Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Êxodo 32.7-14 - 17º Domingo após Pentecostes - 15.09.2013

Caderno de Cultos 2013

15/09/2013

15/09/2013 - 17º Domingo após Pentecostes
Lc 15.1-10; I Tm 1.12-17; Pregação: Ex 32.7-14
Equipe Litúrgica – Vila Rica

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia/ Boa noite. Sejam todos/as bem vindos/as. Assim como um veículo precisa ser abastecido com combustível para dar continuidade ao trajeto a ser seguido, assim também nós carecemos de estar abastecidos da palavra de Deus para continuar a nossa caminhada de fé, e por isso estamos hoje aqui buscando este alimento para as nossas vidas. Que possamos sair daqui fortalecidos/as pelo poder de Deus. Convido para que fiquemos em pé e com muita alegria cantemos o cântico de entrada.

CANTO DE ENTRADA
Quando o Povo de Reúne  (HPD, 336)

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Quando nos reunimos em culto não nos reunimos em nome de um deus qualquer, mas em nome de Deus Pai Todo-Poderoso, Criador de tudo o que vemos e não vemos, do Deus Filho Jesus Cristo enviado para a remissão de nossos pecados e Deus Espírito Santo que nos anima, consola e fortalece. E por isto queremos invocar a presença do Espírito Santo de Deus cantando

CANTO DE INVOCAÇÃO
Vem, Espírito Santo (HPD, 366)

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
A comunidade cristã se reúne sabendo que necessita confessar o seu desespero de ter-se desviado do caminho e precisa ser levada de volta para aquele que nos dá a vida como graça, por isso, em humildade queremos chegar a presença do nosso Deus de amor e confessar as nossas falhas (em silencio no primeiro momento para que cada  um possa individualmente apresentá-las a Deus).
Querido Deus de amor, somos falhos, transgredimos os seus ensinamentos, desviamos o nosso olhar da Tua luz, do Teu caminho. Somos intolerantes para com o nosso próximo, pecamos com palavras, pensamentos, ações e omissões, por isso, ouve quando suplicamos por Teu perdão, em nome de Teu filho amado, nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Perdão é poder viver sob novas condições, a partir da certeza que o foco da doença que leva à morte foi atingido. BEM-AVENTURADO aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. (Sl. 32.1). Assim, anuncio o perdão dos pecados a todos aqueles que sinceramente deles se arrependeram. 

KYRIE
Neste culto queremos clamar para que as pessoas possam buscar a reconciliação entre si e com Deus, Criador e mantenedor da vida. Clamemos para que o ódio e o rancor seja substituído por amor e esperança e que solidariedade e a partilha sejam vividas por todos. Levantamos o nosso clamor ao nosso Deus que a tudo ouve, cantando: Senhor em Tua Misericórdia.

GLÓRIA IN EXCELSIS
Deus Eterno em misericórdia ouve as suplicas, Ele fez uma aliança com o seu povo e nós cremos nessa aliança e em suas promessas de estar conosco todos os dias, por isso nos alegramos e damos Gloria, pois somente Ele é digno de toda honra e toda glória. Cantamos alegres:
Glória, Glória, Aleluia. (veja anexo)

ORAÇÃO DO DIA
Querido Deus, somos-Te gratos por mais este dia de vida que nos concedes, obrigado por podermos cada novo dia aprender mais sobre o plano de vida que Tu tens para cada um e cada uma de nós. Envia Teu Espírito de Luz para que possamos entender a Tua palavra que hoje ouviremos, que ela toque em nossos corações e que seja fonte de esperança na vida de cada um e cada uma, em nome de Jesus. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: I Timóteo 1.12-17
2ª Leitura Bíblica: Em pé aclamamos o Evangelho cantando Aleluia. (...) Evangelho segundo Lucas 15. 1-10.

