Missão com Adolescentes


ID: 2804

Vocação e adolescência

01/12/1997

Vocação e adolescência

Simone Engbrecht

O que eu vou ser quando crescer? Já crescidos fisicamente, mas ainda não muito independentes, muitos adolescentes têm que dar uma resposta a essa pergunta e, muitas vezes, o questionamento de quem vou ser se expressa por o que vou fazer. Quando alguém se apresenta, geralmente começa pelo nome e logo fala do seu trabalho.

Em meio à crise, etapa de enormes mudanças, o adolescente define suas escolhas ideológicas, religiosas e profissionais. Às vezes, está à procura de um dom, querendo descobrir para que tipo de atividade tem potencial. Há uma diferença, porém, entre dom evocação. Dom diz respeito ao potencial evocação tem a ver com atração, com gosto, com algo adquirido. O adolescente tem muito tempo a viver, mas já possui um passado. Já adquiriu impressões, conhecimentos e já desenvolveu afetos. Conhecer a vocação não significa conhecer o lugar certo de cada adolescente, mas conhecer qual o lugar que lhe atrai e que espera ocupar. A escolha do futuro pertence a cada um.

A escolha profissional

Frente à ansiedade, a tendência é nos tornarmos passivos. É contra essa ansiedade que o adolescente luta inicialmente. De um lado, magicamente, há a expectativa de descobrir seus potenciais; de outro, busca então conhecer do que gosta. O potencial pode ser descoberto, secundariamente, no contato real com as atividades que lhe chamam mais atenção. Portanto, a tarefa inicial é conhecer o que deseja, que valores possui, quais são seus sonhos.

Muitas vezes, quem está fazendo uma escolha profissional fica com a idéia mágica de que irá se tornar um aprendiz de feiticeiro. Que conhecendo bem algumas ações e procedimentos em teoria, no manual de feitiçaria, chegará à realização pessoal. Podemos entender, porém, que a formação teórica é um instrumento que o profissional utilizará no futuro e que não corresponde à totalidade da escolha. Não basta escolher um curso profissionalizante ou um curso superior para finalizar a escolha. A escolha vocacional compreende a ocupação de um papel na sociedade.

Torna-se fundamental que o adolescente procure atividades através de informações sobre diversas opções. As informações consistem em dados sobre o tipo de formação necessária, áreas de atuação, mercado de trabalho e características do profissional. Algumas vezes, o adolescente sente dificuldades em chegar a estes dados. A carência de conhecimento concreto sobre as profissões, sem preconceitos, pode ocorrer pela dificuldade em se inteirar do mundo dos adultos, de refletir sobre a realidade e as várias possibilidades que a vida oferece. O adolescente, ao deparar-se com a dureza da realidade, teme perder as fantasias. Só que não deixamos de sonhar nunca.

Modificar a realidade

Além das informações concretas sobre as características das atividades profissionais, as informações sobre os objetivos de cada forma de trabalho para a sociedade indica o tipo de valor com o qual cada um pode se identificar. Cada trabalho é uma forma de contribuição social. As contribuições podem estar relacionadas à saúde, à habitação, à educação, à organização.

A situação econômica e social do país é difícil, mas não deve impossibilitar que o adolescente reflita sobre sua identificação ocupacional e procure uma autopercepção. As desilusões frustram. Mas para viver, desejar é preciso. Escolher uma ocupação significa pensar no que se quer modificar na realidade.

A criatividade transforma e gera prazer. Portanto, a escolha não deve se dar a partir de um lugar adaptado, quadrado, onde o indivíduo melhor se encaixe. Pelo contrário, não se deve perder a energia da adolescência, pois escolhemos caminhos durante toda a vida e a energia adolescente é criativa e transformadora. Que bom que a escolha profissional é feita dentro desta crise natural! 

A autora é psicóloga e reside em São Leopoldo, RS

Ver ìndice do Anuário Evangélico - 1998


Autor(a): Simone Engbrecht
Âmbito: IECLB
Área: Missão / Nível: Missão - Adolescentes
Título da publicação: Anuário Evangélico - 1998 / Editora: Editora Sinodal / Ano: 1997
Natureza do Texto: Artigo
ID: 25843

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Ajuda-nos, Senhor, nosso Deus, porque em ti confiamos.
2Crônicas 14.11
REDE DE RECURSOS
+
O Deus da paz opere em vós o que é agradável diante dele, por Jesus Cristo, a quem seja a glória para todo o sempre.
Hebreus 13.20-21
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br