Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Rm 1.1-7 - 4º Domingo de Advento - 18.12.2016

Caderno de Cultos 2016

18/12/2016

18/12/2016- 4º Domingo de Advento
Pregação: Rm 1.1-7; Leituras: Is 7.10-16; Salmo 80.1-7,17-19;
Mt 1.18-25
P. Maicon Weber – Vila Rica - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
O profeta Isaías diz: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa Deus conosco. (Mateus 1.23) Com estas palavras iniciamos o nosso último culto do tempo de Advento, tempo de preparação para a vinda do Salvador. As velas da nossa coroa de Advento também apontam para este tempo que vai chegando (convite para acender a 4º vela da coroa de Advento se assim não fora anteriormente).
Que todos sejam bem-vindos/as e que o Deus gracioso derrame suas ricas bênçãos sobre todos.
Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº 05 – HPD 1 – Erguei os arcos triunfais

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Aqui chegamos e celebramos este culto em nome e na presença do Deus Emanuel (conosco): Em nome do Pai, nosso criador, em nome do Filho, nosso único salvador e do Espírito Santo, nosso auxiliador e consolador. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 350 – HPD 2 – Que a graça do Senhor

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Santo e misericordioso Deus, quão maravilhoso é poder estar na tua presença, na comunhão do teu povo. Mas, também aqui queremos reconhecer, e isto o fazemos em humildade de espírito e coração, que nós pecamos contra ti, pecamos contra a tua Palavra, pecamos contra a nossa própria vida, pecamos em relação ao nosso próximo. Nossas palavras, nossos gestos, nossos pensamentos são pecaminosos, julgadores e muitas vezes não levam em consideração a tua vontade que é justa. Deus de amor, neste tempo de Advento onde queremos nos preparar para a vinda de teu Filho, reconhecemos o quão falha e pequena é a nossa fé, não somos merecedores do teu amor, mas por Cristo é que agora pedimos: tem piedade de todos nós! Purifica-nos de toda a maldade e olha para nós com compaixão e ternura. Concede-nos a certeza do teu perdão e da possibilidade de trilharmos um novo caminho, uma nova vida, transformados pelo agir do teu Espírito. Assim oramos e confessamos. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Perdoados somos quando reconhecemos e confessamos o nosso pecado. Deus é justo, Ele não tolera a corrupção, o pecado. Mas, ao mesmo tempo a Escritura afirma que Deus é amoroso e que perdoa graciosamente aquele se arrepende de todo o coração. Quem crer nisto, que assim seja. Amém.

KYRIE
Somos agraciados/as por Deus com o seu perdão. No entanto, este mundo continua experimentando o poder da corrupção, da morte, das injustiças, da violência... Por isso, não podemos nos calar diante do sofrimento. Queremos levar tudo isto na presença de Deus quando cantamos: Pelas dores deste mundo

GLÓRIA IN EXCELSIS
Deus enviou o seu Filho a nós, por meio dele temos remissão dos pecados e salvação eterna. Louvemos o seu santo e eterno nome cantando glórias:
Nº 346 – HPD 2 – Glória, glória, glória a Deus nas alturas. Glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.
Ou: Nº ____________________________________________________


ORAÇÃO DO DIA
Senhor, nosso Deus, alegres e gratos estamos pois na tua presença nos reunimos. E na tua presença, na certeza de que assim como conduziste e falaste ao teu povo no passado, falarás conosco agora por meio de tua Palavra. Que teu Espírito nos faça compreender o que vamos ouvir e, também animados pelo agir de teu Espírito possamos praticar a tua santa vontade. Isto nós pedimos por Jesus Cristo, teu Filho amado, Ele que contigo e o Espírito Santo vive e reina por toda a eternidade. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaías 7.10-16

Aclamação do Evangelho: Lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho é a tua Palavra. Aclamemos a Palavra do Evangelho: Aleluia!

