Ministério com Ordenação



ID: 2681

Nosso pai foi pastor de almas

Alocução

21/03/2018

Flashes Lindolfo Weingärtner - Eu tenho um canteiro florido
Flashes Lindolfo Weingärtner - Der Mensch, ein Stäublein nur im All
Flashes Lindolfo Weingärtner - Tetélestai
1 | 1
Ampliar

Nosso pai foi pastor de almas!1

Martin Weingaertner

Umas das primeiras lembranças que tenho do fato de meu pai ser pastor remonta à minha infância nos anos 50. Lembro nitidamente que meu pai foi chamado no culto, durante o sermão, para atender um moribundo que pedira por ele no hospital Azambuja. Ele ‘encurtou’ sua pregação resumindo-a em poucas frases para poder sair e ver o enfermo. Desceu do púlpito e pediu ao meu professor de culto infantil Otto Kuchenbecker para continuar a dirigir o culto.

Sim, o Dr. Lindolfo Weingärtner foi um teólogo, mas nunca escreveu um compêndio de teologia. Conhecia a linguagem douta, mas não fazia uso dela. Nos livros que traduziu, ele simplificou a linguagem. As longas frases de Karl Barth na “Introdução à Teologia Evangélica” ele dividiu em três ou mais. Pastores que querem saber como ele entendia seu chamado e o ministério pastoral precisam ler o seu romance “Tempo de plantar”.

Tudo que ele escreveu é inteligível para qualquer cristão: escreveu histórias de crianças (“Pandinha e seus irmãos”; “O elefante Bimbo”), contos, poesias, parábolas, ensaios, artigos de jornal, cartas – centenas de cartas – até um esboço de romance sobre crimes
cibernéticos.

Assim quero compartilhar brevemente três flashes de seu legado:

Começo dirigindo-me aos 15 bisnetos ansiosos para ouvir algo do Opaopa.

Em 1986 Lindolfo escreveu um poema para nossa filha Carina, então com 8 anos. Ela o reencontrou tempos atrás na sua caixa de lembranças. Em “Eu tenho um canteiro florido” o avô induz sua neta a imaginar Deus falando assim:

“Eu tenho um canteiro florido
de lindas florzinhas douradas.
As flores não são para a venda:
São para ser vistas e amadas

Ninguém que me estrague o canteiro
Ninguém que me arranque as florzinhas!
Eu mesmo as plantei com cuidado:
Não vedes que as flores são minhas?”

Canteiro mais lindo é a infância,
Os anjos se alegram com ele.
Foi Deus quem plantou o canteiro:
Não vedes que as flores são dele?

Vocês bisnetos recebem hoje no enterro do Opaopa a tarefa de decorar este belo poema que continuará a lembrá-los de serem gratos ao Jardineiro Eterno por ter plantado vocês no seu jardim!

Uma palavra para a filha Margret, netos e bisnetos na Alemanha, Suíça e Austrália2

Nosso pai foi um teólogo incomum. Quem mais dessa estirpe passaria uma noite de insônia calculando – de memória – quantos satélites caberiam numa órbita geoestacionária a 30 km do equador, mantida uma distância de 300 km entre eles? …

Meus irmãos Walter, professor de engenharia mecânica, e Ruth, professora de física, poderiam falar das muitas perguntas intrincadas que ele lhes fazia. Isso para não falar do seu Interesse em medicina…

Para nós adultos seu último poema “Der Mensch, ein Stäublein nur im All” (presenteado para a esposa Erna no aniversário em 2018) desafia a pensar sobre o sentido da vida - mesmo que já não seja mais moda decorar poemas! (Aliás, ontem pela manhã, cantei para o meu pai um hino matutino alemão. Com muito esforço ele acompanhou o canto, mas, depois, reclamou que eu havia omitido um estrofes!) :

Der Mensch, ein Stäublein nur im All, ( O ser humano, apenas um pozinho no espaço)
ein Augenblick im Strom der Zeit, ( um instante só na correnteza do tempo)
und doch hast Du, o Gott und Herr, ( ainda assim tu, ó Deus e Senhor,)
ihn zu-bestimmt zur Ewigkeit ( o destinaste para a eternidade)
Du gabst ihm Anfang, Weg und Ziel, ( Tu lhe deste começo, caminho e destino;)
Du machtest ihm das Augenlicht; ( tu iluminaste seus olhos)
Du senktest Hoffnung ihn ins Herz ( e lhe infundiste esperança no coração)
zu schauen Dein göttlich Angesicht ( para contemplar tua face divina)
So gehen wir glaubend unseren Weg, ( Assim seguimos nosso caminho em fé)
sehen in dem Nächsten schon dein Bild; ( enxergando no próximo a tua imagem;)
bestehen die Unruh unserer Zeit ( suportamos nossos tempos inquietos)
bis Du, Herr, uns das Herz gestillt. ( até que tu, Senhor, aquietes nosso coração)

Uma palavra para todos aqui presentes:

Diante da escrivaninha de meu pai está afixado há décadas um quadro ele próprio esculpiu em madeira num tempo tormentoso de sua vida. Nele há só uma a palavra grega: “Tetélestai”. Esta encontra-se em João 19.30 onde Jesus, antes de morrer, disse: ‘Está consumado!’ A forma verbal descreve uma ação concluída: “o alvo foi alcançado ; o plano, cumprido”.

Que alvo, que plano? Jesus concluiu o plano de Deus e resgatou a humanidade atolada na maldade! Todos nós tendemos a ver os outros enlameados, mas não a nós mesmos. Quem, porém, enxergar a grave contaminação da sua própria mente e atitudes, só encontrará esperança, se Jesus realmente chegou ao alvo. Lembrar do perdão gracioso sem admitir nossa desgraça é ilusão, das graves. Revela falta de temor a Deus .

Nosso pai tinha consciência profunda disso. Por isso amava essa palavra “tetélestai”. Ele fora presenteado com a certeza de que Jesus completou e cumpriu toda vontade redentora do Pai. Esse fato o norteou e carregou até morrer!

Que Deus presenteie esta certeza a cada um de nós!
Quem a tem, louve ao Senhor;
quem não, busque-o, pois Deus prometeu que se deixará achar. Amém.

Notas:

1. Parte da mensagem de agradecimento aos presentes no sepultamento em 21/03/18 em Brusque,SC

2. Essa parte foi proferida em alemão no sepultamento e tranmitido pelo Skype aos familiares no exterior.


Veja mais sobre o Pastor Lindolfo Weingärtner


Autor(a): Martin Weingärtner
Âmbito: IECLB
Área: Ministério / Nível: Ministério com Ordenação
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Alocução
ID: 46495

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Porque nem eu nem tu jamais poderíamos saber algo a respeito de Cristo ou crer nele e conseguir que seja nosso Senhor, se o espírito não o oferecesse e presenteasse ao coração pela pregação do Evangelho.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Ninguém deve fazer tudo o que tem direito a fazer. Cada qual deve olhar para o que é útil e o que é benéfico para o seu irmão, para a sua irmã.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br