Missão - acompanhamento e consolação



ID: 2876

Celebrando o Natal durante o luto

Meditação

01/11/2009

Estamos nos aproximando do final do ano. Muitas expectativas cercam-nos nessa época, e o Natal com certeza é uma delas. Compartilhamos de alegrias ocorridas, boas experiências, e tudo mais que colabora para fazer desta época um momento ainda mais especial. E como ficam as pessoas que tiveram perdas humanas durante o ano? Como se alegrar no Natal, especialmente o primeiro com a ausência de pessoas queridas que em outros momentos estiveram ao nosso lado? Compartilhamos o artigo que segue no intuito de ajudar a procurar luz num momento em que a escuridão insiste em nos rodear.

Natal é um tempo para lembrar as pessoas queridas, tanto as daqui, como aquelas que já partiram da vida. Depois da perda de uma pessoa querida, as festas natalinas trazem memórias especiais e suaves momentos de tristeza. Que o toque curativo de Deus seja cheio de esperança. Que você encontre alegria no dom da memória, paz no abraço dos familiares e amigos, e a cura na promessa da vida eterna.

Para você que perdeu uma pessoa querida, as festas natalinas podem ser uma lembrança dolorosa da perda. Os primeiros anos são os mais difíceis, mas nos anos seguintes também pode faltar a alegria que você costumava sentir no tempo de Natal. Listo algumas idéias que podem ajudá-lo(a) a dar um novo significado a essas festas:

Seja paciente e realista. Algumas vezes grandes expectativas do Natal tornam nossa frustração mais aguda. Temos uma imagem mental de como as coisas deveriam ser. No entanto, nossas expectativas são geralmente baseadas em fantasias. É difícil ser realista e se concentrar quando se está em luto, mas é uma importante estratégia para a saúde e o bem-estar. Planeje com antecedência. Faça uma lista e priorize as coisas, decida o que é importante para você.

Ouça o seu coração e reconheça seus limites. Passe um certo tempo quieto diante da correria do fim de ano, ouvindo seu coração. Tome consciência de suas necessidades e expresse-as para os membros da família e amigos com quem planeja passar as festas. Encoraje outras pessoas a também partilharem seus sentimentos. Lembre-se de que é compreensível dizer não. Você não tem a obrigação de aceitar todos os convites. Faça o que for possível e o suficiente. Se a casa for muito grande para ser decorada, decore uma sala, um canto ou uma mesa. Não há nada de errado na simplicidade. O luto é difícil também para o corpo e traz stress. Evite a tentação de buscar compensações nos deleites da culinária desta época.

Adapte as tradições queridas. Não descarte tudo. Conserve as tradições vivas. Por exemplo, se o fato de não comprar presente para a pessoa querida que partiu causa-lhe tristeza, compre um presente simples e dê para alguém que não receberia um presente. Lembre-se de que é a troca de amor, o dar é o que mais importa. Se você está sozinho, em consequência da perda, encontre uma forma de passar as festas com outras pessoas. Pare num asilo, num orfanato ou em outra instituição familiar, você encontrará novos laços com essa partilha.

Permita que as lágrimas caiam, mas procure alegria em meio à dor. Não se prive do presente das lágrimas que curam, não se surpreenda se elas chegam quando você menos espera. Neste Natal, experimente recordar os momentos maravilhosos da vida de sua pessoa querida. Pense nos presentes que ela representa para você: alegria, riso, afeto, companhia. Escreva esses dons em tiras de papel e decore a árvore de Natal, coloque-as em um livro de memórias ou numa gaveta, celebre a alegria que ela lhe proporcionou.

Focalize a atenção na dimensão espiritual da festa. Na tradição cristã o Advento é um tempo de reflexão silenciosa e preparação espiritual. Deixe que este tempo de esperançosa antecipação toque seu coração, nesse tempo de luz lembre-se da luz que ela trouxe para sua vida. Acenda uma vela especial celebrando a vida e o amor partilhados.

A medida em que aprende a criar uma nova realidade para você, tempere sua expectativa com compaixão e gentileza, você encontrará a cura, mas se permitir a si mesmo experimentar um leque de emoções no caminho do luto. Que o amor seja a sua maior lembrança!

P. Jairo Gustavo F. Cruz
Par. Unida em Cristo


Fonte: Getting Through the Holidays When
You´ve Lost a Loved One - By Darcie D. Sims
Tradução e adaptação: Ir. Zuleides M. de Andrade,
com a permissão da Abbey Press

 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Ninguém deve fazer tudo o que tem direito a fazer. Cada qual deve olhar para o que é útil e o que é benéfico para o seu irmão, para a sua irmã.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Quanto mais a gente de embrenha na Criação, maiores os milagres que se descobre.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br