2ª Leitura Bíblica: Mateus 1.18-25

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 08 – HPD 1 – Alerta, ó consagrados
Ou: Nº ____________________________________________________


PREGAÇÃO
Que a graça e a paz de Deus, o nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo estejam com vocês! Amém.
Estimada comunidade, irmãos e irmãs em Cristo Jesus.
Convidar para a leitura da carta ao Romanos 1.1-7
Estamos nos aproximando, mais uma vez, do Natal e, com isso, nossas mentes já estão cheias de preocupações e afazeres, pelo menos é assim com muitas e muitas pessoas. O Natal ao invés de ser um momento de paz e reflexão tornou-se um tempo tumultuado, de muita correria. Talvez seja por isso que o centro destes dias pouco a pouco perdeu o seu valor, ou melhor, a única preocupação que deveríamos ter em nossa vida cristã foi esquecida, que é a preocupação pelo anuncio da Boa Notícia de Deus ao mundo, e esta preocupação deu lugar a tantas outras preocupações sem valor, como por exemplo a lista de presentes, ou as festas de fim de ano.
O apostolo Paulo ao iniciar a sua carta à comunidade cristã em Roma é enfático e claro neste assunto, e destas palavras podemos ser motivados/as neste momento.
Paulo se reconhece como servo de Cristo Jesus, ou em outras palavras, ele se reconhece como escravo de Cristo. Talvez em nossos dias essa palavra soe muito forte, como alguém pode ser escravo de outro? Este pensamento vai na contramão do nosso senso de liberdade, é arcaico, coisa que não faz parte da nossa realidade. Mas é isto mesmo, Paulo é escravo, escravo de Cristo! No contexto da carta essa afirmação não é pejorativa ou negativa como imaginamos, pelo contrário. Ao se reconhecer como escravo de Cristo, Paulo está seguindo a mesma linha de pensamento do Antigo Testamento, Moisés, Davi e sobretudo os profetas se chamavam “servos/escravos de Deus”.
Esta situação de “escravidão” do apóstolo Paulo, portanto, não é uma invenção da sua cabeça, mas faz parte do chamado de Deus para a sua vida. E este chamado se resume em uma única questão: anunciar a boa notícia do evangelho de Deus (v.1b). Boa Notícia que já havia sido prometida por Deus no passado, também anunciada pelos profetas, testemunhada na Escritura e agora cumprida de forma definitiva em Cristo. E o propósito deste anuncio também é simples: levar pessoas de todas as nações a crerem em Cristo e a serem obedientes a ele (v.5b). Aqui também poderíamos dizer: chamados/as à fé obediente a Cristo e a sua Palavra. É um grande engano separar a fé em Jesus Cristo da obediência à sua Palavra e vice-versa. Se isso acontecer, a fé é morta e a obediência é uma escravidão que leva ao desespero, ou ao orgulho.
Assim, diante da Boa Notícia que Deus anunciou ao mundo inteiro, no passado e que agora se confirmava no presente, esta era a única “preocupação” na vida do apóstolo: fazer o mesmo, anunciar a todos quantos for possível que o perdão e a salvação eterna está em Cristo.
Como escravo de Cristo, Paulo não serve ao mudo e as coisas do mundo e nem se deixar conduzir por elas, mas exclusivamente pelo seu Senhor e Mestre.
E nós? Diante desta mensagem, como nós estamos vivendo? Como estamos percebendo a realidade de mais um Natal? Será que compreendemos a Boa Notícia e a sua radicalidade? Será que compreendemos o chamado de Deus?
Somos escravos/as de Cristo? Neste momento, nestes últimos dias a nossa maior preocupação foi anunciar o Salvador, tanto em palavras quanto em gestos?
Acredito que aqui nós falhamos, e muito! Nossa servidão está muito mais condicionada a este mundo do que a Cristo. A nossa servidão está muito mais firmada nas coisas do que nas pessoas que Deus tem chamado para fazer parte do seu povo.
Nosso mente e vida deveria se preocupar com uma única tarefa: a Boa Notícia de Deus!
Existe uma pequena história que ilustra esta mensagem. O título da história é: O chamado – e assim se conta:
Um missionário, em uma de suas viagens pelo interior da África, encontrou uma tribo que nunca recebera a visita de um pregador do evangelho. Não sabiam absolutamente nada da Bíblia. O pedido do missionário de poder fazer a noite um culto foi aceito. Todos se reuniram e a pregação foi sobre João 3.16: “Porque Deus amou o mundo...”.
Quando terminou a pregação, um africano levantou-se e disse: “Senhor missionário, quero aceitar esse Jesus do qual falou, como meu Senhor e salvador pessoal. Eu quero crer nele. ”
O missionário ficou muito contente. Pensou: na primeira pregação entre uma tribo completamente pagã e já um convertido a fé em Jesus Cristo. Vou dar aula de doutrina para ele e depois de algum tempo talvez possa ser meu ajudante no meu trabalho de evangelização nas tribos que estão aqui por perto. Bom, o missionário se entusiasmou e alugou um barraco feito de galhos e folhas de árvores. Naquela noite o missionário adormeceu bem satisfeito.
No dia seguinte, bem cedo, foi acordado pelo homem que se convertera no dia anterior. Ele disse:
- Senhor missionário, quero despedir-me. Vou pregar o evangelho para aquela gente que mora atrás da montanha.
- Muito bem, disse o missionário. Mas eu pensei dar-te primeiro aula de doutrina cristã. Pois até agora só sabes um versículo da Bíblia. Aquele que expliquei ontem à noite.
- Está certo, disse o africano, mas aquela tribo que vou visitar, não sabe nenhum. Então vou ensinar-lhes esta parte da bíblia que eu já sei.
Que a “preocupação” com a Boa Notícia de Deus ao mundo inteiro seja a nossa maior prioridade nestes dias em todos aqueles que Ele nos conceder. Sirvamos como “escravos do Senhor”, entregues totalmente ao seu cuidado e amor, buscando aqueles/as que ainda não se encontram sob a sua graça. Amém.

