós, sempre que nos dispusemos e obedecer-lhe de todo o nosso coração.
Chegamos ao final de mais um ano. Estamos às vésperas de um novo ano e na expectativa de como será esse novo ano que ainda nos é desconhecido. Certo é que o Bom Pastor, o mesmo que esteve nos cercando e nos chamando em 2014, continuará a nos chamar em 2015.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº 332 – HPD II – Adeus está aqui, aleluia
Ou: Nº ____________________________________________________

LITURGIA DE ABERTURA
SAUDAÇÃO
Graça a vós outros e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. (Ef 1.2) Amém!

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 350 - HPD II – Que a graça do Senhor Jesus
Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Deus, sempre de novo ele vem ao nosso encontro. Ele nos chama, mas muitas vezes não ouvimos, porque o nosso pecado nos separa de Deus e nos impede de viver em comunhão. A palavra do profeta Isaías lembra que “as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça”. (Isaías 59.2)
A confissão sincera pode restabelecer a comunhão, ela mais uma vez os nossos ouvidos para discernirmos a voz do Bom Pastor.  Em silencio, acheguemo-nos confiantes à presença de Deus e confessemos o nosso pecado.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Nossa confissão sincera recebe como resposta uma boa noticia. Assim nos diz o profeta: “E virá um Redentor a Sião e aos que em Jacó se converterem da transgressão, diz o Senhor.
(Isaías 59.20-21). Alegremo-nos, pois os nossos pecados são perdoados por causa de Jesus Cristo. Seja este o motivo da nossa alegria e da nossa adoração!
KYRIE
Nesta virada de ano, reunidos em culto, não podemos esquecer onde e em que situação estamos vivendo. Somos parte da história. Somos responsáveis pela história. Por isso vamos olhar nossa história de frente, procurando perceber o que tem causado dor e destruído a vida. Queremos nos colocar ao lado das pessoas que sofrem dores e injustiças. Para isso, clamemos ao Senhor cantando.
Nº 341 – HPD II – Tem piedade

GLÓRIA IN EXCELSIS
Clamamos porque cremos que Deus nos ouve. Sim, Deus ouve e caminha conosco. Em cada culto, ele vem na Palavra e na Ceia. Por causa dessa presença, nossa história esta repleta de fatos que são motivo para alegria, gratidão e louvor.
Nº 440 – HPD II – Gente que espera

ORAÇÃO DO DIA
Deus nosso Pai, te agradecemos mais uma vez pela tua palavra, que o teu Espírito Santo nos ilumine e nos ajude a compreendê-la e a vive-la para dentro dessa realidade da qual a tua palavra nos convida, é o que pedimos em nome de Jesus. Amém.


LITURGIA DA PALAVRA
LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Êx 13.20-22
2ª Leitura Bíblica: Sl 139.1-10

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 383 – HPD II – A lei do Senhor é perfeita

3ª Leitura Bíblica: Jo 10.14-16, 27-29

PREGAÇÃO
Como foi o seu ano de 2014? Qual é o saldo? Foi um bom ano? Um ano mais ou menos? Um ano ruim? Foi um ano igual aos outros anos? O melhor ano da sua vida? O pior ano? Foi um ano comum? Como foi o seu ano?
Bem, não precisamos responder, mas o fato é que normalmente fazemos esse “balanço” e depois de avaliar, fazemos mil e uma promessas para o ano que está chegando. Creio que o desejo de cumprir com todas as promessas é verdadeiro, até porque sonhamos com um ano diferente. Criamos expectativas, o que não é nenhum pecado.
Assim, em meio as promessas de final de ano, que vão da academia a caderneta de poupança, proponho um desafio. Que tal prestarmos mais atenção à voz do Bom Pastor?
O verso, v 27 desse texto, diz que “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem”.
Ouvir a voz do bom pastor, e, não apenas isso, mas discerni-la. Acho que é um grande desafio.
Talvez você pergunte se isso é possível, e sendo, como isso acontece hoje, aqui, no séc 21 na nossa igreja, na nossa comunidade? É possível, para mim e pra você ouvir a voz do bom pastor, reconhecer essa voz e segui-lo?
É claro que pra os primeiros discípulos isso era absolutamente natural. Eles ouviam literalmente a voz de Jesus, seguiam estrada a fora, ouviam os ensinamentos, e isso acontecia de maneira clara, visível, audível na vida dos primeiros discípulos. Mas e pra nós, hoje, é possível ouvir sua voz e segui-lo no caminho do discipulado? Obviamente a resposta é sim!
Certamente Jesus fala hoje muito mais do que podemos imaginar e perceber. Seguramente ele tem falado para todos nós, pessoalmente e comunitariamente. Tem falado com nossos filhos, com nossas crianças.
Talvez o nosso maior problema, é que nós não prestamos atenção, não damos atenção a sua voz.

