Missão - acompanhamento e consolação



ID: 2876

Como manter a proximidade em tempos de isolamento

Reflexões em tempos de Coronavírus

03/04/2020

 

A pandemia nos têm obrigado a permanecer em nossas casas, com nossa familía e para os que moram sozinhos nem mesmo isso. Percebemos que, além do risco biológico da contaminação, passamos a correr o risco de outras formas de adoecimento: os sofrimentos que vêm com a solidão. Nesse sentido, vai se tornando uma urgência, tão importante como as precauções com o contágio, o desenvolvimento de formas de estar junto que possam acontecer sem a proximidade corporal.

É possível estar presente junto ao outro sem estar fisicamente presente?

Sabemos que a proximidade física não garante que alguém esteja conosco.Todos passamos por experiências onde percebemos que a outra pessoa, apesar de estar de corpo presente, está distante, pensando em outras coisas, com o pensamento e os sentimentos muito longe de onde estamos. Apesar de próxima no espaço, a pessoa está longe. O que nos faz sentir que alguém está efetivamente JUNTO conosco?

Não apenas a atenção no que estamos falando. Quando quero me fazer humanamente PRESENTE junto ao outro preciso estar desejando estar com ele, com meu coração aberto a sentir repercussões em mim do que ele me traz; produzindo nele a confiança de que sua narrativa não é uma voz no deserto, mas encontra em mim um destino e um acolhimento.

Assim, a verdadeira presença se configura num corpo virtual compartilhado, sustentado pela confiança mútua, gerada pela identificação que o outro faz em mim de um porto para a sua mensagem, um abraço onde minha alma se oferece como a escrita que testemunhará esse encontro.

O encontro, mais que de um corpo material, necessita de um ato amoroso. Podemos ter um ato amoroso, mesmo através de uma comunicação áudio-visual. Trata-se de um encontro de nossas almas, do que temos de mais próprio, na comunhão de uma experiência vivida.

E é urgente nos exercitarmos nisso, agora mais do que nunca. Não só vírus matam. A solidão também.

 

Maurício Garrote - Médico Psiquiatra


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Um cristão é um ser alegre, mesmo que passe pelo maior desgosto, pois o seu coração se alegra em Deus.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Portanto, a fé é assim: se não vier acompanhada de ações, é coisa morta.
Tiago 2.17
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br