Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Mateus 21.1-11 - Domingo de Ramos - 13.04.2014

Caderno de Cultos 2014

13/04/2014

13/04/2014 – DOMINGO DE RAMOS
Pregação: Mt 21. 1 – 11; Leituras: Sl. 118.1-2, 19-29; Fp. 2.5-11
Ari Schneider Sobrinho – Cuiabá - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia/ Boa Noite! Sejam todos bem vindos! Deus nos chamou para este momento muito especial, hoje é o domingo de Ramos. Este é o domingo que antecede o domingo de Páscoa. É o domingo que lembramos à entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Foi nessa ocasião que a população de Jerusalém recebeu o Senhor Jesus como rei e louvaram a Deus. Queremos imitar este gesto e reconhecer também que Jesus Cristo é o enviado de Deus para salvar a humanidade, Ele é o nosso salvador.

Acolher os/ as visitantes conforme o habito de cada comunidade (pode-se neste dia enfeitar a Igreja com ramos de palmeiras ou com pétalas de flores espalhadas no corredor).

CANTO DE ENTRADA
473 – HPD 2 – “ Jesus em Tua Presença”

Ou: Nº ________________________________________________________________

SAUDAÇÃO
Nós realizamos este culto em nome do nosso Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. É a palavra deste mesmo Deus que somos encorajados da seguinte maneira: “Portanto cheguemos perto de Deus com um coração sincero e uma fé firme, com a consciência limpa das nossas culpas e com os corpos lavados com água pura”. Amém

CANTOS DE INVOCAÇÃO
372 – HPD 2 – “Hosana Hey! Hosana Há”!

Ou: Nº ________________________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Misericordioso Deus, confessamos que, como tua comunidade, pecamos em pensamentos, palavras, ações e omissões.
Confessamos Senhor que muitas vezes não trazemos diante de Ti nossas preocupações e angústia.
Confessamos Senhor, que nem sempre confiamos em Ti de todo o coração e que, em meio a nosso desespero, nem sempre percebemos tua presença consoladora e confortadora. Perdoa-nos, ò Deus, quando fechamos nossas portas às pessoas que sofrem, quando não somos solidários e nem estendemos a mão aos desesperados e necessitados. Perdoa-nos, ó Deus, quando não cremos mais nem mesmo em Ti. Renova-nos, Senhor, e estende tua mão sobre nós, assim como Jesus também o fez, perdoando-nos e encorajando-nos a crer. Por tudo isso, Deus de amor e misericórdia, pedimos teu perdão cantando o hino 194 de nosso hinário:
/: Como tu queres, Senhor sou teu. Tu és o oleiro, barro sou eu. Quebra e transforma até que enfim tua vontade se cumpra em mim:/

ANÚNCIO DO PERDÃO
Quem confessa os seus pecados, de coração se arrepende e está disposto a não mais cometê-los, ouve de Deus uma boa noticia. “Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda a maldade”. (1º João 1.9). Com base na promessa de Deus, podemos anunciar o perdão dos pecados em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

KYRIE
Se contemplarmos o mundo em que vivemos atualmente, vamos nos deparar com uma realidade de muita dor e sofrimento. Razão pela qual, como cristãos devemos clamar a Deus por misericórdia. Isso nós queremos fazer cantando:
Pelas dores deste mundo, oh Senhor! Imploramos piedade. Há um só tempo geme a criação. Teus ouvidos se inclinem ao clamor desta gente oprimida. Apressa-te com tua salvação! A tua paz, bendita e irmanada com a justiça, abrace o mundo inteiro, tem compaixão! O teu poder sustente o testemunho do teu povo. Teu reino venho a nós. Kyrie Eleison!