Há uma expressão muito usada: “discípulos de Jesus”, “seguidores”, essa expressão tem implicações claras consistentes. Às vezes preferimos dizer que somos crentes, evangélicos, protestantes ou luteranos. Essas palavras nos vinculam com um conjunto de crenças ou com uma determinada instituição, mas quando pensamos nessa expressão, discípulo, seguidor, seguidora, quando somos capazes de afirmar a alguém no trabalho ou em casa na escola que somos discípulos, discípulas de Jesus, e que seguimos a Jesus, isso claro tem implicações muito objetivas, muito claras que requerem de nós uma atitude apropriada, uma postura adequada a uma afirmação como essa.
Ser um discípulo ou uma discípula de Jesus tem implicações concretas, objetivas, claras, e isso dependem claro, de ouvir a sua voz e segui-lo.
Lembram-se do v27: “a minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem”.
A questão toda não é perguntar se somos ou não discípulos, todos nos somos discípulos de alguém de alguma coisa, não existe ninguém no mundo que não seja um discípulo, alguém que não siga alguém ou nada, todos nos seguimos alguém ou de alguma ideologia.
A nossa vida, o nosso comportamento, os nossos valores, as nossas escolhas, as formas como lidamos com as diferentes situações da vida, são sempre moldadas por aquilo que nos forma, que nos conduz. Todos nós, seguimos alguém ou alguma coisa, a nossa vida é moldada por alguém ou por alguma coisa.
Não existe ninguém que escape disso, da presidente a pessoa mais simples.
A questão que se coloca diante de nós, não é se eu sou ou não discípulo, é de quem eu sou, ou a quem eu sigo?
Essa é uma questão que temos que levar em conta. A vida segue um determinado caminho, andamos num determinado rumo, esse rumo é estabelecido por alguma ideologia ou crença.
A questão não é se ouvimos uma voz, mas, a qual voz temos ouvido e  dado atenção. Todos nos ouvimos uma ou mais vozes. O tempo todo todos os dias.
Então a pergunta não é se somos discípulos, a pergunta é: somos discípulos de quem? A quem estou respondendo?
Quem é que nos seguimos. E qual é a voz que temos respondido e que molda a nossa vida.
V14 Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas; e elas me conhecem;
É claro que para os primeiros discípulos isso era tranquilo. O convívio de Jesus com seus discípulos era um convívio visível.
Ele é o bom pastor ele conhece a mim e a você. Ele fala conosco, ele esta presente conosco como esteve presente com seus discípulos, não da mesma natureza, mas da mesma forma, ele não fala conosco como com eles, mas nós sabemos que ele encontra-se presente pela sua própria promessa de que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos e ele continua nos chamando. E ele nos chama para sermos os seus discípulos e discípulas. Para sermos seus amigos, seu corpo, sua noiva, suas ovelhas, sermos irmãos e irmãs, ele nos ama ele deseja estar conosco ter comunhão conosco, ele deseja nos preencher fazer de nos homens e mulheres plenos da sua presença e da sua pessoa, e isso por causa do seu amor. Ele deseja usar o melhor da nossa capacidade dos nossos dons. Ele fala conosco, ele nos exorta, nos ensina, nos disciplina, nos guia e nos conduz para os caminhos da maturidade.
A pergunta é: temos ouvido a sua voz, reconhecido a sua voz hoje, respondido a sua voz, hoje.
O problema não é que Deus não fala, o grande problema é que nós não ouvimos sua voz.
Essa sempre foi a grande advertência no Antigo T, contra um povo cujos ouvidos não eram mais sensíveis suficientes para ouvir a voz do bom pastor. Ouça, meu povo, as minhas advertências; se tão somente você me escutasse, ó Israel! Mas o meu povo não quis ouvir-me; Israel não quis obedecer-me. Por isso os entreguei ao seu coração obstinado, para seguirem os seus próprios planos. Se o meu povo apenas me ouvisse, se Israel seguisse os meus caminhos” (Salmos 81.8-13).
Pense um pouco, quantos de nós, temos vivido assim, sai ano e entra ano, e insistimos em viver na teimosia do nosso coração, e tudo isso, porque não estamos prestando atenção na voz do bom pastor.
Louvado seja o Senhor, que não se cansa de nos chamar! Foi assim ao longo desse ano, e será assim no próximo, no próximo e no próximo. Amém.

HINO
Nº 314 – HPD II – De bons poderes fiel em paz cercado

CONFISSÃO DE FÉ
Crendo e confiando na mensagem que acabamos de ouvir confessemos a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO
Nº 452 – HPD II – Senhor, eu quero amar-te

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Destino da oferta: _________________________________________
Oferta último Culto: R$________ destinada ____________________ ________________________________________________________
________________________________________________________

ANIVERSARIANTES
________________________________________________________
________________________________________________________

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração
________________________________________________________
________________________________________________________

Senhor Jesus, somos gratos pela tua fidelidade e cuidado que tens para com cada um de nós. Sabemos que Tu és Deus grande e forte, por isso pedimos que o Senhor nos abençoe através de seu Espírito Santo, para que fortalecidos por teu Santo Espírito, tenhamos a coragem de testemunhar do Teu amor e da Tua paz, a todas as pessoas que vivem longe deste amor, e  que ainda não experimentaram da tua Paz. Abençoa cada família, cada pessoa que esta aqui com a Tua paz, e tudo o mais, que carregamos em nossos corações, entregamos a Ti, na oração Tu nos ensinas-te...


PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA
BÊNÇÃO
Que o Senhor seja teu pastor, e que nada lhe falte;
Que ele faça você repousar em exuberante campinas
e te conduza a águas tranquilas;
Que o Senhor te proteja quando andares pelo vale da morte,
E que a bondade e a fidelidade do Senhor, te acompanhe todos os dias da tua vida. Amém.


ENVIO
Vão e sirvam ao Senhor com alegria, ânimo e esperança em seu dia-a-dia. Amém!

CANTO FINAL
Nº 466 – HPD II – Anunciar as maravilhas do Senhor
 


Autor(a): Elton Klein
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Silvestre/Véspera de Ano Novo

Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 10 / Versículo Inicial: 14 / Versículo Final: 29
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 29356

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Todas as nossas orações devem fundamentar-se e apoiar-se na obediência a Deus.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Deus governa com a sua Palavra santa os corações e as consciências e as santifica e lhes dá a bem-aventurança.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br