Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Mateus 16.13-20 - 11º Domingo após Pentecostes - 24.08.2014

Caderno de Cultos 2014

24/08/2014

24/08/2014- 11º Após Pentecostes
Pregação: Mt 16.13-20; Leituras: Is 51.1-6; Rm 12.1-8
Vanderlei Hüther – Cuiabá- MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA

Bom dia/Boa Tarde!

Sejam todos e todas bem vindos a esta celebração, a este encontro onde Deus quer se demonstrar presente entre nós e quer nos alimentar com a sua Comunhão e a sua Palavra.
Saúdo a cada um/a de vocês com as Palavras das Senhas Diárias previstas para este domingo, onde lemos:
Sl 81.1 – Cantai com júbilo a Deus, força nossa.
Ap 19.7 – Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória.

Com estas palavras dou as boas vindas a vocês que vieram agradecer, interceder e se colocar diante de Deus em meditação e oração.

Desejo que Deus acolha, nesta celebração, a cada um em sua alegria e louvor, mas também em sua inquietação e dor.

Acolher os/as visitantes

Desejo que cada um aqui se sinta acolhido e abraçado pelo próprio Deus Emanuel. Amém.


HINO DE ENTRADA
124 - HPD – Deus está presente

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO

Nos reunimos aqui, enquanto comunidade, na certeza do que Jesus disse, de que onde dois ou mais estivessem reunidos em seu nome, ali Ele estaria. Por isso, nos reunimos aqui na presença do Trino Deus: Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. (+)


HINO DE INVOCAÇÃO
413 – HPD II– Senhor, se tu me chamas

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS

Misericordioso Pai, nós como pecadoras e pecadores, queremos nos achegar diante de Ti e confessar a nossa culpa e o nosso pecado.
Por isso, perdão Senhor por todas as vezes que não permitimos que a Tua Palavra e o Teu querer, guie a nossa vida por caminhos de justiça, dignidade, solidariedade e paz.
Perdão Senhor, por todas as vezes que não somos autênticos com nossos irmãos na fé; perdão por todas as vezes que ferimos, magoamos e enganamos o nosso próximo.
Perdão quando olhamos para nosso irmão e o discriminamos, quando agimos com preconceito, quando o excluímos de nosso meio. Perdão Senhor, por todas as vezes que ignoramos o Teu chamado de fazer o bem às outras pessoas.
Senhor, por não agirmos de acordo com o teu querer pedimos que a tua misericórdia e graça prevaleçam sempre em nossa vida. Por Cristo Jesus, nosso Senhor. Amém.


ANÚNCIO DA GRAÇA

Através do sacrifício de Jesus Cristo, Deus no acolhe em sua Graça e amor. João 3.16 no diz: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Deus amou o mundo e o ser humano, por isso o entregou na cruz para a salvação e o perdão dos nossos pecados. Amém.


KYRIE

Neste mundo há muito sofrimento. São diversas situações, causadas pelo ser humano, que ferem a dignidade das pessoas e as coloca em situações de dor, gerando preconceito, exclusões e até mesmo morte. Culto é espaço para pedirmos que Deus tenha piedade destas pessoas e nos capacite para transformar realidades de injustiça e sofrimento em um reino de justiça e paz.  Oremos cantando: Pelas dores deste mundo (Rodolfo Gaede Neto).

GLÓRIA IN EXCELSIS

Porque temos a certeza de que Deus ouve e atende nosso pedido de oração podemos cantar Glória e bendizer o seu nome. Cantemos: Glória, Glória, Glória a Deus nas alturas (HPD II - 346).

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Deus Eterno, queremos te louvar e te bendizer por tua infinita bondade. Bondade que permite que nos durmamos e acordemos sob a tua proteção e bênção. Bondade que se faz presente em cada situação adversa que se apresenta em nossa vida. Te louvamos, Senhor, porque és Tu que sempre vem ao nosso encontro e quer nos acolher em nossa necessidade. Por isso Senhor, sopra teu Santo Espírito para abrir nossos corações, mentes e ouvidos para  ouvir da tua Palavra que é vida e luz. É isso que te pedimos, por Jesus Cristo, que vive e reina, de eternidade a eternidade. Amém.


