Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Lucas 2.15-21 - Ano Novo - 01/01/2013

Caderno de Cultos 2013

01/01/2013

01/01/2013- ANO NOVO ( NOME DE JESUS), dia 01/01/2013
Pregação: Lc 2.(15-20)21
Os demais textos de leitura: Nm 6.22-27; Fp 2.5-11
Teobaldo Witter – Cuiabá, MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA

Nome sobre todo o nome. A mensagem do Ano Novo fala do nome Jesus. Quem deu o nome Jesus para o Filho de Deus? O que significa ter um nome? E o nosso nome? Quem nos deu o nome que temos? Quando foi?
Enquanto pensamos nos nomes, cumprimento vocês todos e todas, bom dia, amigos e amigas. Um terremoto na vida das pessoas, um furacão, assim poderíamos chamar a nossa época do ano. Hoje é o primeiro dia de 2013. É Ano Novo. Passaram Advento, Natal, ano velho, festa da virada de ano. Tudo passou. Acabou. A época de festas acabou. Ela encheu a vida das pessoas de esperança, de promessas humanas e de compromissos de organizar encontros e fazer visitas mútuas. Depois de tanta agitação, o que sobra? Muitos afazeres para deixar as coisas em paz com as convenções sociais. Mas passou. Agora parece que agora vem um vazio. Em muitos locais se reduz, inclusive, as atividades da igreja. Os grupos entram em recesso. Os cultos são somente os estritamente necessários. Mas, vejam como é lindo o tempo de Ano Novo. Parar, reavaliar, férias para muitos, mais trabalho para outros. Mas sempre é um bom tempo, boa época.

Apesar de nossos muitos afazeres, a Igreja está feliz. Ela está feliz, porque o Senhor vai falar. Ele veio para se revelar, nos servir e defender. Hoje, quer falarnos do nome do Senhor. Saber o nome, dar um nome é importante, porque o nome nos explica quem é. E nós queremos nos comprometer com o nome do Senhor. Queremos crer nele e permanecer no seu amor, na comunhão do seu povo.

(Se tiver visitantes) Além disso, estamos felizes, porque temos visitantes entre nós, sendo isso motivo de muita honra e felicidade para a igreja toda. A igreja está muito grata com a presença de vocês. Pedimos que as pessoas que nos visitam sejam apresentadas para a igreja: Mencionar o nome dos visitantes................

Cantar (ou ler), depois da apresentação dos visitantes:
Visitante seja bem-vindo/Sua presença é um prazer/ Te afirmamos com toda a certeza:/ Esta igreja ama você.
Visitante seja bem-vindo/ Sua presença é um prazer/ Te afirmamos com toda a certeza:/ Jesus Cristo ama você.

Solicitar que as pessoas próximas ao local onde se encontram os visitantes para que os cumprimentem em nome da comunidade, enquanto as outras batem palmas de boas vindas.

CANTO DE ENTRADA

Nº 372- HPD 2 – Hosana hey

SAUDAÇÃO

O nome sobre todo o nome é o nome de meu Senhor. Iniciamos o culto, invocando a presença de Deus. Assim, celebramos em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Que Deus venha e tomemos posse do que é dele, isto é, este lugar e quem nele se encontra. Amém.

Deus diz: Não temas, porque eu te salvei. Chamei-te pelo teu nome, tu és meu ( Isaías 43.1b).
O nosso socorro vem do Senhor, que criou o céu, a terra e tudo de bom o que neles existe. Por isso, o salmo nos convida: ”Vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemos diante do Senhor, que nos criou. Ele é o nosso Deus, e nós, somos povo do seu pasto e ovelhas de sua mão” (Salmo 95.6)

Oração junto às crianças próximas ao altar e seu envio para o culto infantil:

CANTOS DE INVOCAÇÃO

Nº 264 - HPD 1 – Nome sobre todo o nome

CONFISSÃO DE PECADOS

Jesus diz: Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas. E elas me conhecem a mim, assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o meu Pai. E dou a minha vida pelas ovelhas (João 10.14-15).