GLÓRIA IN EXCELSIS
Queremos render glória ao nosso Deus, cantando:

Glória, Glória, Glória a Deus nas alturas; Glória, Glória, paz entre nós, paz entre nós. (HPD 2 – 346)

ORAÇÃO DO DIA
Senhor nosso Criador e Pai! Tu enviaste teu filho ao mundo para nos reconciliar contigo. Em obediência Ele renunciou a toda honra e trilhou voluntariamente o caminho da cruz. Nós também somos convocados a carregar a nossa cruz. Assim, Pai querido, te pedimos forças para abrir mão de nossas expectativas equivocadas, a fim de que nada nos desvie do caminho que conduz a ti. Que estejamos sempre prontos para testemunhar o nosso amor por ti. Dá-nos a graça de crescermos no conhecimento de ti e da tua palavra. E assim, quando sairmos daqui estejamos preparados para o serviço de teu Reino neste mundo. Tudo isso colocamos diante de ti, em nome de Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.
LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1º Leitura Bíblica: Salmo 118. 1-2, 19-29
2º Leitura Bíblica: Filipenses 2.5-11

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
380 – HPD2 – “A tua palavra”.

Ou: Nº ________________________________________________________________

PREGAÇÃO

A ENTRADA TRIUNFAL DE JESUS EM JERUSALÉM
Mateus 21.1-11

Que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam com vocês.

Ler o texto bíblico

Oremos: Senhor, esteja entre nós para que nossa mente esteja aberta a palavra que vamos ouvir agora. Que teu Santo Espírito esteja entre nós e nos fortaleça, para que possamos ouvir essa palavra, entende-la e vive-la no dia a dia de nossas vidas. Que essa palavra nos anime a viver e proclamar a realidade do teu Reino de vida e salvação. Amém.

