Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Sepultamento

Caderno de Cultos 2014

07/08/2014

Sepultamento
Caderno de Cultos 2014


LITURGIA E MENSAGEM DE SEPULTAMENTO
Pa. Evelyne Regina Goebel – Paróquia Leste Matogrossense - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
A paz de Deus que excede todo o nosso entendimento, guarde os nossos corações em mentes em Cristo Jesus. Amém.
“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação, que nos conforta em todas as tribulações para podermos consolar os que estão em qualquer angustia”. (2 Co.1.3)
Reunimos-nos aqui como família de Deus para nos despedir de uma pessoa muito amada por todos que tiveram o privilégio de conhecer e conviver com _________________________________
Leitura dos dados (dados recolhidos anteriormente)

CANTO DE ENTRADA
HINO: 174 - HPD I – Por tua mão me guia.
Ou: Nº ____________________________________________________

ORAÇÃO:
Oremos: Todo-poderoso e eterno Deus, ao acompanharmos a saída de NN desta comunidade da qual ela/ele tanto amava e trabalhou com tanta alegria e dedicação. Rogamos-te Deus para que tu conduzas os nossos pensamentos às moradas eternas que tens preparado para os teus, e consola-nos pelo poder do teu Espírito Santo. Isto te pedimos por Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, que inaugurou um novo tempo de esperança, através da ressurreição. Amém.

Leitura do Evangelho de João 6.28-40

Mensagem
Prezada família enlutada, queridos irmãos e irmãs em Cristo!

Para nós, cristãos, o corpo é um bem preciso. Nós não desprezamos o corpo. Por isso, quando um ente querido falece, providenciamos um sepultamento digno e cristão.
Aqui, diante de nós, vemos um corpo que teve uma história de vida, com sua família, com seus amigos e amigas, com a Igreja, com sua comunidade e que teve sua história com Deus.
O corpo presente de nossa/o amada/o NN, é um sinal de nossa finitude, por isso também choramos, mas é bom chorar! Porque não ao chorarmos nos damos conta de que o corpo é sagrado. O corpo é para a vida e não para a morte.

O corpo sem vida de NN, nos lembra de um outro corpo: o corpo de Cristo. Ele também sofreu e morreu. É pão do céu que dá vida ao mundo. O corpo nos lembra que a Santa Ceia nos coloca repetidamente diante da morte e da vida. A morte é uma luta, o último inimigo, que precisa ser vencido para que a vida prevaleça. E a vida é dom de Deus. Em Jesus Cristo, a vida venceu. Ele ressuscitou pela força de Deus. Exata é a promessa que recebemos: que se com ele morremos, também com ele viveremos.

De certo modo, hoje representamos aqui este corpo de Cristo, morto e ressuscitado. Nesta hora difícil, como corpo de Cristo, como Igreja de Deus, afirmamos a vitória da vida sobre a morte, ainda que tudo pareça o contrário. Nós cremos e nisto está toda a nossa esperança.

Esta é a ousadia cristã. Crer que a palavra é capaz de suscitar a fé, de chamar da morte para a vida. E a palavra é Palavra de Deus. Palavra de vida. Palavra que transforma e constrói um novo mundo, uma nova realidade, hoje e aqui.

Como cristãos ousamos colocar nossa confiança na palavra última de Deus e não nas nossas. Colocamos nossa confiança na Palavra que se encarnou e que venceu a morte, em favor de nós e de todas as pessoas deste mundo. Também para NN.

Mas logo este corpo amado, será sepultado e, então, definitivamente separado de nosso meio. Ficará apenas a saudade, a ausência. Será um corpo ausente, mas não esquecido. Pois NN será lembrada/o por todas as pessoas que a/o conheceram, como alguém que fazia tudo com dedicação, tanto na família, como na Igreja.

Como suportar a ausência? E eu lhes digo meus queridos e queridas, recebemos de Deus a fé, e é por ela que aprendemos a viver na ausência daqueles que amamos. A saudade pode ser sufocante. É por isso que nos reunimos aqui. Para falar sobre NN que amamos e buscar na palavra de Deus a força que nos vai ajudar a continuar a viver e a confiar e a amar. Pois, se vivemos a saudade da ausência, nós a vivemos pela fé e na fé. A vida vence a morte. Nisto nos agarramos, não por nossa razão ou força, mas por Deus. E se assim é, sabemos o que é viver da graça de Deus. Saudade, neste sentido, é também graça de Deus.
A vontade de Deus, como diz o Evangelista João, é que ninguém se perca, é que cada um tenha a vida eterna, a vida autentica, a vida que vence a morte, e que ressuscite no último dia.

Portando, cara comunidade reunida, não é um adeus, mas um até breve que iremos dar a NN. Nos reencontraremos no Reino Eterno. Que assim seja. Amém.