HINO
Nº 308 – HPD 2 – Advento é tempo de preparação
Ou: Nº ____________________________________________________


CONFISSÃO DE FÉ
Como comunidade cristã motivados pela Palavra da Boa Nova e aguardando a vinda de nosso Salvador, demonstremos ao mundo onde está depositada a nossa fé. Com as palavras do Credo Apostólico confessamos:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 11 – HPD 1 – Rejubila, filha de Sião
Ou: Nº ____________________________________________________

 

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Deus de amor e graça! Agradecemos por teres enviado teu Filho, nosso Salvador, o Deus-Conosco. Ilumina-nos com tua Palavra, para que fiéis ao teu chamado possamos te servir. Pedimos, Senhor, em favor de nossas autoridades, governantes para que com sabedoria e justiça governem o povo que lhes foi confiado. Pedimos, Senhor, pela Igreja que, espalhada por este mundo, busca anunciar a Boa Nova da Salvação. Manifesta o teu consolo e paz aqueles que estão aflitos e angustiados. Também toma em tua presença todos os pedidos que aqui foram a pouco mencionados (mencionar os pedidos, se for o caso). E tudo mais confiamos aos teus cuidados quando oramos como o próprio Jesus nos ensinou:
PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Recebam de Deus a sua bênção:
O Senhor vos abençoe e vos guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre vós e tenha misericórdia de vós. O Senhor sobre vós levante o seu rosto, e vos dê a paz. Amém

ENVIO
Vão em paz e anunciem ao mundo que o tempo está se cumprindo, que o Salvador virá!

CANTO FINAL
Nº 165 – HPD 1 – Há sinais de paz e de graça
Ou: Nº ____________________________________________________


 


Autor(a): Maicon Weber
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Advento
Perfil do Domingo: 4º Domingo de Advento
Testamento: Novo / Livro: Romanos / Capitulo: 1 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 7
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2016
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 38301

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Quisera não ter outro pensamento que este: a ressurreição aconteceu para mim!
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Um pregador deve fazer três coisas: ler a Bíblia com afinco, orar de coração e permanecer um discípulo e aluno.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br