A uma semana do maior evento da história da humanidade, Jesus estava em Betânia na casa de seus amigos Lázaro, Marta e Maria e manifestou o desejo de ir à Jerusalém. Logo que se aproximou de Jerusalém, junto do Monte das Oliveiras, Jesus enviou dois de seus discípulos a uma aldeia próxima com ordens especificas.
Jesus disse a eles que logo na entrada da aldeia encontrariam preso um jumentinho, sobre o qual ninguém havia montado ainda e que eles deveriam soltar o animal e levá-lo a Ele e se alguém reclamasse, eles deveriam dizer: “dizei-lhe que o Senhor precisa dele, e logo o deixará trazer para aqui”. (Marcos 11. 3b)
Os discípulos encontraram tudo do jeitinho que Jesus lhes disse e levaram o jumentinho para Ele. Colocaram sobre o animal suas vestes e Jesus montou e foram pela estrada de Jerusalém. Muitas pessoas que viram Jesus montado no jumentinho. Os habitantes de Jerusalém devem ter estranhado quando Jesus se aproxima da cidade. Montado num jumento, ele era escoltado por um grupo de seguidores que entusiasmados, entendem suas vestes pelo caminho para Jesus passaram e gritavam em voz alta dizendo:
“Hosana, bendito o que vem em nome do Senhor, Bendito o reino do nosso pai Davi, que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas”. De acordo com os evangelistas Mateus e Marcos eles até mesmo cortavam ramos de árvores em sinal de saudação e reverência. Daí porque o domingo de hoje é chamado de “domingo de ramos”. Lembramos neste culto a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, com a qual inicia a última semana da paixão Jesus chega a Jerusalém, à capital do então estado de Judá, onde será preso, morto e sepultado.
Foi desta forma que Jesus entrou em Jerusalém e Ele foi até o templo, olhou tudo em volta e voltou para Betânia com seus discípulos.
O rei da Gloria entra humildemente. Ao invés de um belo cavalo branco, um jumentinho de primeira viagem. Ao invés de um exército fortemente armado. Seus discípulos e o povo, ao invés de palavras de ordem, vozes humildes que gritavam Hosanas ao que vem em nome do Senhor. Sem espadas, escudos, armas de guerra, nada que lembrasse um Rei, entra em Jerusalém o Príncipe da Paz.
A entrada de Jesus em Jerusalém e tão importante que é narrada pelos quatro evangelhos. Jesus estava cumprindo as escrituras, como lembra o evangelho de João: “E achou Jesus um jumentinho, e assentou-se sobre ele, como está escrito: Não temas, ò filha de Sião; eis que o teu Rei vem assentado sobre o filho de uma jumenta”. (João 12.14-15)
A palavra profética que se cumpriu foi do profeta Zacarias que exerceu seu ministério entre 520 e 518 antes de Cristo. Que diz: “Alegre-se muito, povo de Sião! Moradores de Jerusalém, cantem de alegria, pois o seu reino está chegando. Ele vem triunfante e vitorioso; mas é humilde e está montado num jumento, num jumentinho, filho de jumenta”.
Jesus entra pobre, montado num jumentinho e nada fez naquele dia em Jerusalém, apenas olhou em redor como quem grava na mente uma cena, uma paisagem. Era um lamento silencioso, Ele sabia que uma semana depois, aquele mesmo povo que gritava hosanas pelo caminho, gritaria: crucifica-o, crucifica-o!
Como já afirmamos a origem do domingo de ramos é esta, a entrada do Rei da Glória em Jerusalém, humilde, pobre, sem comitiva real, sem trono humano, sem exército, sem dominar os dominadores romanos e sem libertar Israel do domínio de Roma, seu reino não é deste mundo e Ele disse isso por diversas vezes ainda assim alguns partidos políticos da época esperavam bem mais que um Rei montado num jumentinho.
Como vimos Jesus é recebido com festa. Como se tivesse conquistado o maior troféu do mundo, os habitantes de Jerusalém o ovacionaram e lhe cantam glorias. O mesmo sentimento, porém, não está no coração do homenageado. Nele há muita dor e tristeza que o fazem chorar. Apesar da alegria das pessoas, estas não o aceitaram como seu Salvador; antes, o desprezaram e, alguns dias depois, crucificaram-no. Isso entristeceu o mestre e o fez chorar.
Apesar de ter consciência do que o esperava, Jesus revela-se como aquele que é muito superior aos reis deste mundo. Estes se julgam sábios, e até podem sê-los. O mestre, porém, é onisciente. Ele sabia que logo adiante, na vila, dois dos seus discípulos encontrariam uma jumenta com um jumentinho. Sabia também qual seria a reação do dono quando tomasse conhecimento de que o animal esta sendo requisitado para que o Senhor nele montasse e quais as palavras que convenceriam o mesmo da sua necessidade. Jesus sabe todas as coisas, as que aconteceram, estão acontecendo, e as que acontecerão no futuro. Ele também conhece a vida de cada um de nós. Conhece cada passo, cada pensamento. A ele tudo pertence, até nossos sentimentos mais íntimos. Jesus reina sobre o universo. Toda nossa vida está nas mãos de Deus. Isso é maravilhoso e confortador. Por isso sejamos fiéis a Ele, servimos amando e entregando tudo aos seus cuidados, na certeza de que ele conhece todas as coisas, nada lhe será oculto. Ele é o Senhor e tem o domínio absoluto.

