Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Salmo 16 - 2º Domingo da Páscoa - 27.04.2014

Caderno de Cultos 2014

27/04/2014

27/04/2014- 2º Domingo de Páscoa
Pregação: Sl 16 Leituras: Jo 20.19-25; 1 Pe 1.3-9
Pa. Scheila dos Santos Dreher – Campo Novo do Parecis/MT

LITURGIA DE ABERTURA
ACOLHIDA

“Tu, ó Deus Eterno, és tudo o que tenho e me dás o que eu preciso. A minha vida está nas tuas mãos” (Salmo 16.5). Neste primeiro domingo após a Páscoa, saúdo a cada um e a cada uma com estas palavras do salmista que expressam, ao mesmo tempo, gratidão e confiança! Experimentamos, a cada dia, a fidelidade de Deus através do seu cuidado amoroso para conosco. Também a promessa da ressurreição, dirigida a toda pessoa que crê, nos fala do amor e do cuidado de Deus por nós! Por isso nos reunimos em culto para louvá-lo, buscar orientação em sua Palavra e interceder por situações de sofrimento, perto e longe de nós. Desejo que nos sintamos acolhidos e acolhidas, neste culto, pelo próprio Deus!

De forma muito carinhosa também saúdo aos visitantes e às visitantes! Convido para que as pessoas que nos visitam neste culto se coloquem em pé, por favor! Peço, ainda, que algumas pessoas que estão ao seu redor possam abraçá-las, cumprimentando-as em nome da nossa Comunidade. Nós as acolhemos com uma calorosa salva de palmas! Bem vindos! Bem vindas!

CANTO DE ENTRADA
Nº 5 - Hinos do Povo de Deus - Louvai a Deus em alta voz

Ou: Nº 251 - Hinos do Povo de Deus - Eu canto quando bem quiser

DECLARAÇÃO TRINITÁRIA
Celebramos este culto em nome de Deus que, em seu amor, criou a cada um e a cada uma de nós e nos mantém; em nome de Jesus Cristo, que venceu a morte por nós e nos promete vida e salvação; e em nome do Espírito Santo de Deus que nos permite viver na perspectiva da ressurreição, a cada dia. Amém. (Fazer o sinal da cruz!)

CANTO DE INVOCAÇÃO
Nº 350 – Hinos do Povo de Deus – Que a graça do Senhor Jesus

ORAÇÃO DE GRATIDÃO E CONFISSÃO DE PECADOS
Deus da vida! Louvamos-te porque tudo o que temos e experimentamos de bom vem de ti! Respiramos, nos movemos, apoiamos e somos apoiados, somos criativos diante das dificuldades da vida e recebemos inúmeras bênçãos de tuas mãos diariamente. Diante de nossa infidelidade à tua Palavra, em tantas ocasiões, e diante de nossa incredulidade em tuas promessas, por vezes, tu nos estendes teu perdão; diante de nossas fraquezas tu nos colocas, novamente, em pé. Permita, ó Deus, que o teu Espírito Santo aja em nós e através de nós, para que nossas palavras e ações testemunhem a ressurreição de nosso Salvador Jesus Cristo a cada dia, junto às pessoas de nossa convivência. Como tua Comunidade intercedemos por teu perdão, cantando:

CANTO
Nº 408 – Hinos do Povo de Deus – Tem misericórdia

Ou: Nº 409 – Hinos do Povo de Deus - Confissão

ANÚNCIO DO PERDÃO
Queridas irmãs e queridos irmãos! “Cristo se deu a si mesmo por nós, para nos livrar de toda maldade e fazer de nós um povo puro, que pertence somente a ele e que se dedica a fazer o bem”, diz o apóstolo Paulo (Tito 2.14). Recebamos, com muita alegria, o perdão que Cristo nos concede e vivamos com retidão! Amém.

KYRIE
O mesmo Deus que nos perdoa também vê o sofrimento de pessoas em todos os lugares. Lembramos diante de Deus:
- das pessoas que enfrentam guerra civil e sofrem esperando, indeterminadamente, o cumprimento das promessas de paz por parte de seus governantes;
- lembramos das pessoas em nosso país que esperam o cumprimento das promessas de educação com qualidade e saúde como um bem acessível a todas as pessoas;
- lembramos diante de Deus das pessoas cuja esperança se perdeu diante de tragédias ou violências sofridas;
Porque cremos na tua fidelidade, ó Senhor, imploramos piedade. Apressa-te com tua salvação! Nós cantamos:

CANTO
Kyrie Eleison (da autoria de Rodolfo Gaede Neto)

Ou: Nº 339 – Hinos do Povo de Deus - Kyrie

GLÓRIA IN EXCELSIS
Bendizemos a ti, Deus amoroso, porque tu és fiel em todas as tuas promessas. Cremos que tu estás conosco a cada dia e nos enxerga em nossas dores e aflições. Cremos que tu nos capacitas para vivermos sinais da ressurreição - ações que dignificam -, especialmente junto a quem sofre. Por isso o louvamos, cantando, a uma só voz:

CANTO
Nº 474 - Hinos do Povo de Deus - Ontem, hoje e sempre.