HINO
249 – HPD I – Graças, Senhor eu rendo

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaías 51.1-6

Canto Intermediário: 381 – HPD II- Pela Palavra de Deus (Refrão)

2ª Leitura Bíblica: Romanos 12.1-8

Aclamação do Evangelho: Aleluia

Leitura Evangelho: Mateus 16.13-20

HINO
414 – HPD II – Quem quer cantar do amor

PREGAÇÃO
Para nós, quem é o Cristo?

Que a Graça, a Paz e o amor de Deus esteja com cada um de vocês. Amém.

Estimada Comunidade!
Quem é Jesus Cristo?
Vocês, enquanto batizados, crentes, pessoas que professam a Fé no Trino Deus: Pai, Filho e Espírito Santo, já se fizeram está pergunta?
Porque é esta a pergunta que as leituras Bíblicas nos fazem.
Para a reflexão do dia de hoje somos confrontados pelo texto bíblico do Evangelho de Mateus, onde consta o testemunho dos discípulos sobre a natureza de Cristo. O testemunho sobre quem Cristo realmente é.
Para iniciar esta reflexão é importante percebermos o contexto onde  este relato esta inserido, para, a partir daí, entendermos melhor seu significado.
O texto de Mateus 16 encontra-se na seqüência de uma série de ensinamentos de Jesus sobre o Reino dos Céus. Poderíamos dizer que estes ensinamentos começam já em Mt 5, com o Sermão do Monte, onde Jesus prega e fala a uma multidão de pessoas que estavam carentes, desanimadas, desamparadas e abandonadas. Depois de começar seu ministério, muitas pessoas começaram a segui-lo. Sendo assim, aqueles que andavam com Jesus o ouviam contar histórias maravilhosas, como a parábola do semeador, trigo e joio, fermento, a fé o grão de mostarda,...; ouviram ensinamentos grandiosos sobre a salvação, o amor ao próximo, as riquezas, o Reino dos Céus,...; sem mencionar que eram testemunhas de muitos milagres: Jesus curando pessoas doentes, expulsando demônios, andando sobre as águas, multiplicando pães e tantas outras maravilhas.
Enfim, as pessoas viam muitas coisas, mas assim mesmo estavam confusas, não tinham uma opinião certa sobre quem era aquele homem que fazia tais milagres. Todas aquelas pessoas tinham muitas opiniões a respeito da pessoa de Jesus, e por isso em dado momento ele chama os seus discípulos e pergunta: v. 13b “Quem o povo diz que o Filho do Homem é”?
Jesus tem um interesse muito grande em saber sobre o que o povo pensava a seu respeito. A resposta dos discípulos demonstra a confusão. v. 14: Alguns dizem que o senhor é João Batista, outros, que é Elias; e outros, que é Jeremias ou algum outro profeta.
A resposta vinda dos discípulos comprova a duvida de Jesus (João Batista, Elias, Jeremias,...), as pessoas não haviam reconhecido Jesus como o Filho enviado de Deus.
Depois disso a pergunta muda de direção, já não era sobre os outros que Jesus queria saber, era sobre os seus.
Depois do que vocês viram e ouviram - pergunta Jesus: QUEM VOCÊS DIZEM QUE EU SOU?
E a resposta maravilhosamente vem da boca de Pedro, o representante, o porta voz dos discípulos:
O Senhor é o Messias, o Filho do Deus vivo.
Para os discípulos não havia nenhuma duvida. Depois de tudo o que eles haviam ouvido e haviam visto, eles tinham a certeza de que Ele era o Cristo, o Messias anunciado pelos profetas, o Filho do Deus vivo. Aquele o qual Jeremias, Elias e João Batista vieram para preparar o caminho.
Frente a resposta de Pedro, Jesus complementa: sobre esta pedra (esta fé) edificarei a minha Igreja, e nem a morte poderá vencê-la. E este é o testemunho pelo qual Cristo edifica a sua Igreja: Ele é o Salvador, o Filho de Deus.