Vamos nos confessar diante de nosso Pastor:
Mais um ano passou. Entramos num novo ano. Assim como passou um ano, tudo na vida passa. Tudo é passageiro. Só Tu és eterno. A transitoriedade da vida leva nossos pensamentos para o fim. E o fim nos coloca plenamente diante de ti. Neste dia, tu nos chamarás pelo nome. Mas nós não queremos esperar pelo fim para nos encontrarmos contigo. Já o queremos fazer agora. Por isso, pedimos que tu nos examinas e veja se há em nós maldades que devem ser tiradas e lavadas. Reconheces que somos pecadores.
Ouve Senhor, a nossa oração. Escuta-nos, quando gritamos por socorro. Não te cales à vista de nosso sofrimento, dores, clamores, rancores, ódio e sentimento de vingança. Assim nós somos. Miseráveis, perdidos e condenados.
Confessamos que pecamos contra ti e o nosso próximo. Pecamos em pensamentos, quando planejamos o mal contra e alimentamos sentimentos de agressão ou indiferença contra ti e o nosso próximo. Pecamos em palavras, quando espalhamos ideias e notícias maldosas que envenenam a vida das pessoas. Pecamos em ações, quando colocamos em prática a maldade contra as pessoas. Pecamos por omissão, quando não fazemos o que devíamos fazer para evitar o mal, o engano, a mentira e a destruição de relacionamentos. Sujamos o nosso nome e o nome de nossos amigos e amigas.

Senhor, pedimos misericórdia. Pedimos perdão. Senhor, em teu nome, suplicamos: limpa e cuida do nosso nome, da vida, do ser. Tudo isso te pedimos, em nome de Jesus. Ele pagou a nossa conta. Somos agradecidos e nos dispomos ao compromisso de fé e confiança em ti, por tua graça. Amém.


ANÚNCIO DO PERDÃO
Hoje é ano novo. Queremos nós, em nome do Senhor, também, começar nova vida com Jesus e com as pessoas e todo o meio. Que seja nossa vida uma vida honesta e transparente. A força do perdão nos leva para a nova vida. A promessa de Deus é vida e salvação. Quem crê nesta promessa, recebe o perdão e o Espírito Santo. Confiamos nas obras de Jesus para nos dar o céu.
O Senhor nos perdoa sempre que, arrependidos, confessamos os nossos pecados. Ele é quem nos dá a paz. Isaías 53.5: “Ele foi transpassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados..”
Assim sendo, anuncio o perdão aos penitentes, em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. Vão em paz, porque como creem, assim será.


KYRIE
Ano novo e vida nova significam nova postura, novo jeito de viver. Nome limpo na praça. Jesus nos perdoa. Mas ele, também, abre os nossos olhos e os ouvidos. Sensibiliza nossa mente. Alarga o horizonte de nosso coração. Ele é a luz que nos leva para o caminho da pessoa assaltada à beira do caminho. As pessoas precisam de Deus. Elas vivem atribuladas, confusas, angustiadas, machucadas, amarguradas. Nós devemos ouvir estes clamores. Levar a Deus as suas promessas para que elas se realizem junto às pessoas e trabalhar para que a vida seja melhor para todos.

Queremos agora pedir pelas dores do mundo.
Senhor imploramos tua piedade e misericórdia sobre nós. Vem guiar o teu povo que anda em caminhos errantes. Por caminhos de enganos e trevas.
Cobre de luz a tudo e todos. Olha, especialmente, para e junto ao povo que vive nas trevas da ignorância, da injustiça, da fome, da sede, da violência, da amargura, da mágoa, da brutalidade, da miséria humana.
Há muitos líderes e governantes que só pensam na guerra, no poder e no dinheiro. Não são fiéis a ti, apesar de toda a responsabilidade que lhes foi confiada. Senhor, trate das dores das pessoas vítimas destes líderes e restaura paz e justiça. Restaura a justiça social e a paz como fruto desta justiça, também, mediante governos e autoridades corretas, íntegras e justas. Mediante ministros, ministras, presbitérios e demais líderes da igreja equilibrados e justos nas suas atitudes. Restaura a humanidade, na sociedade e nas igrejas, e dá vida abundante e graciosa para todos, Senhor. Ajuda-nos a sairmos de nossas próprias trevas. A salvação revelada e dada por Deus através do nascimento em nome de Jesus seja luz para todos e todas e seja luz de todos e de todas. “Ouve, Senhor, eu estou clamando. Tem piedade de mim e me responde”.