CREDO APOSTÓLICO
Deus que nos formou no ventre de nossa mãe, que nos chamou no batismo e nos vocacionou para servir em sua Seara, é o mesmo que tem poder para nos chamar da morte para a vida. Ao mundo queremos professar a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico
HINO: 161 – HPD - Em nada ponho a minha fé

ORAÇÃO
Oremos: Ó Deus eterno, misericordioso e incorruptível, tu que és Senhor da vida e da morte, que tens poder sobre as coisas visíveis e invisíveis, que te afastas e te aproximas para revelar-nos o teu amor! À tua misericórdia confiamos Ivete tua serva nossa irmã amada, e te agradecemos por todo o teu amor que, desde o batismo, lhe deste, sustentando-a em seu crescimento na fé. Rogamos-te por ela e por todos nós que sofremos com o seu falecimento. Conforta-nos em nossa tristeza e preencha-nos com o poder do teu Santo Espírito, nosso consolador. Fortalece-nos na fé em ti e na esperança de nova vida no teu Reino para que possamos andar no vale da sobra da morte sem nada temer, servindo-te e louvando-te mediante Jesus Cristo, teu Filho ressurreto, nosso Senhor. Amém.

AVISO – ORAÇÃO MEMORIAL (caso já tenha sido marcada a data). Na Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil temos o costume de lembrar o falecimento de nossos entes queridos e colocar diante de Deus em oração a família enlutada para que continuem a receber o consolo de Deus. Por isso, convido à todos para no dia _____/_____/_____ participarem do culto com oração memorial de _________________________________ (nome completo do/a falecido/a) na Comunidade__________________________________ (citar nome e endereço da comunidade). Todos serão muito bem vindos!


Liturgia da encomendação
Misericordioso Deus! Na segura e consoladora esperança da ressurreição para a vida eterna, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo, encomendamos a ti nossa irmã/o NN. Receba-a/o em teus braços e guarde-a junto de ti até o dia do reencontro de todos nós em teu Reino.

Hino de despedida: 216 – HPD – Se as águas do mar da vida
Convido a comunidade para prestar suas últimas homenagens à NN, deixando a família por último. Em seguida, nos dirigiremos ao cemitério.

 

 

LITURGIA NO CEMITÉRIO

SAUDAÇÃO

Jesus diz: “Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim, ainda que morra viverá; e todo o que vive e crê em mim, não morrerá eternamente.” Que essa seja a nossa certeza neste momento de despedida. Amém.
Trazemos aqui, com muito pesar o corpo amado de NN.
Leitura dos dados
Leitura bíblica de Rm 14.7ss:
“Nenhum de nós vive só para si mesmo nem morre só para si mesmo. Porque, se vivemos para o Senhor vivemos, se morremos, para o Senhor morremos. Quer, pois, vivamos ou morramos, somos do Senhor! Foi precisamente para esse fim que Cristo morreu e ressuscitou, para ser Senhor, tanto de mortos como de vivos”.

Meditação
Neste mundo somos peregrinos, por isso mesmo devemos nos deixar moldar pelo poder de Deus, para podermos cumprir da sua vontade. Não fomos criados pelo Senhor para ficamos eternamente neste mundo. O nosso lar é o seu Reino, e de lá que temos saudades e para lá que queremos nos reencontrar com todos os que nos deixaram.
Amados irmãos e irmãs, aqui não é nossa realidade última. A esperança não termina aqui, ela é para o porvir. A esperança segue conosco, mesmo depois da morte. Um dia esta sepultura também estará vazia, um dia Deus chamará Ivete e todos nós para a morada no Reino dos Céus. Que assim seja. Amém.

BAIXAR O ATAÚDE À SEPULTURA

Entregamos o corpo de NN ao repouso em Deus, na certeza de que através de Jesus, o poder da morte foi vencido. Jesus venceu a morte! Que vivamos na esperança da ressurreição!
(Pegar um punhado de terra, e à medida que se fala jogar terra sobre a cabeceira do caixão): Terra a terra, cinza às cinzas, pó ao pó na segura e certa esperança da ressurreição, mediante nosso Senhor Jesus Cristo (fazer sinal da cruz). Amém.
Enquanto a sepultura é fechada a comunidade pode cantar um hino

HINO: 210 - HPD I Guia-nos Jesus.
Ou: Nº ____________________________________________________

ORAÇÃO:
Senhor Deus, guarda-nos e conserva-nos na fé pelo teu Espírito Santo, a fim de vivermos no teu temor e morrermos na tua graça. Isto te pedimos por Jesus Cristo, nosso Senhor, que nos ensinou a orar dizendo...
Pai Nosso...

BENÇÃO:
E o Deus da paz, que trouxe dentre os mortos a Jesus nosso Senhor, o grande Pastor das ovelhas, pelo sangue da eterna aliança, vos aperfeiçoe em todo bem, para cumprirdes a sua vontade, operando em vós o que é agradável diante dele, por Jesus Cristo, a quem seja a gloria para todo o sempre. Amém.
Vamos na paz e na esperança da ressurreição. Amém.
 


Autor(a): Evelyne Regina Goebel
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 29357

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

A lei inteira se resume em um mandamento só: ame os outros como você ama a você mesmo.
Gálatas 5.14
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Que o Senhor, nosso Deus, esteja conosco. Que Ele nunca nos deixe nem nos abandone!
1Reis 8.57
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br