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Salmo 19  ( HPD, 383)

PREGAÇÃO
Texto: Êxodo 32.7-14
Querida comunidade!
O texto que servira de base para a nossa reflexão é do livro de Êxodo 32.7-14 que acabamos de ouvir.
Este texto nos mostra uma das passagens na longa caminhada de quarenta anos do povo israelita, desde a saída do Egito à terra prometida, sob a liderança de Moisés. O povo estava a caminho, buscava a libertação prometida por Deus. Os capítulos anteriores nos relatam a angustia do povo de Deus no deserto, enfrentando as mais diversas dificuldades, a falta de água, de comida, a tirania do faraó, o mar vermelho e essas situações levaram a desesperança e ameaçavam a caminhada para a libertação. Deus com seu olhar de amor olha para o povo e ouve suas suplicas e manda o maná, dá-lhes água, divide o mar vermelho para que possam escapar do inimigo.
Entretanto, enquanto Moisés está no monte Sinai falando com Deus, e o povo encontra-se só, este se volta contra Deus. O povo perde a paciência por esperar, quebra a aliança, se corrompe, diz o texto.
Se nós olharmos para a história, percebemos que a corrupção não foi só do povo de Israel, mas Adão e Eva já se corromperam no inicio da história da criação, desobedecendo suas ordens. Caim ao matar seu irmão por ganância, entre outros relatos. Entretanto, o povo de Israel não só desobedece a Deus, eles constroem um ídolo, uma imagem de ouro para adorar. Delegam a esse deus a saída do Egito. Precisavam de algo visível para crer e ofertar sacrifícios. Deixam de crer no Deus todo Poderoso, no invisível. Hoje não é diferente, muitas vezes precisamos ver os milagres de Cristo para crer no seu poder.
Notamos que a travessia do povo não é somente no deserto da necessidade física, mas também passaram por um deserto espiritual. Falta de fé, de paciência em esperar no Senhor, com isso, Deus fica irado e quer destruí-lo. Moises, percebendo a fraqueza das pessoas e a ira de Deus, intercede, implora para que Deus tenha misericórdia, que pense melhor e volte atrás na sua decisão. Ele argumenta buscando alertar Deus para a critica que voltaria contra Ele, sendo Ele que tirou o povo do Egito e agora o destruiria, o que é que os outros povos, os egípcios dirão, pergunta? Não vão enxergar coerência nenhuma na sua atitude. Não vão nunca se voltar ao Deus de Israel. Não vão entender um Deus que por ira destrói o seu povo. E Deus houve a suplica e leva a sério e volta atrás em sua decisão. A oração de intercessão de Moisés faz Deus mudar de idéia e dá uma nova chance ao seu povo.
Queridos irmão e irmãs em Cristo, ficamos perplexos ao meditar sobre o texto e percebemos como o povo na de Israel foi intolerante, impaciente com Deus. Esse Deus que os acompanhou, enviando uma coluna de nuvens para lhes direcionar a caminhada durante o dia e uma coluna de fogo para guiá-los durante a noite. Cabe-nos perguntar, como temos nós esperado no Senhor diante dos desertos, das dificuldades que surgem em nossas vidas? A quantas anda a nossa paciência na espera? Quais são os bezerros de ouro, de prata, bronze ou de plástico que cultuamos, adoramos e depositamos nossas esperanças quando não vemos de imediato as respostas de Deus? A qual ídolo atribuímos valores que são exclusivos de Deus? Que bezerros a nossa comunidade constrói?
Tornamo-nos surdos diante da voz de Deus. Distanciamo-nos Dele a cada dia quando procuramos fazer a justiça com as nossas próprias mãos. Vivemos situações de desvio de verbas públicas que seriam para melhorar a vida dos filhos e filhas de Deus, (parando nas cuecas, malas, etc, sendo, esta, apresentada como se fosse algo normal). A miséria, a falta de comida, de dignidade de vida, a falta de amor, de perdão. A política do cada um pra si. A intolerância pelo diferente, a destruição do jardim deixado por Deus.
Diante disso e de tantas barbáries a única reação possível para os nossos olhos seria de furor, porém Deus não abre mão de seu propósito. Ele perdeu a paciência com Israel, sim, mas estava disposto a fazer de Moisés uma grande nação (v. 10). Deus não abre mão de construir o Seu reino.
Deus é misericordioso e envia o seu Filho Jesus Cristo, como mediador, e a partir de Jesus Cristo, Deus não perde nunca a paciência com o seu povo. Jesus Cristo veio para dar vida e vida em abundancia, para todos aqueles que Nele crer, conforme João 10.10. Ele acolhe o pecador arrependido, busca a ovelha perdida e se alegra por ela, assim como acabamos de ouvir no texto do Evangelho. Se preocupa com cada um/a de nós, quer que estejamos sempre bem próximos Dele. Transforma vidas, assim como transformou a vida de Paulo fazendo dele seu seguidor e mensageiro da Boa Nova.
Sempre de novo, a cada novo dia, nos dá nova oportunidade para o arrependimento e deixarmos de lado nossos bezerros, nossos ídolos e voltar-nos a Ele. Deus quer continuar no seu propósito de um novo mundo, onde reina a justiça e o amor.  Somos o seu povo eleito para caminhar com Ele, atravessar os desertos e os mares na Sua presença, fiéis, perseverantes e crentes na Sua promessa de estar conosco todos os dias.
Que possamos, auxiliados pelo Espírito Santo de Deus, ser seus colaboradores, orando a Cristo em súplica pelo povo afastado de Deus, pelas dores do mundo. Trabalhando para o Seu reino. Fazendo da Missão de Deus a nossa paixão, para que sejamos uma Igreja viva na presença de D´Ele e somente a Ele seja dada toda honra e toda Glória. Para terminar a nossa reflexão cantemos:
O Povo de Deus (HPD II, 326).  