GLÓRIA IN EXCELSIS
O povo de Deus é povo alegre, agradecido e bondoso. É feliz, porque é humilde, misericordioso, tem fome e sede de justiça, trabalha pela paz, é sal e luz no mundo. É alegre, porque a sua alegria vem do Senhor e é perfeita, como chuva de bênção. Bondoso, porque não quer holocaustos, mas a misericórdia para todo ser vivente.
Depois do momento do Kyrie em que lembramos das dores do mundo e levantamos os lamentos ao Senhor que os ouve e atende, queremos glorificar. Deus é amor e luz. Deus é misericórdia. E a sua glória enche céu e terra. Cantemos glória a Deus, pois, ele governa com justiça e amor. Cantemos todos juntos, a uma só voz:
Nº 253 - HPD 1- Glorificado seja o teu nome

ORAÇÃO DO DIA

Ano novo, vida nova, mundo novo, nome limpo. Novos céus e nova terra, onde habita a justiça e o amor. Senhor, sem tua palavra não há nada de novo. Necessitamos de tua Palavra. As tuas promessas são fundamentais para vivermos na confiança, no amor, na comunhão e na amizade. Mas prepara-nos que possamos ouvir, entender e legitimar o teu amor e a tua graça na nossa vida cotidiana. Senhor Deus e Pai bondoso, nós carentes de teu amor. Somos carentes da luz, pois, muitas vezes, as trevas da ignorância, da cegueira, da nudez, da timidez de fé nos abalam. Tu és maravilhoso e soberano sobre tudo e todos. Queremos neste dia, neste ano novo, nos entregar totalmente a ti e ouvir atentos a sua Palavra. Fala ao coração de cada de um de nós aqui presentes. Tira de nós as trevas da cegueira. Que tenhamos disposição para acolher a tua palavra e praticá-la. Por Jesus Cristo, teu filho amado que contigo e com o Espírito Santo governa de eternidade a eternidade. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS

Canto: “Felizes os que ouvem a palavra do Senhor. Felizes os que buscam a justiça e o amor” ( 2x)

Leitura de Números 6.22-27

Canto: “Felizes os que ouvem a palavra do Senhor. Felizes os que buscam a justiça e o amor” ( 2x)

Leitura de Filipenses 2.5-11

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO

Nº 362 – HPD 2 – Santo é nosso Deus

PREGAÇÃO
Acolhemos a Palavra das Escrituras. Jesus diz: “Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna”, Jo 4.13-14.

Ler Lucas 2.(15-20) 21 O NOME DE JESUS

(0bservação: se preferir podem ser motivadas algumas pessoas para dizerem o nome delas e uma frase sobre o significado do mesmo)

Jesus diz: passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão (Marcos 13.31).

Gil, vem cá! Giilll, onde está você? Giiillll, cadê você? Giiiilllll, você está surdo?! Giill, tenho um presente para você! Vvvv eeee mmmmm...Giiiiilllll!!!! Quem de nós já não foi chamado insistentemente pelo seu nome e ouviu seu nome ecoar pelas montanhas?

Vejamos, hoje, neste primeiro dia do ano novo 2013, os textos bíblicos nos convidam para refletirmos dialogarmos sobre algo que parece simples, mas não é, ou seja, o nome das pessoas. As 3 leituras falam do nome do Senhor. Fala da bênção em nome do Senhor. Fala do nome Jesus, como projeto de Deus: salvar as pessoas. E fala do nome Jesus, o servo obediente, que transformou céus e terra. Diante dele se dobrem todos os joelhos, para honra e glória do Deus Pai. Mas o especial do convite é que devemos refletir sobre o significado do nome Jesus.
Cada um de nós tem seu nome. Quem lhe deu o nome que você tem? Quando você recebeu seu nome? O que significa seu nome? (Deixar duas ou três pessoas falarem).

Todas as pessoas têm seu nome. O nome distingue uma pessoa da outra. Ele denomina pessoa, animal, cidade ou algum ser. Nome é a palavra com que se designa ou qualifica alguém.
No caso das pessoas, há o nome de registro. Ele consta na certidão de nascimento. É nome de batismo, na lembrança de confirmação. É o nome que se usa para matricular na escola, para fazer a carteira de identidade, realizar o casamento no cartório, fazer o título de eleitor, carteira de motorista, cadastro individual de contribuinte, legalizar os bens, assinar carteira de trabalho, fazer concurso público. Em todos os momentos da vida e em todos os lugares aonde a gente vai, o nome acompanha. O nome identifica, individualmente, cada pessoa.

Às vezes, acrescenta-se, ainda, um apelido. Este é um qualificativo que se dá para alguém. Tem a ver com a sua característica ou sobre o que as outras pessoas acham que a gente é.
Ter um nome é necessário. Sem nome a gente não é cidadão. Ao ouvirmos o nosso nome, sempre se abre possibilidade. Atendemos ao chamado. Reagimos, pois, é conosco que estão falando. Mas quem não revela seu nome é suspeito. Zelar pelo bom nome é necessário. Quem tem o nome “sujo” na praça tem problemas de acesso a várias coisas da sociedade.