NO ENTUSIASMO E NA ANGÚSTIA, JESUS VEM ATÉ NÓS

Entusiasmo, empolgação e agitação. Assim foi a entrada de Jesus em Jerusalém. Um grande louvor e reconhecimento. Uma festa! A multidão jogava as capas, roupas, e ramos de árvores no chão, para que Jesus passasse por cima. Jesus montado num jumentinho é recebido com honra de rei. Esta mesma multidão empolgada dias depois, gritaria: “crucifica-o, crucifica-o”, condenando o Mestre a morte.
Empolgação e decepção. Grito de Hosana e de crucifica-o! Jesus é recebido como rei, e pouco depois, condenado como criminoso. O povo não entendeu que rei era este que adentrava a cidade montando num jumentinho. Decepcionaram-se muito rápido. O filho de Deus não correspondeu as suas expectativas. Ele não era o rei que eles esperavam que fosse.
Na nossa vida de fé não é muito diferente, recebemos Jesus como rei e o condenamos à cruz como criminoso. Quando tudo vai bem, cantamos “Hosana ao filho de Davi” e nos empolgamos com sua entrada na nossa vida para que faça parte dela. Basta que algo não saia como esperamos, e já não precisamos mais dele; corremos em busca de alguém ou de algo que satisfaça os nossos desejos e nos entusiasme novamente.
Aconteça o que acontecer, a presença de Cristo em nossa vida deve sempre ser uma alegria, pois nele temos segurança, mesmo quando as coisas não correspondem à expectativa. Mesmo quando não conseguimos entender e ver sentido, lá vem Ele, sempre de novo, de um jeito simples, para nos trazer esperança e uma nova possibilidade.
A entrada triunfal de Jesus se repete todos os dias e todas as vezes que Ele entra na vida e no coração de alguém. Da mesma forma como entrou em Jerusalém, Jesus entra no coração do homem sem qualquer exibicionismo. Assim como em Jerusalém, trombetas não vão tocar anunciando a entrada do Rei da Glória, porque Ele vem humildemente, não mais como Galileu pobre, mas como Senhor da Vida.
Não importa muito como você comemora o domingo de ramos, antes importa como você recebe Jesus em seu coração. Não importa se você só tem uns poucos ramos para saudar o Rei da Glória, importa que Ele se torne realmente o seu Salvador. Amém.

HINO
161 – HPD 1 – “Em nada ponho a minha Fé”

Ou: Nº ________________________________________________________________

CONFISSÃO DE FÉ
Motivados pela palavra de Deus, queremos confessar nossa fé com as palavras do Credo Apostólico...

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
249 – HPD 1 – “Graças, Senhor eu rendo”

Ou: Nº ________________________________________________________________


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. __________________________________________________________________________
2. __________________________________________________________________________
3. __________________________________________________________________________
4. __________________________________________________________________________

Senhor nosso Deus e Pai, agradecemos-te por tua palavra, que nos motiva chama e fortalece, queremos agradecer-te pela tua presença em nosso meio neste culto. Obrigados Senhor pelo momento de acolhida, conforto e exortação que nos destes.
Ajuda-nos a viver de forma digna do teu amor, ajuda-nos a perdoarmos mutuamente. Ajuda-nos a reconciliarmos com quem nos tenha ofendido. Pedimos Pai, por todos os governantes que tu estabelecestes no mundo. Faça com que eles governem com justiça e sejam instrumentos de paz e justiça entre os povos. Abençoa tua igreja espalhada no mundo. Fortalece os teus fieis para que suportem todo tipo de pressão e não deixem de proclamar o teu amor. Abençoa nossa comunidade. Ajuda-nos a crescermos unidos a ti e à tua palavra e faz com que lembremos sempre do teu chamado e que estejamos dispostos a te servir, com amor, dedicação e gratidão. Lembremos também (...............................................Pedidos da comunidade.........................................................)
Ouve Senhor, a nossa oração e atende nossas suplicas, mas que a tua vontade prevaleça. E tudo que não lembramos e não conseguimos expressar com nossas palavras queremos incluir na oração que o teu filho nos ensinou.
PAI NOSSO
Pai nosso...
LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto _______/_______/________ às ______:______h.
Oferta último Culto R$ ________________ destinada para ......

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


BENÇÃO
Queremos receber a benção de Deus que ele nos oferece, toda vez que nos reunimos em culto: “Que Deus te abençoe e te guarde; que ele faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti, que ele sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz”. Que assim Deus Pai, Filho e Espírito Santo te abençoe e te guarde, agora e para sempre. Amém.

ENVIO
Ide na paz do Senhor, na esperança de sua volta e na certeza de sua presença entre nós!

CANTO FINAL
435 – HPD 2 – “ Dizei aos cativos”

Ou: Nº ________________________________________________________________


 


Autor(a): Ari Schneider Sobrinho
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Quaresma
Perfil do Domingo: Domingo de Ramos
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 21 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 11
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 26205

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Não há pecado maior do que não crermos no perdão dos pecados. Este é o pecado contra o Espírito Santo.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Confie no Senhor. Tenha fé e coragem. Confie em Deus, o Senhor.
Salmo 27.14
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br