Prezada comunidade, a pergunta feita por Jesus aos seus discípulos permanece muito atual. Essa mesma pergunta deve ser feita a nós cristãos do século XXI. Quem é este Jesus Cristo? Quem é que os outros dizem que Ele é? Quem EU digo que Ele é?
É muito importante que nós cristãos façamos estas perguntas, pois são elas que darão a motivação e a clareza sobre a nossa compreensão de igreja e sobre a nossa prática de fé, a diaconia.

Jesus Cristo é o Filho de Deus, enviado por meio do amor e da graça ao ser humano para que ele pudesse obter perdão dos pecados, a orientação para uma vida nova e a salvação. Assim sendo, Jesus Cristo é o Senhor da Igreja, a qual foi confiada a missão de viver o Evangelho no mundo e de testemunhá-lo para o mundo.
Percebo que esta passagem bíblica nos quer perguntar sobre qual a nossa compreensão de Cristo e nos motivar a testemunhar seu amor em nossa vida.
Confessar que Jesus Cristo é Senhor e Salvador é viver conforme a sua mensagem: amar e perdoar nossos inimigos (Mt5.43s), ser justo e verdadeiros (Mt 5.33s), ajudar o próximo em sua dificuldade (Mt6.1s), não julgar os irmãos pelas suas atitudes (Mt 7.1s), viver e cultivar a paz (Mt 10.34s), etc. sobre todas estas atitudes, devemos colocar a Deus como pilar de nossas vidas, humildemente nos voltando a Ele oração.
Testemunhar a Cristo não é ser cristão somente aos domingos, mas todos os dias. Devemos testemunhar a Cristo com tudo o que fizemos. Isso é fazer diaconia. Fazer ao outro, ao nosso próximo tudo o que está ao nosso alcance, como se estivéssemos fazendo ao próprio Deus.
A igreja de Cristo é constituída por pessoas que aceitam o domínio de Deus em sua vida
Da mesma maneira que Cristo põe como pilar da igreja o testemunho de Pedro, de que ele é o Cristo, o Filho do Deus vivo, a nós a dada a tarefa de testemunhar o Deus vivo em nossas ações. Pelo Espírito Santo, Deus edifica sua Igreja sobre o nosso testemunho.
Que Grande e bonita tarefa.
Que Deus nos ajude a vivermos a nossa fé diariamente através de nossas ações. Amém.

CONFISSÃO DE FÉ
Testemunhemos a nossa Fé em Deus, com as palavras do Credo Apostólico:

Creio em Deus Pai, ...

HINO
417 – HPD II – Igreja que serve, serve

Ou: Nº ____________________________________________________


AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

HINO DAS OFERTAS (proceder a motivação e o recolhimento das ofertas)
440 – HPD II– Somos Igreja


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO

Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2. Pelos Cristãos e seu testemunho diaconal.
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

HINO FINAL
466 – HPD II– As maravilhas do Senhor

BÊNÇÃO
O SENHOR te abençoe e te guarde; o SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti, o SENHOR sobre ti levante o seu rosto e te dê a Paz.
Que assim te abençoe o Trino Deus: Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. (+)


ENVIO
Vamos em Paz e testemunhemos a Cristo em tudo o que fizermos. Amém.


Autor(a): Vanderlei Hüther
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 11º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 16 / Versículo Inicial: 13 / Versículo Final: 20
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 29313

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Em tudo, dai graças, porque está é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.
1Tessalonicenses 5.18
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
A mensagem que Cristo nos deu e que anunciamos a vocês é esta: Deus é luz e não há nele nenhuma escuridão.
1João 1.5
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br