Diaconia - A fé ativa pelo amor



ID: 2660

Planejamento da Produção de Hortaliças

Comida Boa na Rádio

27/08/2019

 

PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO DE HORTALIÇAS

[Escute na Midiateca (logo abaixo) e/ou descarregue o arquivo do programa.]

O programa Comida boa na mesa traz dicas técnicas e o faça você mesmo, promovendo a agroecologia e um mundo melhor e sustentável. É produzido pelo Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia, o CAPA, integrado à Fundação Luterana de Diaconia e vinculado à Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil.

No sistema de produção agroecológico, a organização do espaço é bastante importante, e torna o dia a dia na horta mais prático. Alguns aspectos devem ser observados, como funcionalidade, condicionamento climático e o manejo da biodiversidade.

Com respeito à funcionalidade você deve levar em conta que o volume de compostos ou estercos a ser transportado é grande, e deve ficar próximo da horta. Outro fator é a irrigação, pois quanto mais perto estiverem os equipamentos para manejar a água, menor o custo operacional.

Condicionamento climático significa proporcionar condições ideais para otimizar o processo de fotossíntese. Para isso, use cercas-vivas, renques e quebra-ventos. Limite os talhões ou lotes, criando nichos para o cultivo das espécies hortícolas.

O último fator é a manutenção da biodiversidade, principalmente dos insetos. Para tanto, é preciso manter a maior variedade possível de espaços com outras plantas, preferencialmente com flores.

Uma vez organizada a horta, planeje sua produção, especialmente se você quiser comercializar os produtos. Lembre-se que existem alguns períodos de plantios de determinadas espécies que permitem colheitas diárias ou semanais.

O grupo das plantas de ciclo de 60 dias, por exemplo, inclui alface, beterraba, couve-flor, repolho, semeados a cada 20 dias, acrescido de 20% de quebra. O grupo das plantas de ciclo de 90 dias inclui cenoura, beterraba, couve-flor, repolho, semeados a cada 20 dias, acrescido de 20% de quebra.

O grupo das plantas de safra, com tomate, pimentão, quiabo, berinjela, jiló, vagem, abobrinha e pepino. Devem ser semeadas a cada 45 a 60 dias, de acordo com a espécie. Quando o primeiro lote começar a florar, o segundo deverá estar sendo cultivado.

E o grupo das plantas de ciclo curtíssimo, com rabanete, rúcula, nabo, semear a cada 7 dias.

Uma dica para a proteção do solo contra a chuva e o sol é o uso da cobertura morta. Em solos argilosos evita formação de crostas duras na superfície; em solos arenosos aumenta a retenção de água no solo. Também diminui a presença das plantas espontâneas. Pode ser feita com palha, capim cortado, casca de arroz ou outro material disponível.

Outra dica é sobre a utilização das plantas medicinais e seus benefícios sobre as plantas vizinhas. Por exemplo, plantando erva cidreira associada aos tomateiros, aumenta o sabor e o crescimento dos tomates.

• A camomila, associada com cebolas e couves, melhora o gosto e o crescimento.
• A menta é excelente para bordaduras, afastando os insetos.
• A manjerona melhora o perfume das plantas quando espalhada pela horta.
• O cravo de defunto ou tagete é a planta mais ativa na luta contra os insetos.
• O rosmarinho pode ser associado às couves, o feijão, a cenoura e a sálvia, e mantém afastadas as borboletas da couve e a moscas das cenouras.
• A cebolinha pode ser plantada com as cenouras, melhorando o gosto.

Conheça mais sobre o CAPA em www.capa.org.br


Todos os programas

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Nenhum pecado merece maior castigo do que o que cometemos contra as crianças, quando não as educamos.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Arrisco e coloco a minha confiança somente no único Deus, invisível e incompreensível, o que criou o céu e a terra.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br