Somos, diariamente, chamados pelo nome. Inclusive na ressurreição dos mortos seremos chamados por Deus pelo nosso nome. Ele permanece guardado na memória de Deus. Nós nos identificamos em todos os tempos e lugares com este nome. Zelar por ele significa zelar pela sua própria identidade, pela própria dignidade humana.

Vejamos um pouco sobre a história do nome Jesus. São três momentos importantes, segundo a Sagrada Escritura, no Novo Testamento:

1. Antes do nascimento: “E o anjo disse ao José: Ela dará à luz a um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles” ( Mateus 1.21).

A escolha do nome da criança que nasceu no natal mobilizou a terra e o céu. Um dos temas centrais encontrados no texto bíblico de Mateus 1. 18ss é a escolha do nome da criança. Depois da discussão, o mensageiro traz do céu a decisão sobre o nome: “Você lhe dará o nome de Jesus, pois Ele vai salvar o seu povo dos pecados deles”. Jesus vem do grego e quer dizer “Deus Salva”.
A criança nascida no natal veio do Céu. Ela é a Palavra de Deus encarnada. Deus usou o útero da mulher, porque esta é a forma de gestação e nascimento de todo o povo. Mas o que ela veio fazer aqui? Qual foi o planejamento estratégico de Deus ao decidir pelo nascimento e pelo nome de Jesus? Qual é a missão dele?

A resposta a esta pergunta está na explicação que é dada ao nome. Ao dar o nome de Jesus para o Messias, Deus definiu a missão dele. A finalidade da ação divina é salvar o povo dos pecados. A lama da injustiça humana é tão grande que nós não temos condições de nos salvarmos por vontade, conta e desejo próprios. Precisamos de alguém que nos tire do mar de lama onde nos enfiamos. Jesus veio fazer isto: perdoar nossos pecados e nos salvar.

2. Ao ser circuncidado: “Completados oito dias para ser circuncidado o menino, deram-lhe o nome de Jesus, como lhe chamara o anjo, antes de ser concebido” (Lucas 2.21).

Na igreja, no momento do batismo, o oficiante pergunta o nome da criança. Mãe, pai, padrinhos e madrinhas “cochicham” o nome. O oficiante, então, fala bem alto o nome da criança e acrescenta: “te batizamos em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo”. Amém. E acrescenta o signo da cruz. Neste momento, Deus marca a criança com a cruz. E ela está sob o senhorio de Deus.
Algo semelhante acontece na circuncisão de Jesus. Ali não é o batismo, mas Jesus é marcado com o sinal da antiga aliança (Gn 17.9ss). O nome Jesus foi pronunciado publicamente no momento de sua circuncisão, oito dias após o seu nascimento. E ele é colocado nas mãos do Pai.

3. Na eternidade: “[...], tornando-se obediente até a morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai” (Filipenses 2.8b-11).

Jesus tem nome importante. Nome digno e de honra. Apesar de seu nome ser assunto discutido, analisado e decidido no céu e na terra, Jesus não teve vantagens particulares. Pelo contrário, honrando o Pai que lhe deu o nome, ele se colocou sob o amor e a obediência a Deus. Ele se tornou humano e desceu às profundezas da fragilidade e da escuridão humana. Foi escravo e nem ao menos reivindicou seu direito de escravo de seu povo. E foi morto na cruz. Deus criador e cuidador, em sua infinita glória e do trono de sua infinita graça, ressuscitou-o dentre os mortos.

Assim obedecendo ao Pai querido, servindo em amor infinito, é exaltado por Deus e adorado por todos os seres da terra e do universo, sempre para a glória de Deus.

Com notícias tão boas que nos são ensinadas já a partir do nome Jesus, queremos iniciar o ano 2013 com novo ânimo. Somos batizados em nome de Jesus, marcados com a sua cruz e vivemos na esperança da ressurreição. Carregamos conosco parte deste nome. Estamos sendo convidados para fazer ressurgir bons sonhos que a brutalidade da vida sufocou. Sonhos de vida, de bem viver, sonhos de liberdade, sonhos de vida feliz no Senhor. Seja vida sob a bênção de Deus ( Números 6.22-27). Arão, ao colocar o nome do Senhor sobre o povo, o faz dizendo: “que o Senhor lhe abençoe e lhe guarde; que seu rosto brilhe sobre você; que ele lhe trate com misericórdia; que ele levante seu rosto e lhe dê a paz”. Que, com esta palavra, bênção de Deus possamos entrar bem em 2013. Amém.