Ou: Nº 253 – Hinos do Povo de Deus – Glorificado seja o teu nome

ORAÇÃO DO DIA
Deus da Vida! Tu que em Jesus Cristo não desprezaste as pessoas incrédulas, mas foste ter com elas; tu que em Jesus Cristo estendeste a salvação a toda pessoa que crê, nós te pedimos: Fala a todas e a todos nós, neste momento, através de tua Palavra! Fortalece nossa fé na ressurreição e no cumprimento de tuas promessas. Age no mundo, também através de cada uma e de cada um de nós. Por Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina de eternidade a eternidade nós oramos. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

Em preparo às leituras bíblicas cantamos:

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº197 – Hinos do Povo de Deus – Buscai primeiro o Reino de Deus

LEITURAS BÍBLICAS

1ª Leitura Bíblica: Salmo 16

2ª Leitura Bíblica: João 20.19-25

3ª Leitura Bíblica: 1 Pedro 1.3-9

CANTO
Aleluia de Milanez

Ou: Nº 351 – Hinos do Povo de Deus – Fala, Senhor

PREGAÇÃO
Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja conosco!

Este ano temos dois acontecimentos que afetam a vida das brasileiras e dos brasileiros, ora mais, ora menos: A Copa do Mundo e as Eleições para presidente do Brasil, governo estadual, senadores, deputados federais e deputados estaduais. Menciono ambos a partir da seguinte perspectiva: Tanto a Copa do Mundo quanto as Eleições foram e estão sendo construídas sobre grandes promessas.

- Durante o ano passado (2013) e nos últimos meses ouvimos notícias, com frequência, sobre os prazos cumpridos ou não cumpridos para a conclusão das obras necessárias para acolhermos a Copa do Mundo. Também ouvimos, certamente, vozes que afirmam que a Copa do Mundo trará crescimento econômico ao nosso país e vozes contrárias a essa opinião.

- A campanha eleitoral, por sua vez, acontece fundamentada nas promessas dos candidatos e das candidatas. Em alguns casos, conseguimos averiguar a veracidade ou não do trabalho realizado que está sendo anunciado. Nossa opção por este, aquele ou aquela candidata se dará nas urnas, no dia das eleições.

Lembro estes dois acontecimentos porque ambos envolvem muitas PROMESSAS, algumas alegrias, muitos questionamentos e decepções. Diante de algumas dessas promessas dizemos, sem hesitar: “Só vendo para crer” – não é assim? Por conta das muitas promessas de que somos alvo, experimentamos uma crescente dificuldade de crer, de acreditar, no que nos é dito. Isto certamente está relacionado à falta de comprometimento em geral nos relacionamentos entre as pessoas, nos espaços da sociedade civil e religiosa. “Falar é fácil, difícil é fazer” – diz um provérbio popular.

Nossa reação poderia ser de desânimo diante dessas vivências, ou não! Os três textos previstos para este final de semana, neste sentido, são muito preciosos! Eles chegam a nós carregados de esperança e de confiança no cumprimento das promessas de Deus!

1 O Salmo 16, escrito muitos séculos antes de Cristo, é uma canção (um hino) de uma pessoa que se converteu ao judaísmo. Neste Salmo encontramos gratidão e louvor a Deus! O salmista reconhece que Deus tem lhe concedido bênçãos maravilhosas e que tudo o que tem de bom, recebeu das mãos de Deus. Reconhece que em Deus encontra proteção porque Deus está sempre ao seu lado. Em sua alegria, ele não se contém! Louva a Deus cantando e confessando a fé nas suas promessas. Talvez sua confissão mais forte seja a de proclamar que sua vida está nas mãos de Deus e que esse Deus não o abandonará nem mesmo na morte, mas lhe mostrará o caminho que conduz à vida. Há, nas palavras deste salmista, uma compreensão, muito tempo antes de Jesus Cristo, ainda, de que Deus cuida daquelas e daqueles que o amam mesmo depois da sua morte. Suas palavras apontam para a ressurreição!

2. A partir do texto do Evangelho de João ouvimos o relato do encontro de Jesus com os discípulos, no Domingo da Ressurreição. Jesus os encontra de portas fechadas numa sala, com medo dos líderes judeus; deseja-lhes sua paz e os envia para dar testemunho da ressurreição. Tomé não se encontrava com os demais discípulos. Quando tomou conhecimento da aparição de Jesus disse: “Se eu não puser a minha mão no lado dele, não acreditarei!” Em muitas ocasiões Jesus conversou com os discípulos sobre sua morte e ressurreição. Ele desejava prepará-los para os acontecimentos que viriam. Num primeiro momento, nenhum e nenhuma seguidora de Jesus compreendeu a morte na cruz e ninguém creu, de imediato, na ressurreição. A aparição de Jesus para algumas pessoas, entre elas Maria Madalena e o grupo mais próximo de discípulos, possibilitou que se compreendessem as palavras que Jesus dissera em outras ocasiões e que as pessoas conseguissem crer na ressurreição. Ver para crer não é um sentimento somente de Tomé. Muitas vezes, também é nosso sentimento no dia a dia com relação a situações com que nos deparamos, como as duas mencionadas anteriormente: as promessas com relação à Copa do Mundo e às Eleições. Isto com relação às pessoas. E com relação a Deus? Conseguimos crer em suas promessas ou nos portamos como Tomé?