CONFISSÃO DE FÉ
Queremos confessar no que cremos com as palavras do Credo Apostólico, falando uns para os outros, olhando para cada um/a que está ao nosso lado. Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Dá-nos olhos claros (HPD I, 166)

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2.  _______________________________________________________
3. _______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
Querido Pai amado em nome de Jesus Cristo seu filho nosso Senhor, suplicamos por todas as situações em que reinam o rancor, a violência, a arrogância, o poder político mal intencionado e a força das armas, para que o Espírito Santo intervenha e transforme decisões e atitudes, de modo que mais pessoas experimentem a paz que Tu queres para todos. Suplicamos pelos seres humanos, em todos os lugares, para que encarem a vida como dádiva, como oportunidade de vivê-la como flores, alegrando, perfumando, despertando os sentimentos mais sublimes. Suplicamos pelas pessoas que estão com sua vida ameaçada pela enfermidade, pela falta de alimentos, pela violência, pela perda de esperança, para que através da Tua Palavra e do apoio de outras pessoas sejam como a flor que é regada e redescubram a alegria de viver. Ajuda-nos Senhor a cada Novo dia depositar em Ti toda a esperança e confiança. Que Tu ó Pai querido seja o nosso único e verdadeiro Deus.Tudo mais que temos em nosso coração colocamos em Tua Santa presença na oração que aprendemos de Cristo.

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO e ENVIO

Benção cantada, com gestos (geralmente são dois grupos, cada lado, vira-se de frente para o outro e estende as mãos, como gesto de benção).
Abençoe-vos o Deus (HPD II, 378)

CANTO FINAL
Hosana Hey (372, HPD)

Anexo
. I Glória, Glória, Aleluia!
Estr.: Glória, Glória, Aleluia. (3x) Louvemos ao Senhor!
1, Na beleza do que vemos Deus nos fala ao coração, Tudo canta: Deus é Grande, Deus é bom e Deus é Pai, É seu filho Jesus Cristo, quem nos une pelo amor, louvemos o Senhor!
2. Deus nos fez comunidade pra vivermos como irmãos, braços dados todos juntos, caminhamos sem parar, Jesus Cristo vai conosco, Ele é jovem como nós, louvemos o Senhor!
3, Jesus Cristo é alegria, Jesus Cristo é o Senhor, Da vitória sobre a morte deu a todos o penhor, Venceremos a tristeza, venceremos o temor, louvemos o Senhor!

 


Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Testamento: Antigo / Livro: Êxodo / Capitulo: 32 / Versículo Inicial: 7 / Versículo Final: 14
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2013
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 23160

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

O Senhor conduza o vosso coração ao amor de Deus e à constância de Cristo.
2Tessalonicenses 3.5
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte nem a vida; nem o presente nem o futuro.
Romanos 8.38
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br