HINO
Nº 457 -HPD 2 – Em nome do Senhor

CONFISSÃO DE FÉ

Depois de ouvirmos a Palavra do Senhor, estamos motivados e compromissados para confessar bem alto a nossa fé em Deus. Confessemos, pois, em conjunto e junto com toda a cristandade na terra, a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO
Informar para onde vão as ofertas do culto de hoje. Fazer a motivação e o recolhimento das ofertas durante o canto.

Nº 474 -HPD 2 – Ontem, hoje e sempre

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Recolher os motivos de oração que a igreja mencionou e os que os membros trouxeram para o culto:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________

Oremos:

Deus, obrigado pelo encontro e convívio, aqui neste culto, onde tu nos serviste com tua Santa Palavra, neste culto do dia 1 de janeiro de 2013. Fomos muito bem servidos por ti, em tuas obras de amor. Por isso, te rendemos graças pelo nascimento, vida, ensinamento, morte e ressurreição de teu filho amado, nosso Senhor Jesus Cristo que trouxe luz e vida à nossa escuridão e morte. Obrigado por nos enviares Jesus, por podermos confiar nele, pelo cuidado que ele tem conosco, pelo perdão que nos deste através das obras e Jesus, por tua promessa em atender nossas súplicas pelas dores do mundo, pela pregação. Obrigado que tu permites nosso louvor através dos hinos. Graças pelo dinheiro que temos e que nos dá condições para viver melhor e te ofertar para o trabalho da tua igreja, na sociedade. Senhor, o teu povo deseja interceder e pedimos que tu ouças e atendas as intercessões, se for de tua vontade e de nossa necessidade: (mencionar motivos de oração da comunidade).....................................................
Deus, nosso Criador e Libertador, em tuas mãos nós confiamos às intercessões de tua comunidade, aqui reunida em oração. Queremos, ainda, de forma especial interceder pelos casais em conflito, pelos pais e filhos que têm dificuldades em se entenderem, pelos conflitos entre irmãos e irmãs, pelos conflitos comunitários, pelos conflitos na rua, no trabalho e em qualquer outra parte em que pessoas se agridem, se traem, de machucam, se magoam.
Em nome de Jesus, dá criatividade e ânimo ao presbitério para trabalhar e enfrentar tais questões em suas atividades. Dá coração aberto e sensibilidade para percebermos a importância da reconciliação contigo e com as pessoas ao nosso redor.
Tudo mais que precisamos para nossa reconciliação, vida e salvação, e tu bem sabes do que necessitamos, incluímos na oração que Jesus Cristo nos ensinou (Pai Nosso):

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA
AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___h___ min.
Oferta do último culto foi de R$ _________ - destinada para ............................................
O último culto, que foi no dia___ /____ / contou com a presença de____ pessoas..,
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO

Obrigado, Jesus, por tuas obras em favor de nós. Que Deus guarde cada um de vocês, como Ele sempre tem feito, em sua mão calorosa. Vamos receber a bênção como do altíssimo:

Que o senhor os abençoe e guarde. Que o Senhor os guarde dos caminhos do mal, das trevas e da morte. Que o Senhor os proteja de todos os danos e perigos, de confusões e da morte. Em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.


ENVIO
Agora, queremos ir e anunciar em palavras, gestos e ações o nome Jesus, o nome do Senhor. Caminhamos em paz, cientes do nosso compromisso e de nossa responsabilidade na amizade com Deus e na comunhão fraterna de ensinar e viver na perspectiva do Reino de Deus que, em Jesus Cristo, já chegou. Enquanto caminhamos, vamos dizer ao mundo todo que o Senhor Deus é bom, amoroso, justo e, através do perdão, mediante arrependimento, faz acontecer vida e salvação para todos os que assim o necessitarem e desejarem. Que o Espírito Santo do Senhor esteja sempre com vocês. Amém.

CANTO FINAL
Nº 165- HPD 1 – Há sinais de paz e de graça


Autor(a): Teobaldo Witter
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Ano Novo

Testamento: Novo / Livro: Lucas / Capitulo: 2 / Versículo Inicial: 15 / Versículo Final: 21
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2013 / Volume: 1
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 18738

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

A fé é um contínuo e persistente olhar para Cristo.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Ao Senhor Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele.
Salmo 24.1
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br