3.Neste sentido, o terceiro texto indicado como leitura bíblica vem em nosso auxílio! A fé das pessoas cristãs que viviam em províncias romanas na atual região da Turquia, para quem escreve o autor da carta de 1 Pedro, dá testemunho de que Deus não falha em suas promessas e, por isso, podemos crer nas promessas de Deus sem qualquer desconfiança ou temor: “Deus nos deu uma nova vida pela ressurreição de Jesus Cristo” (1 Pe 1.3), diz o autor da carta. “Vocês amam a Jesus Cristo, mesmo sem o terem visto, e crêem nele, embora não o estejam vendo agora” (1 Pe 1.8). “Estão recebendo o resultado da fé que possuem, isto é, a salvação [...]” (1 Pe 1.9).

Querida comunidade! As promessas de Deus não são como as promessas dos seres humanos, que nem sempre são verdadeiras e nem sempre podem ser cumpridas. Deus é fiel e cumpre todas as suas promessas! Encontramos inúmeros testemunhos de fé na Bíblia de pessoas que experimentaram a fidelidade de Deus em toda e qualquer situação. No seu último encontro com o grupo mais próximo de discípulos, após a ressurreição, Jesus prometeu-lhes que estaria com seus seguidores e suas seguidoras todos os dias (Mateus 28.20). Essa presença de Deus em todos os momentos da vida é o que testemunha o salmista no Salmo que ouvimos; nem mesmo na morte, Deus o abandonará – confessa, com confiança!

Domingo passado celebramos a Páscoa! Nos cultos confessamos, sempre de novo, através das palavras do Credo Apostólico, que cremos que Jesus ressuscitou dentre os mortos e, da mesma forma, nos ressuscitará da morte para a vida, no tempo oportuno de Deus. A partir do testemunho de fé de pessoas que nos antecederam, nós proclamamos que cremos na promessa de vida de Deus, em Jesus Cristo!

Por isso podemos viver hoje, já, na perspectiva da ressurreição. Ainda que muitas vezes nos frustremos com a falta de seriedade e com promessas vãs em diferentes âmbitos da vida, privado e público podemos afirmar, pela fé, que nossa vida está nas mãos de Deus! Deus nos chama para vivermos sinais de ressurreição já neste momento. O Cristo que cremos nos compromete com o bem estar das pessoas ao nosso redor. Neste sentido, não imitamos atitudes de pessoas que prometem algo levianamente, mas, nossas palavras e ações precisam ser condizentes com o compromisso de uma vida cristã que assumimos quando fomos batizadas e batizados e que declaramos perante Deus e a comunidade reunida, espontaneamente, por ocasião de nossa confirmação. Assumir uma postura de vida confiável, que seja recebida com credibilidade, é tarefa da pessoa cristã que diz crer na ressurreição. E Deus, que é fiel em suas promessas, permanecerá conosco e continuará nos cercando de bênçãos e nos concedendo a salvação, em Cristo Jesus! Amém.

 

CONFISSÃO DE FÉ
Deus nos fala de muitas maneiras: através das tantas bênçãos que nos concede a cada dia, através do carinho e do apoio que recebemos de pessoas quando enfrentamos situações difíceis; mas, ele nos fala especialmente através de sua Palavra e do Sacramento da Santa Ceia. Por isso, em resposta à Palavra que ouvimos, confessemos nossa fé, através das palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

RECOLHIMENTO DAS OFERTAS
Em resposta à Palavra de Deus também somos chamadas e chamados a ofertar de forma solidária! Assim diz o apóstolo Paulo em 2 Coríntios 9.7: “Que cada qual oferte conforme resolveu no coração, não com tristeza nem por obrigação, pois Deus ama quem oferta com alegria.”
A oferta de hoje de destina para...
Enquanto recolhemos a oferta, cantemos:

Nº249 – Hinos do Povo de Deus – Graças, Senhor eu rendo muitas graças

LITURGIA DE DESPEDIDA

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Unamos nossas mãos e oremos juntos, como nosso Senhor Jesus Cristo nos ensinou:
Pai nosso ...

CANTO
Nº 377 – Hinos do Povo de Deus – A paz do Senhor

BÊNÇÃO
Amém.

ENVIO
Vamos em paz, certos de que Deus segue conosco e nos capacita para o servirmos, com muita alegria! Boa semana a todos e a todas!


 


Autor(a): Scheila dos Santos Dreher
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Páscoa
Perfil do Domingo: 2º Domingo da Páscoa
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 26208

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Tu és o meu Senhor. Outro bem não possuo, senão a ti somente.
Salmo 16.2
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Se reconhecemos as grandes e preciosas coisas que nos são dadas, logo se difunde, por meio do Espírito, em nossos corações, o amor, pelo qual agimos livres, alegres, onipotentes e vitoriosos sobre todas as tribulações, servos dos próximos e, assim mesmo, senhores de tudo.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br